Efeitos de Rahu e Ketu no horóscopo #2


No Lal Kitab, método de previsões de origem persa  seguido por muitos astrólogos védicos, estabelece-se uma relação  indissociável  entre os nodos Rahu e Ketu e Saturno, mostrando dessa forma a intrincada relação destes factores astrológicos  com a questão do Karma.
Saturno é aqui descrito com uma serpente cuja cabeça (boca) é Rahu Ketu é a sua cauda. Esta abordagem defende que, quando Ketu  está colocado no horóscopo em posição anterior à de  Saturno, este  comporta-se como grande benéfico para o nativo; mas, se  Saturno está colocado depois de Ketu  comporta-se de forma «venenosa» na sua vida. 
A colocação de Rahu e Ketu na carta natal indica uma polaridade entre duas áreas da vida da pessoa,e uma dualidade entre os tipos de experiência significados por essas casas do horóscopo.
Para compreendermos, no entanto,  o significado de Rahu/Ketu na carta natal precisamos de esclarecer os pressupostos da sua interpretação se. Como referido já por mim em diversas mensagens anteriores  a Astrologia Jyotish enraíza-se na Filosofia Védica e nos seus pressupostos. 
Um desses pressupostos é a tese da reincarnação que considera  cada existência  como  uma jornada nova da alma que se reinicia de acordo com um Karma passado. Como tal, continua um processo anterior de desenvolvimento  (simbolizado por Ketu), e começa um percurso de desenvolvimento de novas experiências e competências (simbolizado por Rahu).
 
Aquilo que Rahu e Ketu  significam na carta natal é, deste modo ,uma dualidade tensional entre o passado de uma entidade e o seu futuro  como um novo  conjunto de possibilidades de ser.
 Esta polaridade indica, não apenas o foco do «destino» na existência, mas também uma tensão entre experiências passadas (Ketu), numa área de vida bem desenvolvida anteriormente e para a qual a pessoa possui competências afinadas; 
E uma outra, (Rahu) na qual a pessoa desenvolve intensos desejos e obsessões relativamente aos assuntos significados pela casa da colocação de Rahu e para a qual  necessita de  desenvolver novas competências.
Onde quer que se encontre na carta natal, Rahu indica o principal foco de vida da pessoa,aquela área onde o indivíduo  se move com intensos  desejos que  dão força às suas ambições. O  desafio nesta existência será o de encontrar um equilíbrio entre as experiências simbolizadas por Rahu e a área de vida oposta  representada por Ketu. 
Enquanto Rahu gera incessantemente desejos em relação a alguma área do mundo material, levando a pessoa a esforçar-se por atingir o objecto do seu desejo, Ketu envolve-se no mundo espiritual   gerando o sentimento de renúncia e insatisfação em relação ao mundo material e, muitas vezes, privando-nos daquilo que Rahu  nos dá.
Rahu e Ketu são ambos necessários no processo de desenvolvimento da alma: Rahu representa o nosso ego encorajando-nos a procurar o sucesso ,a gratificação e o poder numa determinada área da vida. Mobiliza a mente subconsciente e actua no seu âmbito impulsionando – nos, muitas vezes com sentimentos de auto-ilusão, a acreditar que tudo é possível e está ao nosso alcance.
Rahu é o «planeta» do sucesso material e dá riqueza e ganhos materiais numa determinada área quando está forte e bem colocado.
Enquanto Rahu está focado nos assuntos materiais terrestres, Ketu  traz à superfície conhecimentos prévios que são pertinentes para, na vida presente, aprendermos a desligarnos de todos os pontos de estagnação emocional que impedem  a libertação da alma.
  Pela influência  de Ketu somos instados a ir além do   raciocínio intelectual, a  acolher a intuição e a confiar na fé interior que nos permite libertar as energias subconscientes desbloqueando os nós emocionais que nos prendem  em cápsulas  paradas no tempo.
Ketu pode causar bloqueios e sofrimento nas nossas vidas, privando-nos do que mais desejamos para nos obrigar a libertar do mundo material. 
Simbolicamente, Ketu representa a alma que apreende a essência das  coisas  mas permanece em eterna insatisfação  que não pode ser superada  no mundo material.  Seca toda a alegria mundana em tudo o que toca, incluindo os objetos com que Rahu está obcecado,  mostrados pela sua  colocação por casa e por signo.  Ele representa a nossa capacidade de conhecer sem a mente pensante.
A colocação de Rahu  nas casas angulares (1,7, 4,10)  e nas casas 5ª e 9ªbons resultados quanto aos ganhos materiais, quando está forte, trazendo felicidade momentânea, aquisição de riqueza e uma posição poderosa. Mas os seus efeitos nunca são completamente positivos. São acompanhados de ansiedade e de tensão que obrigam a pessoa a virar-se para o significados de Ketu e este, com o seu sentimento se insatisfação,  de falta, acaba por  nos levar a  procurar a verdade que subjaz para lá das ilusões materiais.
Muitos astrólogos consideram que as energias de Rahu e Ketu são as mais fortes da carta natal porque revelam  onde é  que  actuam  as principais forças associadas aos desejos Kármicos  sendo por isso poderosos indicadores do destino pessoal.
A dialética entre o desejo insaciável de Rahu e a dúvida, crítica e insatisfação de Ketu  é a forma pela qual a alma aprende as suas lições nos assuntos simbolizados pela casa e signo em que este está situado. A localização dos nodos e os seus trânsitos  indicam as áreas de maior transformação das nossas vidas.
Rahu simboliza a força do desejo que nos traz para o mundo físico; Ketu  retira-nos dele impulsionando-nos para o mundo espiritual. Deste modo, ambos significam os ciclos de nascimento e morte no mundo físico.
Rahu pode trazer muita riqueza e poder no mundo material mas esta vem sempre com um preço : a satisfação dos nossos desejos com Rahu é sempre acompanhada  de alguma tristeza ou insatisfação, que nos priva de uma alegria duradoura.
Rahu e Ketu magnificam  as energias dos planetas que se associam a eles, e assumem   as suas características.  Os seus efeitos no horóscopo são visíveis nas casas que ocupam; nas casas ocupadas pelos planetas seus dispositores; na natureza dos planetas que estão conjuntos com eles e nas casas do horóscopo que estes regem; nos dispositores do Nakshatra dos nodos. A análise destes factores da carta natal mostra o destino da alma.
(Continua)

2 opiniões sobre “Efeitos de Rahu e Ketu no horóscopo #2”

  1. Olá 🙂

    Tenho só uma dúvida simples. Você escreveu:

    «(…) quando Ketu está colocado no horóscopo em posição anterior à de Saturno, este comporta-se como grande benéfico para o nativo; mas, se Saturno está colocado depois de Ketu comporta-se de forma «venenosa» na sua vida.»

    Não entendi muito bem as posições relativas de Rahu, Saturno e Ketu.

    No meu caso, como ficaria? Tenho Rahu na casa 6, Saturno na 8 e Ketu na 12. Qual seria o “comportamento” de Saturno, neste caso?

    Outro exemplo. Uma amiga minha tem Rahu na casa 5, Ketu na 11 e Saturno na 12. Neste caso, penso que se passaria o oposto do que acontece no meu kundali, certo?

    Agradeço qualquer ajuda!… e aproveito para lhe dar os parabéns por este blog. Já guardei algumas ligações nos meus favoritos, para referência futura… e sou um apaixonado pelos Nodos Lunares! 😉

    A propósito, não sei se sabe mas existem representações de Kronos (Saturno) que o mostram numa carroça sendo puxada por duas serpentes [ exemplo: http://www.crystalinks.com/saturncronus.jpg ]. Achei interessante o paralelismo com o Lal Kitab, que apresenta Saturno como uma Serpente, e o relaciona com Rahu e Ketu (ambos de natureza ofídica)! 🙂

    Obrigado e continue o bom trabalho. Abraço!

    Luís Gonçalves

    1. Antes de mais, muito obrigado pelo seu comentário. A referência que cita é do Lal Kitab, um livro escrito no sec. XIX em língua Urdu e que apresenta uma interpretação singular de Saturno, Rahu e Ketu. Saturno pode relacionar-se, de facto, com Kronos(à letra, «tempo» em grego)mas, nesse aspecto, não pode aparecer sozinho, terá que se relacionar com Zeus (Júpiter), o seu filho na célebre Teogonia grega. Voltando ao Lal Kitab, apresenta uma formulação diferente dos significados de Saturno, Rahu e Ketu mas, simbolicamente, muito compreensível, uma vez que o tempo é o que permite a existência e, desse modo, a acumulação e a libertação do Karma. É o tempo que permite a morte e o renascimento e, por isso, dizer que Rahu é a cabeça (ou boca) de Saturno e Ketu a sua cauda é o mesmo que dizer que a vida se perpetua em ciclos nos quais o futuro (Rahu) é sempre acompanhado por e fruto do passado que as nossas acções e escolhas cristalizaram no nosso Karma (ketu). Assim, uma das formas de entender aquela referência do Lal Kitab é a de considerar que o nativo traz para a presente encarnação experiências anteriores não resolvidas (Saturno depois de Ketu está dentro do campo kármico das experiências da vida actual, «apanhado» na teia do destino).
      Na 6ª casa, Rahu está bem colocado, é considerada a melhor posição para Rahu. Quanto aos efeitos de Saturno, há que ver o horóscopo como um todo, se está colocado num signo amigo, próprio signo ou signo de Júpiter, etc. pois não há efeitos avulsos e há factores que podem anular ou alterar grandemente um efeito isolado.
      Quanto ao aspecto das serpentes, não admira essa relação pois a serpente desde tempos muito antigos é um símbolo da sabedoria (e sabedoria divina) e é suposto que o karma através das suas lições nos torne mais sábios; por outro lado, significa também a ideia de que o Karma actua com sabedoria e não como força cega.
      Mas vou aceitar como sugestão para muito em breve escrever sobre o Lal Kitab e tentar, na medida do possível, esclarecer as suas dúvidas. Fique atento às publicações do blog

ajude-nos a melhorar, deixe o seu comentário