O 25º Nakshtra – Poorva Bhadrapada

 

CARACTERIZAÇÃO
Situa-se entre 20 º de Aquário e 3º 20’ de Peixes.
É constituído por um par de estrelas que se situam na confluência do ponto  de interseção entre Aquário e Peixes.
A divindade que preside é Aja Ekapad (Rudra), o deus cabra  de uma perna.
O símbolo  do Nakshatra é um homem de duas faces.
O regente astrológico é Júpiter.
Está associado ao poder de se elevar na plataforma evolutiva  (Yajamana shakti).
O Propósito de vida é a acumulação de riquezas (Artha) tanto a nível material como espiritual e de conhecimentos.
O Temperamento (Gana) é   Manusha (humano). Representa o potencial humano de escolher entre os dois extremos do Bem e do Mal.
SIGNIFICADO SIMBÓLICO

A  divindade associada é uma das personificações de Rudra deus  dos ventos e tempestades.  Aja Ekapad é uma divindade misteriosa, por vezes mencionada como o deus não nascido.  As conotações são semelhantes às de Rudra, com uma dimensão de mistério e de terrível.

A  palavra poorvabhadrapadha traduz-se por «o anterior com pés de sorte» ou  «o primeiro com pés de excremento».  Existe deste modo a ideia clara de transição, de passagem de um ciclo para outro  e de mortalidade associada.
Esta constelação  representa a exploração dos aspectos negativos  para a partir daí retirar um ponto de vista positivo.  Daí a  associação, tantas vezes feita, entre a constelação e o castigo, a sanção, a mortificação, o queimar para purificar.
 Encontramos assim uma ideia fundamental desta  constelação que é a de que a acumulação de bens e de riquezas é uma forma  de esgotar  as possibilidades do mundo material e das suas riquezas para descobrir que, no final, todas as riquezas estão destinadas a perecer, como se depreende pela tradução do nome da constelação , já referido.
Esta constelação refere-se à descoberta da natureza finita de todos os nossos bens e à impossibilidade de mantermos  a nossa vida na Terra  pois não somos imortais: todas as posses a que nos agarramos  ficarão inexoravelmente para trás.
A natureza de oposição– as duas faces do rosto  humano– revela  também o quão difícil é abrir mão das posses terrenas conquistadas: o sentimento de posse pode ser avassalador e será necessário passar por muitas experiências em que à posse  se segue o vazio e a ausência de real contentamento para o indivíduo  «se erguer na plataforma evolutiva», libertando a sua dimensão espiritual. 
Este Nakshatra representa também , complementarmente, o poder e as suas ilusões: o poder baseado na acumulação de dinheiro,  influência social e sobre os outros, o poder sobre si próprio  ou auto-domínio.  
E ,como   expressão deste poder, tanto encontramos  o ambicioso homem de negócios como o criminoso e o homicida  que lutam com os seus demónios interiores.
Na associação com o sobrenatural e o mistério, esta constelação reenvia para a eterna complementaridade do nascimento e da morte na roda  eterna da vida e dos seus ciclos.

 

CARACTERIZAÇÃO FÍSICA, PSICOLÓGICA E COMPORTAMENTAL
Embora seja muitas vezes  considerada uma constelação «diabólica» devido à possibilidade de os seus nativos poderem exprimir todas as nuances entre os extremos do bem e do mal, estes,  de modo geral, são pessoas honestas, sinceras e com forte sentido do dever e de responsabilidade. 
São capazes de trabalhar arduamentee com determinação. São basicamente pessoas pacíficas    embora também  possam ser destrutivos e violentos.
Gostam de ajudar os outros e recusam seguir cegamente qualquer princípio.  Mostram um espírito positivo, têm  força  e capacidade de resistência. Tendem a sofrer conflitos  mentais que exprimem  as suas lutas interiores
Têm uma inclinação  para os assuntos ocultos e sobrenaturais. Exploram  os aspectos extremos das paixões humanas na sua própria personalidade, o que pode levá-los a adotar comportamentos marginais à sociedade e de violência para com os outros. 
Revelam  capacidade de raciocínio prático.  Estas pessoas não são materialistas  têm  habitualmente  uma abordagem idealista das coisas. Mostram afeto pela família. Preferem uma aparência  simples, não gostando de uma vida de luxo.
Respeitam a tradição mas são adaptáveis e capazes de mudar e de se transformar.
Fisicamente costumam ter estatura média, tornozelos um pouco salientes, lábios carnudos e bochechas generosas. Têm aparência atraente e elegante.
DESTINO
Estes nativos costumam ter pouco apoio por parte da mãe, durante a infância , por diversas razões.
Na vida profissional, carreiras baseadas na investigação científica,funções governamentais, escrita, artes performativas, serviços ou um negócio, todas são adequadas. Estas pessoas têm potencial para fazer dinheiro embora habitualmente deem mais valor  ao reconhecimento  dos outros do que à acumulação de riqueza.
Entre os 24 e os 32 anos  a sua vida começará a progredir material e profissionalmente , embora acompanhada de alguns obstáculos. Entre os 40 e os 54 anos terão o seu pico de progresso pessoal.
A saúde pode apresentar alguns desafios.

 

Cada Pada acrescenta ainda aos seguintes significados específicos:
1º PADA- Carneiro Navamsa- 20º a 23º 20’ de Aquário.
Regente Marte. Os nativos são agressivos, têm grande energia mental, são altos e pesados. São guerreiros e lutadores. Podem ser invejosos. Tendem a cobiçar as mulheres dos outros.
2º PADA- Touro Navamsa. 23º20’ a 26º 40’   de Aquário.
Regente Vénus. Estes nativos são indulgentes , recebem riqueza do governo, são amados pelo sexo oposto, têm plena felicidade material.
3º PADA- Gémeos Navamsa- 26º 40’ a 30º de Aquário.
Regente Mercúrio. Estes nativos são pessoas pacíficas e descontraídas, são felizes, gostam de vestir bem, são estimados pelos outros.  São curiosos e gostam de comunicar.

4º PADA – Caranguejo Navamsa- 0º a 3º 20’ de Peixes.

Regente Lua. Os nativos são humildes mas podem ser «miseráveis». São atraentes. Exprimem-se por extremos: ou a benevolência ou a crueldade e violência. São sociáveis. Têm boa longevidade. Ocupam-se dos seus próprios assuntos.
O sábio Varahmihira  afirmou que esta influência lunar  dá aos nativos uma vida  abastada que pode ser posta à disposição dos seus parceiros.

2 opiniões sobre “O 25º Nakshtra – Poorva Bhadrapada”

  1. Engraçado notar como Júpiter rege todos os nakshtras situados entre um signo do elemento ar e água! (Vishakha 16, Punavarsu 7 e Poorva Bhadrapada 25). É como se ele representasse a fusão perfeita do sentimento, emoção e intuição (características naturais do elemento água- moksha) intricados na origem real do verdadeiro Saber (características naturais elemento ar). Ensinar e comunicar com intuição o Saber advindo da dor sofrida e transformada: O Professor, Júpiter.

    A presença do 7 em cada nakshtra revela a perfeição e espiritualidade.

    tenho tido tantos insights!!!!

    Lin-di-ssi-mo!!

ajude-nos a melhorar, deixe o seu comentário