O Significado do Sol na Astrologia jyotish


O sol é o  significador do  self, conectado com  o princípio divino,  representa a alma. Em conjunto com a Lua (o significado da Lua na AStrologia Jyotish) e o ascendente (o significado do Ascendente no horóscopo natal ) forma a tríade que representa  a energia básica  do  ser humano na carta natal.
O Sol é a alma do sistema solar e representa a força da vida na Terra. Ele é a causa do dia e da noite, a força de toda a energia vital (prana) de todos os seres vivos neste planeta. Todo o pulsar de vida na Terra, desde o batimento cardíaco à fotossíntese, são fruto da energia solar. 
O sol é a única fonte de luz   presente na carta astrológica  todos os outros planetas refletem a sua luz.  Ele é o princípio que liga todas as coisas, o uno presente na multiplicidade das formas  vida . Representa o princípio da confiança e do poder, da espiritualidade que nos ilumina na procura da verdade: ele é o símbolo da nossa verdadeira natureza.
O raio  da luz solar significa a centelha divina presente no âmago de todos os seres e que é designado por «alma» ou «atma ». Ele significa a vida na sua essência mais profunda  que não se reduz à  dimensão  física.  É  o princípio universal da vida presente em todos os seres humanos,  uma presença  silenciosa que testemunha todas as suas atividades e manifestações sem nelas interferir mas  zelando pelo bem estar da alma.
O  Sol tem natureza «pura (Sattvik) e é simbolizado pelo ouro – que representa a sua pureza e harmonia– e pelo cobre– que representa a vitalidade, expressa pela energia eléctrica. A direção do oriente,  associada  com os começos auspiciosos, é governada pelo Sol
Externamente, o sol aparece simbolizado por um círculo com um ponto no centro. O círculo exterior, delimitado por uma linha, representa a matéria básica que compõe do universo; o ponto no centro representa  a centelha divina encarnada  no corpo material para o acompanhar na sua evolução  permitindo-lhe  assim tornar-se plenamente consciente neste plano de existência.
O Sol é a essência interior indivídual. No horóscopo natal significa coragem poder, vitalidade, consciência, ambição, autoridade, capacidade de liderança e de comando e a individualidade. Indica a qualidade e a força da nossa luz interiore, por esse facto, mostra até que ponto seremos bem sucedidos para deixar a nossa marca no mundo da existência.
O Sol reflecte o entusiasmo, refinamento, idealismo e «qualidades masculinas» da personalidadeda pessoa. Ele é o princípio masculino(Yang) e o princípio simbólico da paternidade, formando um par com a Lua, princípio feminino(yin).
O sol simboliza a consciência  e inteligência cósmica,  a pura consciência ou mente iluminada. Na Astrologia Védica, o sol é  o símbolo da trindade criadora Luz, Vida e Amor.
 
No âmago de cada ser humano, é o seu verdadeiro  eu. Representa  o poder da vontade e da perceção. Nesse sentido, o sol é o fator mais importante para determinar  o potencial  do individuo pois é o sol que mostra, na carta natal, como é que manifestamos a nossa alma nesta vida.
A colocação no horóscopo  mostra até que ponto temos  vitalidade, inteligência, coragem, espírito positivo , capacidade de adaptação e transformação,  direção  e resistência para enfrentar os desafios da vida.
Pelo estudo da colocação do Sol na carta  natal  somos capazes de prever muitas das características do carácter de uma pessoa, positivas e negativas,  o modo como ela se relaciona com o pai e as autoridades, o seu nível de ambição; mas também  a resistência da sua  constituição física,  o  grau de vitalidade e  a sua capacidade de imunidade
O sol representa simultaneamente aspectos da constituição físico-biológicae espirituais e mentais: a sua energia é, por um lado, física e, por outro, é energia da vontade energia  intelectual afectividade (com a Lua).  
O sol  é, em cada ser humano, a unidade  energética das diversas dimensões do nosso ser. Ele é o princípio que anima cada nova entidade, dando-lhe a vida, simultaneamente biológica e espiritual. Ele não é a matéria (esta é  representada, em  níveis diferentes, pela Lua e pelo Ascendente) mas é o princípio que anima a matéria  e lhe dá a vida física e a animação da consciência e da inteligência(e que a Lua reflecte na Mente).
Pela força da colocação e pelos aspetos que o Sol recebe e lança  aos outros factores astrológicos, podemos medir o grau de sucesso potencial da pessoa, a sua saúde ou fragilidades  a esse nível: o sol rege o coração, a vitalidade que influencia o crescimento celular; a circulação do sangue e, por ser o símbolo da luz, está relacionado com a visão.  
Deste modo, a força da carta nataldepende grandemente da disposição do sol: um sol  positivamente colocado   reforça a inteligência, a nobreza de carácter, a coragem, a capacidade para brilhar no mundo  tornando-se uma expressão individual da Luz solar em toda a sua majestade; 
Um Sol aflito por má colocação ou por aspecto ou associação produz as características que, na Astrologia védica, dão ao Sol a sua classificação de «planeta maléfico»: arrogância, excesso de ambição sem real valor para atingir os seus objectivos, um carácter instável , ciúme , excesso de individualismo e egoísmo.
Em termos gerais, podemos compreender a razão  da classificação do Sol como planeta maléfico:  ele    representa  uma energia  de tal modo poderosa e excessiva que «queima»e anula as energias mais fracas quando está demasiado próxima delas.  Por isso se diz que o sol «se opõe»  a todas as matérias significadas  pela casa do horóscopo em que está situado.
Esta dualidade do sol exprime-se na  capacidade de gerar o dia e a noite e no facto de  ser uma energia que não pode ser experienciada de modo direto: essa  é a razão pela qual os  planetas filtram a Luz solar de modo a que essa energia se torne assimilável pela vida na Terra. Cada planeta simboliza um aspeto parcelar da energia cósmica representada pelo Sol, uma frequência vibratória dessa energia. 
Os efeitos da energia solar na carta de nascimento têm sido estudados e comprovados empiricamente ao longo dos mais de 5000 anos de prática da Astrologia Védica/ jyotish  e encontram-se sistematizados em todas as grandes  obras clássicas de referência, das quais se salienta a obra  de Parashara «Hora Sastra».

ajude-nos a melhorar, deixe o seu comentário