Bons e Maus Planetas para o Ascendente Touro

Para uma introdução a este tema, apresentada no primeiro artigo desta série, por favor clique aqui.
Planetas Benéficos para o signo Ascendente Touro- Abordagem da Astrologia Jyotish Clássica
O Ascendente Touro não é o mais feliz no que se refere a planetas benéficos, pois os dois maiores naturais  benéficos são funcionais maléficos para este Ascendente. Segundo as regras clássicas,os  planetas benéficos quando regem  casas angulares (Kendra)- 1, 4, 7, 10- dão resultados negativos, enquanto os planetas maléficos naturais quando regem essas casas dão resultados positivos. As casas angulares são  a base da estrutura da vida dos nativos, e é  necessária alguma agressividade para estes se afirmarem no mundo e enfrentarem os muitos problemas e adversidades que  este  lhes coloca;  considera-se assim que a energia suave e inclinada para o conforto e para os prazeres dos planetas benéficos naturais não é a adequada para se para ser bem sucedido nos aspetos mais dinâmicos da existência.
Para o Ascendente Touro apenas Saturno e o Sol, quando estão fortes e bem colocados, sem receber aspetos de outros planetas funcionais maléficos, podem ser considerados sem reservas planetas benéficos para este Ascendente. Outros dois, Mercúrio e Marte, são objeto de discussão, sobretudo Mercúrio.
1º- Saturno é o planeta mais benéfico para este Ascendente pois rege a 9ª e a 10ª casas, o que faz dele um planeta yogakaraka, sozinho forma um yoga de poder e de riqueza, um Rajayoga.
2º- O Sol. Rege a 4ª casa, uma casa kendra e o Sol é um planeta natural maléfico pelo que dá resultados positivos, perdendo a natureza negativa natural.
3º- Mercúrio é potencialmente o 3º planeta mais benéfico para este Ascendente, pela regência da 5ª casa. Também rege a 2ª casa, que é uma casa Maraka, isto é ,relacionada com a morte. Mas a sua ação, se estiver bem colocado e for forte, pode ser muito positiva no que se refere à aquisição de bens materiais e de riqueza, pois Mercúrio forma uma assinatura específica de riqueza ou Dhana Yoga para este Ascendente. No entanto, vários astrólogos inclinam-se para considerar Mercúrio como um planeta que dá resultados mistos, embora mais bons do que maus, talvez numa percentagem de 2/3 de resultados bons para um terço de resultados maus e que, por essa razão, devia ser considerado neutro. Isto significa que, genericamente, é muito difícil prever os efeitos deste planeta, a menos que ele esteja associado com planetas funcionalmente benéficos e esteja forte e sem aflições no horóscopo.

4º-Marte rege a 7ª e a 12ª casas. É um planeta natural maléfico por isso pode dar bons resultados como regente da 7ª casa, que é uma casa Kendra e, segundo Parasara, o grande mestre da Jyotish que nos deixou os principais fundamentos da «Ciência da Luz», o reger uma casa kendra, os planetas naturais maléficos perdem a natureza maléfica. Porém, o seu signo Mooltrikona está na 12ª casa, a casa das perdas e, por isso, a menos que esteja em aspeto com planetas funcionalmente benéficos , forte e sem aflições, Marte pode ser mais mau do que bom. Esta é a razão pela qual, geralmente, os astrólogos o consideram neutro para este Ascendente.

Planetas Maléficos para o Signo Ascendente Touro- Abordagem da Astrologia Jyotish Clássica

1º- Júpiter, pela regência da 8ª casa e também da 11ª, conotada com a realização de desejos que podem ter origem no egoísmo do nativo. Apesar de ser um planeta benéfico natural, o seu signo Mooltrikona ocupa a 8ª casa para este Ascendente e a sua ação é essencialmente maléfica, embora, se estiver forte, permita a realização dos seus significados gerais e particulares, mas traz aflições e obstruções de todo o tipo durante os seus períodos e trânsitos.
2º- Vénus, que rege a 1ª e a 6ª casas e tem o seu signo Mooltrikona Balança (Libra), na 6ª casa, uma casa associada a dívidas, conflitos e oposições, doença, etc. Apesar de poder parecer estranho que um planeta benéfico natural como Vénus e regente da 1ª casa possa considerar-se maléfico, a verdade é que, segundo Parasara, quando um planeta benéfico natural rege uma casa kendra perde a sua natureza benéfica e os significados da 6ª casa sobrepõem-se, neste caso , aos da 1ª casa ou Ascendente, porque o signo Mooltrikona de Vénus está a ocupar a 6ª casa.
3º- A Lua rege a 3ª casa e, por esse facto, é considerada funcionalmente maléfica. Mas ,a este respeito, há que ter em conta vários aspetos: o primeiro tem a ver com a fase em que a Lua se encontrava no nascimento, se estava luminosa ou escura pois a Lua brilhante dá uma mente com grandes capacidades para a comunicação, para as atividades comerciais, etc. A Lua numa fase minguante é maléfica e, por essa razão, pode mostrar a pessoa concentrada em desejos incontrolados que a levam a mudar continuamente  de atividade , de modo de pensar ,de atuar, etc.
Planetas Benéficos e Planetas Maléficos  para o Ascendente Touro segundo V. K Choudhry e a Abordagem Sistémica da Astrologia Jyotish
Esta abordagem é extraordinariamente simples e rigorososamente respeitadora dos princípios clássicos da Jyotish, embora com adaptações que a tornam muito eficaz na análise e nas previsões.
Segundo esta abordagem, um planeta funcional maléfico é aquele cujo signo Mooltrikona ocupa uma das casas maléficas: 6ª, 8ª, 12ª.
Para o Ascendente Touro ,são os seguintes os planetas funcionais maléficos: 
Vénus, Júpiter, Marte e Rahu e Ketu (os nodos podem ter um comportamento não maléfico, quando ocupam boas casas e não afligem o ponto mais efetivo da casa que ocupam). Júpiter é o planeta mais maléfico.
Para o Ascendente Touro são os seguintes os planetas funcionais benéficos:
Sol, Lua, Mercúrio, e Saturno. O Sol, pela regência da 4ª casa que é também uma casa Mooltrikona, é o mais benéfico.
Esta classificação baseia-se na conceção de que apenas há 3 casas maléficas, que são a 6ª, a 8ª e a 12ª e de que, por isso, são apenas os regentes destas casas – quando ocupadas por signos Mooltrikona – que não conseguem proteger os seus significados gerais e particulares num horóscopo.
Isto não significa que os restantes planetas deem necessariamente bons resultados, pois isso depende da sua força e do facto de não estarem aflitos nem colocados numa das casas maléficas. Porém, com esta classificação, focamos o interesse na análise dos fatores que realmente importam e que têm a ver com a capacidade dos planetas produzirem resultados num horóscopo, o que acontece durante os trânsitos pelas posições natais em relação ao Ascendente e pelas casas, principalmente no seu ponto mais efetivo e durante os subperíodos dos planetas: os planetas funcionais benéficos trazem bons resultados de acordo como os seus significados; os funcionais maléficos trazem obstruções, conflitos, doença, perda de estatuto e de rendimento, etc.

ajude-nos a melhorar, deixe o seu comentário