Decidir a Carreira- Ascendente Balança, parte 2

med

Continuamos a examinar os indicadores para decidir a carreira do Ascendente Balança. Para examinarmos a criatividade, olhamos para a 2ª casa, que é o indicador principal para este Ascendente: a posição do seu regente, Marte, determinará até que ponto esta pessoa conseguirá batalhar por uma posição relevante para o seu status profissional e pessoal. Marte também rege a 7ª casa, ocupada pelo seu signo Mooltrikona e revela a importância dos relacionamentos pessoais para esta pessoa descobrir a sua identidade e, desse modo, compreender também melhor a sua vocação profissional, havendo fortes probabilidades de que os parceiros desempenhem um papel importante nas escolhas profissionais que fizer.

Saturno é o regente da 5ª casa, ocupada pelo seu signo Mooltrikona Aquário e mostra  o foco destes nativos no coletivo, valorizando mais a criatividade conjunta, construída em cooperação com os outros do que a criatividade puramente individual. Ao mesmo tempo, permite antever que os interesses destes nativos estarão ligados à dimensão social  e, sabendo da preocupação dos nativos de Balança com a justiça para todos e com os valores que são fruto da construção cultural humana, não é de estranhar que muitos deles resolvam enveredar por uma carreira ligada ao plano social ou no âmbito da atividade política ou da intervenção/investigação social, dedicando-se às ciências sociais (como a Sociologia)  como forma de ajudar a diagnosticar os problemas sociais e a contribuir para  sugerir soluções ao poder político que permitam resolvê-los. Estas pessoas são motivadas pelo humano, mais do que pelo natural ou pelo plano abstrato. Alimentam-se dos dramas, das alegrias e das tristezas do ser humano, das suas dificuldades e fraquezas, bem como daquilo que, no homem, é elevado e sublime. Por isso será  mais óbvio que os nativos que sentirem inclinação para uma carreira artística escolham as artes performativas, em vez das figurativas. Será fácil encontrar bons atores de cinema ou de teatro entre estes nativos, para quem o maior mistério a decifrar na realidade é o da vida humana.

 A 5ª casa com regência de Saturno, e Júpiter  em conjunto com o Sol são os indicadores secundários da criatividade para o Ascendente Balança. Como referimos, o Sol rege a 11ª casa e Júpiter rege a 3ª casa do empreendedorismo e da iniciativa e também a 6ª casa. Estes indicadores enfatizam a predominância da área social como motivo de interesse criativo: mais do que  quererem produzir objetos estéticos sem nenhum outro interesse que o da simples contemplação, será mais de esperar que estas pessoas queiram ajudar a criar, conjuntamente com a sociedade, uma realidade humana mais harmoniosa  e com uma organização mais justa e também, de acordo com a inclinação da Lua, mais feliz , formando uma verdadeira comunidade. Poderemos ver alguns destes nativos como ideólogos de um sistema social cujas instituições como o trabalho, a família, a saúde e a educação possam ser mais equilibradas e justas.

O sucesso na realização pessoal mede-se pela 3ª  casa como indicador principal e pela 2ª, 5ª, o Sol e Júpiter como fatores secundários. Júpiter é o regente da 3ª casa e, por essa razão, tem um peso acrescido nesta análise pois é também um indicador secundário desta área. A sua força e posição numa boa casa, recebendo bons aspetos ou, pelo menos, não recebendo o aspeto de planetas maléficos, é um bom indicador do sucesso pois também rege a 6ªcasa, que lida com inimigos e com competidores. Júpiter inclina também para a dimensão social da justiça e do equilíbrio pois também tem afinidade profunda com cargos de administração politica, com as leis, etc.  e a sua relação com os princípios e com os valores e ideais é mais um indicador de que estes nativos se sentem melhor numa profissão onde possam manifestar estes aspetos.

A análise da 1ª casa do horóscopo  e dos aspetos que recebe e, secundariamente, da 2ª ,da 4ª e da 9ª  também ajuda a determinar se a pessoa ganhará riqueza através do seu trabalho e qual o seu potencial para ganhar.O regente da 1ª casa Vénus, deverá estar forte  tal como Marte , Saturno e Mercúrio  para assegurar o sucesso geral da pessoa e a sua capacidade para ganhar riqueza. Não deverão estar colocados numa das casas maléficas nem sofrer a influência dos planetas funcionais maléficos. Mas, como não há signos Mooltrikona em nenhuma das casas referidas a não ser na primeira, a força de Vénus é aqui determinante , bem como a força de Júpiter pois, não havendo signos Mooltrikona nem na 2ª, nem na nem na 9ª casas, Júpiter torna-se, enquanto regente da 3ª casa , ocupada por um signo Mooltrikona, na influência potencialmente mais benéfica para este Ascendente.

Assim, a força de Júpiter é um elemento  também importante para determinar a quantidade de riqueza que este nativo acumulará.

Para determinar o potencial empreendedor destes nativos, observamos a 3ª casa como fator principal e, secundariamente, Marte Vénus e Saturno. Para este Ascendente, Júpiter desempenha um papel duplamente importante, pois é o regente da 3ªcasa. Assim, a opção entre um projeto individual de carreira ou uma profissão subordinada deverá depender da análise do estado de Júpiter no horóscopo. Complementarmente, analise-se o estado de Marte que rege a 4ª e a 7ª casas, estando esta última ocupada pelo seu signo Mooltrikona: uma carreira de negócios implica o estabelecimento de parcerias, aspeto tanto mais importante para o Ascendente Balança, cujos nativos são, por natureza, embora gostem de liderar, orientados para trabalhar em cooperação.  Porém, o signo de Carneiro na 7ª casa indica parceiros com tendências individualistas e com fraca capacidade de cooperação pelo que não se antevê uma vida fácil para os nativos de Balança que queiram montar um negócio em parceria, pois há a tendência de que os parceiros se tornem dominadores, relegando estes nativos para papeis secundários, o que acabará por minar a relação de cooperação pois Balança não tolera situações de desigualdade (embora possa suportá-las quando está numa relação afetiva da qual se sente dependente, mas isto não poderá perpetuar-se numa relação de trabalho). A análise da força de Saturno é importante também, bem como a sua colocação por signo/casa, pois Saturno rege a 5ª casa, que revela a «sorte» que a pessoa traz para esta vida como fruto de ações passadas. Se a pessoa traz pouca sorte kármica para esta vida, os seus esforços, por brilhante que a pessoa seja, não darão os frutos desejados. Da importância de Vénus já falámos, e torna-se também essencial que Vénus seja forte para permitir uma carreira independente.

Saturno, como regente da 5ªcasa e o Sol, regente da 11ª casa,  são os indicadores de riqueza para este Ascendente. Estas casas deverão estar fortes, não havendo planetas funcionais maléficos a ocupá-las nem a lançar aspeto para elas e os seus regentes. Saliente-se que Saturno é um yogakaraka para este Ascendente, isto é, tem uma ação profundamente benéfica para todos os objetivos materiais e, se estiver forte, a pessoa alcança riqueza, podendo no entanto este processo ser mais lento do que com outros planetas pois Saturno tem um ritmo lento e muitas vezes mediado por obstáculos. Porém, se estiver forte, isso não deverá acontecer para estes nativos. E se, complementarmente, o Sol estiver bem colocado no horóscopo, a pessoa pode ganhar muito dinheiro pois a posição do Sol nesta casa é muito auspiciosa. Adicionalmente, vejam-se os indicadores secundários : a Lua e Júpiter pois são estes planetas que dão riqueza.

Se Júpiter for forte e estiver bem colocado, mesmo que a Lua esteja fragilizada, a pessoa  terá sorte e acumulará riqueza. Se a Lua estiver forte e Júpiter estiver fraco, a pessoa acumulará riqueza especialmente através do próprio esforço mas esses ganhos serão menos substanciais, a não ser que Vénus também esteja forte.

Júpiter  é o indicador principal  para os ganhos súbitos  para este Ascendente, revelando qual é a possibilidade de a pessoa receber  dinheiro  de heranças , de legados ou seguros, ou receber dinheiro do cônjuge. A 8ª casa também deve ser analisada bem como o seu regente e os planetas que a influenciam.  O Sol  é também essencial para determinar o potencial de ganhos súbitos.

.  Depois é preciso ver o estado de Vénus no horóscopo pois isso diz-nos se a pessoa conseguirá manter o dinheiro depois de o ganhar/receber. Se vénus for fraco, o dinheiro recebido não será acumulado.

Complementarmente para saber se, ao longo do tempo, a pessoa terá uma situação confortável em que terá o dinheiro necessário para o sustento, analise-se a Lua e Vénus  e, como fatores secundários, a 6ª e a 2ª casas. A Lua e Vénus têm deste modo relevância, não apenas na escolha da carreira mas também  para atestar a capacidade financeira  da pessoa ao longo da vida. Júpiter, regente da 6ª casa, volta a ter aqui um papel de relevo. A força de Júpiter no horóscopo é determinante para assegurar um bom fluxo de dinheiro ao longo da vida. Se Júpiter for fraco, o nativo pode ganhar mas será difícil manter uma situação financeira estável, passando por altos e baixos ao longo da vida, sobretudo se a Lua estiver fraca no horóscopo. Marte, regente da 2ª casa, assume também um papel importante e, como regente da 7ª casa que significa o cônjuge, também pode mostrar se o cônjuge traz dinheiro e riqueza para o casamento, pela posição e força no horóscopo.

  Concluindo, vemos que a Lua e Marte,  Vénus e o Sol  têm papeis fundamentais na determinação da área da profissão e da carreira para o Ascendente Balança e, adicionalmente, estes planetas também nos ajudam a perceber qual  o rendimento que o nativo pode obter a partir dela.

Agora, para além dos planetas que significam em primeiro lugar as opções profissionais, precisamos de saber se eles estarão ativos na fase da vida  em que a pessoa está a fazer as suas escolhas. E, aqui, os fatores decisivos são a análise do período dasha/ antardasha  operante no momento em que a pessoa faz a sua escolha de curso e de profissão, pois os planetas produzem efeitos quando ocorrem os seus períodos ou subperíodos. Assim, para um jovem que está a decidir a entrada num curso superior com a finalidade de uma carreira determinada: por ex., o nosso jovem com Ascendente Balança, pretende frequentar um curso na área financeira. Trata-se de uma área realmente confirmada pelos indicadores gerais do seu horóscopo, pois Vénus rege a sua 1ª casa e a Lua, regente da 10ª casa, também apoia esta  escolha. No momento, o jovem está sob o dasha de Marte, um planeta essencial para a decisão da sua carreira porque é o regente da 2ª casa do horóscopo e rege a aquisição de todos os conhecimentos e competências para o desempenho profissional. O sub período é o da Lua, regente da 10ª casa e também relacionada com a área financeira. Ora, para este Ascendente, estes planetas são ambos muito importantes para decidir uma carreira  no campo financeiro e, por isso,  há boas hipóteses de este nativo ser bem sucedido nas escolhas que faz pois está a a fazê-las no momento oportuno quando estes planetas estão ativos. Tanto Vénus como a Lua  apoiam uma carreira  em que a aprendizagem da gestão do dinheiro é fundamental por isso, esta é uma boa escolha. Agora, para saber se o nativo terá muito sucesso com esta carreira é preciso analisar a força dos planetas significadores , Vénus e a Lua. Quanto mais fortes estes forem mais elevada será a possibilidade de sucesso.

Um  outro nativo com Ascendente Balança  está neste momento a atravessar o dasha de Mercúrio, um período que é potencialmente difícil pois Mercúrio rege a 12ª casa deste Ascendente. O sub período é o de Ketu. O nosso jovem pretende frequentar um curso de Sociologia. Não precisamos  de análises muito profundas para antecipar  que este jovem vai encontrar obstáculos e muitas dificuldades para o seu sucesso numa carreira relacionada com estes indicadores e a análise do horóscopo deveria de imediato alertar para a grande possibilidade de não conseguir alcançar uma boa realização profissional nesta área. Então, o que há a fazer será , dentro do dasha atual, que determina de forma fundamental, pela força do planeta operante, o sucesso ou insucesso na carreira, vermos qual é o subperíodo que é mais favorável para alcançar pelo menos algum sucesso. Ora, no dasha de Mercúrio, o sub período de Ketu, para este dasha, dura um ano, seguindo-se o sub período de Vénus. Este poderá trazer resultados positivos, dependendo da sua colocação no horóscopo. Para assegurar um melhor sucesso, seria preferível que este jovem aguardasse até se iniciar o novo sub período, aproveitando entretanto para melhorar alguns dos seus conhecimentos atuais, antes de efetuar a sua escolha. Por alguma razão que só pode ser kármica, algumas pessoas nascem no tempo certo para facilitar o desenvolvimento bem sucedido das suas áreas de vida enquanto outras batalham sem muito sucesso  durante anos ou a vida toda, parecendo falhar o momento certo para a generalidade das áreas de vida.

Para complementar o que dissemos sobre os indicadores da profissão para este signo Ascendente, referimos os significados dos planetas indicadores da carreira para este Ascendente.

Significados Profissionais da Lua, Marte,  Vénus ,Júpiter

Lua -Quando o nativo nasceu numa fase brilhante da Lua, ganhará dinheiro sem fazer esforço e obterá facilmente  uma boa posição em lugares de administração e instituições governamentais.  A gestão hoteleira, empresas dedicadas à organização do lar, à indústria alimentar, profissões que lidam com a cura e com as relações públicas, também são adequadas. As profissões relacionadas com o público, incluindo a gestão de recursos humanos, e o  setor dos serviços ou todas as que permitem índices de popularidade ,são favorecidas pois a Lua rege a 10ª casa.

Marte–  A sua natureza aguerrida dá propensão para cargos de gestão de forças de segurança, para o trabalho com o fogo e com os metais, para  a engenharia, a cirurgia, medicina dentária, trabalho com químicos, posições executivas e desenvolvimento de projetos, como na construção civil, etc. A regência da 7ª casa desaconselha, a menos que receba muito bons aspetos, as atividades profissionais de parceria, pois indica parceiros potencialmente pouco cooperantes e dominadores que não proporcionam uma parceria em condições de igualdade.

Vénus– Tem uma importância acrescida por ser o regente do Ascendente e, por isso, é um forte indicador da vocação da pessoa. A sua natureza gentil e ligada ao gosto pela diversão torna as pessoas vocacionadas para as artes, para o design, para  o cinema ou o teatro, para a indústria do entretenimento, para  a moda e o  comércio de itens de luxo, decoração , publicidade , hotelaria, etc.; e também para a área financeira, para o estudo das leis, da medicina, da moda,  do ensino, etc.

Júpiter– Como indicador da riqueza, Júpiter também simboliza as profissões relacionadas com a área financeira: banqueiro, consultor financeiro, etc. a sua natureza generosa e relacionada com elevados princípios e valores também o coloca em posições no ensino, na carreira de topo da área legal como juiz, ou governador (político, em posições de administração em instituições), papeis de consultoria, perito de gestão, etc.  Como regente da 5ª e da 8ª casas, pode indicar sorte na indústria do cinema ou do entretenimento e ajuda de dinheiro recebido do parceiro e/ou de legados e heranças.

ajude-nos a melhorar, deixe o seu comentário