Decidir a Carreira- Ascendente Capricórnio, parte 1

manag

Continuamos a analisar os fatores que decidem a carreira e profissão, hoje para o Ascendente Capricórnio. Para uma introdução a esta matéria pode ler outro artigo aqui.

Fatores que Decidem a Carreira para o Ascendente Capricórnio

Para avaliar esta matéria precisamos, não apenas de saber quais são os planetas que, primariamente, simbolizam esta área para cada signo Ascendente, mas devemos também ver quais os planetas operantes  no dasha ou antardasha em que a pessoa quer decidir qual  a carreira a seguir ou qual o emprego mais apropriado quando, por exigências do mercado de trabalho e devido à necessidade de se adaptar, tem que escolher um novo rumo profissional. Se ocorre um período dasha  ou sub período  de um planeta fraco ou aflito numa determinada altura em que uma pessoa deseja escolher uma profissão que é significada por ele, as hipóteses de ter sucesso nessa profissão são muito reduzidas. Por outro lado, complementarmente à profissão, temos a educação: nem todas as carreiras podem ser escolhidas por todos porque exigem um determinado percurso educacional de base sem o qual não existe acesso a essa profissão. Numa outra altura faremos a articulação entre o percurso educacional do nativo e a decisão sobre uma determinada profissão. Por agora, vamos indicar apenas linhas gerais para cada signo Ascendente, para permitir aos nossos leitores a compreensão geral desta matéria  e o  modo como esta análise pode dar pistas sobre a decisão da profissão.

Quando o signo Capricórnio está no Ascendente os nativos  são orientados para aumentar o seu status através de uma carreira ou profissão.  Estas pessoas são muito  trabalhadoras , responsáveis e resistentes, sendo capazes de trabalhar muitas horas, mesmo em tarefas aborrecidas mas que são necessárias para o cumprimento de alguma função. Têm um elevado sentido do dever, sendo perfecionistas no cumprimento das suas funções profissionais. Este é o signo que culmina no horizonte, tendo uma afinidade natural com a carreira e com  a visibilidade que  se alcança no mundo através do desempenho profissional. Assim, não é de admirar que estas pessoas sejam muitas vezes consideradas materialistas, pois centram o seu propósito de vida na ascensão social e na construção de uma imagem pública que lhes permita sentir orgulho por se fazerem  a si mesmas através do mérito pessoal. Gostam de ser reconhecidas como alguém especial e digno de admiração na comunidade de que fazem parte e são geralmente respeitadoras da tradição e das normas instituídas.

Na determinação da carreira para o Ascendente Capricórnio consideramos  a 10ª  e a 2ª casas como  indicadores primários porque ambas estão ocupadas por signos Mooltrikona e, no caso da 2ª casa, o seu regente é também o regente do Ascendente. A 10ª casa é ocupada pelo signo de Balança e o seu regente, Vénus, é um yogakaraka para este Ascendente, isto é, é um planeta que, se estiver forte e não aflito ,pode dar muita riqueza e grande visibilidade profissional aos nativos. É, sem dúvida, quando está forte, um elemento extraordinário de ajuda para que estes nativos ascendam no mundo social e profissional sem grandes dificuldades e com muito sucesso. Por outro lado, o regente da 2ª casa, Saturno, ajuda estes nativos a focar-se nos objetivos, a organizarem-se  e a trabalharem duro para alcançar o que pretendem. Estas pessoas não dependem da sorte para concretizar os seus objetivos: estão dispostas a trabalhar duramente para chegar a todas as suas metas, de forma persistente e sem abandonar por um segundo  cada um dos  passos do plano estabelecido (a menos que este prove ser ineficaz ou desadequado).

O signo Balança, que ocupa a 10ª casa pode inclinar estes nativos para a área artística, do ensino, financeira, relacionada com a gestão, etc. A presença do signo Aquário na 2ª casa acentua as capacidades de pensamento e de trabalho intelectual destes nativos. Aquário incentiva estas pessoas  para serem reformistas, pensadores, investigadores científicos, líderes de opinião  associados a grupos minoritários; também sentem atração pela área financeira e por todas as questões que afetam as massas e a vida da sociedade. Os planetas regentes, Vénus  e Saturno, acompanham estas tendências:

 Vénus está relacionado com a beleza e com  todos os negócios e profissões relacionadas com a beleza, desde os cuidados humanos proporcionados por instituições como institutos de beleza, SPA, hotéis,  etc.,; moda, design, publicidade e marketing, indústria cinematográfica, teatro, indústria geral do entretenimento, arquitetura e decoração, moda e estilismo e, num plano mais racional, também se liga com a medicina e com a ciência, com  a área das finanças, com o negócios de artigos de luxo (incluindo peças artísticas, joias, etc). Também   se articula bem com o estudo das leis, com o ensino, com a medicina. Saturno é uma energia que inclina os nativos mais para o lado sério da vida do que para o entretenimento ou a dimensão artística.

Saturno é um organizador da realidade existente, não um criador; impulsiona para uma atitude de respeito do dever, mais do que para a leveza do sentido estético e, por isso, será preciso que Vénus seja mais forte do que Saturno no horóscopo para estas pessoas se sentirem motivadas para o desempenho de uma profissão mais característica de Vénus do que de Saturno. Saturno é um administrador eficiente das instituições públicas ou de organizações que lidam com pessoas que contribuem para a produção de produtos em massa como as fábricas ou a indústria ou a agricultura organizada. Tanto pode estar ligado a um emprego pouco qualificado como a um posto de gestão numa organização qualquer, pública ou privada; pode ser um operário ou um engenheiro, mas, de forma geral, os trabalhos ligados a Saturno são trabalhos que exigem uma quantidade razoável de esforço físico e menor remuneração, trabalhos que se inserem   habitualmente no âmbito de produção a partir de matérias primas, ou na sua extração. Assim, a confluência destes dois planetas torna  estes nativos muito adequados para funções e empregos ou carreiras em que a capacidade de organização e de planificação, de gestão de todo o tipo de recursos, trabalho intelectual, área financeira e legal, ensino, administradores de alguma instituição, pública ou privada,  manipulação de produtos químicos  ligados a fármacos, por ex., etc. Se Vénus for muito forte, as profissões ligadas ao plano artístico também serão  uma boa opção.

Secundariamente, o Sol dará indicações adicionais sobre o tipo de emprego deste nativo e o seu sucesso: a colocação deste planeta numa boa casa e a sua força, não recebendo aspetos de planetas maléficos, é determinante para concluir qual o nível de sucesso,

O Sol, para este Ascendente é também o regente da maléfica 8ª casa e, como tal,  a melhor disposição é estar sozinho e sem lançar nem receber aspetos pois, como regente da 8ª casa, indica obstruções e fracassos.

A 10ª casa está  ocupada por um signo Mooltrikona , o signo Balança,  porém, a 1ª casa deve ser sempre considerada secundariamente, pois o signo Ascendente determina muitas das abordagens da vida e também, pelos aspetos que a casa  e o seu regente recebem, revela grandemente  o potencial que cada nativo conseguirá desenvolver. E, além disso, Saturno também rege a 2ª casa, que é determinante nesta área da profissão.

Assim ,combinando  as influências da 10ª, da 2ª  e da 1ª casas, vemos que. Saturno  é um tradicionalista, um trabalhador árduo, capaz de desempenhar funções não qualificadas e  que exigem muitas vezes esforço físico duro como os trabalhadores  braçais e operários, trabalhadores agrícolas e da construção civil, das minas e de outros lugares sujos como extração de tudo o que está debaixo da terra (metais, carvão, petróleo); também é o burocrata que lidera esses trabalhadores, o engenheiro, o administrador, etc. e relaciona-se com a produção em massa da indústria de baixa tecnologia mas também adora  posições de poder, de influência e de topo, como a administração de grandes instituições públicas ou privadas, ou como gestor de negócios em que ganhar dinheiro seja a primeira prioridade, associada à conquista de um  status social digno de admiração .

 Vénus, o regente da 10ª casa, tem uma natureza amável e gentil, sensível aos conforto e ao luxo, indulgente e focado na procura do prazer sensual, tanto dos sentidos como mais espiritual, como acontece na produção e na apreciação estética e artística. É também um pensador, podendo ser um excelente gestor, analista financeiro ou legal, sendo  que, nesta articulação com Saturno (embora dependendo da força de ambos no horóscopo) será mais provável ver manifestar-se  este lado mais sério de Vénus, e menos o indulgente e hedonista, na procura da realização profissional. Saturno é ambicioso, satisfaz-se apenas quando chega ao limite do ponto onde se visualizou a  chegar, custe o que custar e não importa que sacrifícios for preciso fazer; Vénus não está disposto a sacrificar o prazer da vida para chegar onde quer que seja, pois o trabalho só por  si não lhe faz grande sentido. Mas, juntos, estes planetas poderão produzir um excelente professor ou investigador, um especialista na área financeira , um empresário na área do marketing ou da publicidade, um gestor de topo, ou simplesmente alguém que resolve montar um pequeno negócio, ligado à área da restauração ou hotelaria, um ginásio, etc., conciliando tanto os aspetos agradáveis de que Vénus tanto gosta com os mais burocráticos e centrados na venda e na obtenção de lucro, para os quais  que Saturno tem uma forte motivação como regente da 2ª casa, da aquisição de riqueza.

(Continua)

ajude-nos a melhorar, deixe o seu comentário