Decidir a Carreira-Ascendente Peixes parte 1

exec

Continuamos a analisar os fatores que decidem a carreira e profissão, hoje para o Ascendente Peixes. Para uma introdução a esta matéria pode ler outro artigo aqui.

Fatores que Decidem a Carreira para o Ascendente Peixes

Para avaliar esta matéria precisamos, não apenas de saber quais são os planetas que, primariamente, simbolizam esta área para cada signo Ascendente, mas devemos também ver quais os planetas operantes  no dasha ou antardasha em que a pessoa quer decidir qual  a carreira a seguir ou qual o emprego mais apropriado quando, por exigências do mercado de trabalho e devido à necessidade de se adaptar, tem que escolher um novo rumo profissional. Se ocorre um período dasha  ou sub período  de um planeta fraco ou aflito numa determinada altura em que uma pessoa deseja escolher uma profissão que é significada por ele, as hipóteses de ter sucesso nessa profissão são muito reduzidas. Por outro lado, complementarmente à profissão, temos a educação: nem todas as carreiras podem ser escolhidas por todos porque exigem um determinado percurso educacional de base sem o qual não existe acesso a essa profissão. Numa outra altura faremos a articulação entre o percurso educacional do nativo e a decisão sobre uma determinada profissão. Por agora, vamos indicar apenas linhas gerais para cada signo Ascendente, para permitir aos nossos leitores a compreensão geral desta matéria  e o  modo como esta análise pode dar pistas sobre a decisão da profissão.

Quando o signo Peixes está no Ascendente os nativos são pouco motivados para as tarefas práticas, apesar de serem bastante inteligentes. Não se sentem atraídos para as lutas do quotidiano e preferem envolver-se em atividades criativas com uma carga emocional associada. Assim, podem gostar de ensinar, de desenvolver uma atividade com cunho artístico, tanto nas Belas Artes  como na indústria do entretenimento; gostam de representar,  de escrever, de fazer tudo o que implique usar a imaginação e a criação de «realidades  virtuais » ou alternativas. Também gostam de trabalhar em bibliotecas e em museus, na  conservação e na  perícia relacionada com antiguidades, etc. porque isso lhes permite transpor a linha  da realidade presente e «perderem-se» num plano de fantasia onde gostam de estar. As atividades ligadas à prestação de serviços, como enfermagem, cuidados prestados a pessoas inválidas, idosas ou doentes, também os motivam, devido à sua natureza compassiva. Não gostam de se envolver em profissões que tenham um cunho muito competitivo ou «combativo», preferindo uma abordagem mais «passiva» e tranquila na qual não tenham que ser contestados ou postos à prova a toda a hora, embora não se importem de orientar, de gerir ou de guiar os outros, podendo aliás ser muito bem sucedidos nessa área, sobretudo quando Marte é forte no horóscopo.

Na determinação da carreira para o Ascendente Peixes  temos signos Mooltrikona tanto na 10ª  como na 2ª casa pelo que contamos com Júpiter, regente da 10ª casa mas também Marte, regente da 2ª, como indicadores principais.   Com dois signos Mooltrikona fortes a reger a 10ª e a 2ª casas, os nativos de Peixes gostam de alcançar boas posições profissionais que permitem aumentar o status social e que  garantem  bastante conforto material.  Júpiter predispõe para uma atividade profissional ligada ao ensino e a papeis de aconselhamento ou consultoria. Também pode inclinar para a área das leis, para a administração , para a atividade financeira. Marte dá capacidades de execução, para o  trabalho  com metais ou fogo, com químicos, para a  medicina e cirurgia, dentista, forças de segurança como polícia e militares e postos executivos.

Na 10ª casa temos o signo Sagitário, com regência de Júpiter que é também o regente do Ascendente e, se estiver forte no horóscopo,  pode bem permitir uma carreira em que a empatia e a sabedoria acumulada  por estes nativos o tornem um excelente professor ou educador, ou um administrador de  qualquer instituição financeira ou de prestação de cuidados e serviços, no qual seja necessário  fazer uma gestão humanizada dos recursos. Em alternativa, esta pessoa também pode dar um excelente juiz ou consultor.

Na 2ª casa temos o signo de Carneiro, com regência de Marte, um planeta que também rege a 9ª casa para este Ascendente, formando um dhana yoga que pode ser poderoso, desde que Marte esteja forte, bem colocado e não aflito no horóscopo. Marte também se  harmoniza  com o desempenho de um cargo administrativo de topo, com a área de gestão e a medicina, especialmente a cirurgia.  O signo de Carneiro  dá a estes nativos capacidade de afirmação  que os torna respeitáveis aos olhos dos outros, dando-se bem em postos executivos, embora precisem de colaboradores que ajudem a concretizar os aspetos mais práticos do trabalho.

Por outro lado, o Sol, indicador secundário da profissão,  torna estes nativos, quando bem preparados por uma educação superior, naturalmente adequados para postos de natureza política elevada, gestores e administradores de topo, tanto na administração pública como empresarial, médicos e administradores hospitalares, cirurgiões, etc. O Sol deverá está forte para permitir ao nativo elevar-se a estas posições de topo na sociedade.

Assim, vemos que Júpiter em primeiro lugar e depois Marte e  o Sol , desempenham um papel importante na determinação de uma carreira para o Ascendente Peixes. Este grupo de planetas ajuda o nativo, quando estão fortes no horóscopo, a obter cargos de topo na administração e gestão, na área do ensino, das leis, da consultoria e aconselhamento, na gestão de recursos humanos, etc. Marte ajuda a ter um espírito empreendedor e iniciativa para realizar os desejos  e ambições pessoais, inclina para a cirurgia e para a medicina, para a engenharia, para a carreira militar, para cargos de  gestão, etc.

A posição e força de Júpiter e  de Marte e, secundariamente, do Sol, indicará qual destes planetas  permite a melhor escolha de carreira para estes nativos. Todos eles se articulam bem como cargos executivos e de chefia, numa posição de administração , sobretudo numa instituição que lida com cuidados ou prestação de serviços- legais, financeiros, de saúde, etc. A colocação destes planetas em boas casas e a sua força, não recebendo aspetos de planetas maléficos, é determinante para concluir qual o nível de sucesso nesta área, bem como a colocação do Sol. Por ex., se houver relevância da 10ª casa, será de esperar que este nativo escolha uma profissão relacionada com a energia de Júpiter   ou  relacionada com os significados dos planetas colocados nessas casas, se os houver, dependendo da força que estes planetas tiverem no horóscopo.

Se a 2ª casa for mais forte, poderemos ver  surgir a predominância de uma carreira associada com Marte  mas em que o Sol e Júpiter também podem associar-se. Por ex., Júpiter pode inclinar para a área administrativa, o que é algo que também agrada à natureza de Marte, que gosta de liderar e de chefiar; o mesmo acontece em relação às leis ou à área das finanças ou  da consultoria: tanto Marte como Júpiter gostam de influenciar e de gerir , embora por razões diferentes e podemos ver um nativo com esta combinação a  desenvolver uma carreira como executivo ou administrador de empresa, sobretudo ao nível da gestão dos recursos humanos ou  na gestão de cuidados hospitalares, serviços prisionais, gestão de um lar de idosos ou de pessoas convalescentes, etc.  Se a dupla Marte/Sol for mais forte, as profissões de liderança ou de administração, a medicina/cirurgia, as chefias militares, o cargo de  dirigente político, etc., bem como  o desenvolvimento de projetos na área da engenharia, poderão tornar-se mais fortes.

E, apesar de o signo Ascendente não ser  ocupado por um signo Mooltrikona, também  nos dá pistas importantes sobre   a abordagem geral da vida destas pessoas. Por ex., o nativo de Peixes  identifica-se com o sofrimento e com as condições precárias dos mais desfavorecidos por isso pode bem desenvolver uma carreira em que o sentido de missão, envolvendo a atuação junto de grupos de pessoas vulneráveis ou mais frágeis da sociedade pode trazer-lhe um sentido de realização pessoal que outras profissões, mais ligadas aos aspetos materiais, não permitem alcançar. Ou então ligada à indústria do entretenimento que também proporciona momentos de fantasia e de descontração aos que estão em casa  assistem a espetáculos para esquecerem os problemas diários do trabalho. No mundo alternativo que  estas pessoas conseguem criar vive não apenas o imaginário, coletivo e pessoal, mas também a  esperança que conseguem transmitir nas criações que fazem, sejam elas no plano da escrita ou no plano artístico ou do simples serviço oferecido aos outros.

O regente do Ascendente, por seu lado, Júpiter, deve ser forte, caso contrário o nativo não terá visibilidade no mundo que lhe permita destacar-se  O signo de Peixes no Ascendente também  pode articular-se bem com um papel de consultoria na área financeira ou legal. Uma carreira ligada à História como curador de Museu, como negociante ou perito em objetos de arte, objetos antigos, etc., também é apropriada para o signo de Peixes.

Combinando  as influências de Júpiter e de Marte, , da 10ª e da 2ª casas, vemos que ambos os planetas  tem inclinação para liderar, para ocupar posições gestão e de chefia, muitas vezes na administração pública , numa empresa de prestação de cuidados ou numa clínica ou hospital, como médico ou consultor financeiro; Júpiter  tem apetência por posições de aconselhamento, pelo  ensino, pela administração , pela área financeira ,pela área legal, etc. Marte também se dá muito bem a exercer cargos executivos e de chefia, bem como numa carreira de engenharia ou de  medicina/cirurgia.

Se o Sol   for forte no horóscopo, combinado com a energia de Marte e com a sabedoria e empatia de Júpiter, o regente do Ascendente ,o nativo poderá atingir uma boa posição  numa carreira que alia autoridade , conhecimento, capacidade de liderança e empatia e compreensão humanas , e ter uma carreira bem sucedida apostada no desenvolvimento do capital humano e da sua capacidade para prestar serviço , como a administração de uma escola , hospital ou clínica, instituição financeira ou legal, etc. Se o nativo tiver apenas uma educação intermédia, pode dar-se bem a trabalhar em setores de prestação de cuidados , como um lar, uma escola, um museu, em tarefas intermédias relacionadas com a produção da indústria de entretenimento, como auxiliar da prestação de cuidados de saúde, etc.

(Continua)

ajude-nos a melhorar, deixe o seu comentário