Personalidade Básica Ascendente Peixes, Lua Aquário e Sol Balança

aqua

A pedido dos leitores, apresentamos mais uma personalidade básica, com signos do elemento Água e Ar.

O Ascendente no signo de Peixes apresenta alguns desafios pois os seus nativos tendem para comportamentos algo indulgentes, o que pode fragilizar a saúde. Estas pessoas têm geralmente estatura mediana e formas arredondadas e os excessos alimentares facilmente conduzem a aumento de peso. Será necessária disciplina também para evitar o excesso de álcool , bem como de doces e gorduras. Dada a natureza profundamente emocional destas pessoas, e o facto de, facilmente, serem movidas por fatores inconscientes, muitas vezes os excessos referidos estão ligados a compensações de caráter emocional. Assim, desde cedo estas pessoas devem ser orientadas para hábitos saudáveis em geral, beber água em quantidade generosa para limpar o organismo e envolverem-se em atividades de caráter criativo, como as de caráter artístico ou artesanal, que sentem grande prazer em realizar, ou de caráter humanitário, como o voluntariado junto de instituições de proteção social locais, para libertarem stress e encontrarem um impulso positivo para conduzir as suas vidas.

Quando são orientadas  desta forma positiva para desenvolverem os aspetos mais positivos do signo de Peixes,  estes nativos sobressaem pela sua capacidade de serviço desinteressado e pela generosidade de caráter.  Uma outra área que precisam de desenvolver é a que se refere ao plano espiritual: manter práticas constantes de meditação, yoga, ou de envolvimento em alguma atividade religiosa, é necessário para lhes alimentar o espírito e o desejo de transcendência, contribuindo simultaneamente para se manterem psiquicamente saudáveis.

Os nativos de Peixes são inteligentes- uma inteligência que se apoia na sua sensibilidade emocional – e gostam de estudar, sendo geralmente pessoas instruídas. Gostam também de tudo o  que lhes permite alcançar um conhecimento mais profundo da realidade humana e, por isso, gostam de História e de Arqueologia, de Museus e de tudo o que permite conservar a memória das experiências humanas. Procuram a compreensão do sentido da vida e, em parte, o seu desejo de transcender o presente vivido leva-os a distanciar-se pelos mundos desaparecidos, em busca de sinais que ajudem a explicar o sentido do que vivem agora. Para estas pessoas, a realidade nunca é simplesmente o momento vivido, este  retira o seu significado de causas que permanecem ocultas e o desejo de compreender essas causas é uma  forma, entre outras, de se completarem para além do que este mundo material lhes permite vislumbrar.

O signo de Peixes é um signo mutável, que está entre dois planos de realidade que são duais: um deles é o que pode ser experienciado pelos sentidos aqui e agora, mas o outro, que secretamente os seus nativos sabem que é mais verdadeiro, é invisível e revela-se apenas por indícios que a imaginação e a intuição são capazes de captar. O desejo de estar sempre para além da realidade imediata  dificulta as rotinas do dia- a -dia e estas  pessoas dão-se melhor em empregos e atividades em que possam dar livre curso à fantasia e ao sentimento. Dão excelentes contadores/escritores de  histórias, professores, etc. no âmago da sua alma há uma inocência desejada e cultivada, pela qual estas pessoas desejam libertar-se de todos os fardos e prisões da materialidade. Este é porém também um aspeto que por vezes causa depressões e um sentimento de não «se adequar» ou de não se integrar nos papéis mundanos da existência terrena e pode ser difícil de superar, se não houver alguém forte e determinado que sirva de apoio a estas pessoas, ou como amigo ou como parceiro de vida.

Quando, ao Ascendente no signo de Peixes, se associa a Lua em Aquário,  a dificuldade de fazer as coisas conforme «é esperado» pelos outros, isto é , de se adaptar aos papéis sociais convencionados torna-se mais forte na personalidade. Estes nativos podem facilmente perder o rumo e formar um «mundo ideal» que é apenas seu e pode haver bastante extravagância nos comportamentos, na expressão das ideias, nas crenças manifestadas.

A Lua em Aquário  busca segurança num mundo à parte, ideal e original e isto pode ser concretizado de muitas formas. Por ex., se houver talento para a escrita, esta pessoa pode tornar-se um escritor de ficção em que cria mundos que  ganham vida através da sua imaginação: da ficção científica que coloca habitantes  de outros mundos a interagir em  sociedade ao escritor que esboça uma crítica metafórica da sociedade do seu tempo ao mesmo tempo que apresenta o seu ideal de sociedade, como acontece em tantas obras clássicas da literatura conhecida. (Nova Atlântida, Viagens de Gulliver, etc).

A Lua em Aquário refugia-se no plano universal e impessoal. Identifica-se com uma imagem comunitária de um determinado grupo ou com a humanidade no seu todo e busca no saber universal ou comum num determinado grupo as soluções para as suas angústias. Tem, por outro lado, dificuldade em  vivenciar a sua singularidade e em exprimir emoções e sentimentos dirigidos a  outros indivíduos. Quando interage com pessoas  tende a manter a distância e a falar de ideias, em vez de sentimentos ou emoções. Esta pessoa pode saber muito acerca de muitos temas, incluindo aqueles que dizem respeito aos sentimentos e emoções humanas mas preferirá sempre teorizar ou apresentar exemplos da literatura ou de alguma teoria psicológica, quando se trata de exprimir o que sente acerca de alguma coisa ou de algum ser. Para se defender, despersonaliza o que sente e racionaliza-o. Essa distanciação permite-lhe ignorar a sua vulnerabilidade ou dependência em relação aos outros. E existe de facto uma vulnerabilidade emocional, com feridas que podem ou  não ter cicatrizado pois a Lua está colocada na 12ª casa.  Esta posição da Lua denota isolamento emocional, separação em relação à mãe (física ou emocional) indicando que a mãe, nos primeiros tempos de vida, não pôde ou  não lhe foi possível, de alguma forma, prestar todo o apoio e  criar a perceção de amor necessária para o desenvolvimento do indivíduo, nesta fase da vida.  O resultado é uma dificuldade ainda mais acentuada de se ligar confiadamente aos outros, apesar de o Ascendente Peixes ter uma  abordagem do mundo que é sempre mesclada pelas emoções e sentimentos.  Mas, na personalidade presente, tal característica manifesta-se de forma indireta, por ser mais segura: através de atividades desenvolvidas pelo nativo e dirigidas aos outros e em que a pessoa é capaz de dar muito de si (até ao autossacrifício) mas sem deixar, verdadeiramente, que os outros lhe deem o mesmo a si.

A Lua rege a 5ª casa e esta colocação na 12ª casa dificulta também a relação entre esta pessoa e os filhos, havendo tendência para repetir o mesmo isolamento emocional que a pessoa sofreu na infância e que pode ser mais acentuado em nativos do sexo feminino, havendo uma dificuldade em assumir a experiência da maternidade através do afeto. Poderá ser benéfico neste caso, fazer alguma terapia a este nível.

Quando ao Ascendente Peixes e à Lua em Aquário  se associa o Sol no signo de Balança,  existe uma ênfase não apenas no elemento Ar mas também no desenvolvimento espiritual desta pessoa. Isto porque o Sol rege a 6ª casa- o que é bom para superar muita da indecisão do Ascendente Peixes e para o centrar mais na vida quotidiana, fortalecendo a sua capacidade de resolução dos problemas que,  inevitavelmente, surgem neste plano de existência- mas também porque o Sol está colocado na 8ª casa do horóscopouma casa  de transformações profundas, de regeneração e de renascimento.

O Sol em Balança está debilitado, orientado para as dimensões ocultas e transcendentes da realidade mas isso pode querer dizer que, em vez de orientar a pessoa para a  conquista de objetivos mundanos- como acontece habitualmente  na  associação entre o Sol e a 6ª casa, o Sol ganha capacidade para lutar com os «inimigos internos», inconscientes e perdidos no fundo da psique. A sua colocação na 8ª casa dá ao nativo desta personalidade a possibilidade de  «escavar» bem fundo nas razões de  bloqueios e dificuldades de expressão, descobrindo as causas de  sentimentos de impotência em relação a certas áreas da sua  realidade.

A colocação do 6º regente na 8ª casa é favorável  para a vida espiritual embora não ajude a saúde, podendo haver doenças crónicas e problemas de visão. A debilitação do Sol nesta casa maléfica indica também uma vida problemática do pai, ou ausência de saúde deste ou até, em alguns casos, a morte do pai cedo na vida. Os nativos com esta personalidade básica podem ter também  propensão para os acidentes e pode haver problemas com os órgãos genitais ou o sistema reprodutor. Esta é uma posição que dificulta as heranças e também não favorece a partilha de rendimentos com o parceiro de vida, não sendo raro haver problemas causados por dívidas do cônjuge. Esta fragilidade física pode ser uma forma- difícil, é certo- de obrigar a prestar atenção ao mundo físico e sensorial, que as pessoas com a combinação de Ascendente Peixes e da Lua em Aquário tendem a negligenciar: é difícil ignorar um corpo que sofre dores ou mal estar. Uma das lições desta personalidade básica é certamente a de valorizar também o plano físico, ao mesmo tempo que  procura a cura profunda  de muitas feridas profundas e bloqueios por sarar.

É sabido que tendemos a não ver e a não valorizar o que corre bem e que só damos valor à saúde quando estamos doentes. Inevitavelmente teremos que dar atenção a um corpo cuja fragilidade nos obriga a cuidar dele e a estar conscientes dele. E, a propósito, é de notar que a Lua em Aquário tende a desvalorizar o mundo sensível em prol do mundo inteligível onde «vivem» os seus conceitos e ideias. Mas o mundo sensível também desempenha um papel fundamental nos objetivos do desenvolvimento humano: é através do plano sensível que aprendemos muitas das lições mais importantes que nos permitem evoluir para seres mais completos e mais de acordo com a nossa verdadeira essência. Toda a Metafísica de povos que desenvolveram grandes sistemas de sabedoria alerta para o papel do sofrimento e da dor na transformação espiritual dos seres humanos. No caso presente, ajuda a procura do equilíbrio que esta personalidade básica sente, e que ajuda os  seus propósitos espirituais. E, como referido pelo yoga formado pela posição do Sol nesta casa- Vipareeta Raja Yoga- o sucesso acabará por surgir, em devido tempo, após  experiências difíceis ou de fracasso.

ajude-nos a melhorar, deixe o seu comentário