Óleo Essencial de Anis

anis4

Desde a antiguidade que o Anis tem sido usado como especiaria, para dar sabor a comida e a bebidas. Em países como a Índia, foi usado desde a antiguidade como refrescante bucal e calmante digestivo. No mundo antigo no Egito, Grécia e Roma as propriedades medicinais do Anis eram conhecidas e apreciadas. Os romanos trouxeram o Anis para a Europa onde foi largamente usado como auxiliar da digestão. Era adicionado, em conjunto com funcho  e cominhos, a  bolinhos que eram comidos após a refeição para ajudar a digestão.

O óleo de Anis extrai-se por destilação a vapor dos frutos secos da planta Pimpinella Anisum, dando origem a um óleo claro e fino, cujo ingrediente principal é o Anethol na percentagem de 90% ao qual deve o aroma característico. Esta planta é originária da Ásia sendo hoje predominante na área mediterrânica, onde cresce como planta nativa selvagem em vários países. A sua produção para fins medicinais (entra como ingrediente em xaropes para a tosse e outros tratamentos para a garganta) e para  extração do óleo essencial é feita em Espanha, Rússia e França.

O óleo de Anis tem um aroma a alcaçuz e pode misturar-se com outros no difusor e inalador, ajudando no tratamento da bronquite, constipação e gripe. Usado em diluição fraca, ajuda a acalmar o nervosismo e o stress. O óleo essencial de Anis confunde-se muitas vezes com o óleo de Estrela de Anis.  Este último provém de uma planta usada nos países asiáticos, que entra como ingrediente no medicamento para a gripe «Tamiflu» . Embora tenham um aroma semelhante, as suas propriedades não coincidem inteiramente.

anis2

Este óleo tem sido usado tradicionalmente como anti epiléptico pois tem um efeito narcótico e sedativo, reduzindo o movimento circulatório e respiratório, bem como a resposta nervosa. Esta redução ajuda em situação de ataque epiléptico ou crise nervosa. Mas, pelas mesmas razões, deve ser usado com cuidado para não ultrapassar a dose segura de concentração; alivia as dores reumáticas e a artrite ; ajuda a acelerar o processo de cura das feridas devido à ação antisséptica e esta propriedade também o torna útil para tratar as convulsões. É antiespasmódico e descongestionante e a sua acção relaxante ajuda a melhorar as cãibras ou contrações do trato respiratório, nervos, músculos, etc..É carminativo, analgésico, anti bacteriano, (tem uma ação eficaz contra diversos tipos de bactérias), é também usado em tratamentos  oftálmicos. Também tem sido referido o uso eficaz no tratamento de  problemas nervosos, tratamentos de pele. Também se usa nas dores musculares, flatulência, reumatismo. Pode ser usado de modo seguro como purgante  ajudando a limpar os intestinos em caso de obstipação (deve ser usado em concentração baixa, diluído); usa-se com vantagem na asma e bronquite, pelas propriedades descongestionantes sobre o trato respiratório e os pulmões  e é igualmente expetorante, ajudando a limpar os pulmões em caso de catarro na constipação e gripe.

Tem funções insecticidas quando vaporizado em spray ou fumegado, ajudando a manter os insetos à distância. Também é vermífugo ajudando a libertação de vermes dos intestinos.

Pode ser de boa ajuda no tratamento de cólicas  digestivas e para aliviar os efeitos do congestionamento do peito.

anis

Sem negar os seus efeitos tão benéficos, o óleo de Anis deve ser usado com precaução pelas pessoas de pele muito sensível; também não deve ser usado por mulheres grávidas ou a amamentar, nem por pessoas com cancro do endométrio ou  a fazer tratamento de substituição hormonal. Crianças com menos de 5 anos também não devem usar este óleo. O óleo deve ser rejeitado se tiver oxidado. Segundo Tisserand e Young, a máxima concentração deste óleo deverá ser de 2,4% pois, mais concentrado, pode interferir com a coagulação sanguínea. Usado em doses de alta concentração tem efeito narcótico e reduz a respiração e a circulação. É tóxico para pássaros e pequenos animais e deverá ser usado com a máxima cautela nas crianças, sempre em doses muito fracas. Algumas pessoas com pele sensível  podem sentir irritação na pele.  Não deve ser usado em caso de doentes com certos tipos de cancro, pois  pode ter efeitos negativos, pela ação que tem sobre a hormona de estrogénio.

Receita Caseira de óleo de Anis

Para fazer o seu próprio óleo de Anis, vai precisar de :

– sementes secas de Anis, um pilão para moer as sementes, gaze, recipiente de vidro, recipiente de madeira  ou de louça para moer as sementes, óleo de amêndoas doces para servir como  óleo de transporte.

Pise as sementes secas de Anis com o pilão para libertar o óleo e o aroma sem as desfazer em pó,  coloque as sementes assim pisadas no interior do recipiente de vidro, encha este com o óleo de amêndoas doces , feche completamente o recipiente e coloque-o ao Sol . O calor do Sol libertará o óleo essencial das sementes esmagadas. Depois passe o óleo resultante por uma gaze, para o separar das sementes,  coloque-o num recipiente  bem fechado num local fresco e seco e depois poderá usá-lo, diluindo-o em mais óleo de amêndoas doces.

anis3

Uso Metafísico do óleo Essencial de Anis

É considerado um estimulante espiritual, protetor e purificador, promovendo a coragem. Estimula a mente consciente abrindo-a para a ligação com todos os seres. Diz-se que ajuda a proteger de pesadelos,  se forem derramadas algumas gotas do óleo essencial de Anis na almofada. Para afastar energias negativas da casa, podem colocar-se entre 3 a 5 gotas em lamparinas aromáticas espalhadas pela casa. Podem colocar-se 10 a 15 gotas deste óleo na água do banho para purificação.

ajude-nos a melhorar, deixe o seu comentário