Um Outro Olhar sobre os Nakshatras- Krittika

Um outro olhar sobre os Nakshatras Krittika

O Nakshatra de Krittika ocupa a extensão entre 26º 40’ do signo Carneiro e os 10º de Touro, estando astronomicamente localizado na constelação das Plêiades em que se destaca a  estrela Alcione. Sírius, outra estrela importante desta constelação é designada nos textos antigos como a «vigilante do céu do quadrante  Sul».

A árvore sagrada deste Nakshatra é o Ficus Racemosa ou Ficus Glomerata.

A divindade protetora do Nakshatra é Agni , associado, como o nome indica, ao elemento Fogo. Esta divindade preside ao quadrante sudoeste de todos os caminhos. Agni rege o Fogo terrestre. O Sol é o regente planetário  e o seu símbolo é o Pássaro de Fogo. Agni rege todos os rituais que usam fogo e que são orientados  para a direção que ele rege, o Sudoeste.  A gema associada é o Rubi de acordo com o regente planetário, o Sol.

O símbolo deste Nakshatra é uma navalha, tesoura  ou instrumento cortante. A chama e a seta também se associam a Krittika. Pertence ao grupo Rakshasa.

O Nakshstra simboliza a cabeça do homem celeste ou Kala – Purusha.

Krittika simboliza a fama e o brilho trazido para a vida do nativo, a guerra, a batalha, o comandante chefe, general ou líder da batalha. Relaciona-se, deste modo, com a conquista através da batalha, estando por isso também associado a um estilo direto, a movimentos agressivos, à ação frontal,  ao calor a ao fogo, à competição através das armas.

Parashara associa a este Nakshatra as ações rudes, a competição, discussões acaloradas, o trabalho com metais, a aceitação do Fogo (Ritual dos Brahmin).

A associação entre Agni e o fogo primordial ajuda a perceber o poder próprio deste Nakshatra: purificação, através do fogo sagrado, isto é representa o queimar de todas as energias negativas para fazer aparecer a verdadeira essência do ser. A sua primeira motivação, tendo uma natureza Rakshasa, é Kama ou desejo. Mas, como o seu símbolo indica, a ação que conduz a essa purificação pode ser traumática e a energia deste Nakshstra tanto pode curar como destruir.

O poder de Krittika, o Fogo, tanto nutre, quando se desenvolve dentro de certos limites, em que a sua ação ajuda a digerir, como sucede  com os alimentos cozinhados no Fogo, como pode cortar agressivamente e de forma desequilibrada, destruindo ou queimando tudo o  que era nutritivo no alimento.

Os nativos de Krittika podem alcançar diferentes resultados,  sendo que a porção do  Nakshatra que ocupa o signo Carneiro tende a dar melhores resultados, dada a amizade entre o Sol, regente planetário do Nakshatra e Marte, regente do signo Carneiro. Já na parte que ocupa o signo Touro, temos a inimizade  mútua entre o Sol e Vénus. Dada a inimizade do Sol em relação a Vénus, que simboliza as mulheres, este Nakshstra é tradicionalmente considerado menos auspicioso para as mulheres do que para os homens mas isto deve ser relativizado, uma vez que, na atualidade, homens e mulheres podem ter papéis semelhantes no que toca à carreira e à procura de sucesso profissional. A diferença é que as mulheres terão que lutar bastante mais do que os homens para provar o seu valor, sobretudo nos países mais tradicionais.

Os nativos  sentem muitas vezes um dualismo nas suas vidas: podem por ex., ser bem-sucedidos numa vida pública e serem apagados na vida privada.  Mas, numa natividade masculina, este Nakshatra é tradicionalmente considerado auspicioso uma vez que os homens, por razões culturais ao longo do tempo, têm sido primariamente motivados para alcançar sucesso mundano. Estas pessoas procuram a atenção dos outros, querem brilhar, estar no centro das atenções e receber o máximo de privilégios. A sua presença física é em geral dominadora, radiante e cheia de glamour. Quando a Lua ou o Ascendente estão neste Nakshatra, estas pessoas podem ser políticos carismáticos , figuras do desporto, etc., suscitando a admiração dos outros.

As mulheres que nascem neste Naksatra (Lua ou Ascendente) são igualmente seguras de si e decidem e escolhem por si mesmas. Mesmo quando isto ocorre na parte do Nakshatra ocupado pelo signo Touro, estas mulheres, apesar de continuarem a dar importância ao equilíbrio e harmonia, às coisas belas e à arte, exprimem igualmente a sua opinião independente, revelando a sua inteligência e desejos sem se submeterem a ninguém.  Também gostam de moda e beleza e de romance mas a vívida inteligência leva-as a querer serem pares dos homens nas várias situações, colocando-se    em situação de igualdade, sem se deixarem subordinar. Podem assim ser extremamente críticas e não poupam nas palavras que podem ferir como navalhas ,exigindo o mesmo respeito concedido aos homens. Podem, tal como estes, ser bem –sucedidas na área da Política. Algumas podem chegar ao estrelato no cinema , música e  indústria do entretenimento. E tudo isto sem perderem a sua autonomia e independência, nem os seus princípios, que não calam perante ninguém.

As mulheres de Krittika têm, de facto, um cunho «masculino» na sua personalidade que as faz querer   alcançar o mesmo sucesso que os homens e, em muitos casamentos, são efetivamente mais inteligentes e mais decididas e talentosas do que os maridos.  A regência do Nakshatra pelo Sol garante-lhes de resto com frequência que cheguem ao topo da carreira que escolheram, pelo menos em termos de reputação e de fama (nem sempre acompanhados de alto salário) e a pessoa é conceituada e admirada. As mulheres de Krittika raramente ficam em casa a desempenhar o papel de «donas de casa» . Têm voos mais altos, e são tipicamente mulheres de carreira., competindo, num mundo masculino, pelos mesmos privilégios usualmente atribuídos aos homens. Seguem muitas vezes o modelo do pai, que admiram.

Os nativos de Krittika são muito ativos  e criativos, carismáticos, gostam de estar no centro das atenções, de ser admirados e  de brilhar com todos os seus talentos.

A Política, o teatro e o cinema, a atividade financeira de investimento, o jogo, o rodearem-se de um séquito de seguidores que os aplaudem e admiram a cada instante, são algumas das tendências que podemos observar nos nativos de ambos os sexos .

Quanto ao destino individual, segundo os clássicos, os nativos do 2º, 3º e 4º padas alcançam riqueza a partir do seu esforço individual e a ajuda o pai. Podem ser proprietários ou comerciantes. São muito patriotas.

Fisicamente, as mulheres são altas e magras, têm constituição fraca e são vulneráveis a constipações e problemas crónicos como asma. Entusiasmam-se com facilidade mas também podem cair rapidamente na depressão e melancolia. Têm temperamento nervoso. A sua independência leva-as a viver sozinhas fora da família. Colocam os próprios desejos em primeiro lugar, não aceitando interferências. Têm uma disposição ciumenta.

Os homens têm uma postura orgulhosa, digna, consciente do seu próprio valor. Têm grande ambição e sede de poder.  Possuem um sentido inato da importância do seu destino e essa expetativa ajuda-os a alcançar o que pensam ser-lhes devido.

1º pada (26º 40 ‘ a 30º de Carneiro-  esta parte do Nakshstra tem regência de Júpiter. Este Nakshtra é altruísta e imbuído de valores morais. A sua energia é generosa e também temerária, este é o pada dos exploradores do Zodíaco e, por vezes, também dos militares que zelam pela ordem estabelecida. Os planetas aqui adquirem muita energia e poder. Os  mais fortes são Júpiter, o Sol, Marte e Ketu. Estes nativos são o centro das atenções, brilhando nas artes performativas; podem ser génios literários ou grandes atores; os filhos podem ter talento artístico. Podem dar-se bem no mundo da moda, são cheios de glamour, têm sorte no amor. Os homens enfrentam problemas causados por mulheres e as mulheres terão problemas causados por homens;  os homens podem ter uma cicatriz de nascimento na face ou na cabeça. Quando se zangam a face  fica muito vermelha. Entusiasmam-se e irritam-se facilmente. Possuem uma fala rude. Podem sofrer de insónia.  Podem igualmente sangrar facilmente do nariz e sofrer de pressão alta.

Os nativos do 2ª pada – 0º a 3º19’ de Touro-  Regência de Saturno- têm uma personalidade atraente, movendo-se nos círculos de pessoas com alta instrução. Gostam do poder.

Sofrem com problemas digestivos. Têm dentes fracos e têm, frequentemente, úlceras e abcessos nos dentes; gostam de comida picante; gostam de tomar banhos frios.  Têm natureza briguenta e abusiva. Envolvem-se na política e são muito patriotas podendo empenhar-se na defesa do país e dos seus costumes. São apegados aos recursos naturais e à propriedade da Terra. Prezam a terra dos antepassados. A energia deste pada é mais material do que a do 1º embora também tenha um cunho fortemente ético. Aqui a espiritualidade é expressa de forma material. A energia do Nakshtra desenvolve aqui esforços para constituir um ambiente maternal e seguro, usando os fatores materiais. A Lua atinge aqui a sua máxima exaltação. Saturno e Marte funcionam bem neste pada ,apesar de Marte receber mais apoio aqui do que dá.

3º Pada- 3º20’ a 6º 40’ de Touro- Regência de Saturno (cai no navamsa de Aquário). Este pada é humanitário e altruísta mas  respeita as regras e os limites da tradição embora contextualizando essas regras em formas ideais inovadoras, combinando inovação e tradição. Este pada fixa-se nos deveres e responsabilidades coletivas. O conhecimento sob todas as formas é promovido por este pada.  Porque não há planetas debilitados em Aquário, os planetas em geral dão bons resultados neste pada, de acordo com os seus significados. Estes nativos são inteligentes, mas não ficam ricos. São altos, têm dentes fracos e, frequentemente, úlceras e abcessos nos dentes. Gostam de comida picante. Gostam de tomar banhos frios.  Têm natureza briguenta e abusiva. Envolvem-se na política e são muito patriotas podendo empenhar-se na defesa do país e dos seus costumes. São apegados aos recursos naturais e à propriedade da Terra. Prezam a terra dos antepassados.

4º pada- 6º 40’ a  9º 20’ de Touro-  Regência de Júpiter- Este pada tem a capacidade de exprimir a sensibilidade espiritual no plano material. Ajuda o trabalho em equipa, o espírito de cooperação e  promove a alegria. Deste modo, os planetas aqui dão melhores resultados em situações que envolvem grupos. Como é um Pushkara pada, todos os planetas têm a capacidade de dar bons resultados aqui com especial ênfase para Júpiter Vénus e Ketu. Mercúrio é o que dá resultados menos bons. Os nativos deste pada são muito instruídos e  conhecem vários textos tradicionais considerados sagrados. Têm dentes fracos e, frequentemente, úlceras e abcessos nos dentes.. Gostam de comida picante. Gostam de tomar banhos frios.  Têm natureza briguenta e abusiva. Envolvem-se na política e são muito patriotas podendo empenhar-se na defesa do país e dos seus costumes. São apegados aos recursos naturais e à propriedade da Terra. Prezam a terra dos antepassados.

ajude-nos a melhorar, deixe o seu comentário