Óleo Essencial de Madeira de Cedro

óleo essencial de cedro

O óleo essencial de Cedro é extraído da madeira da árvore de cedro, por processo de destilação a vapor. Esta árvore tem o nome científico de Juniperus Virginiana (também conhecido como   Cedrus DoedaraCedrus Atlantica, e Cedrus Libani, conforme  a  região em que se encontra. Esta é uma planta de climas frios, encontrando-se em altitudes elevadas. Possui substâncias químicas que lhe dão valor medicinal.

Este óleo essencial tem as seguintes propriedades: é anti seborreico, antissético, antiespasmódico, tónico, adstringente, diurético, emenagogo, expetorante, inseticida, sedativo, fungicida.

As propriedades anti seborreicas ajudam a curar os processos inflamatórios nas glândulas sebáceas que produzem excesso de sebo na pele. Reduz a produção de sebo e ajuda na cura da infeção. Reduz também a vermelhidão da pele associada.

Pode ser usado externamente nas feridas como antissético, prevenindo a  sua infeção. É frequentemente um ingrediente dos cremes antisséticos pois liberta o corpo de toxinas.

A sua acção anti-inflamatória revela-se positiva na artrite.

Alivia os espasmos de todos os tipos, (do trato respiratório, músculos, nervos, coração, intestinos).

Possui uma ação tónica geral sobre o organismo e os seus sistemas, estimula o metabolismo. Tonifica os músculos, estômago, pele e melhora o funcionamento do fígado e dos rins.

A sua ação adstringente ajuda quando há problemas nas gengivas, dores de dentes, flacidez muscular. Pode também diminuir os efeitos da diarreia, pela contração muscular do sistema digestivo. Aplicado localmente na pele, protege de toxinas e bactérias, ao formar um escudo de proteção da pele.

Possui funções diuréticas e emenagogas, aumentando o fluxo de urina e reduzindo a irregularidade menstrual.

Possui uma função expetorante, aliviando a congestão do trato respiratório . Diminui as dores de cabeças e a vermelhidão e pingo do nariz em caso de constipação, ajudando também a conseguir um sono tranquilo.

As propriedades inseticidas do óleo essencial de Cedro são bem conhecidas desde há muito. Em locais com muitos insetos voadores como moscas e mosquitos, a sua vaporização no ar afasta estes insetos .

Possui também um efeito calmante e sedativo sobre a mente, alivia a ansiedade, o stress e a depressão, quando usado em aromaterapia, inalando o seu aroma.

Segundo alguns estudos, a inalação do óleo essencial de Cedro protege da infeção por fungos, tanto externa como internamente.

Cedro

Como Usar o Óleo Essencial de Cedro

Pode juntar 5 gotas à água do banho para alívio de comichão ou pequenas inflamações na pele. Pode também juntar duas gotas à loção para o corpo ou misturar num óleo de transporte e massajar a zona afetada.

Combinado com óleo de Tomilho, Alfazema e  Alecrim, ajuda a melhorar o cabelo e até mesmo, segundo dizem, a prevenir a sua queda. Diz-se que torna o cabelo mais forte. Para esse efeito, podem-se adicionar 2 ou 3 gotas ao champô ou condicionador ou aplicar no couro cabeludo numa massagem, após diluído em óleo de transporte, deixar estar durante 30 m e depois passar por água ou lavar a seguir.

Misturado com óleo de coco ( 2 gotas para  uma colher de sopa de óleo de coco) pode aplicar-se nas feridas como antissético.

Para as dores da artrite pode-se adicionar ao banho 10 gotas de óleo essencial de Cedro. Em alternativa, pode inalar-se o óleo.

Em situação de diarreia ou dores digestivas, pode juntar-se 3 a 5 gotas de óleo essencial de Cedro a óleo de coco e massajar na barriga e intestinos ou em qualquer outra zona dolorosa muscular.

Adicionado (2 ou 3 gotas) a um spray para o corpo, produz efeitos de desodorizante natural. Também afasta os insetos atuando como repelente.

Duas gotas misturadas com óleo de amêndoas doces, óleo de coco ou outro óleo de transporte, massajar sobre a bexiga e rins para aumentar o fluxo urinário.

Colocado no difusor ou simplesmente inalando o aroma, ajuda, segundo os entendidos, a regular o ciclo menstrual.

Massajar o peito e a garganta antes de dormir com 2 gotas de óleo essencial e óleo de transporte antes de dormir, ajuda em situação de constipação .

Inalar o óleo ou massajar a zona acima das sobrancelhas com 2 gotas de óleo diluídas ajuda a aliviar a tensão.

Diluir o óleo essencial em óleo de coco e massajar no corpo ajuda a debelar infeções por fungos.

Adicionar 1 gota de óleo essencial à loção do rosto para reduzir  o acne.

Madeira de Cedro

Precauções na utilização

Este óleo nunca deverá ser ingerido. Pode também causar irritações na pele se for usado muito concentrado pelo que deve haver o cuidado de o diluir sempre antes de usar.  Mulheres grávidas não deverão usar este óleo. Este é um óleo muito forte que , se for ingerido  pode causar danos no sistema digestivo, causando vómitos, náuseas, sede, intoxicação. Não deve ser usado junto aos olhos, nariz nem no interior dos ouvidos. Antes de usar o óleo em partes extensas da pele, verifique primeiro a sua reação, colocando um pouco no braço e esperando 48 horas para ver se não tem nenhuma reação alérgica. Os óleos essenciais são auxiliares preciosos que a Natureza disponibiliza mas não devem ser usados em excesso pois isso pode híper sensibilizar a pele.

Árvore Cedro

Uso Metafísico do Óleo de Cedro

É considerado um fator de equilíbrio e de firmeza espiritual, ajudando a manter o caminho do nosso propósito de vida. Diz-se que ajuda a realização dos sonhos , que contém o espírito  dos ancestrais e que nos enraíza na existência terrena. É considerado uma das fragrâncias angélicas, transportando os anjos de sabedoria para junto de nós quando precisamos. É também um agente de purificação. Está ligado com o renascimento e o crescimento. Os antigos egípcios untavam o corpo dos defuntos com este óleo essencial para assegurar que o ser voltaria a nascer e a crescer. Os índios americanos usavam-no como agente de purificação.  O seu uso protege de energias negativas, segundo os peritos.

Óleo Essencial de Cardamomo

óleo essencial de Cardamomo

O óleo de Cardamomo é extraído das sementes de Cardamomo, também usado como especiaria e cujo nome científico é Elettaria Cardamomum. Esta planta é originária do sul da Índia e do Sri Lanka, é uma erva perene, parente do gengibre. É usado como um ingrediente nos doces e chás tradicionais da Índia, devido ao seu sabor a menta fresca. Também é comumente utilizado para alívio do desconforto digestivo e para alivio de sintomas respiratórios, sendo muito eficaz na limpeza dos brônquios e canal respiratório.

Nos tempos antigos o Cardamomo foi uma importante especiaria comercializada entre as potências da época como o Egito, Grécia e Roma através da rota do Médio Oriente. Os egípcios usaram o Cardamomo em perfumes e no fabrico de incenso mas, na Grécia, foi usado para tratar dores abdominais, ciática, constipações, retenção de urina, espasmos, etc., sendo encarado como um medicamento.

Hoje em dia, além de ser largamente usado na culinária, o Cardamomo é também conhecido pela sua acção de refrescante da boca e neutralizador do mau hálito. Possui propriedades antissépticas e anti microbianas que justificam a sua eficácia. 2 ou 3 gotas deste óleo num copo de  água permitem fazer uma lavagem bucal desinfectante que mata todos os germes e tira o mau hálito. Algumas gostas podem também ser deitadas na água de beber, para a desinfectar, quando a água não é segura.  Pode misturar-se na comida, para dar sabor e para ajudar a conservá-la.  Algumas gotas deitadas na água d banho têm também uma ação desinfetante, tonificante   e embelezador sobre  a pele.

Cardamomo

O óleo essencial de Cardamomo é um excelente digestivo tendo uma ação muito saudável sobre o estômago, o que ajuda a melhorar e a estimular todo o sistema digestivo. Estimula as secreções gástricas boas para a digestão, protege o estômago de infeções.

Este óleo tem uma função geral estimulante em todo o sistema nervoso, sendo também útil para recuperar em caso de depressão e fadiga. Facilita a secreção de enzimas e hormonas e o processo metabólico, melhora o funcionamento dos intestinos e a circulação sanguínea.

Influencia a temperatura do corpo, aquecendo-o e ajudando a transpiração. Alivia a constipação e a tosse, dores de cabeça, etc.

Possui efeitos de embelezamento da pele, que fica mais macia e uniforme e ajuda a libertar os radicais livres, devido ao conteúdo de magnésio e vitamina C que fazem dele  um poderoso desintoxicante.

Possui também uma função diurética, que ajuda a desinchar, contribui para descer a pressão arterial, remover toxinas do corpo e  limpar os depósitos que formam pedra nos rins.

Segundo os peritos, o óleo essencial de Cardamomo também ajuda a neutralizar os efeitos das mordidas de insetos,  limpa os intestinos, cura cólicas, ajuda a cura de infeções da boca  e  reduz o mau hálito. Também alivia as dores de dentes.

planta de Cardamomo

Como Usar o óleo Essencial de Cardamomo

Podem colocar-se 3 ou 4 gotas de óleo essencial diluído num óleo de transporte (o óleo de coco é uma boa aposta) e colocá-lo num difusor para promover uma respiração mais leve e fluída., durante 30 min 3 vezes ao dia.  Também ajuda a afastar a raiva  ou agressividade e  melhora a disposição psicológica.

Colocar uma gota de óleo essencial num copo de líquido para uso interno e alívio de dores do estômago ou limpeza dos intestinos; também pode misturar-se com água para ajudar a desinfetar as mãos e o corpo, para limpar a pele a fundo e prevenir a formação de espinhas e pontos negros, devido ao seu efeito tónico.  A mesma solução de óleo e água pode ser usada para tratar infeções do couro cabeludo, combater a caspa e manter a saúde do cabelo.

Juntar uma ou 2 gotas a 5ml de óleo de coco e aplicar externamente na zona do peito com uma massagem suave para ajudar a respiração.  Massajado no estômago, ao mesmo tempo que se respira o aroma, aumenta o apetite. Ajuda igualmente a aliviar a asma, quando massajado no peito, inalado a partir das mãos ou do difusor, ou massajado na planta dos pés nos pontos reflexos.

Pode-se usar uma gota misturada na comida para dar sabor e auxiliar a digestão.

Uma gota misturada com um pouco de água pode ingerir-se diariamente para tratar a halitose e tornar o hálito mais fresco. 1 gota ingerida por dia também ajuda a tratar as úlceras do estômago, dizem os peritos.

Para as dores de cabeça, pode colocar-se uma gota nas mãos e inalar o aroma das mãos ou massajar na zona dolorosa.

Embora não sejam conhecidos efeitos tóxicos pelo consumo de óleo essencial de Cardamomo., deve evitar-se um consumo excessivo, que pode causar aquecimento excessivo do corpo e do sistema digestivo, com o consequente mal- estar daí adveniente, e irritação nos intestinos.

As mulheres grávidas e a amamentar , pessoas com epilepsia,  não devem usar este óleo essencial, devido ao efeito potencialmente irritativo do aquecimento sobre a mãe e sobre o bebé.  As crianças, segundo alguns, também não deverão ser tratadas com este óleo essencial embora alguns digam que este óleo é mais seguro para as crianças do que outros óleos como o de eucalipto, Porém, o seu efeito calorífico pode ser irritante para as crianças.  Todos devem evitar o contacto com os olhos, o interior dos ouvidos e zonas mucosas da pele.

Por precaução, antes de usar este óleo essencial – e qualquer outro- co0loque uma pequena quantidade na parte interior do braço e deixe ficar por 24 horas para ver se não há reação alérgica ou adversa.

Cardamomo sementes

Uso Metafísico do óleo Essencial de Cardamomo

Segundo a tradição, este óleo essencial favorece a clareza, coragem, propósito, entusiasmo, sabedoria..  O aroma deste óleo essencial está associado com a energia feminina, a água, o planeta Vénus. Favorece o despertar espiritual e a ligação entre o corpo e a dimensão espiritual.  Desenvolve a intuição e sabedoria, ajuda a desenvolver a generosidade.  É considerado uma das fragrâncias angélicas promovendo a ligação entre o plano físico e o espiritual.  Dizem os peritos que limpa a mente para que a pessoa possa receber inspiração de planos espirituais.

Óleo Essencial de Cânfora

óleo essencial de Cânfora

O óleo essencial de Cânfora é extraído em simultâneo com a extracção da Cânfora, a partir de dois tipos de árvores de cânfora: a árvore mais comum, com o nome científico Cinnamonum Camphora e a outra , a árvore de cânfora de Borneo, da qual também se extrai a «cânfora de Borneo» e que tem o nome científico de  Dryobalanops Camphora. As árvores de Cânfora são originárias do Japão, da China  e de Taiwuan, onde formam florestas densas. Esta  é a árvore oficial de Hiroshima. A China foi  um dos países que mais cultivaram esta árvore  para fins medicinais ao longo dos séculos.  No final do século 19, a árvore da Cânfora foi levada para a Florida nos USA, onde se dá bem pois gosta de ambientes tropicais para se desenvolver. Tornou-se popular rapidamente em outros países, como a India, Sri Lanka, África do Sul, Egito, etc., que contam com calor tropical, favorável para o desenvolvimento desta árvore.  Estas  árvores são muito resistentes ,mantendo-se intrépidas perante  furacões e tempestades, não suportando, no entanto, ter as raízes mergulhadas em água.  A Cânfora tem um aroma característico muito fresco e mentolado, apreciado por muitos pela sensação de frescura que provoca.  No seu processo de produção, o óleo de Cânfora produz 3 tipos de óleo: branco, amarelo e castanho. Para fins medicinais e aromaterapia, usa-se apenas o óleo branco pois os outros dois possuem substâncias carcinogénicas.

No passado, o óleo essencial extraía-se da  madeira e casca desta árvore, quando esta atingia 50 anos de idade. Mas, á medida que o tempo foi passando, o óleo passou a extrair-se apenas das folhas, tendo deste modo sido abandonado, pelo menos na generalidade, o sacrifício das árvores, uma vez que  as folhas regeneram-se rapidamente, o que poupa o ambiente e permite obter grandes quantidades de óleo essencial, que é muito popular, pois apenas são usadas árvores com muitos anos de vida.  As folhas podem ser colhidas quatro vezes por ano, obtendo-se o óleo através de destilação a vapor.

Apesar de o óleo das duas espécies  desta árvore ter propriedades semelhantes, cada um tem ligeiras diferenças no aroma e também na concentração dos compostos químicos. O óleo possui a frescura característica da cânfora e é usado para diversos fins medicinais. Quanto às propriedades, destacamos:

É estimulante e diaforético, melhorando  atividade do sistema circulatório, do metabolismo, do sistema digestivo, das secreções e excreções.

É antisséptico, desinfetante, germicida e inseticida.  A mera presença de um frasco de óleo essencial de Cânfora aberto ou  um pedaço de tecido ensopado em óleo de Cânfora afasta os insetos e mata os germes. Segundo os peritos, 1 ou duas gotas de óleo de cânfora (diluídas em azeite virgem) e pulverizadas sobre sementes ou grãos impede o surgimento de insetos. A cânfora é largamente usada em loções e pomadas para doenças de pele com origem fúngica ou bacteriológica. Podem ser adicionadas algumas gotas – até 10 gotas- à água do banho em situações em que é preciso desinfetar o corpo. Diz-se que o óleo essencial de Cânfora mata também os piolhos. Um saquinho com tecido embebido no óleo de Cânfora e colocado num armário é considerado um excelente repelente de todo o tipo de insetos, incluindo baratas  e traças.

Possui efeitos carminativos, isto é, atua contra os gases, funcionando também como preventivo, impedindo que estes se formem.

É anestésico e calmante: os peritos dizem que é muito eficaz em anestesias locais e também ajuda a acalmar o sistema nervoso, tendo ação eficaz , segundo dizem, nos ataques epiléticos e convulsões, sendo também útil no tratamento da ansiedade. Ajuda ainda a combater situações de nevralgia.

A sua acção antiespasmódica ajuda a  curar espasmos e aliviar cãibras. Tem uma ação anestésica, arrefecendo a pele e bloqueando a dor.

Cânfora

É muito eficaz, segundo os peritos, no tratamento das afeções respiratórias.

É considerado um excelente anti-inflamatório, ajudando a curar todos os tipos de inflamação..

Possui ação sedativa, promovendo o  relaxamento do corpo e da mente.

Como Usar o Óleo Essencial de Cânfora

Este óleo não deverá nunca ser aplicado em feridas abertas nem queimaduras. As crianças , mulheres grávidas ou a amamentar, pessoas com epilepsia  ou asma não devem usar este óleo.  Deve usar-se apenas diluído e nunca puro. O óleo nunca deverá ser ingerido, devendo usar-se  apenas externamente, segundo defendem vários peritos.

Para alívio de perturbações respiratórias, podem-se usar duas gotas de óleo essencial de Cânfora diluídas  numa colher de sopa de óleo de transporte  e massajar no peito. Também alivia desordens cardíacas, bronquite, e em afeções da pele como acne.

Para alívio de todas as afeções respiratórias, pode queimar-se o óleo essencial – 2 gotas diluídas numa colher de sopa de óleo de transporte  – num difusor ou queimador apropriado e inalar pelo ar o aroma. Os especialistas  aconselham a  usar azeite virgem para o efeito. Na primeira metade do século 20 a Cânfora era dada a cheirar em situações de desmaio para recuperação da consciência.

Em situações de dores musculares, pode massajar-se o óleo de Cânfora (diluído como explicado acima) nas zonas doridas, para alívio das dores. Alivia igualmente a comichão.

Pode adicionar-se óleo essencial de Cânfora diluído a pomadas e bálsamos para alívio de situações inflamatórias e dores nas articulações. Tem também efeito anestésico, diminuindo as dores.

Se puder ter acesso à amadeira desta árvore,  pode colocar um pedaço desta madeira num ambiente que queira proteger dos insetos pois tem uma ação inseticida  comprovada. Um pedaço de pano molhado com este óleo produz o mesmo efeito.

Pode adicionar 10 gotas à água do banho para uma ação generalizada e permanecer 10 minutos nessa água- Não usar se tiver feridas abertas.

cânfora 2

Uso Metafísico do óleo de Cânfora

De acordo com a tradição, o óleo essencial de Cânfora é o óleo dos anjos guerreiros. Este óleo afasta a timidez e a indecisão, traz iluminação espiritual e  é considerado como um agente de limpeza  e purificação profunda da alma . Diz-se que a Cânfora  é um guardião do renascimento e protetor espiritual. É atribuído a este óleo o poder de adivinhação. Para o efeito, segundo as fontes, devem colocar-se 3 a 5  gotas do óleo num difusor aromático   e colocá-lo na sala onde estamos.  Depois, é esperar que a intuição funcione.

Óleo Essencial de Camomila

óleo essencial de Camomila

A Camomila é uma das plantas mais populares para fins medicinais.

O óleo essencial de Camomila é extraído das flores  da planta vulgarmente designada pelo mesmo nome. Há, no entanto, diversas variedades de Camomila, das quais se salientam a romana, cientificamente designada Anthemis Nobilis e a alemã, cientificamente designada Matricaria Chamomilla. Extrai-se óleo essencial de ambas mas, apesar de esse óleo partilhar características comuns, tem também diferenças. A primeira variedade é melhor para fins calmantes, enquanto a segunda é melhor para fins anti-inflamatórios, devido à presença de Azuleno. Este é um composto de nitrogénio, que dá a cor azul característico  a este óleo. A variedade romana era usada pelos antigos Romanos para manter a clareza mental e a coragem quando estavam em contexto de  guerra.

O óleo essencial de Camomila tem propriedades antiespasmódicas, antisséticas, antibióticas, antidepressivas, antinevrálgicas, carminativas, colagogas, cicatrizantes, emenagogas, analgésicas, febrífugas, hepáticas, sedativas, digestivas, tónicas, bactericidas, sudoríficas, calmantes do estômago , anti- inflamatórias, anti-infecciosas, vermífugas, vulnerárias.  Durante séculos, a Camomila foi usada para ajudar a ter um sono tranquilo e descansado, devido às propriedades calmantes.

A propriedade sudorífica de ambas as variedades deste óleo provoca  transpiração que, por sua vez, ajuda a libertar toxinas do corpo, ao mesmo tempo que o arrefece e liberta de agentes infecciosos, sendo por isso um bom auxiliar no tratamento da febre.

As propriedades antibióticas, bactericidas, antisséticas, presentes nas duas variedades do óleo essencial de Camomila ajudam a travar as infecções causadas por bactérias e fungos, sendo também úteis para eliminar vermes intestinais e, se forem aplicadas na cabeça infestada por  piolhos e lêndeas, também os mata.

A Camomila e também este óleo essencial  tem tido grande uso  no combate à depressão, tristeza e a falta de energia que acompanha esses estados. O efeito estimulante que provoca aumenta a perceção de bem-estar e melhora o estado do humor.  A variedade romana é muito eficaz a acalmar a agressividade e a raiva, sobretudo nas crianças.

A variedade alemã deste óleo é muito eficaz a combater processos inflamatórios em adultos, especialmente os que se referem ao sistema digestivo e urinário.

O óleo de Camomila é um calmante do estômago, ajudando-o a funcionar melhor, pois aumenta as secreções que facilitam a digestão. Também fortalece o funcionamento do fígado, aumentando o fluxo da bile e a secreção de enzimas auxiliares da digestão, razão pela qual é considerado um bom colagogo.

Camomila

Ajuda igualmente a circulação do sangue, libertando toxinas como o ácido úrico, dessa forma ajudando a prevenir e a melhorar situações de reumatismo e artrite. Em consequência, também combate o inchaço devido a retenção de toxinas.

A Camomila e o seu óleo essencial são também muito usados na indústria cosmética, nos tratamentos da pele, ajudando a atenuar manchas, acelerando o processo de cicatrização, de disfarce de cicatrizes.

As propriedades vulnerárias tornam-na um precioso auxiliar em caso de feridas ou cortes, pois ajuda a prevenir  que infectem.  As propriedades analgésicas ajudam a aliviar dores musculares e nas articulações, dores de cabeça, dores de dentes, dores causadas por nevralgia.

Este óleo essencial tem também efeitos carminativos, isto é , ajuda a libertação de gases  no estômago e intestinos.

Um dos seus usos mais conhecidos é  como calmante dos nervos e  de híper-reacções que podem causar convulsões, perda de controlo dos membros, espasmos dolorosos.

Este óleo tem ainda uma acção geral tonificante, tanto na pele e nos músculos como nos órgãos internos.

Camomila 2

Como Usar o Óleo Essencial de Camomila

Como acontece com todos os óleos essenciais, o óleo de Camomila deve ser usado diluído. Deve evitar-se a aplicação junto dos olhos, nariz e ouvidos. Não existem riscos específicos de uso deste óleo, segundo os peritos, desde que seja usado de acordo com as instruções. É aconselhável fazer um teste na pele antes de aplicar qualquer óleo em zonas extensas do corpo: o mais seguro é aplicar um pouco do óleo, depois de diluído e esperar para ver se não há reações de irritação. Todos os óleos essenciais devem usar-se com alguma parcimónia, pois o uso excessivo de qualquer óleo essencial pode gerar hipersensibilização da pele.

Para melhorar a juventude da pele e a saúde do cabelo, podem juntar-se 1 ou 2 gotas ao shampoo, condicionador ou loção de limpeza da pele. O óleo tem uma ação naturalmente eficaz contra a caspa e também acalma o couro cabeludo.

Para acalmar o corpo e a mente, podem juntar-se 1 ou 2 gotas ao chá de ervas quente;

Para dormir melhor, massajar a planta dos pés com 2 gotas de óleo de Camomila diluído em uma colher de sopa de óleo de amêndoas doces ou outro óleo de transporte. Em alternativa, colocar duas gotas no difusor.

Para o tratamento da pele adicionar 2 gotas à loção hidratante para o corpo ou misturar 2 gotas a 5ml de óleo de coco e aplicar suavemente no corpo . Usar a variedade romana da Camomila. 

Camomila 3

Uso Metafísico do Óleo Essencial de Camomila

Ajuda aqueles que sentem falta de propósito de vida ou que lutam com a falta de  esperança. Ajuda a ultrapassar a falta de esperança e o desapontamento, a ver com clareza as coisas que dão sentido à vida e a focar-se nelas, encontrando o seu próprio caminho. Diz-se que ajuda a desenvolver a intuição interior que pode orientar a pessoa, para ouvir a sabedoria interna do Eu interior e, em consequência ,permite abandonar hábitos negativos, medos e falta de sentido de propósito. Ajuda a encontrar a serenidade em todas as áreas da vida.

Óleo Essencial de Cálamo

óleo  essencial de Cálamo

O óleo essencial de Cálamo é extraído da planta Acorus Calamus, uma planta natural da Europa e da Ásia, que cresce em lugares aquosos ou pantanosos. Esta planta é usada para fins medicinais desde a antiguidade, tendo sido amplamente usada pelos antigos romanos e também pelo sistema de medicina Hindu, Ayurveda. Os antigos egípcios foram outro povo que conheceu e usou  esta planta para tratar problemas de estômago e consideravam-na um potente afrodisíaco, pela ação fortalecedora que tem sobre o aparelho reprodutor. Na Europa de outros tempos  o Cálamo era adicionado ao vinho e é um dos ingredientes do Absinto. Vários povos usavam o Cálamo em situações de doença prolongada, vaporizando-o pela casa, para acelerar os processos de cura e guardavam as suas raízes amarradas juntas para manter a doença afastada.  Alguns povos desfaziam as raízes secas num pó  que usavam para o tratamento do catarro.  Ainda hoje, os indonésios usam a raiz aromática do Cálamo para dar sabor à comida, tanto em pratos de vegetais como de carne. Os turcos usavam esta planta para tratar todo o tipo de infeções e ainda a usam na preparação de produtos para tratar as constipações.  Esta planta também é usada na medicina chinesa tradicional.

O óleo essencial  é extraído a partir das raízes frescas ou secas da planta, através de destilação a vapor. Este óleo deve ser mantido fora da luz direta do Sol num recipiente de vidro escuro e numa temperatura fresca.  Possui um aroma fresco que lembra o  agradável aroma da canela e produz bem -estar mental.

Cálamo

Este óleo essencial é usado para tratamento da artrite e reumático, é um estimulante do cérebro e da memória, aumenta a circulação sanguínea e da linfa, ajuda na cura de desordens nervosas e também ajuda quando há dificuldade em  dormir. Tem propriedades antiespasmódicas e antibióticas. Estimula a circulação sanguínea e os nervos, alivia as dores causadas pelo reumatismo e pela gota e reduz o inchaço característico causado por essas afecções..

O óleo de Cálamo relaxa os espasmos, nervosos e outros. Tem ação antibiótica, combatendo as infeções, tanto internas como externas mas deverá ser usado sob supervisão técnica pois este óleo é muito tóxico. Ajuda a reparar os tecidos nervosos e a melhorar a memória. Tem uma ação muito eficaz nos processos do cérebro reduzindo diversas perturbações de origem nervosa. Tem um efeito tranquilizante, ajudando a conciliar o sono. Tendo também funções sedativas e alivia as dores de cabeça.  Também é eficaz no tratamento da nevralgia.

Estudos recentes sobre as propriedades terapêuticas do óleo essencial de Cálamo mostram uma ação protetora de acidentes vasculares cerebrais. Tanto as raízes como as folhas têm propriedades antioxidantes, antimicrobianas e inseticidas.

Este óleo é também usado com bons resultados para afastar insetos  incomodativos do gado.

Como Usar o Óleo de Cálamo

Devido ao facto de ser tóxico quando usado em concentrações elevadas, nunca use este óleo sem o diluir.

Para usar este óleo sem sofrer dos seus efeitos adversos, não exceda a dosagem aconselhada pelos peritos. O óleo poder ser  colocado num difusor, depois de diluído, (2 gotas de óleo essencial em 5ml de óleo de transporte) para se espalhar no ar ambiente, acalma os sintomas de uma febre não muito alta e ajuda a dormir. Para a artrite e o reumático, podem adicionar-se 2 gotas de óleo essencial de Cálamo a 5ml de óleo de transporte como óleo de castor, para alívio das dores. Nunca  deve usar o óleo sem ser diluído pois pode ter efeitos tóxicos bastante adversos.  Podem adicionar-.se  5 a 6 gotas de óleo essencial de Cálamo + 6 gotas de óleo essencial de Alfazema à água do banho para alívio de dores nas costas, stress e ansiedade mental. Também induz o sono tranquilo.

Cálamo

Uso Metafísico do Óleo de Cálamo

Desde a antiguidade que este óleo essencial é considerado ideal para ajudar a mente a interiorizar-se na meditação, sendo aconselhado pelos mestres de Yoga e «homens santos» tradicionais.

Efeitos Secundários do Óleo Essencial de Cálamo- Ler antes de Usar

Um componente do Óleo Essencial de Cálamo -Asarona – foi comprovado como  tóxico e possui efeitos carcinogénicos. Tem também efeitos narcóticos, podendo causar alucinações se for tomado em doses altas. Estudos provaram que a sua ingestão pode provocar convulsões e tumores. Deste modo, a ingestão deste óleo deve ser  totalmente evitada . Mulheres grávidas ou a amamentar, pessoas com alergias  e crianças não deverão usar este óleo essencial. Mesmo quando é usado no difusor, deve ser sempre muito diluído pois até mesmo o seu uso  na aromaterapia pode ter efeitos adversos e provocar convulsões e alucinações. Em pequenas doses, o óleo é um precioso auxiliar terapêutico mas ,em concentrações elevadas, torna-se muito tóxico.

Óleo Essencial de Cajuput

óleo essencial de Cajupt

Menos conhecido do que outros óleos populares, o óleo essencial de Cajuput (ou Cajeput) é amplamente conhecido na Austrália, Indonésia e na Malásia, regiões onde . se encontra a árvore da qual é extraído. A palavra Cajuput tem origem indonésia e significa «madeira branca».

O óleo essencial de Cajuput tem semelhanças com o óleo de Eucalipto  e também com o óleo essencial da Árvore do Chá, que é da mesma família , mantendo, no entanto, características próprias. O óleo de Cajuput e tem propriedades antisséticas, cosméticas, bactericidas, inseticidas, descongestionantes, analgésicas, expetorantes, febrífugas, vermífugas, antiespasmódicas, carminativas, estimulantes, tónicas, emenagogas e sudoríficas. Este óleo extrai-se através  da destilação a vapor dos galhos e das folhas frescas  da árvore Melaleuca Leucadendra  Cajuputi. O óleo da Árvore do Chá por sua vez é extraído da árvore Melaleuca Alternifoli.   Ambos os óleos são quentes e  têm um aroma  canforado. Nos países referidos, estes óleos são amplamente usados para o alívio da dor e das infeções respiratórias.  Porém, o óleo essencial de Cajuput não tem os mesmos componentes químicos que o óleo da Árvore do chá, sendo mais rico em Eucalyptol, Limoneno e Alfa-terpinol.

árvore Cajuput

O óleo essencial de Cajuput tem muitos fins medicinais, dos quais se destacam a sua ação bactericida e antissética, pois combate eficazmente, segundo os entendidos, bactérias, fungos e vírus  presentes em muitas doenças infecciosas, sendo mesmo usado provisoriamente, por ex., em casos de suspeita de  tétano, quando a pessoa se feriu em objectos ferrugentos, até que a vacina seja administrada. Também é referida a sua ação  positiva em doenças como gripe, febre tifoide e cólera.

Quando usado diluído e vaporizado no ar, tem uma ação inseticida sobre os mosquitos e também sobre as invasões de formigas.

Tem acção semelhante à do óleo essencial de Eucalipto no tratamento de estados congestionantes das vias respiratórias, aliviando a congestão nasal e da garganta e ajudando a melhorar em caso de constipação e inflamação da garganta, da laringe e  em caso de bronquite. Alivia constipações e é reputado como preventivo de inflamações respiratórias como a bronquite, faringite e laringite.  O vapor do óleo pode ser inalado a partir de um difusor para o efeito mas as pessoas que sofrem de alergias ou asma não deverão inalar este óleo essencial pois pode provocar fortes  reações adversas devido ao forte conteúdo de Eucalyptol.

Possui uma acção estimulante, produzindo sensação de calor, desse modo ajudando a transpiração e  a melhoria dos processos de circulação sanguínea. Também estimula as secreções hormonais, promovendo assim a libertação de toxinas do corpo.

Aplicado localmente numa zona dolorosa, ajuda a aliviar a dor, podendo ser aplicado inclusivamente nos dentes e em qualquer área que cause dor; pode ser massajado na  testa para alivio de dores de cabeça e, se ingerido em solução muito fraca, (sob supervisão de um perito)  pode aliviar as dores nas articulações, segundo os peritos. Este óleo tem sido aconselhado a quem sofre de artrite reumatoide para alívio da dor, aplicado localmente ou, em alternativa, colocando 2 ou 3 gotas na água do banho e lavar-se com essa água mas evite as zonas sensíveis de pele como as mucosas. Alivia igualmente as cãibras musculares,  massajando a zona em causa, com uma gota diluída num óleo de transporte. Isto não apenas alivia as dores mas também reduz a inflamação. O óleo essencial de Cajuput  diluído em outro óleo de transporte tem ainda uma ação eficaz no tratamento da psoríase e outras afeções da pele e também atua como repelente de insetos.

Possui uma acção tonificante e amaciadora da pele, ao mesmo tempo que contribui para a manter saudável e isso faz com que seja largamente usado na indústria cosmética.

A sua acção carminativa faz com que reduza a quantidades de gás nos intestinos e impeça a formação de mais gases.

Possui uma ação eficaz em caso de nevralgia, devido às sua fortes características analgésicas.

O óleo essencial de Cajuput é amplamente usado na perfumaria, na constituição de bálsamos para alívio da dor, em inaladores nasais com função descongestionante, etc..

árvore Cajuput

Efeitos Secundários do Óleo Essencial de Cajuput- Leia antes de Usar

Apesar de não existirem muitos relatos de efeitos de irritação devido à aplicação ou ingestão, quando usado como aconselhado, deve evitar-se uma aplicação demasiado frequente nas aplicações externas e na ingestão interna, devendo apenas ser ingerido em doses muito diluídas e apenas quando realmente necessário. A ingestão deste óleo só deve fazer-se com supervisão de alguém com conhecimentos técnicos de aromaterapia.  Estudos efetuados em 2002 sobre os  possíveis alérgenos presentes neste óleo não encontraram nada significativo mas, para algumas pessoas, pode haver sensação de irritação pelo que, antes de usar este óleo em superfícies extensas do corpo, deve fazer-se um teste de aplicação numa zona pequena do corpo que não abranja as zonas mais sensíveis da pele, especialmente nas mucosas, que em algumas pessoas podem ficar irritadas em contacto com o óleo.

Este óleo não deve ser usado por mulheres grávidas ou a amamentar, nem por crianças nem, como referido atrás, por pessoas com alergias ou asma.

Usos Metafísicos do Óleo Essencial de Cajuput

Este óleo é considerado essencialmente um agente de limpeza de todas as energias negativas.  É usado para limpar objetos e para proteger de energias intrusas. Diz-se que ajuda a quebrar velhos hábitos compulsivos, aumentando a força de vontade e a determinação individual.

Óleo Essencial de Bétula

óleo essencial de Bétula

Existem dois tipos de Bétula, a Bétula branca ou prateada (Conhecida cientificamente por Betula Pendula) e a Bétula preta (conhecida cientificamente como Betula Lenta).  A Bétula é uma árvore  largamente usada para fins ornamentais e também, desde há séculos, para fins medicinais.

O óleo essencial de Bétula é difícil de obter, nem sempre se encontrando no mercado, pelo menos com boa qualidade . Para produzir o óleo essencial , a casca desta árvore é extraída e pulverizada e depois destilada através de vapor para lhe ser extraído o óleo essencial. É um processo difícil e pouco sustentável e, geralmente, encontra-se   à venda apenas numa certa altura do ano. Por vezes, o que se encontra à venda  tem qualidade inferior, por estar diluído ou ser mais fraco, seno por isso da maior importância adquiri-lo em locais acreditados pela qualidade. Este óleo possui um aroma refrescante e agradável  que não se assemelha ao de outros óleos obtidos a partir da madeira de árvores.

Tem sido usado desde há séculos como tónico da pele, tanto nos tratamentos de beleza como tratamento para superar estados de fadiga. Tem sido igualmente usado para alívio da depressão , tristeza, medos, etc..

O óleo essencial de Bétula  tem propriedades desinfetantes e antisséticas. Produz  ainda efeitos tónicos, estimulantes, antidepressivos, analgésicos, antirreumáticos, anti artríticos, diuréticos, adstringentes, febrífugos, germicidas, insecticidas e depurativos.

óleo essencial de Bétula

 

Os ácidos salicílico e  Salicilato de metilo são os principais componentes responsáveis pela acção germicida e bactericida, protegendo a pele de fungos e bactérias. A acção estimulante deste óleo essencial atua positivamente no sistema nervoso, circulatório, digestivo e endócrino, estimulando a produção de enzimas e hormonas como a insulina, razão pela qual é útil no tratamento da diabetes, segundo os entendidos.  Possui uma acção redutora da febre, ajudando o processo de transpiração quando há estados febris e, desse modo, promovendo a libertação de toxinas , acelerando em simultâneo o processo de recuperação.  Possui uma acção analgésica e anti espasmódica, que alivia dores de cabeça, dores musculares, dores de dentes ou nas articulações.  A ação estimulante  da circulação sanguínea alivia os problemas associados com má circulação do sangue, como edema, reumatismo ou artrite.  Segundo a tradição, o óleo essencial de Bétula é um excelente tonificante da pele, sendo-lhe atribuídas propriedades anti flacidez e  antirrugas, sendo usado em pequenas doses para esse efeito.  As suas propriedades adstringentes também fortalecem as gengivas e os músculos e, segundo os peritos, também fortalecem o cabelo. A acção desintoxicante e depurativa deste óleo torna-o uma boa ajuda na remoção de toxinas da corrente sanguínea através da ação que tem no aumento do fluxo de urina e na eliminação do ácido úrico. A ação germicida e bactericida  ajuda nas infeções e problemas de pele, incluindo eczema . Usa-se muitas vezes misturado em loções ou cremes para esse efeito. Os componentes Betulenol e Betulene são responsáveis pela acção diurética que auxilia na remoção de toxinas do corpo, ajuda na cura de infecções urinárias, limpa os rins e ajuda a prevenir a formação de pedra nos rins. Nos climas muito frios, atua como um tónico, dando energia e promovendo a sensação de calor.

Como Usar o Óleo Essencial de Bétula

Para usufruir de todos os benefícios deste óleo, é essencial que leia com atenção as precauções. nunca use um óleo essencial sem o diluir.

Para a acção tonificante sobre a pele pode misturar-se uma gota nas loções para o corpo ou para o rosto.

Para massagem: misturar uma gota de óleo essencial ao óleo de massagem e massajar nas áreas doridas ou fatigadas.

No difusor: deitar uma gota de óleo de cada vez para aclarar o ar, relaxar, sentir maior clareza mental , energia e vitalidade.

Ação calmante sobre a pele: os peritos aconselham misturar o óleo essencial de bétula e o de helichrysum  1 gota de cada no óleo de transporte  e massajar sobre a pele.

Ação relaxante: Pode usar-se uma gota de óleo essencial  misturada com óleo de transporte e massajar a zona do pescoço para aliviar a tensão. Em alternativa, pode-se massajar a sola dos pés.

Para um banho reconstituinte: misturar   2  a 3 gotas na água do banho para recuperação da fadiga muscular.

Bétula

Precauções

As mulheres grávidas ou a amamentar não devem usar este óleo. Do mesmo modo, as pessoas que sofrem de epilepsia ou são alérgicas aos seus compostos essenciais – o salicilato de metilo pode ser irritante – não deverão usá-lo também. As crianças e as pessoas com pele sensível também não o deverão usar: teste sempre a sua aplicação numa pequena superfície da pele antes de o usar em todo o corpo.  A zona do corpo mais segura para usar este óleo essencial é a sola dos pés. Para todas as pessoas, o óleo não deve aplicar-se na zona dos olhos nem no nariz ou ouvidos.

Propriedades Metafísicas do Óleo de Bétula

Diz-se que este óleo essencial ajuda a encontrar a força interior que permite à pessoa ajudar-se a si mesma, centrando-a e  enraizando-a de modo a receber ajuda através de meios subtis.  Neste sentido, promove, segundo dizem, a força interior para recuperar de relacionamentos mal sucedidos e do sofrimento emocional causado por outros, fazendo com que a  pessoa se sinta internamente apoiada  e estável.

Pode-se diluir 1 gota de óleo essencial em óleo de transporte e massajar na zona do plexo solar para aumentar a autoconfiança.

1 gota no difusor pode usar-se durante a meditação.

Respirar o aroma deste óleo quando a pessoa se sente sozinha ou não amada  diz-se que ajuda a superar os sentimentos negativos- pode respirar a partir do inalador ou colocar uma gota no difusor.

Outras propriedades metafísicas são a capacidade protetora e de purificação que  limpa as vias subtis de comunicação, afastando energias indesejáveis presentes e permite concentrar-se e focar-se  no que se pretende.  É reputado como auxiliar nas lutas espirituais e é considerada uma das fragrâncias angélicas.  Diz-se que limpa todas as barreiras físicas que impedem a pessoa de encontrar a verdade.

Pode usar-se para limpar a casa de energias negativas que estejam presentes, colocando entre 3 e 5 gotas  nos cantos de uma divisão ou das divisões da casa.

Óleo Essencial de Bergamota

óleo essencial de Bergamota

Continuamos a descrever as propriedades de alguns óleos essenciais com grande potencial terapêutico. Hoje falamos do óleo essencial de Bergamota, que tem propriedades desodorizantes eficazes a remover os odores desagradáveis do corpo, a que se juntam outras características muito interessantes como a ação antiespasmódica, antibiótica, antissética, sedativa, analgésica, desinfetante, antidepressiva, cicatrizante e digestiva para nomear apenas algumas.  Este maravilhoso óleo ajuda no alívio das dores, combate a depressão, ajuda a curar feridas e a  atenua as marcas das cicatrizes , sendo também um excelente auxiliar da digestão.

A Bergamota (Citrus Aurantium, uma variedade do Citrus Bergamia) é um fruto cítrico de cuja casca se extrai o óleo essencial. É uma planta tropical mas também é capaz de se adaptar ao clima europeu. O óleo extrai-se por compressão fria e não por destilação a vapor. O aroma muito agradável deste óleo faz dele um ingrediente comum de muitos perfumes. Também pode ser um ingrediente no fabrico de uma variedade do chá preto, que recebe então o nome de «earl grey tea».

citrus aurantium

Os componentes deste óleo essencial têm uma ação que melhora a circulação do sangue e estimula o funcionamento hormonal, contribuindo assim para o equilíbrio metabólico. Esta ação estimulante é igualmente antidepressiva  e aumenta a disponibilidade energética geral, ao mesmo tempo que melhora o estado do humor. A digestão  também é favorecida, devido ao  aumento dos sucos gástricos e  a uma melhor absorção dos nutrientes.

A ação desinfetante e antibiótica do óleo essencial de Bergamota inibe o crescimento de germes, fungos e vírus e previne infeções da pele , razão pela qual é também um ingrediente comum nos sabonetes e produtos de limpeza para usar no banho.  Tem uma ação desinfetante também  sobre os intestinos e  sistema digestivo. Pode ser igualmente usada no couro cabeludo, deixando o cabelo brilhante e livre de agentes patogénicos . Podem deitar-se algumas gotas na água do banho para usufruir destes benefícios.

A ação deste óleo essencial no combate à dor deve-se à ação de certos componentes que atuam no sistema nervoso, diminuindo a sensibilidade à dor. Por esta razão, substitui com vantagens  os medicamentos  d combate à dor,  na presença de dores fortes de todos os tipos, desde dores de cabeça a dores musculares, entorses, etc..

As propriedades sedativas e analgésicas do óleo essencial de Bergamota ajudam a aliviar situações de ansiedade e forte stress, sendo também referido pelos peritos o seu efeito muito positivo no combate à insónia. Estimula a secreção de hormonas que causam prazer e relaxamento, como a dopamina ou a serotonina.

Pela aceleração dos processos da digestão, o óleo essencial de Bergamota combate a obstipação e ajuda a regularizar o peristaltismo intestinal.

O aroma cítrico associa-se a uma ação desodorizantes que vai muito além do simples cheiro ou aroma. Na verdade, este óleo inibe o crescimento das bactérias que causam mau odor e o seu aroma fresco torna-o perfeito também para o  uso em spray ambientador.

As propriedades antibióticas e anti infeciosas , explicam a sua eficácia como agente de redução da febre ou temperatura corporal.  Esta propriedades também ajuda  a curar mais rapidamente feridas, pele gretada, comichão e eczema., ao mesmo tempo que protege de agravamento infecioso, sendo um bom auxiliar na prevenção de infeções graves como o tétano.

O óleo essencial de Bergamota tem ainda uma ação tónica sobre o sistema digestivo e circulatório, sobre a pele e os músculos. Pode ser usado no vaporizador para combater a congestão  nasal e no peito nas afeções respiratórias.

Bergamota

Como Usar o Óleo Essencial de Bergamota
  • Pode ser colocado no difusor para aliviar a tensão e melhorar o ambiente do lar.
  • Umas gotas na pele quando se toma banho ou misturado com o gel do duche, ajuda a relaxar, sendo um momento de prazer pela inalação do seu aroma purificante e fresco.
  • Colocar umas gotas (depois de diluir em óleo de coco ou de amêndoas doces) antes de dormir para relaxar e propiciar o sono, bem como aumentar a sensação de bem- estar.
  • Pode-se deitar 2 gotas do óleo essencial no tónico ou leite de limpeza da pele ou loção para o corpo.
  • Inalado do difusor, ou aplicando entre 1 a 3 vezes por dia na sola dos pés ou colocando  1 ou 2 gotas em óleo de coco e massajando  a parte superior do abdómen , ajuda a aumentar a autoestima, a relaxar e a diminuir a tensão nervosa.
  • Massajar com 1 ou 2 gotas de óleo essencial de Bergamota diluído em óleo de coco ou outro óleo de transporte sobre o estômago para auxiliar a digestão.
Cuidados a Observar no Uso do óleo Essencial de Bergamota

É preciso ter um cuidado especial com o armazenamento do óleo essencial de Bergamota: deve-se usar um frasco escuro para o proteger da luz e nunca o expor diretamente à luz do Sol, uma vez que um dos seus componentes, o bergapteno, torna-se venenoso quando é exposto à luz solar. Deste modo, o óleo deve guardar-se em frascos escuros  num lugar escuro. Quando aplicar este óleo na pele, não se exponha à luz solar até o óleo ser inteiramente absorvido. Mulheres grávidas e crianças não deverão usar este óleo, pelo menos sem consultar o médico. Em todos os casos, deverá evitar-se o contacto  do óleo com os olhos,o interior dos ouvidos e as zonas sensíveis da pele.

Fruto da Bergamota

Propriedades Metafísicas do óleo Essencial de Bergamota

O óleo essencial de Bergamota  está associado a qualidades de alegria, força, equilíbrio.  Acredita-se que ele amplifica a luz, a energia e a força. Afasta tudo  o que é sombrio da psique e faz sentir alegria no coração e na alma. É considerado uma das fragrâncias angélicas.  Diz-se que afasta tudo o que é nebuloso e que causa sentimentos negativos, preparando para receber as energias superiores que iluminam  a partir do plano mais espiritual.

Diz-se que 3 a 5 gotas deste óleo essencial borrifadas na carteira ajudam a atrair dinheiro: para atrair sucesso, a tradição aconselha colocar entre 5 a 8 gotas deste óleo essencial num saquinho   e trazê-lo de forma continuada para atrair o sucesso.  Diz-se ainda que ajuda a reduzir o stress em situações de crise, melhora a vida sexual e ajuda a pessoa a alcançar o que deseja.

Tendo em conta as precauções mencionadas acima, está na hora de começar a desfrutar deste agradável óleo essencial.

Óleo Essencial de Benjoim

ben3

O Benjoim é usado desde há milhares de anos pelas propriedades medicinais e em cerimónias de carácter religioso. As suas qualidades antidepressivas, aromáticas e desinfectantes têm sido apreciadas ao longo dos séculos como provam os  vestígios do seu uso nas culturas mais antigas de que há registo. A árvore da qual é extraído –  Stirax Benzoin –  é original do Laos e do Vietname e cultiva-se abundantemente, hoje em dia, na Malásia e nas ilhas de Java e Sumatra. Esta árvore pode atingir mais de 20 metros. O Benjoim é uma goma resinosa que se extrai da casca da árvore a partir dos 7 anos de idade e que continua a produzi-la durante 15 a 20 anos. Atribui-se a um navegador português a introdução desta goma resinosa na Europa, no século 16, altura em que era usada em pó e oferecida a pessoas notáveis  como presente muito apreciado. Nostradamus incluiu o Benjoim em muitos tratamentos medicinais. Nesta época, em França, o Benjoim era chamado de bálsamo pulmonar, sendo queimado junto da pessoa doente que inalava o fumo. Na atualidade  usa-se como um dos ingredientes do incenso. Tem também largo uso no fabrico de perfumes, como fixador.

ben4

O óleo de Benjoim tem uma consistência espessa e resinosa, de cor dourada e um aroma muito agradável e, para o obter fazem-se incisões na casca e a resina começa a exsudar, sendo recolhida depois de endurecer.  O óleo é extraído da goma resinosa através de um solvente. Este óleo deve o seu aroma agradável de baunilha ao componente Vanillin. Quando acaba de ser exsudada, a resina é amarelada, tornando-se castanho avermelhada quando fica dura. Depois de limpa, é usada em forma de pó ou de óleo, sendo esta última mais apropriada para uso na pele. (diluído).

O óleo de Benjoim tem efeitos antidepressivos, relaxantes e sedativos sobre o sistema nervoso: alivia a ansiedade, tensão e stress, equilibra o humor, fazendo regressar à normalidade todos esses estados mentais., através de um efeito tranquilizante. Desde a antiguidade que se conhecem os seus efeitos vulnerários, isto é, protege as feridas abertas de contrair infecção.

Pode ser usado como um desinfetante ou germicida , bactericida  e é um fungicida eficaz, tendo mesmo propriedades antivirais. Quando é usado em aplicações externas previne as infeções.

ben2

O óleo de Benjoim tem também propriedades carminativas, isto é, alivia a flatulência e o excesso de gases no intestino e no estômago. Relaxa a musculatura do abdómen e ajuda a melhorar o apetite. Auxilia a digestão, depois de se ingerir comida demasiado condimentada.

O aroma muito agradável do Benjoim faz dele um  belo desodorizante, tanto do ambiente como do corpo. Queimado no difusor, o seu aroma enche todo o espaço e afasta os maus odores. Tem o mesmo efeito quando é deitado na água do banho ou misturado com óleo de massagem, eliminando os maus odores do corpo que são causados por germes.

Usado com óleo de massagem, ajuda a tonificar os músculos. Misturado com um pouco de água e usado em gargarejos e  melhora a saúde das gengivas, tornando-as mais firmes. Estas propriedades adstringentes fazem dele um aliado dos produtos refirmantes da pele.

Usado morno em massagens sobre o peito, o óleo de Benjoim  tem um efeito expetorante, ajudando a expelir mucosidades do sistema respiratório e aliviando a congestão nasal, facilitando consideravelmente a respiração. O seu efeito relaxante  e tranquilizante induz o sono, sendo muito útil em casos de insónia, sobretudo devido a situação de stress ou excitabilidade do sistema nervoso.

Nas inflamações com efeitos cutâneos como bexigas, sarampo, erupções  e irritações cutâneas , o seu efeito anti-inflamatório revela-se também um auxiliar precioso.

As propriedades anti-reumáticas são um dos motivos de maior procura deste óleo essencial, que também combate a artrite quando aplicado em uso externo, devido à excelente absorção dos seus princípios ativos pela pele. Muitos bálsamos antiartríticos incluem-no nos seus ingredientes.

O óleo de Benjoim  ajuda ainda  a regular o mecanismo metabólico, tendo acção estimulante sobre o equilíbrio da insulina e ajudando a evitar picos glicémicos no organismo.

ben1

Como Usar o Óleo Essencial de Benjoim

Tratamento de erupções cutâneas como eczema, psoríase, etc.- Precisa de 1 e ½ colher de argila, de preferência verde, 3 gotas de óleo de Benjoim  e a água necessária para formar uma pasta suave. Aplique de imediato sobre as zonas afectadas e deixe estar durante 20 m. Retire com chá de camomila morno. Em situações agudas pode repetir este tratamento várias vezes por dia.

Para tratamento de outras afecções como queimaduras, escaras, feridas na pele, encontrámos uma receita: em duas colheres de sopa de óleo de amêndoas doces, deite 2 gotas de óleo essencial de germe de trigo e 6 gotas de óleo essencial de Benjoim e aplique nas áreas afectadas.

Para tratamento do catarro e afecções respiratórias colocar uma taça de água quente na qual se deitaram 3 gotas de óleo essencial de Benjoim junto à cama onde vai dormir, à noite. Em alternativa, pode fazer banhos de vapor colocando numa taça com água quente 4 gotas de óleo essencial de benjoim e 1 gota de óleo essencial de eucalipto; coloque uma toalha sobre a cabeça e respire o vapor resultante.

Para atenuar as manchas castanhas na pele,  usa-se o óleo de Benjoim em conjunto com o óleo essencial de Limão:  eis uma receita que dizem ser eficaz -misturar 2 gotas de óleo essencial de limão, 2 gotas de óleo essencial de germe de trigo e 4 gotas de óleo essencial de Benjoim em duas colheres de sopa de óleo de amêndoas doces. Aplicar na pele limpa.

Propriedades Metafísicas  do óleo de Benjoim

Metafisicamente este óleo está associado à prosperidade e à purificação. Ajuda, segundo a tradição, a não se deixar vencer pelas dificuldades e a ser guiado por elas para alcançar mais iluminação. Está associado à capacidade de receber as bênçãos do espírito e à alegria  de dar e de  receber essas bênçãos, fazendo fluir a energia cósmica da abundância e da alegria de a  partilhar com os outros. O óleo essencial de Benjoim é considerado uma das fragrâncias angélicas. Na Malásia, afirma-se que este óleo essencial á capaz de deter os maus espíritos. Em algumas regiões da Ásia, os pescadores queimam óleo de Benjoim antes de sair para a pesca. Outros usam esta essência sob a forma de elixir para conseguir aumentar a longevidade.

Queimado num difusor, este óleo limpa e purifica o lar, segundo a tradição.

Óleo Essencial de Alecrim

ale3

O óleo de Alecrim é um dos mais populares.  A planta do qual é extraído- Rosmarinus Officinalles- é usada desde há muitos séculos pelos seus benefícios na saúde e, na região do mediterrâneo, tem sido também largamente usada como planta aromática na culinária.  Esta planta, que forma um arbusto, pertence à família que inclui o manjericão, a salva, a alfazema  e a murta.

O uso do Alecrim remonta à antiguidade. Os romanos usavam esta planta em cerimónias religiosas, nos casamentos,  na culinária, cosmética e nos tratamentos medicinais.  Os antigos egípcios queimavam-na como incenso. A adição de algumas folhas de alecrim aos alimentos ajuda a sua digestão. Os gregos também a usavam, como estimulante mental e para melhorar a memória.

Paracelso, um importante inovador na área da medicina do século 16, dava grande importância ao Alecrim pela sua propriedade de fortalecer  a saúde geral e aconselhava o uso desta planta para curar problemas em órgãos como o cérebro, o coração e o fígado. Foi usado como tratamento das dores reumáticas dos ossos e articulações, quando não havia outras formas de tratamento das doenças reumáticas e ainda hoje é usado para o mesmo efeito.

Na atualidade,  o óleo essencial de Alecrim entra na composição de muitos medicamentos, pelas propriedades hoje bem estudadas, sobre uma série de problemas de saúde: Assim, alivia os sintomas da indigestão, flatulência, obstipação, dores de estômago; desintoxica o fígado e ajuda a produção e libertação regular de bile; estimula e melhora a circulação sanguínea. Recentemente descobriu-se que o Alecrim ajuda o processo de crescimento do cabelo, ao mesmo tempo que fortalece o couro cabeludo e o cabelo, sendo usado na composição de champôs e loções capilares. O uso regular do óleo essencial de Alecrim estimula os folículos capilares e, segundo alguns, ajuda a abrandar o processo de perda de cabelo, razão pela qual é usado como tónico capilar preventivo, no início da calvície. Massajar o couro cabeludo com este óleo (diluído) ajuda a equilibrar a secura  e a irritação que produz a caspa. Tem sido usado desde há muitos anos, combinado com azeite de oliveira aquecido, para ajudar a escurecer o cabelo e a fortificá-lo.

ale2

Nos tratamentos da pele, o óleo de Alecrim é usado para tratar o eczema, dermatites, acne, devido às propriedades antimicrobianas e antisséticas.  Estas mesmas propriedades são também usadas no tratamento do mau hálito, em lavagens bucais, remoção de bactérias , tratamento da gengivite, etc.. Ajuda também a reduzir os níveis de cortisol, tendo deste modo uma ação antioxidante contra os radicais livres.

Mas as virtudes deste extraordinário óleo não se ficam por aqui: o óleo de Alecrim é também um excelente tónico mental e nervoso, aumentando a capacidade de concentração mental e estimulando a atividade mental. Esta propriedade do alecrim é conhecida há milhares de anos : os antigos gregos usavam esta planta para melhorar a memória dos estudantes para facilitar a retenção dos conhecimentos e antes da realização de exames.  O seu efeito faz-se sentir também na atenção, colocando a mente em estado mais focado e alerta e estudos recentes apontam o seu caráter benéfico na prevenção e tratamento da doença de Alzheimer.

É ainda excelente no tratamento da depressão, fadiga nervosa e dificuldade de retenção pela memória. E é um auxiliar poderoso no alívio das dores, incluindo dores de cabeça, dores musculares, artrite, reumatismo, etc.. Massajar a zona dorida com este óleo essencial permite um alívio rápido da dor. Banhos de vapor com o óleo de Alecrim ajudam a tratar os sintomas do reumatismo e  tem propriedades anti-inflamatórias.  Também é usado no inalador e difusor, pois o seu aroma fresco é muito agradável, razão pela qual é largamente usado em cosméticos, em ambientadores, óleo de banho , velas, etc.

ale1

Como Usar o Óleo Essencial de Alecrim

Para melhorar a memória: juntar 3 gotas de óleo essencial de Alecrim a meia colher de sopa de óleo de coco e esfregar no pescoço ou, em alternativa, colocar no difusor por 1 hora.

Para fortalecer o cabelo: colocar 5 gotas de óleo essencial no couro cabeludo molhado após o duche e massajar.

Para alívio das dores: misturar 2 gotas de óleo de Alecrim com 2 gotas de óleo de coco e massajar nas zonas doridas. Pode adicionar-se também 2 gotas de óleo essencial de hortelã.

Para melhorar as funções da bexiga: misturar 3 gotas de óleo essencial de Alecrim com ¼ de colher de sopa de óleo de coco e massajar sobre a bexiga duas vezes por dia.

Para uso geral:  Pode misturar 2 ou 3 gotas de óleo essencial de Alecrim à água do banho ou ao champô ou loção para o corpo.

Receita Caseira de Óleo de Alecrim

Encha um recipiente de vidro com  folhas de Alecrim bem lavadas;  deite fora os caules. Enxugue as folhas. Encha o recipiente onde estão as folhas com  azeite  bom de oliveira até o Alecrim estar completamente coberto. Alguns aconselham usar antes  óleo de girassol ou cártamo, faça a sua experiência e escolha o que preferir. Coloque o recipiente num local onde receba a luz e o calor do Sol,  bem fechado, se possível perto de uma janela ,durante um mês. Depois desse tempo, escorra o óleo para um recipiente de vidro limpo, comprimindo bem as plantas para largarem todo o óleo e rejeite completamente todas as plantas. Guarde o recipiente bem fechado e num lugar  fresco e aproveite as virtudes desta excelente planta.

Uso Metafísico do Óleo de Alecrim

O óleo de Alecrim é considerado uma das fragrâncias angélicas. O seu aroma fresco e canforado ajuda, segundo se diz, a obter ajuda do plano espiritual. Este óleo desperta a memória profunda de quem somos e, segundo os entendidos, ajuda a ter consciência da mente consciente e subconsciente, bem como a ter perceção da própria  dimensão espiritual.  Durante muitos séculos, foi usado como incenso, queimando-se para dispersar as energias negativas. Segundo dizem, duas ou três gotas na almofada  afastam as energias negativas e , se usado  como perfume corporal (por ex., misturado na loção para o corpo),  diz-se que atrai  o amor.  Também se acredita que aumenta a criatividade e a sensibilidade .

Este é um óleo /aroma que é um verdadeiro bálsamo para o corpo e para a mente,  não devendo deste modo faltar na sua coleção de aromaterapia  básica.