Planetas Benéficos , Maléficos e Neutros para o Ascendente Caranguejo

Para uma introdução a este tema, apresentada no primeiro artigo desta série, por favor clique aqui.
Conhecer os planetas mais benéficos ou mais maléficos para cada signo Ascendente é importante porque nos ajuda a prever os efeitos dos períodos dasha e dos seus subperíodos. Com efeito, a Astrologia Jyotish considera que, ao longo da nossa vida e por um número diferenciado de anos, cada planeta é o «regente principal» da nossa carta astrológica. E é nesses períodos principais ou nos seus subperíodos que os significados gerais e específicos dos planetas em causa se fazem sentir na nossa vida. Por exemplo, o período principal de Vénus dura 20 anos. Se Vénus for um planeta funcional benéfico para o nosso Ascendente, ao longo desse tempo veremos florescer os seus significados gerais e específicos de forma positiva. Será um tempo para sentirmos a nossa vida decorrer de acordo com os nossos objetivos e desejos: vénus simboliza conforto, luxo, prazer, amor e beleza, etc. e, de acordo com a sua posição no nosso horóscopo e com as casas que rege, adquire ainda outros significados para nós. Todos eles se ativarão durante esse período, em conjugação com os significados dos planetas que operam nos subperíodos desse dasha. Mas, se Vénus for um planeta funcional maléfico para o nosso Ascendente, sofreremos dificuldades e privações durante esses períodos. Assim, sabendo antecipadamente quais são as tendências gerais de cada período da nossa vida – qualquer bom software de Astrologia Jyotish apresenta os cálculos com as datas de todos os períodos dasha e respetivos subperíodos da nossa vida – poderemos tomar algumas medidas que ajudem a reforçar os aspetos positivos e a minorar os negativos.
 
 Planetas Benéficos e/ou Neutros para o signo Ascendente Caranguejo- Abordagem da Astrologia Jyotish Clássica
. 1º- Marte, pela regência da 5ª e da 10ª casas, o que o torna um planeta yogakaraka, ou seja, por si só constitui um Rajayoga ou planeta capaz de trazer poder , riqueza e fama.
2º- Júpiter, que rege a 6ª e a 9ª casas . a regência da 6ª casa é má, porém, a abordagem tradicional da Jyotish considera que a regência da 9ª, a casa mais forte do horóscopo, torna Júpiter um planeta temporalmente benéfico para este Ascendente. Porém, no período e nos subperíodos do planeta, serão também experienciados conflitos, excesso de despesas , dívidas, etc. Alguns quantificam Júpiter como sendo 90% benéfico e 10% maléfico para este Ascendente.
3º- A Lua é regente da 1ª casa e, por esse facto, é considerado um planeta benéfico temporal devido à regência do Ascendente.
4º- O Sol ,pela regência da 2ª casa, que é uma casa Maraka, é considerado neutro temporal. No plano do desenvolvimento material e da aquisição de riqueza, se estiver forte, permite acumular muitos bens.
Planetas Maléficos para o Signo Ascendente Caranguejo- Abordagem da Astrologia Jyotish Clássica
1º- Saturno. Saturno rege a 7ª e a 8ª casas. E, se é verdade que a 7ª é uma casa kendra e que os planetas maléficos perdem a natureza má quando regem estas casas, a 8ª casa é ocupada pelo signo Mooltrikona de Saturno e, sendo uma casa de morte, reforça o significado de Saturno como planeta maraka, pois a 7ª casa que ele rege é uma casa maraka (capaz de produzir a morte).
2º- Vénus. Rege a 4ª e a 11ª casas. Vénus é um planeta benéfico natural e, ao reger uma casa kendra, perde o caráter benéfico. A 4ª casa é ocupada pelo signo Mooltrikona de Vénus, o que reforça este aspeto. Por outro lado, a 11ª casa é considerada uma das casas de egoísmo e, assim, Vénus é considerado um planeta maléfico temporal.
3º- Mercúrio. Mercúrio rege a 3ª e a 12ª casas, tendo o seu signo Mooltrikona na 3ª casa e é considerado um planeta maléfico temporal devido ao facto de a 3ª casa ser uma das casas relacionadas com os desejos e, por isso, inclinando para a prossecução de objetivos egoístas.
Planetas Benéficos e Planetas Maléficos segundo V. K Choudhry e a Abordagem Sistémica da Astrologia Jyotish
Esta abordagem é extraordinariamente simples e respeitadora dos princípios clássicos da Jyotish, embora com adaptações que a tornam muito eficaz na análise e nas previsões. Além do mais, permite ultrapassar as contradições de alguns velhos princípios da Jyotish que radicam muitas vezes na tradição oral e com os quais se digladiam muitos astrólogos védicos hoje, aceitando nuns casos o que rejeitam noutros, embora usem os mesmos princípios, o que se torna contraditório.
Segundo esta abordagem, um planeta funcional maléfico é aquele cujo signo Mooltrikona ocupa uma das casas maléficas que, nesta abordagem são apenas : a 6ª, a 8ª, a 12ª.
Para o Ascendente Caranguejo, são os seguintes os planetas funcionais maléficos: 
Júpiter , Saturno, Rahu e Ketu . Júpiter é considerado funcional maléfico porque o seu signo Mooltrikona ocupa a 6ª casa das obstruções , das dívidas, dos conflitos, dos inimigos e das doenças. Saturno é o mais maléfico, devido à regência da 8ª casa, onde está o seu signo Mooltrikona, Aquário.
Para o Ascendente Caranguejo são os seguintes os planetas funcionais benéficos:
Sol, Lua, Marte, Mercúrio, Vénus. Nesta abordagem Vénus é mesmo considerado o planeta mais benéfico pois o seu signo Mooltrikona ocupa a 4ª casa, considerada estruturante na nossa vida. Vénus pode trazer muitos bens, fama e popularidade a estes nativos, se estiver bem colocado no horóscopo e sem receber aspetos de planetas maléficos funcionais. Para os leitores que se mostrem perplexos pelo facto de, em duas abordagens da Astrologia Jyotish um planeta ser considerado bom, funcionalmente e noutra ser considerado mau (Já lemos a opinião de alguns astrólogos védicos segundo a qual Vénus seria o pior planeta para este Ascendente) pedimos que se lembrem de que, tal como qualquer outro saber, o saber astrológico não é absoluto, estando sujeito a divergências, algumas das quais têm a ver com a definição do que é «bom» ou «mau». É esta a razão pela qual preferimos a abordagem de V. K. Choudhry, em que a consideração de um planeta bom ou mau se refere exclusivamente à regência de casas más pois os seus efeitos trazem efetivamente problemas, perdas, doença, inimigos, etc, para a vida das pessoas. Mas muitos astrólogos classificam um planeta como mau porque ele inclina a pessoa a prosseguir objetivos egoístas. É o caso do planeta Mercúrio, por ex., para este Ascendente. Porém, quando vemos os efeitos de Mercúrio como regente da 3ª casa do horóscopo, percebemos que, se o planeta estiver forte e bem colocado dá inteligência, dons de discurso e de escrita, iniciativa para levar a cabo qualquer empreendimento… e compreendemos que é por uma questão de valores e não por uma razão objetiva, que se classifica o planeta como «mau» para este Ascendente. Consideramos por isso que a abordagem de V. K. Choudhry é melhor porque é fundamentada e objetiva.
Esta classificação baseia-se na conceção de que há apenas 3 casas maléficas, que são a 6ª, a 8ª e a 12ª e de que, por isso, são apenas os regentes destas casas – quando ocupadas por signos Mooltrikona – que não conseguem proteger os seus significados gerais e particulares num horóscopo.
Isto não significa que os restantes planetas deem necessariamente bons resultados, pois isso depende da sua força e do facto de não estarem aflitos nem colocados numa das casas maléficas. Porém, com esta classificação, focamos o interesse na análise dos fatores que realmente importam e que têm a ver com a capacidade dos planetas produzirem resultados num horóscopo, o que acontece durante os trânsitos pelas posições natais em relação ao Ascendente e pelas casas, principalmente no seu ponto mais efetivo e durante os subperíodos dos planetas: os planetas funcionais benéficos trazem bons resultados de acordo como os seus significados; os funcionais maléficos trazem obstruções, conflitos, doença, perda de estatuto e de rendimento, etc. Adicionalmente, um planeta funcional benéfico fraco não consegue fazer florescer os seus significados no horóscopo, a menos que receba aspetos de planetas funcionalmente benéficos e fortes.

Planetas Benéficos, Maléficos e Neutros para o Ascendente Gémeos

Para uma introdução a este tema, apresentada no primeiro artigo desta série, por favor clique aqui.
O Ascendente Gémeos  tem regência de Mercúrio um planeta que tem muita volatilidade porque se move rapidamente e porque, devido à sua proximidade em relação ao Sol, está muitas vezes combusto. A combustão é um dos maiores motivos de fraqueza dos planetas e tem a ver com a distância em graus, do planeta em relação ao Sol. Cada planeta é considerado combusto numa longitude diferente em relação ao Sol. No caso de Mercúrio, este é considerado combusto quando a sua longitude é de 0 a 14 º antes ou depois da posição do Sol. Se, por ex., o Sol está colocado a 3º de Caranguejo, Mercúrio estará combusto se estiver colocado até 17º de Caranguejo ou , no signo anterior, se estiver colocado entre 19º e 30 º do signo de Gémeos. Quanto mais próximo está em relação à posição do Sol, mais fraco é o planeta. Isto sucede porque os raios solares sobrepõem-se à energia do planeta e este perde por isso grande parte das suas características essenciais positivas. Devido à proximidade entre Mercúrio e o Sol, muitas pessoas nascem com o planeta em estado de combustão. Ora, isso significa que muitas pessoas com Ascendente Gémeos têm o regente do seu Ascendente fragilizado, o que se torna limitativo pois o regente do Ascendente é um importante fator geral da força do horóscopo.
Planetas Benéficos e/ou Neutros para o signo Ascendente Gémeos- Abordagem da Astrologia Jyotish Clássica
1º- Vénus é o planeta mais benéfico para este Ascendente pois rege a 5ª casa, ocupada pelo seu signo Mooltrikona. É certo que também rege a 12ª casa, que é  uma casa maléfica mas, como o seu signo Mooltrikona é mais forte, a 12ª casa é considerada neutra e Vénus é classificado como um planeta benéfico.
2º- Mercúrio. Rege a 1ª e a 4ª casas, duas casas kendra (a 1ª é considerada kendra e trikona). A classificação de Mercúrio como benéfico funcional para este Ascendente não é pacífica, pois trata-se de um planeta natural benéfico e, segundo a regra, os planetas naturais benéficos quando regem casas kendra (as casas angulares- 1ª, 4ª, 7ª e 10ª) tornam-se maléficos nos resultados. Deste modo, alguns astrólogos classificam Mercúrio como um planeta neutro para este Ascendente. .Os que o classificam como benéfico argumentam que é o regente do Ascendente e que, por isso, também de acordo com as regras da Jyotish, o regente do Ascendente dá bons resultados. Porém, é preciso que o seu estado no horóscopo seja forte , não combusto e não aflito por aspeto ou por associação com planetas maléficos.
3º- Saturno é potencialmente o 3º planeta mais benéfico para este Ascendente, pela regência da 9ª casa do horóscopo. Porém, também rege a maléfica 8ª casa, o que o torna um planeta controversamente considerado como benéfico. Os astrólogos que o classificam como tal argumentam que se trata do regente da 9ª casa, a casa trikona mais forte e que é ocupada pelo seu signo Mooltrikona, Aquário. Porém, acrescentam que é preciso mais algumas condições para que esta classificação se mantenha: o planeta deve estar colocado numa casa boa e não deve estar fragilizado por aspeto nem associação com planetas funcionais maléficos. Caso esta condição não se verifique, Saturno deverá ser colocado entre os planetas maléficos funcionais para este Ascendente. Considera-se que a capacidade de Saturno para dar resultados positivos, nas condições normais, é de dois terços, contra um terço de resultados negativos. Esta é a razão pela qual alguns astrólogos classificam Saturno como um planeta neutro para o Ascendente Gémeos.
4º-A Lua rege a 2ª casa. É um planeta natural benéfico mas a 2ª casa é uma casa marakha, isto é, capaz de infligir a morte, pelo que a Lua é considerada um planeta neutro para este Ascendente. Há que ver qual a fase da Lua no momento do nascimento pois o caráter benéfico da Lua perde-se quando ela está na fase minguante ou escura. Neste caso tende a produzir resultados maléficos e deve ser classificada como funcional maléfica.
 Planetas Maléficos para o Signo Ascendente Gémeos- Abordagem da Astrologia Jyotish Clássica
1º- Marte, pela regência da 6ª casa, a casa das dívidas, dos conflitos e da doença e também da 11ª, conotada com a realização de desejos que podem ter origem no egoísmo do nativo. Na Astrologia Jyotish clássica, estas duas casas do horóscopo são consideradas maléficas, a 6ª por razões óbvias e a 11ª por causa da relação que tem com os desejos que podem ser de caráter egoísta.
2º- Júpiter, que rege a 7ª e a 10ª casas e tem o seu signo Mooltrikona Sagitário, na 7ª casa, uma casa marakha, (capaz de infligir a morte). A razão pela qual se classifica Júpiter como maléfico deve-se ao facto de ele ser um planeta naturalmente benéfico e a 7ª e a 10ª casas são ambas casas kendra, pelo que se considera que os resultados do planeta são negativos. Além disso, rege uma casa marakha, a 7ª. Porém, alguns astrólogos discordam desta classificação e consideram que é mais correto considerar Júpiter como um planeta neutro.
3º- O Sol é regente da 3ª casa e, por esse facto, é considerado funcionalmente maléfico. Como a Astrologia Jyotish clássica considera que as casas 3ª, 6ª e 11ª são casas maléficas, pela regência desta casa o Sol é classificado como temporalmente maléfico. Pensamos que esta classificação é algo bizarra, pois o Sol como regente desta casa impulsiona as iniciativas pessoais e costuma dar muito bons resultados quando está forte e bem colocado.
Planetas Benéficos e Planetas Maléficos segundo V. K Choudhry e Abordagem Sistémica da Astrologia Jyotish 
Esta abordagem é extraordinariamente simples e respeitadora dos princípios clássicos da Jyotish, embora com adaptações que a tornam muito eficaz na análise e nas previsões. Além do mais, permite ultrapassar as contradições de alguns velhos princípios da Jyotish que radicam muitas vezes na tradição oral e com os quais se digladiam muitos astrólogos védicos hoje, aceitando nuns casos o que rejeitam noutros, embora usem os mesmos princípios, o que se torna contraditório.
Segundo esta abordagem, um planeta funcional maléfico é aquele cujo signo Mooltrikona ocupa uma das casas maléficas que, nesta abordagem são: a 6ª, a 8ª, a 12ª.
Para o Ascendente Gémeos , são os seguintes os planetas funcionais maléficos:
Rahu e Ketu (os nodos podem ter um comportamento não maléfico, quando ocupam boas casas e não afligem o ponto mais efetivo da casa que ocupam). A razão pela qual os regentes da 6ª, 8ª e 12ª casas não são considerados funcionais maléficos para este Ascendente deve-se ao facto de os signos que ocupam essas casas não serem signos Mooltrikona. Deste modo, os efeitos das casas maléficas são mais fracos do que acontece com outros Ascendentes, o que compensa em parte a fragilidade a que está sujeito o regente do Ascendente, Mercúrio.
Para o Ascendente Gémeos são os seguintes os planetas funcionais benéficos: 
Sol, Lua, Marte, Mercúrio, Júpiter, Vénus e Saturno. Mercúrio, pela regência da 4ª casa que é também uma casa Mooltrikona, é o mais benéfico potencialmente (pois é preciso analisar a sua força no horóscopo antes de o considerar como tal).
Esta classificação baseia-se na conceção de que apenas há 3 casas maléficas, que são a 6ª, a 8ª e a 12ª e de que, por isso, são apenas os regentes destas casas – quando ocupadas por signos Mooltrikona – que não conseguem proteger os seus significados gerais e particulares num horóscopo.
Isto não significa que os restantes planetas deem necessariamente bons resultados, pois isso depende da sua força e do facto de não estarem aflitos nem colocados numa das casas maléficas. Porém, com esta classificação, focamos o interesse na análise dos fatores que realmente importam e que têm a ver com a capacidade dos planetas produzirem resultados num horóscopo, o que acontece durante os trânsitos pelas posições natais em relação ao Ascendente e pelas casas, principalmente no seu ponto mais efetivo e durante os subperíodos dos planetas: os planetas funcionais benéficos trazem bons resultados de acordo como os seus significados; os funcionais maléficos trazem obstruções, conflitos, doença, perda de estatuto e de rendimento, etc. Adicionalmente, um planeta funcional benéfico fraco não consegue fazer florescer os seus significados no horóscopo, a menos que receba aspetos de planetas funcionalmente benéficos e fortes.

Bons e Maus Planetas para o Ascendente Touro

Para uma introdução a este tema, apresentada no primeiro artigo desta série, por favor clique aqui.
Planetas Benéficos para o signo Ascendente Touro- Abordagem da Astrologia Jyotish Clássica
O Ascendente Touro não é o mais feliz no que se refere a planetas benéficos, pois os dois maiores naturais  benéficos são funcionais maléficos para este Ascendente. Segundo as regras clássicas,os  planetas benéficos quando regem  casas angulares (Kendra)- 1, 4, 7, 10- dão resultados negativos, enquanto os planetas maléficos naturais quando regem essas casas dão resultados positivos. As casas angulares são  a base da estrutura da vida dos nativos, e é  necessária alguma agressividade para estes se afirmarem no mundo e enfrentarem os muitos problemas e adversidades que  este  lhes coloca;  considera-se assim que a energia suave e inclinada para o conforto e para os prazeres dos planetas benéficos naturais não é a adequada para se para ser bem sucedido nos aspetos mais dinâmicos da existência.
Para o Ascendente Touro apenas Saturno e o Sol, quando estão fortes e bem colocados, sem receber aspetos de outros planetas funcionais maléficos, podem ser considerados sem reservas planetas benéficos para este Ascendente. Outros dois, Mercúrio e Marte, são objeto de discussão, sobretudo Mercúrio.
1º- Saturno é o planeta mais benéfico para este Ascendente pois rege a 9ª e a 10ª casas, o que faz dele um planeta yogakaraka, sozinho forma um yoga de poder e de riqueza, um Rajayoga.
2º- O Sol. Rege a 4ª casa, uma casa kendra e o Sol é um planeta natural maléfico pelo que dá resultados positivos, perdendo a natureza negativa natural.
3º- Mercúrio é potencialmente o 3º planeta mais benéfico para este Ascendente, pela regência da 5ª casa. Também rege a 2ª casa, que é uma casa Maraka, isto é ,relacionada com a morte. Mas a sua ação, se estiver bem colocado e for forte, pode ser muito positiva no que se refere à aquisição de bens materiais e de riqueza, pois Mercúrio forma uma assinatura específica de riqueza ou Dhana Yoga para este Ascendente. No entanto, vários astrólogos inclinam-se para considerar Mercúrio como um planeta que dá resultados mistos, embora mais bons do que maus, talvez numa percentagem de 2/3 de resultados bons para um terço de resultados maus e que, por essa razão, devia ser considerado neutro. Isto significa que, genericamente, é muito difícil prever os efeitos deste planeta, a menos que ele esteja associado com planetas funcionalmente benéficos e esteja forte e sem aflições no horóscopo.

4º-Marte rege a 7ª e a 12ª casas. É um planeta natural maléfico por isso pode dar bons resultados como regente da 7ª casa, que é uma casa Kendra e, segundo Parasara, o grande mestre da Jyotish que nos deixou os principais fundamentos da «Ciência da Luz», o reger uma casa kendra, os planetas naturais maléficos perdem a natureza maléfica. Porém, o seu signo Mooltrikona está na 12ª casa, a casa das perdas e, por isso, a menos que esteja em aspeto com planetas funcionalmente benéficos , forte e sem aflições, Marte pode ser mais mau do que bom. Esta é a razão pela qual, geralmente, os astrólogos o consideram neutro para este Ascendente.

Planetas Maléficos para o Signo Ascendente Touro- Abordagem da Astrologia Jyotish Clássica

1º- Júpiter, pela regência da 8ª casa e também da 11ª, conotada com a realização de desejos que podem ter origem no egoísmo do nativo. Apesar de ser um planeta benéfico natural, o seu signo Mooltrikona ocupa a 8ª casa para este Ascendente e a sua ação é essencialmente maléfica, embora, se estiver forte, permita a realização dos seus significados gerais e particulares, mas traz aflições e obstruções de todo o tipo durante os seus períodos e trânsitos.
2º- Vénus, que rege a 1ª e a 6ª casas e tem o seu signo Mooltrikona Balança (Libra), na 6ª casa, uma casa associada a dívidas, conflitos e oposições, doença, etc. Apesar de poder parecer estranho que um planeta benéfico natural como Vénus e regente da 1ª casa possa considerar-se maléfico, a verdade é que, segundo Parasara, quando um planeta benéfico natural rege uma casa kendra perde a sua natureza benéfica e os significados da 6ª casa sobrepõem-se, neste caso , aos da 1ª casa ou Ascendente, porque o signo Mooltrikona de Vénus está a ocupar a 6ª casa.
3º- A Lua rege a 3ª casa e, por esse facto, é considerada funcionalmente maléfica. Mas ,a este respeito, há que ter em conta vários aspetos: o primeiro tem a ver com a fase em que a Lua se encontrava no nascimento, se estava luminosa ou escura pois a Lua brilhante dá uma mente com grandes capacidades para a comunicação, para as atividades comerciais, etc. A Lua numa fase minguante é maléfica e, por essa razão, pode mostrar a pessoa concentrada em desejos incontrolados que a levam a mudar continuamente  de atividade , de modo de pensar ,de atuar, etc.
Planetas Benéficos e Planetas Maléficos  para o Ascendente Touro segundo V. K Choudhry e a Abordagem Sistémica da Astrologia Jyotish
Esta abordagem é extraordinariamente simples e rigorososamente respeitadora dos princípios clássicos da Jyotish, embora com adaptações que a tornam muito eficaz na análise e nas previsões.
Segundo esta abordagem, um planeta funcional maléfico é aquele cujo signo Mooltrikona ocupa uma das casas maléficas: 6ª, 8ª, 12ª.
Para o Ascendente Touro ,são os seguintes os planetas funcionais maléficos: 
Vénus, Júpiter, Marte e Rahu e Ketu (os nodos podem ter um comportamento não maléfico, quando ocupam boas casas e não afligem o ponto mais efetivo da casa que ocupam). Júpiter é o planeta mais maléfico.
Para o Ascendente Touro são os seguintes os planetas funcionais benéficos:
Sol, Lua, Mercúrio, e Saturno. O Sol, pela regência da 4ª casa que é também uma casa Mooltrikona, é o mais benéfico.
Esta classificação baseia-se na conceção de que apenas há 3 casas maléficas, que são a 6ª, a 8ª e a 12ª e de que, por isso, são apenas os regentes destas casas – quando ocupadas por signos Mooltrikona – que não conseguem proteger os seus significados gerais e particulares num horóscopo.
Isto não significa que os restantes planetas deem necessariamente bons resultados, pois isso depende da sua força e do facto de não estarem aflitos nem colocados numa das casas maléficas. Porém, com esta classificação, focamos o interesse na análise dos fatores que realmente importam e que têm a ver com a capacidade dos planetas produzirem resultados num horóscopo, o que acontece durante os trânsitos pelas posições natais em relação ao Ascendente e pelas casas, principalmente no seu ponto mais efetivo e durante os subperíodos dos planetas: os planetas funcionais benéficos trazem bons resultados de acordo como os seus significados; os funcionais maléficos trazem obstruções, conflitos, doença, perda de estatuto e de rendimento, etc.

Planetas Benéficos e Maléficos Por Ascendente- Ascendente Carneiro (Aries)

Conhecer quais são os melhores e os piores planetas para cada  signo Ascendente ajuda cada um de nós a calcular os efeitos que esses planetas terão quando transitarem pelos planetas e casas do horóscopo de nascimento ou quando estiver operante o seu período principal (dasha) ou subperíodo. Conhecer quais são os planetas funcionalmente benéficos e quais são os funcionalmente maléficos é a chave para se poderem fazer previsões em Astrologia. Na Astrologia Jyotish esta classificação depende da posição que cada signo ocupa em relação ao signo Ascendente e, através dela, os planetas regentes de cada casa adquirem, para além de significações gerais, significações particulares em cada horóscopo natal. A natureza maléfica ou benéfica funcional dos planetas é ainda a chave para compreender e avaliar se os diversos yogas (assinaturas com significado específico no horóscopo) terão ou não força para produzir resultados durante os períodos planetários conjuntamente com os trânsitos. Uma pessoa que possui um Rajayoga no seu horóscopo (assinatura de riqueza e poder) só verá esse yoga dar frutos se ele for formado por planetas que são funcionais benéficos para o seu Ascendente. Caso isso não suceda, dificilmente  sentirá os efeitos  positivos desse yoga.
Um planeta diz-se funcional benéfico quando produz resultados positivos para um determinado signo Ascendente; diz-se funcional maléfico quando produz resultados negativos para um dado signo Ascendente. Nos períodos dasha/ antardhasa,os planetas funcionais maléficos trazem experiências problemáticas relacionadas com os seus significados gerais (karakas) e específicos, isto é, relacionados com as casas que regem e onde estão colocados, o mesmo acontecendo quando, em trânsito, entram em aspeto com as casas e os planetas natais.
A classificação funcional dos planetas refere-se à regência das várias casas do horóscopo: os planetas que regem casas consideradas «maléficas» não são capazes de produzir os bons efeitos que lhes estão associados. Outros fatores, como a amizade entre os vários planetas e o regente do Ascendente, que é o guardião geral das promessas natais, são igualmente importantes.
A Astrologia Jyotish é parte integrante da sabedoria védica milenar e, como todos os saberes , está sujeita a adaptações  aos tempos que vamos vivendo. A par da abordagem clássica  tradicional, apresentamos por isso também uma abordagem defendida por V. K Choudhry designada por abordagem sistémica e que  nós consideramos muito relevante e interessante, sobretudo pela simplificação que consegue fazer dos vários fundamentos da Astrologia Védica, tornando-os mais acessíveis e trazendo um excelente insight para a compreensão dos planetas funcionais maléficos e dos planetas  funcionais benéficos.
Planetas Benéficos para o signo Ascendente Carneiro (Aries)- Abordagem da Astrologia Jyotish Clássica
1º-O Sol é o planeta mais benéfico para este Ascendente pois rege a 5ª casa, uma casa trina e auspiciosa que é também o signo Mooltrikona do Sol.
2º- A Lua é o segundo planeta mais benéfico para este Ascendente, tendo afinidade natural com a 4ª casa.
3º-Marte que rege o Ascendente. Este planeta também rege a maléfica 8ª casa porém, Carneiro é o signo Mooltrikona de Marte e cai na 1ª casa. Acresce a isto que Carneiro é um signo masculino ou positivo, enquanto que Escorpião, que ocupa a 8ª casa, é um signo feminino ou negativo, isto é, tem uma natureza recetiva e, por isso, Marte produz significados principalmente relacionados com a 1ª casa onde é ativo e que por isso se torna dominante.
4º- Júpiter que rege a casa da sorte e da fortuna nesta existência, a 9ª. O signo Mololtrikona de Júpiter também ocupa a 9ª casa, Sagitário, um signo masculino. Júpiter também rege a 12ª casa, ocupada pelo signo de Peixes , e esta é uma casa maléfica, relacionada com as perdas, as despesas, o isolamento, etc. Mas o signo Peixes é um signo feminino e, como tal, o signo Sagitário prevalece nos resultados, sobre os do signo feminino, e Júpiter dá essencialmente resultados da 9ª casa. Quando um planeta rege um signo masculino e um signo feminino o signo masculino prevalece nos seus significados
Planetas Maléficos para o Signo Ascendente Carneiro (Aries)- Abordagem da Astrologia Jyotish Clássica
1º- Mercúrio, que rege duas casas maléficas, a 3ª e a 6ª, associadas com o egoísmo , com o conflito, com doença e oposições. O signo Mooltrikona Mercúrio, Virgem, ocupa a maléfica 6ª casa e a relação entre Mercúrio e Marte, o regente do Ascendente é também de inimizade, o que torna este planeta um poderoso funcional maléfico para este Ascendente.
2º- Saturno, que rege a 10ª e a 11ª casas e tem o seu signo Mooltrikona Aquário, na 11ª casa, uma casa também associada ao egoísmo mas, para este Ascendente, que é também um signo Cardinal, a 11ª casa é uma casa Badakha e, por isso, o seu regente é um significador de obstáculos e de dificuldades. Por essa razão, para o Ascendente Carneiro (Aries) a associação entre o regente da 9ª e da 10ª casas (neste caso Júpiter e Saturno) que produz habitualmente uma assinatura de sorte, de poder e de riqueza- Rajayoga- neste caso não produz quaisquer efeitos benéficos e o yoga não existe.
3º- Vénus que rege duas casas «maraka»(capazes de infligir a morte)- a 2ª e a 7ª- o signo Mooltrikona de Vénus ocupa a 7ª casa, e isso torna-o um importante significador de morte e de limitador da longevidade individual.
Planetas Benéficos e Planetas Maléficos segundo V. K Choudhry e a Abordagem 
Sistémica da Astrologia Jyotish 
Esta abordagem é extraordinariamente simples e rigorosamente ,  respeitadora dos princípios clássicos da Jyotish, embora com adaptações que a tornam muito eficaz na análise e nas previsões.
Segundo esta abordagem, um planeta funcional maléfico é aquele cujo signo Mooltrikona ocupa uma das casas maléficas: 6ª, 8ª, 12ª.
Para o Ascendente Carneiro (Aries) ,são os seguintes os planetas funcionais maléficos:
Mercúrio e Rahu e Ketu (os nodos podem ter um comportamento não maléfico, quando ocupam boas casas e não afligem o ponto mais efetivo da casa que ocupam).
Para o Ascendente Carneiro (Aries) são os seguintes os planetas funcionais benéficos:
Sol, Lua, Marte, Júpiter, Vénus e Saturno.
Esta classificação baseia-se na conceção de que apenas há 3 casas maléficas, que são a 6ª, a 8ª e a 12ª e de que, por isso, são apenas os regentes destas casas – quando ocupadas por signos Mooltrikona – que não conseguem proteger os seus significados gerais e particulares num horóscopo.
Isto não significa que os restantes planetas deem necessariamente bons resultados, pois isso depende da sua força e do facto de não estarem aflitos nem colocados numa das casas maléficas. Porém, com esta classificação, focamos o interesse na análise dos fatores que realmente importam e que têm a ver com a capacidade dos planetas produzirem resultados num horóscopo, o que acontece durante os trânsitos pelas posições natais em relação ao Ascendente e pelas casas, principalmente no seu ponto mais efetivo e durante os subperíodos dos planetas: os planetas funcionais benéficos trazem bons resultados de acordo como os seus significados; os funcionais maléficos trazem obstruções, conflitos, doença, perda de estatuto e de rendimento, etc.
Cabe ao estudante seguir a sua intuição e optar pela abordagem que considere mais concordante com a sua experiência e intuição. Por aqui,  tivemos uma formação clássica  e tradicional na Astrologia Jyotish mas confessamos o nosso entusiasmo por esta abordagem que é clara, rigorosa e muito racional, no que se refere aos princípios da Jyotish. Nas nossas análises consideramos ambas as abordagens e tem havido ocasiões em que esta abordagem do astrólogo e autor Hindu Sr V. K Choudhry  nos pareceu explicar melhor  alguns aspetos relacionados com a previsão  e a análise dos resultados.
Continuaremos a  dar conta das nossas experiências aqui.

Efeitos dos Planetas no Horóscopo para cada Signo Ascendente

força

De acordo com a Astrologia Jyotish cada planeta tem uma natureza que pode ser benéfica , neutra ou maléfica  mas, pelo facto de ter a regência de umas casas em vez de outras no horóscopo, um planeta naturalmente benéfico pode tornar-se maléfico e um planeta naturalmente maléfico pode tornar-se benéfico. Deste modo, a natureza de um planeta altera-se pela sua posição em determinada casa do horóscopo e pela regência das casas.
Deste modo a interpretação da ação dos planetas no horóscopo tem que ter em conta: 
1  .   O carácter benéfico , maléfico ou neutro da natureza dos planetas;
2.       O carácter benéfico, maléfico ou neutro dos planetas  para cada Ascendente;
3.       As relações de amizade/inimizade entre os planetas, a nível permanente e temporal.
Neste artigo falarei dos dois primeiros pontos. O terceiro ficará para um próximo artigo.
Classificação dos Planetas quanto à sua Natureza
BENÉFICO
MALÉFICO
NEUTRO
Lua Crescente
Vénus
Júpiter
Sol
Lua minguante
Marte
Saturno
Rahu
Ketu
Mercúrio
Apresento  em seguida o planeta mais forte para cada Ascendente. Por favor tenha em conta que a dinâmica de cada horóscopo, pelas relações que se estabelecem entre os seus vários factores, incluindo as assinaturas específicas- yogas– pode alterar estas indicações gerais. A interpretação astrológica é complexa  e, por isso, os elementos que agora faculto são auxiliares da interpretação mas não devem ser usados como factores absolutos.
O Planeta Mais forte para cada Ascendente
Ascendente
Planeta
Casas que Rege
Carneiro (Aries)
Sol
Touro
Saturno
9ª e 10ª
Gémeos
Mercúrio
1ª e 4ª
Caranguejo
Marte
5ª e 10ª
Leão
Marte
4ª e 9ª
Virgem
Mercúrio
1ª e 10ª
Balança (Libra)
Saturno
4ª e 5ª
Escorpião
Lua
Sagitário
Sol
Capricórnio
Vénus
5ª e 10ª
Aquário
Vénus
4ª e 9ª
Peixes
Lua
Nota: As casas mais fortes do horóscopo são : As casas angulares- 1ª, 4ª, 7ª e 10ª- designadas nas Jyotish como casas Kendra; as casas trinas- 1ª, 5ª e 9ª- designadas na jyotish como trikona.
TABELA DOS PLANETAS BENÉFICOS/NEUTROS/MALÉFICOS PARA CADA ASCENDENTE
ASCENDENTE
BENÉFICO( e casas que rege)
MALÉFICO (e casas que rege)
NEUTRO (e casas que rege)
CARNEIRO (ARIES)
Júpiter  (9, 12)
Sol  (5)
Marte  ( 1, 8)
Saturno  (10,11)
Mercúrio (3,6)
Vénus  (2,7)
Lua (4)
Não há
TOURO
Saturno (9,10)
Mercúrio (2,5)
Marte (7,12)
Sol   (4)
Júpiter (8,11)
Vénus (1,6)
Lua (3)
Vénus (1,6)
Este planeta é tanto maléfico como neutro
GÉMEOS
Vénus (5,12)
Saturno  (8,9)
Marte (6,11)
Júpiter (7,10)
Sol (3)
Lua (2)
Mercúrio (1,4)
CARANGUEJO
Júpiter (6,9)
Marte  (5,10)
Vénus (4,11)
Mercúrio (3,12)
Saturno (7,8)
Lua   (1)
Sol (2)
LEÃO
Marte (4,9)
Sol  (1)
Mercúrio  (2,11)
Vénus (3,10)
Júpiter  (5,8)
Lua (12)
Saturno (6,7)
VIRGEM
Vénus  (2,9)
Lua (11)
Marte (3,8)
Júpiter (4,7)
Saturno (5,6)
Sol (12)
Mercúrio (1,10)
BALANÇA (LIBRA)
Saturno (4,5)
Mercúrio (9,12)
Vénus (1,8)
Marte (2,7)
Sol  (11)
 Júpiter (3,6)
Lua (10)
Não há
ESCORPIÃO
Lua (9)
Júpiter (2,5)
Sol (10)
Mercúrio  (8,11)
Vénus (7,12)
Marte (1,6)
Saturno (3,4)
SAGITÁRIO
Marte (5,12)
Sol (9)
Vénus (6,11)
Saturno (2,3)
Mercúrio (7,10)
Júpiter (1,4)
Lua (8)
CAPRICÓRNIO
Vénus (5,10)
Mercúrio (6,9)
Saturno (1,2)
Marte (4,11)
Júpiter  (3,12)
Lua (7)
Sol (8)
AQUÁRIO
Vénus (4,9)
Sol (7)
Marte (3,10)
Saturno (1,12)
Júpiter (2,11)
Lua (6)
Mercúrio (5,8)
PEIXES
Lua (5)
Marte (2,9)
Saturno (11,12)
Sol (6)
Vénus (3,8)
Mercúrio (4,7)
Júpiter (1,10)
Nota: Tabela de acordo com o sábio Satyacharya