Pedras e Cristais, Ágatas

lil

Dedicamos  o artigo de hoje a uma das pedras mais conhecidas, a ágata. Esta é uma pedra bastante comum mas cujas propriedades a tornaram muito apreciada desde a antiguidade. Esta pedra é uma variedade de calcedónia, da família dos quartzos. Estas pedras formam-se como nódulos   (geodes) que vão preenchendo as cavidades formadas no interior de rochas eruptivas, através do vapor que se forma quando a  rocha  derrete e fica liquefeita. Os materiais depositados nessas cavidades, de origem silicosa, vão formando uma espécie de bandas ou listas, que alternam com quartzo cristalino dando origem a uma diversidade de cores e de variedades de ágatas. Pode haver ágatas de grande tamanho, formadas pela união das bolsas de vapor nas cavidades da rocha. Quando são cortadas transversalmente, as ágatas mostram uma sucessão de linhas paralelas, formando  as listas características da pedra. Embora as ágatas se apresentem com diversas cores, as mais comuns são as ágatas acinzentadas (Sul americanas) sendo  por isso comum tingi-las. A primeira camada das ágatas é uma crosta branca, formada por meteorização.  No interior das cavidades de rocha onde se vão depositando as ágatas, se o espaço não ficar inteiramente coberto por esta pedra, podem formar-se outros cristais como ametista, cristal de rocha, quartzo fumado, calcite, hematite, etc.

Existem muitas variedades de ágatas e as suas propriedades alteram-se de acordo com a sua cor  embora haja algumas características que são comuns a todas. A ágata possui uma energia de baixa frequência, que fortalece a ligação do nosso corpo à Terra, razão pela qual é designada por «pedra de enraizamento» (grounding). Por essa razão estimula a força física, acreditando-se que equilibra a energia yin/yang  e exerce uma influência estabilizadora e fortalecedora de todas as energias  -físicas , emocionais e intelectuais. Diz-se que ajuda a limpar a aura e a estabilizá-la, removendo e transformando energias negativas.

musg

Todas as ágatas podem remover bloqueios em todos os chakras. Mas, de acordo com a cor de cada uma, podem estabelecer-se ligações particularizadas com os chakras específicos.  As ágatas são pedras de força e de equilíbrio, fortalecendo a coragem, ajudando na cura e dando proteção. Os antigos guerreiros usavam ágatas nas armaduras, na zona do peito, para lhes aumentar a força e a coragem em combate. Porém, a capacidade de as ágatas fortalecerem a energia, especialmente a física, não é uniforme nem contínua, faz-se por golfadas, à medida que essa energia se torna necessária. Por isso, quando há necessidade de um aumento súbito e rápido de energia, as ágatas podem ser de grande ajuda.  Estas características fazem delas excelentes pedras de conservação, acreditando-se que aumentam a longevidade. Tradicionalmente as ágatas eram colocadas na água para beber e cozinhar pois acreditava-se que afastavam a doença. Também se diz que esta pedra protege as crianças, sobretudo de quedas, aconselhando-se que estas usem a pedra, como joia, amuleto, etc.

No plano emocional ,a ágata dá coragem e força  e afasta o medo, ajudando a superar bloqueios emocionais; liberta  ressentimentos e amargura, cura feridas emocionais e promove a melhoria dos relacionamentos. Também diminui a tendência para sentir inveja, ao ajudar a pessoa aceitar as coisas tal como são e ajudando-a  a sentir harmonia com o seu estado de coisas.

Quando é colocada sobre o plexo solar, a ágata ajuda a superar as emoções que queremos remover da nossa vida. Esta  pedra também é conotada com a fidelidade, sendo a pedra dos laços conjugais, associada também às ligações  românticas relacionadas com a constância.  Diminui também a ansiedade e o stress. A ágata branca é considerada  uma pedra da esperança.

No plano intelectual promove a criatividade e  melhora o intelecto sendo por isso usada por artistas e estudantes.

A Terapia dos cristais usa a ágata na cura de problemas das gengivas e dos dentes, problemas de resistência física, dores de estômago, insónia,etc.

lar

Entre as variedades de ágata , encontramos:

Ágata Musgo-  é uma ágata incolor ou translúcida com inclusões na forma de musgo. Usa-se na terapia dos cristais como complemento  no tratamento do chakra cardíaco para desbloqueios psíquicos e problemas congénitos ou hereditários. Ajuda na eliminação de toxinas do corpo e no tratamento de infeções causadas por fungos.

Ágata de Fogo-  Na Itália e na  Pérsia era usada para proteger do mau olhado. É usada nas terapias para curar a infertilidade ou impotência sexual.  Misturada no soro fisiológico, ajuda a regenerar os tecidos danificados por queimaduras.  No plano psicológico aumenta a tolerância e a paciência em relação aos problemas e controla a distração e a confusão mental.  Auxilia no fortalecimento da voz. Se for colocada em cima a mesa junto de alguém que está a estudar, ajuda a memorizar.

Ágata Azul.  Tingida com sulfato de ferro. É usada na terapia dos cristais em tratamentos associados ao chakra da garganta. Ajuda a manter a boa forma do chakra laríngeo que, quando está contraído, provoca tensões musculares nos ombros e no pescoço e dores de garganta, problemas da tiroide, dores de cabeça, etc..Também pode auxiliar no tratamento da artrite  e na recuperação de fraturas. Esta ágata também nos ajuda a libertar a nossa verdade  sem medo de sermos julgados ou criticados.

Ágata Verde– tingida com ferro ferroso. No passado  acreditava-se que, se uma mulher bebesse água onde esteve uma ágata verde, isso a protegeria da infertilidade. Hoje usa-se principalmente com fins decorativos.

Ágata Blue Lace– Atua positivamente nas emoções, encorajando , acalmando e animando a pessoa. Não tem ação de proteção mas  antes de apoio positivo nas emoções.

Muitas outras variedades de ágata poderiam ser referidas, além das que escolhemos para ilustrar este artigo. Mas  as propriedades  gerais das ágatas ficam aqui referenciadas para que os leitores possam escolher as que acharem  mais adequadas para os seus propósitos. Nós preferimos as variedades ao natural, sem tingimento pois preferimos manter as propriedades naturais da pedra, sem manipulação artificial.

Pedras e Cristais-Amazonite

azz2

Hoje damos início à descrição das características e propriedades  das pedras falando da Amazonite. Esta é uma pedra que faz parte do numeroso grupo dos feldspatos, que cobrem cerca de 60% da crosta terrestre e adquiriu este nome devido  a uma falsa suposição de que se encontraria em toda a extensão do rio Amazonas.  Na verdade, é outra a pedra que aí se encontra- nefrite verde,  uma pedra que por vezes se confunde com esta, tal como a jadeíte . A semelhança de algumas variedades com esta pedra originou mesmo a designação da Amazonite como «jade do colorado».

A Amazonite encontra-se nos USA, Austrália, Brasil e na Rússia. Apesar de serem comuns os feldspatos, são no entanto raras as variedades com qualidades gemológicas, como é o caso da Amazonite. Existem diferentes variedades de Amazonite, que passam pela cor verde , verde amarelado, verde azulado e azul pálido. Esta última variedade é uma das «pedras da sorte», conhecida como «pedra da esperança». Enquanto as variedades verdes são associadas ao chakra cardíaco , a variedade azul pálido associa-se ao chakra da garganta, tendo afinidades com as funções desses chakras. Esta pedra também é associada ao chakra do 3º olho  e às suas características. Normalmente , a Amazonite apresenta-se em forma esférica ou oval, polida e sem outros tratamentos. É uma pedra de preço acessível, opaca ou translúcida, não se apresentando em forma transparente. Quanto mais intensa é a cor da pedra, maior é o seu poder potencial de cura.

  Esta pedra  era uma das pedras sagradas, no Egito. Também está associada à lenda das guerreiras Amazonas, acreditando-se que estas ofereciam a pedra aos homens que as visitavam. E esta é uma pedra que favorece os homens pois diz-se que acentua as características masculinas, provavelmente por aumentar a força física.acv

Propriedades da Amazonite

A Amazonite associa-se a  várias propriedades curativas, das quais se salienta:

Um efeito de equilíbrio do corpo físico pelo alinhamento entre o corpo físico e o seu campo de energias;  melhora a expressão corporal e previne o envelhecimento devido ao seu poder de rejuvenescimento. Diz-se que abre e cura o chakra cardíaco e o da garganta, ajuda a equilibrar o metabolismo, a deficiência em cálcio; ajuda a prevenir a queda dos dentes e aumenta o poder físico e a estamina. Tem uma ação suavizante sobre os chakras e alivia espasmos musculares. Considera-se que ajuda na prevenção geral da saúde, diminui as cólicas, os problemas cardíacos, problemas musculares, acalma o sistema nervoso e tem também efeitos benéficos na prevenção da osteoporose.

No plano mental e emocional, a Amazonite  tem um efeito geral calmante , alivia  o stress e dissipa as energias negativas associadas à irritação, razão pela qual se considera que é benéfica para os relacionamentos amorosos e a sua harmonia. Também ajuda a superar os efeitos dos traumas emocionais e, quando colocada sobre os chakras do coração ou da garganta,  ajuda a comunicação nos  relacionamentos amorosos. Diz-se que ajuda no momento da morte a abandonar o plano físico.  Pode usar-se também na prevenção de comportamentos autodestrutivos, pelo seu efeito calmante e por apoiar a construção de uma boa autoestima.

Pela associação com os chakras referidos, a Amazonite também é associada à verdade, ajudando a desenvolver a consciência da honra, da integridade, da esperança e da confiança. Pensa-se que aumenta a intuição, a clarividência  e os poderes psíquicos, pela abertura do chakra do 3º olho e o  desbloqueio da visão psíquica. A afinidade com o chakra da garganta revela a sua ação na capacidade de autoexpressão, melhorando o discurso, a escrita e a comunicar de forma mais eficaz.  Estimula a criatividade , razão pela qual também é considerada uma pedra dos artistas.

O uso da Amazonite inspira-nos  a ser sinceros, eloquentes, a ter amor próprio , integridade e confiança. Alguns usam a Amazonite como talismã pois pensa-se que dá sorte ao jogo. Também se acredita que pode prevenir a doença, pois melhora a vitalidade e a força física.jad

Quando comprar a sua Amazonite tenha em atenção as seguintes indicações: esta pedra tem algumas características que permitem distingui-la de outras: a cor verde é distribuída de forma irregular, com listas características em branco, algumas vezes também com matizes de verde ou azul mais escuro. Em alguns casos não basta o exame visual para distinguir estas pedras de outras  e é preciso contar com a avaliação do especialista. As pedras existentes nas lojas da especialidade estão devidamente identificadas.

Dedicar e Programar as Nossas Pedras e Cristais

az

Para quê programar uma pedra? A resposta é simples, para dirigir a sua energia para os objetivos que pretendemos: cura, proteção , libertação de energias positivas, neutralização de energias negativas. Porém, antes de programar as nossas pedras, devemos «dedicá-las» ao princípio universal do Bem. E isto nada mais é do exprimir de forma clara  um voto segundo o qual manifestamos a nossa intenção de usar as energias da pedra ou cristal  exclusivamente para o Bem Maior.

Quando dedicamos as nossas pedras, exprimimos  o nosso voto de cooperação com as forças cósmicas positivas , colocadas ao serviço do bem geral de todos os seres. E, simultaneamente, tomamos consciência de que a energia das pedras não é algo que possamos possuir  exclusivamente para nosso benefício mas é algo que está disponível para o uso universal de todos de forma gratuita e generosa.

Dedicar as pedras e cristais é muito importante porque isso impede que as energias negativas  externas  contaminem as pedras e cristais. As  pedras podem absorver todo o tipo de energias negativas mas, se estiverem devidamente dedicadas e programadas, neutralizam essas energias negativas e são capazes de as transmutar em energias positivas. Por vezes as energias negativas  ficam agarradas às pedras e cristais e, se estes não forem limpos, essas energias negativas transmitem-se aos que usam as pedras, a outras pedras ou ao ambiente em que se encontram. Assim, ao dedicarmos a pedra a uma  energia superior, isso protege a pedra para que não sofra a interferência de energias negativas e protege-nos a nós e ao ambiente em que as pedras se encontram.

Dedicar a nossa Pedra ou Cristal

Para dedicarmos a nossa pedra, e devemos fazê-lo logo que a adquirimos, sentamo-nos num local tranquilo com a pedra ou cristal no interior das mãos. Começamos por relaxar, fazendo uns exercícios de respiração lenta e profunda. A seguir, concentramo-nos na nossa intenção e podemos dizer «Esta pedra/cristal  está ao serviço do Bem Maior e das Energias Cósmicas Criativas. Nenhum outro uso poderá fazer-se das energias  desta pedra a não ser para os fins mais elevados das forças cósmicas.»

Depois, olhando para a nossa pedra, procuramos sentir a sua energia e visualizamos um raio de pura luz branca vinda do alto  a rodear a nossa pedra/cristal. Visualizamos a seguir uma luz dourada vinda do interior da Terra a  rodear a pedra e a entrelaçar-se com a Luz branca. Por alguns momentos visualizamos  as duas luzes entrelaçadas a rodearem a pedra . Estas duas luzes ligam as energias cósmicas e as energias da Terra num equilíbrio harmonioso mútuo. Finalizamos a nossa dedicação da pedra  voltando a exprimir mentalmente o propósito de que usaremos a nossa pedra/cristal apenas para fins elevados  ao serviço do «Bem Maior» universal. E terminamos com a expressão «Assim seja». Depois de dedicada, a nossa pedra ou cristal está pronta para ser programada.

Programar a nossa Pedra ou Cristal

Quando programamos uma pedra ou cristal focamos a sua energia num objetivo ou finalidade específicos de acordo com as nossas necessidades e amplificamos a sua capacidade de ação ao ligarmos a nossa intenção à expressão da sua energia. Uma pedra ou cristal podem ser programados com mais de uma intenção: podemos agregar até 4 ou 5 intenções, desde que elas sejam compatíveis entre si. Podemos programar a pedra ou cristal para curar, para nos proteger, para obtermos orientação espiritual, para manter energias positivas no ambiente do lar, etc.

Para que a programação da pedra ou cristal seja eficaz, devemos ter alguns cuidados: o primeiro é formular de forma clara a  intenção  na nossa mente, usando uma frase simples e  afirmativa, como por ex.: « As energias desta  pedra  estão ao serviço da cura e  da regeneração  física , mental, emocional e espiritual.»; «As energias desta pedra  protegem  de todas as energias negativas, neutralizam-nas  e transformam-nas em energias positivas».Etc.

Estes são alguns exemplos de intenções que podemos formular em relação às nossas pedras. Podemos formular intenções gerais, como as que enunciámos, ou intenções pessoais, de acordo com as nossas necessidades. Assim, por ex., se precisamos de proteção, podemos programar uma turmalina preta ou obsidiana de seguinte forma: «esta pedra protege-me contra todas as energias negativas, absorve-as , neutraliza-as e transmuta-as em energia positiva , libertando apenas  energia positiva  ao meu redor».

Antes de procedermos à programação de uma pedra ou cristal, temos que escolher a pedra certa para os fins que pretendemos. Ao longo de algum tempo iremos descrever as energias  associadas com as pedras e cristais mais comuns, para que qualquer dos nossos leitores possa fazer essa escolha sem dificuldade. Pelas suas características e propriedades energéticas, umas pedras são mais apropriadas para uns fins do que outras e devem ser escolhidas em função disso para serem eficazes.

Finalmente, antes de programarmos a nossa pedra/cristal, devemos proceder à sua limpeza a fundo, como explicámos no último artigo.

Tendo atendido a tudo isto, vamos então à programação propriamente dita:

Sentamo-nos num local tranquilo e, mentalmente, concentramo-nos na nossa intenção. Pegamos na pedra, mantendo a consciência focada na nossa intenção e olhamos para a pedra por alguns momentos até sentirmos a sua energia. Formulamos então a nossa intenção, falando em voz alta, com voz clara e firme. Repetimos algumas vezes a intenção, que ligamos à pedra/cristal para a «fixar» à pedra.  Dependendo do objetivo da programação , podemos usar a pedra programada no bolso,como adorno no vestuário, etc. As pedras programadas podem ser reprogramadas, se quisermos acrescentar alguma coisa à programação original.

Finalmente, devemos lembrar-nos dos conselhos dados no último artigo: uma pedra programada não deve estar em contacto físico com outras pedras e deve ser resguardada, quando não está em uso, dentro de um pano de fibras naturais e de cor branca. E não devemos esquecer-nos de a limpar periodicamente, de acordo com o tipo de utilização que lhe damos.

E agora, que aprendeu a limpar, a dedicar e programar as suas pedras, só lhe falta usufruir da energia cósmica  que elas filtram e colocam à sua disposição e seguir o princípio da generosidade cósmica que espalha gratuitamente sobre tudo e todos  as energias de cura, orientação e proteção produzidos pelo Amor Universal.

Limpeza das Pedras, Gemas e Cristais

limp

O uso da energia das pedras pressupõe também cuidados de manutenção, para que  o  seu poder energético se mantenha e continue a produzir bons resultados. Assim, antes de fazermos uma panorâmica geral sobre as pedras, cristais ou gemas, ao longo das próximas semanas, dedicamos este artigo   a falar dos cuidados que devemos ter com  as nossas pedras e cristais para podermos tirar o máximo partido das suas energias curativas.

A razão pela qual precisamos de limpar as pedras deve-se ao facto de elas terem uma enorme capacidade de absorção das energias circundantes e, nesta característica, reside precisamente uma boa parte do seu poder. Quando são usadas com regularidade ou quando estão colocadas num ambiente fortemente carregado com energias negativas, as pedras podem ficar esgotadas e, sem serem limpas, são incapazes de continuar a exercer a sua ação habitual. Dizem os entendidos que as pedras têm uma «memória» que guarda todas as energias circundantes, sendo capazes de passar essa energia armazenada, o que significa que, se tiverem armazenado energias negativas e não forem limpas, passam essa energia para quem as usar. Assim, todas as pedras precisam de ser limpas, embora o modo como as limpamos e a frequência  com que o fazemos tenham relação direta com o tipo de pedras e com o uso que lhes damos. Nem todos os métodos são apropriados para todas as pedras. E é destes pormenores que lhe damos conta nos parágrafos seguintes.

A limpeza das pedras  pode ser necessária por diferentes motivos: porque a pedra está esgotada nas suas energias, devido à absorção de muitas  energias externas; porque queremos programar uma determinada pedra para um fim específico: cura, proteção, orientação espiritual; porque queremos que as pedras que usamos em casa continuem a  exprimir os seus princípios ativos na manutenção de um bom ambiente em casa, etc. Hoje vamos focar especificamente a limpeza das pedras.

Mas antes de entrar propriamente no tema da limpeza convém lembrar alguns outros aspetos importantes, sobre como guardar as nossas pedras. Um princípio básico a respeitar é que as pedras não devem entrar em contacto físico com outras pois isso corrompe as suas energias. Assim, deverão ser protegidas, guardadas preferencialmente dentro de um pano de fibras naturais e de cor branca, como o algodão, quando não estiverem a ser usadas. A cor branca é necessária porque reflete as energias externas para longe da pedra, impedindo assim que esta absorva energias indesejadas.

Qualquer pedra nova, acabada de comprar, deve ser limpa de forma demorada- 1 dia ou mais; também as pedras que desejamos programar devem ser limpas mais demoradamente. Mas, de modo geral, a frequência da limpeza tem a ver com o uso que lhe damos: por ex., os terapeutas que usam pedras para curar limpam-nas após cada uso. As pedras que temos em casa para criar um bom ambiente  devem ser limpas uma vez por mês.  As que usamos diariamente, como joias ou para neutralizar energias negativas, devem ser limpas diariamente. Podemos usar apenas um método de limpeza ou  combinar vários dos métodos que descrevemos abaixo. Todos são compatíveis entre si, embora nem todos devam  ser  usados com todos os tipos de pedras, como explicamos a seguir.

Os métodos de limpeza baseiam-se essencialmente na mobilização das forças naturais, como os quatro elementos: Ar, Fogo, Água, Terra ou o  Sol e a Lua,  plantas, a energia vital «prana» que absorvemos pela respiração ,o sal marinho.

Fogo-  Este método requer cuidado para não nos queimarmos nem provocarmos um incêndio inadvertidamente. Consiste em passarmos a pedra várias vezes pela chama de uma vela até sentirmos que a pedra está limpa. Uma forma de reforçar os efeitos será manifestarmos a intenção de limpeza da pedra ao acendermos a vela. (algo simples como  dizermos a nós próprios (as) «acendo esta vela para limpar inteiramente as energias negativas desta pedra….» etc)

Água- consiste em passar a pedra por água corrente: colocamos a pedra no interior de uma pequena bolsa e passamo-la pela água num ribeiro ou rio, durante alguns minutos; ou deixamo-la a apanhar a água da chuva durante várias horas; ou simplesmente passamo-la pela água de uma torneira  a correr durante vários minutos. A  água tem grande capacidade para limpar energias negativas devolvendo-as à Terra onde estas são neutralizadas. Porém, preste atenção: algumas pedras não podem ser limpas com água pois dissolver-se-ão  – entre as que não devem ser limpas usando água estão: angelite, calcites, howlite, aragonite, azurite, dolomite, malaquite, selenite, enxofre, etc. A água danifica o campo eletromagnético destas pedras.

Terra–  as pedras têm uma afinidade natural com a terra, pois desenvolvem-se nas suas entranhas. Por isso, enterrar as pedras num determinado local  (bem assinalado para não nos esquecermos dele) durante 1 dia  ou, em alternativa, encher um vaso de plantas com solo (e nunca com terra comprada para plantas, que é terra tratada) permite  à terra absorver as energias da pedra e transmutá-las para energia positiva.

Ar – Este método consiste em segurar a pedra junto ao coração, ao mesmo tempo que se inspira profundamente o ar; depois, expirar o ar inalado para a pedra, trazendo-a junto à boca. Repetir várias vezes  mantendo firmemente  a intenção de limpar a pedra de todas as energias negativas.

Sol-  O sol pode ser muito agressivo para as pedras e não deve ser usado com todas elas nem durante demasiado tempo. A pedra deve expor-se ao Sol durante cerca de 1 hora. Porém, tenha em mente que, com o tempo, este método pode danificar as pedras, por ex., tirando-lhes a cor, abrindo fissuras nas pedras pouco firmes, etc..

Lua–  a limpeza pela luz lunar é mais suave do que a do Sol. Pode colocar-se a pedra por uma noite ao luar da Lua Cheia ou um pouco mais de tempo quando a Lua está mais escura.

Uso de Plantas- Certas plantas, como a salva, têm um poder  neutralizador das energias negativas  muito forte. Tradicionalmente, os nativos norte americanos  têm usado a salva para afastar os espíritos maléficos ou as energias negativas. Um dos métodos usados para limpar as pedras consiste em passar a pedra cuidadosamente pelo fumo gerado pela salva  quando é queimada, várias vezes e até sentir que a pedra está limpa.  A salva pode ser misturada com erva doce para um efeito mais completo: enquanto a salva afasta e neutraliza as energias negativas, a erva doce permite acumular novas energias positivas. Um outro método é usar incenso de plantas, como salva ou sândalo, passando a pedra várias vezes pelo fumo gerado pelo incenso a queimar. Outro método  consiste em enterrar a pedra num vaso que contenha uma planta, durante várias horas.. As plantas purificam o ar e também podem limpar as pedras transmutando as suas energias negativas em energias positivas. Outro método de limpeza com plantas consiste em colocar a pedra dentro de um recipiente de vidro  cheio com salva seca ou cedro durante um dia inteiro.  Depois devem-se queimar estas ervas , ou então atirá-las para um curso de água onde serão limpas. Não se devem reutilizar.

Cristais Naturais de Quartzo–  o quartzo branco tem uma capacidade excelente para amplificar, focar e transmutar as energias. Por isso, limpa eficazmente as pedras, quando colocadas em cima de um pedaço (grande)  e deixadas lá durante várias horas.

Pirâmide– a pirâmide gera uma energia capaz de neutralizar qualquer energia negativa: coloca-se a  pedra dentro de uma pirâmide de vidro  durante vários dias.

Visualização mental. O poder da visualização é inegável e, para os que estão habituados à meditação, este pode ser um bom método: visualizar uma coluna de luz branca brilhante  ou dourada, que vem do alto e rodeia a pedra, ao mesmo tempo que se formula a intenção de limpar a pedra. A luz transmuta as energias negativas da pedra limpando-a e gerando energias positivas.

Sal marinho–  tradicionalmente, também se tem usado este método que não aconselhamos por ser demasiado agressivo. Consiste em colocar a pedra numa bolsa e passá-la por água do mar, durante vários minutos ou, em alternativa, colocá-la num  recipiente com água e uma pitada de sal marinho durante várias horas. Este método não deve ser usado com as pedras macias, como referido atrás. O uso de sal seco (sem água) também é desaconselhado, podendo danificar seriamente as pedras. O sal remove as energias negativas mas também as outras, as  positivas.

Conhecidos os métodos, você só tem que escolher o ou os mais adequados para si e para as suas pedras. O importante  é mantê-las limpas.

A Energia das Pedras, Beleza e Cura

gems

As pedras e  os cristais são  têm, muitos deles, grande beleza e, por isso, têm sido usados como ornamentos ao longo de milhares de anos. Porém, para além deste óbvio uso das pedras, existe um outro, mais profundo e essencial: as pedras são também usadas para curar, possuindo propriedades que ajudam a equilibrar as energias físicas, emocionais, mentais e espirituais. Ao longo de algumas semanas iremos aqui desvendar algumas dessas propriedades e o  uso terapêutico de algumas das pedras mais conhecidas.

Em que se baseia o princípio terapêutico das pedras e gemas?  Basicamente, no seguinte: o universo  é um imenso oceano energético e cada pessoa é uma combinação única de campos energéticos conectados uns com os outros. Quando estas energias entram em desequilíbrio, o resultado é a doença. As pedras podem ajudar a reestabelecer a saúde porque envolvem concentrações intensas de energias. Além disso,  são excelentes condutoras  e transformadoras de energia .

Muitos dos objetos que são familiares e comuns no nosso quotidiano, como a televisão, o computador, o relógio, são  alguns exemplos de utilização das energias das pedras, neste caso do quartzo. Porém, para além destes usos tecnológicos, as pedras também têm um efeito poderoso na nossa saúde. Mas, para este efeito ser completo, as pedras devem ser puras para que os efeitos produzidos sejam os melhores. Segundo os terapeutas que usam este meio de cura, nas medicinas alternativas, acupunctura, terapias holistas, a forma das pedras também é muito importante para um resultado ótimo. E muitos são unânimes em considerar que a forma esférica das pedras é a mais eficaz. Segundo afirmam, esta forma tem a capacidade para chegar ás causas mais profundas da doença e dos desequilíbrios energéticos. E o modo mais simples de beneficiar da energia das pedras é usá-las num colar, ao pescoço. Para além de se tornar num adereço de beleza, tal colar desbloqueia as energias e produz mudanças benéficas em todos os planos  de ser. As energias existentes num colar formado com pedras esféricas irradia em todas as direções, penetrando no corpo físico e no campo energético que o envolve.

O uso terapêutico das pedras insere-se na abordagem integral do ser humano, isto é, tendo em conta a dimensão física, emocional, mental e espiritual. Contribui por isso para o bem estar geral e para o equilíbrio de todas as nossas energias.

O uso das pedras para fins curativos é tradicional em várias culturas como a chinesa ou a  hindu, ou no xamanismo dos nativos norte americanos. As pedras podem ser usadas como método principal  de cura ou complementar de outras terapias.

Associadas à pedras e gemas há também muitas histórias que se contam acerca delas  e da  sua capacidade para nos trazerem «sorte» ou «azar». Aqui lhe daremos também conta de algumas delas. Por curiosidade, sabe que algumas superstições  consideram que dá azar oferecer pérolas ou opalas? As pérolas porque simbolizam lágrimas e, por isso, muitas superstições referem que elas trazem infelicidade, a menos que sejam adquiridas pela própria pessoa. Assim, se alguém lhe oferecer alguma destas pedras, diz-se que deve entregar ao dador  uma pequena quantia de dinheiro em troca para que a oferta se transforme numa transação de venda anulando essa «má sorte». Muitas pedras têm histórias de mistério associadas, e que ensombram muitas vezes o seu valor monetário e a sua beleza. Por aqui lhe daremos conta também destas curiosidades. Até para a semana.