O significado da Lua no Horóscopo Natal



A posição da Lua no momento do nascimento determina, na astrologia Jyotish, o nosso «signo de nascimento». Esta designação, que, na Astrologia Ocidental , é atribuída à posição do sol natal, mostra deste modo uma característica  específica da  Jyotish em que o papel de maior relevo astrológico é atribuído à Lua e não ao Sol.
 E a razão desta «preferência» da Lua em vez do Sol  como primeiro factor de importância astrológica é  explicada por causa do impacto da Lua na determinação dos eventos concretos da nossa vida: o impacto do sol e dos outros planetas faz-se sentir  através da  lua no horóscopo. A Lua é a energia mais próxima de nós e a mais directamente influenciadora dos eventos e qualquer trânsito planetário ou assinatura astrológica  só é efectivo se tiver o  apoio da energia lunar para se  poder concretizar na nossa vida.
 Em termos da dinâmica planetária, a Lua forma um par com o Sol: este representa o princípio yang ou polaridade  positiva, a Lua representa o princípio Yin, a  polaridade  negativa.
O sol   representa a fonte da energia de vida do sistema solar;  a Lua representa a recepção dessa  energia, que dirige  para a Terra: ela é por isso a clara expressão da encarnação material da energia do Sol  ou da descida da alma até à matéria.
A Lua é, deste modo, o princípio de materialização das energias cósmicas de vida e, por causa disso, também se associa ao conceito de duração e dos ciclos da vida- toda a vida que se materializa  no tempo está destinada a ser moldada por ciclos que incluem  o nascimento e a morte. 
A Lua é o corpo celeste mais próximo da Terra,  distanciando-se menos  de 500 000 km  da Terra no ponto mais afastado da sua órbita. Desde épocas muito recuadas, as suas diversas fases foram observadas bem como o seu impacto na vida dos seres vivos do nosso planeta. 
Outro  factor observado   pelas mais antigas culturas foi o ciclo lunar de 27.32 dias , análogo  do ciclo mensal feminino, pelo que a Lua desde sempre foi associada à fertilidade e à mãe.
A Lua recebe em si a luz solar e dirige-a especificamente para a Terra. Como não tem luz própria, a sua capacidade para produzir efeitos bons ou maus depende dos planetas com que está associada. 
No sistema astrológico Jyotish , para além dos 12 signos são consideradas 27  subdivisões do Zodíaco, coincidentes com os signos, designadas por Nakshatras ou «Mansões Lunares». A Lua passa cerca de um dia em cada Nakshatra  e este é uma influência importante na caracterização da personalidade e do destino do Nativo.
A  importância atribuída à Lua deve-se,  deste modo, não apenas ao facto da sua proximidade espacial em relação à Terra mas ao reconhecimento da sua influência marcante em todos os aspectos da vida da Terra:
A Lua liga-nos à energia solar cujos raios sustentam, não apenas o nosso planeta mas todo o sistema solar. É também a Lua que filtra a energia dos restantes planetas dirigindo-a para a Terra. Ela é o receptáculo das diversas energias cósmicas trazendo-as para a Terra.
A Lua  tem um laço privilegiado com a Terra, ela mediatiza a energia solar tornando-a  capaz de gerar e nutrir a vida terrestre. Essa é a razão pela qual os trânsitos dos planetas são analisados, na Astrologia Jyotish, a partir da posição da Lua no horóscopo individual.
 
A qualidade de nutridora de vida levou os antigos a considerá-la  «nascida da água» pois  este elemento é a base essencial de todas as formas vivas e a Lua rege este elemento.  Também rege o reino vegetal.  A Lua  é assim a mãe que alimenta e protege. 
Ao mesmo tempo mostra os aspectos em que somos mais frágeis e podemos ser magoados pois ela relaciona-se com a vida encarnada  na Terra  e com o psiquismo que a anima neste mundo físico. É a   Lua que relaciona a matéria do corpo e do mundo físico com as percepções da mente e com as emoções  constituindo um plano  intermédio entre o corpo e o espírito-  a dimensão  da psique  que inclui a consciência perceptiva, a memória, o inconsciente/subconsciente.
Deste modo, a Lua  desempenha um papel fundamental na definição da nossa personalidade e do nosso carácter pois é através das suas percepções e tendências  que criamos uma maneira pessoal de responder aos estímulos do mundo;
O signo da Lua influencia o modo como cada um de nós  vê o mundo. Representa o nosso padrão básico de reacção- o nosso comportamento instintivo. Ela mostra  o modo como   lidamos com as nossas necessidades emocionais.
A Lua representa a mãe, energia sustentadora e preservadora da vida. Representa a paz mental, o conforto, o bem estar geral.  Na vida de cada  pessoa, a energia lunar faz sentir o pico da sua influência entre os 24 e os 25 anos de vida. Dá um sentido de propósito, uma natureza intuitiva e influencia a sorte ou a fortuna do nativo.
A Lua associa-se aos nossos humores, tornando-nos muitas vezes mal humorados, emocionais e sensitivos.  Se uma pessoa  tem a Lua mal colocada ou recebendo aspectos adversos,o sucesso tarda a chegar ou não aparece. E o período da  infância pode ser difícil, com fraqueza  geral e tendência para adoecer.
Na Astrologia Jyotish  é por tudo isto que a Lua tem o papel mais importante: é com base no signo da Lua que se escolhe  o nome de uma criança, tendo em conta o pada do Nakshtra onde a Lua está localizada no momento do nascimento; é com base no signo da Lua que se determina a compatibilidade entre parceiros, tendo em vista o casamento, na tradição Hindu; é com base no signo da Lua que, de acordo com o Nakshatra que esta ocupa no momento do nascimento, se determina a sequência dos períodos planetários (que começam com o regente do Nakshatra lunar) na vida do nativo.
 
A lua em trânsito também é fundamental, a partir da sua posição por signo/casa, para determinar a manifestação dos eventos na nossa vida.  Os trânsitos da Lua também permitem diagnosticar o humor geral da pessoa num certo momento.
A Lua revela a nossa mente, emoções e bem estar geral. Também mostra o crescimento do nativo na primeira infância, relaciona-se com o instinto, a memória, o humor, os desejos, a necessidade de segurança, o ambiente próximo ou doméstico, a dimensão privada e não directamente acessível aos outros. 
A posição da Lua no horóscopo natal indica as tendências e padrões emocionais e mentais. A sua posição por signo indica o carácter, as áreas de interesse que temos na vida as nossas inclinações e paixões. 
As fases da Lua no momento do nascimento também são uma indicação importante de características  psicológicas e de tendências acerca do desenvolvimento da interação da pessoa com o mundo: 
Uma Lua que está a afastar-se do ponto de mínima visibilidade (Lua Nova) para se dirigir para o ponto de máxima visibilidade (Lua cheia)  tem a designação de «Lua Crescente»  e é uma Lua que está cheia da energia Solar para distribuir no mundo. Deste modo, quanto  o nascimento se dá  nesta fase e quanto mais próximo da Lua cheia, maior será a visibilidade da pessoa  no mundo  e mais   será notada pelos outros. Estes nativos são habitualmente extrovertidos e confiantes e  procuram uma posição de destaque na vida social e no mundo exterior em geral.
 
A Lua na fase seguinte de afastamento do ponto de Lua cheia até chegar  ao ponto de  Lua nova, em que a Luz do Sol momentaneamente desaparecerá na escuridão- «Lua Minguante» indica uma introversão e mergulho na subjectividade. Estes nativos são geralmente introvertidos e têm mais dificuldade em fazer-se notar no mundo exterior. Esta posição da Lua no horóscopo indica a necessidade de o nativo se focar  na  interioridade, desenvolvendo o  mundo interior, mais do que se projectar  no mundo exterior. Esta fase da Lua  é considerada «semi-maléfica » por não favorecer o sucesso material no mundo externo.
Na análise dos trânsitos, a   fase  crescente da Lua é considerada necessária para iniciar novos projectos, para actividades que exijam expansão e crescimento no mundo externo; a fase minguante é considerada inauspiciosa para as actividades referidas. Apenas favorece a reflexão e o acabamento de tarefas anteriormente iniciadas. 
O respeito pelos ritmos lunares é levado muito a sério na Astrologia Jyotish que  integra o homem nos ritmos naturais  considerando que  essa harmonização é o ponto de partida  para  maior sucesso e bem estar geral  dos indivíduos.
A pedra associada à Lua é a Pérola. O metal é a prata e o nº é o 2.

O significado da Lua na Astrologia Jyotish

O sol é  simbolicamente a alma do sistema solar e os seus  raios refletem-se na Lua. Esta não possui luz própria e, na sua a função  receptiva  yin,  reflecte  os raios solares e dirige-os para a Terra.
É nesta  complementaridade com a função solar de criar a vida que a Lua, na  função indireta de apoio à energia criativa do sol  aparece associada com a água.
Um verso dos Vedas afirma que a Lua nasceu da mente do homem cósmico e rege o elemento água. O  domínio dela  é o reservatório da água das chuvas e, simbolicamente, influencia as marés, o crescimento das plantas e o reino vegetal.
A Lua representa  a mãe, o princípio feminino em geral, a energia que preserva a criação.
A Lua é passiva, protetora, fortalece o crescimento e a geração.  Estas qualidades tornam-na incapaz de fazer bem ou mal isoladamente.  Os efeitos que causa estão, desse modo, dependentes da relação que ela estabelece com outros planetas na carta natal
A Lua pode intensificar  a ação  positiva de qualquer outro planeta à exceção de Saturno  que representa o culminar da função destrutiva das forças da vida.
A Lua representa a alma encarnada  no mundo terrestre, experiencia o mundo através do corpo e da mente. A sua relação com a característica do «ser encarnado»  mostra simbolicamente o nosso ponto de maior vulnerabilidade , aquela dimensão  do nosso ser em que podemos ser feridos e podemos sofrer.
Assim, a Lua  mostra, na nossa carta natal, o ponto mais humano e  mais frágil da nossa natureza, aquele em que aprendemos a dar e a receber, em que podemos e queremos  ser nutridos, ao mesmo tempo que  aprendemos a nutrir outros;  

mostra os nossos desejos básicos; a maneira como percepcionamos a realidade nos seus matizes imagéticos e emocionais.

A Lua reflete o centro da Psique humana . Enquanto  expressão da mente  ela indica os padrões gerais do pensamento, dos sentimentos e  das emoções
A Psicologia  hoje  sabe que o pensamento e as emoções estão inseparavelmente ligados. Mas a Astrologia védica   muito tempo que  defende isso como se comprova pelos significados atribuídos à Lua.
A Lua partilha com Mercúrio  aspectos relacionados com o pensamento lógico mas, no entanto,  a Lua  é o significador geral da inteligência.
 
O movimento cíclico da Lua  como satélite da Terra  provoca aquilo a que chamamos «fases» da Lua. Estas referem-se à relação entre a Lua, a Terra e o Sol e têm um significado específico na Astrologia.
Assim, precisamos de distinguir entre a metade do ciclo em que a Lua  está «crescente», culminando na «Lua cheia» e que é considerado um fator muito favorável– e a fase do ciclo em que a Lua fica «minguante» e que, à medida que perde visibilidade e luminosidade, se torna mais  desfavorável.
Uma pessoa que nasce na fase crescente da Lua é normalmente extrovertida e autoconfiante,  gostando da exposição às «luzes da ribalta» e, se outros fatores na carta natal o confirmarem, poderá atingir grande visibilidade social etc;
Uma pessoa que nasce na fase minguante  da Lua  é normalmente introvertida, reflexiva, tem uma personalidade menos expansiva e, se outros elementos da carta natal  o confirmarem, poderá ter alguma dificuldade em tornar-se «visível » a nível social  e coletivo.
Em termos gerais, um trânsito da Lua na fase crescente é considerado muito favorável para iniciar novos projectos que queremos ver florescer com sucesso;  o trânsito da Lua na fase minguante  é bom para terminar projectos  iniciados antes, é um bom período para se refletir e para descansar mas, sempre que possível, deverá evitar-se começar novos projetos importantes.
No campo da agricultura e dos cuidados das plantas, há muito que se percebeu   a influência das fases do ciclo lunar na sementeira, crescimento e colheita das plantas.  
 Mas esta influência faz-se sentir a muitos outros níveis, não apenas físicos e fisiológicos ou biológicos mas também  a nível  psíquico – pensamentos e emoções,  emoções de fundo  de contentamento ou mal estar,  características da personalidade, dos padrões mentais gerais etc .
A Astrologia baseia-se nos ciclos cósmicos representados pela dinâmica zodiacal.  A harmonização  dos vários aspectos da nossa vida com esses ciclos e ritmos permite-nos uma optimização  de todas essas áreas e também se reflete na nossa sensação interior de harmonia e bem estar, significada pela Lua:  quando vivemos de acordo com os ritmos naturais, as nossas energias harmonizam-se com as energias da Natureza e isso reflete-se na nossa saúde física e mental e no sentimento geral de contentamento ou felicidade geral.
A  Lua  na carta de nascimento é, deste modo, um importante indicador da personalidade e dos padrões emocionais e mentais permitindo-nos saber bastante  acerca de uma dada pessoa porque, em conjunto com o ascendente, revela a expressão psicofisiológica do ser humano.