Previsões Março 2018 Ascendente Leão

previsões astrológicas março 2018  Ascendente Leãocapa

Previsões Astrológicas Março 2018  Ascendente Leão

 Apresentamos as previsões astrológicas de março  2018 para o Ascendente Leão:

Até ao dia 14 o Sol transita no signo Aquário na 7ª casa. Apesar de este trânsito poder indicar dificuldades nas parcerias devido a um temperamento demasiado autoritário ou arrogante, o aspeto lançado para a 1ª casa vitaliza a sua saúde e aumenta o entusiasmo com o qual você é capaz de levar a cabo novos empreendimentos.  No dia 14 o Sol entra no signo de Peixes, transitando na 8ª casa. A sua vitalidade tende a diminuir neste período e pode mesmo ser atingido (a) por alguma dúvida  ou desconfiança em relação a si mesmo(a)  e ao seu autopoder. Não se deixe iludir por estas imagens que lhe assomam à consciência e fortaleça a sua força interior pela confiança na sua determinação e vontade pessoal. Seja cauteloso (a) com os gastos pois as despesas podem aparecer de forma algo descontrolada. Aproveite para aprofundar algum conhecimento esotérico ou oculto que lhe mostre a importância dos fatores espirituais da vida. Em caso de separação do parceiro,  poderá, desde que o Sol não sofra aflições no seu horóscopo, receber dinheiro através dele agora.

Vénus transita no signo Aquário, onde ficará até  dia 2.  Este pode ser um período feliz para as suas parcerias de negócios, na medida em que algum projeto levado a cabo pode agora ser recompensado com visibilidade e melhoria da sua imagem pública.  É também um bom período para obter reconhecimento numa carreira artística ligada à música, dança ou representação dramática, incluindo em algum país estrangeiro. Uma carreira na área da literatura também é favorecida agora pois os seus esforços em geral tendem a ser  recompensados. No dia 2 Vénus começa o trânsito no signo Peixes até dia 26. A condição de exaltação favorece o recebimento de dinheiro a partir de parcerias, incluindo o cônjuge, desde que o planeta esteja forte e sem aflições no horóscopo. Porém, pode prejudicar os seus esforços, as interações de comunicação com os outros e a relação com irmãos, especialmente os mais novos. A sua coragem pode diminuir e  pode ter menos desejo de entrar em aventuras ou de fazer alguma coisa que implique correr riscos.  Por outro lado, os assuntos secretos ou coisas ocultas podem interessá-lo (a). Em geral, o período não ajuda as suas realizações no plano material nem favorece as poupanças, por isso, tenha cautela com os gastos. A carreira pode ser objeto de algumas obstruções, sendo muito difícil que o seu mérito seja reconhecido embora o  estado exaltado de Vénus possa ajudar a minorar esta pressão. No dia 26 Vénus muda novamente de signo, entrando no signo Carneiro na 9ª casa. É uma excelente posição para promover a sua carreira e vida profissional, iniciativas e projetos. Lança aspeto para a 3ª casa que rege e permite por isso alcançar sucesso em atividades ligadas á comunicação, à criatividade, música, dança ou representação dramática, dando um impulso às suas ambições e desejos. Favorece a relação com os irmãos, as viagens de curta e longa duração. A sua visibilidade pública é também favorecida. Vénus ficará no signo Carneiro até 19 de abril.

Mercúrio está a transitar no signo Aquário até dia 3 Este período pode ser excelente para ganhar através do parceiro, tanto o de negócios como o de vida. Os seus esforços para ganhar dinheiro e acumular riqueza podem receber a ajuda dos parceiros pessoais. A aquisição de conhecimento também pode ser beneficiada,  por isso aproveite a interação com os seus parceiros  neste período. As viagens para países estrangeiros são outra fonte possível de rendimento e de conhecimento, você pode ganhar dinheiro a partir de países estrangeiros. O trânsito conjunto do Sol, Vénus e Mercúrio na 7ª casa pode apoiar novas parcerias de negócios que serão bem-sucedidas e lucrativas e pode indicar ganhos a partir do parceiro de vida. Assim, esteja atento(a) às oportunidades nesta segunda metade do mês. No dia 3 e até maio, num período mais lento do que a média deste planeta, Mercúrio transita no signo de Peixes, onde está debilitado e, por isso, o trânsito pela 8ª casa pode ser particularmente aborrecido, sobretudo na área financeira: a partir dessa data seja especialmente cauteloso(a) com os gastos pois os ganhos podem ficar reduzidos e algumas obstruções nas parcerias, desentendimentos com amigos e círculo social alargado podem acontecer. O recebimento de rendimentos tende a ser atrasado ou obstruído. Mercúrio ficará em Peixes até 9 de maio. Este trânsito contraria os efeitos  do trânsito de  Vénus a partir do dia 26 de maio.

Marte transita no signo Escorpião, onde ficará até  dia 7.  Algum evento de sorte ou oportunidade de realização pessoal pode ocorrer. Marte é um planeta yogakaraka para o seu Ascendente e, por isso, a sua ação tende a ser mais benéfica para si do que para a maioria dos nativos. A colocação do regente da 9ª casa na 4ª que rege pode ser muito benéfica para a transação de propriedade, casas, terras, veículos e para todos os confortos do lar. Este é um período muito favorável para receber benefícios tanto do pai como da mãe. Pelos aspetos que lança para a 7ª, 10ª e 11ª casas, Marte apoia positivamente as parcerias de negócios e  a relação com países estrangeiros- viagens e negócios e o aumento dos ganhos  e rendimentos, bem como qualquer atividade profissional que tenha visibilidade pública alargada, não só no país de origem mas também em país estrangeiro. No dia 7 Marte entra no signo Sagitário  e transita  pela 5ª casa , o que é um bom trânsito pois trata-se do  regente da 9ª casa  a transitar pela 5 ª casa ,ligando as duas casas da sorte.  Marte pode trazer-lhe algumas boas oportunidades no plano profissional, sobretudo para iniciativas criativas pois lança aspeto para a 11ª casa  relacionada com os ganhos e com a realização dos desejos. Ao mesmo tempo também estará em aspeto com a  8ª casa, chamando a atenção para  a necessidade de aceitar as mudanças que a vida por vezes traz, inesperadamente, sem resistir a essa mudança. Envia ainda um aspeto para a 12ª casa e este aspeto exige cautela pois duas casas maléficas  aparecem associadas a este trânsito. Pelo aspeto  que lança para a 11ª casa, Marte pode trazer-lhe bons ganhos neste momento bem como a realização de algum desejo ou ambição, se a 9ª e a 11ª casas forem fortes no horóscopo.  Mas, ao mesmo tempo, parece indicar que, por cada ganho que alcançar, poderá ver o reverso da medalha e sofrer alguma  perda como consequência. Assim, entre os trânsitos de Marte e de Vénus e o de Mercúrio, os efeitos sobre a carreira poderão ser mistos, de acordo com a global configuração do horóscopo.

Saturno transita no signo Sagitário na 5ª casa  onde vai  impulsionar uma nova visão acerca do uso da sua inteligência e criatividade, a sua educação e o que esta contribuiu ou pode contribuir, em termos académicos, para o seu sucesso na vida,  e para o papel que  deve desempenhar nesta vida.  Se tiver filhos, novas responsabilidades em relação a eles podem ocorrer.

Júpiter transita  no signo Balança na 3ª casa  até outubro de 2018 e favorece  a expansão de todas as atividades criativas e que trazem harmonia e beleza para a sua vida.

Por outro lado, Rahu  transita no signo Caranguejo na 12ª casa também num trânsito novo que pode tornar a sua mente mais irrequieta e movida por impulsos que nem sempre vai poder controlar mas em que pode ter acesso a fontes de inspiração a partir do inconsciente.

Previsões Março 2018 Ascendente Caranguejo

Previsões Astrológicas Março 2018  Ascendente Caranguejo

 Apresentamos as previsões astrológicas de março 2018 para o Ascendente Caranguejo:

 O Sol transita no signo Aquário até dia 14,  na 8ª casa. Este é um período para ter grande cautela com os gastos. As despesas podem crescer bastante dando cabo literalmente do seu orçamento familiar, se não tiver cuidado.  A atividade da escrita e do discurso tende a ser menos compensadora nesta altura, havendo dificuldade em persuadir e convencer e a comunicação pode ser mais difícil, talvez porque há tendência para que mentiras e falsidades criem distorções nas mensagens. A relação com as parcerias é dificultada, tanto no plano conjugal como de negócios. Tenha cuidado com o que bebe e come, pois a sua saúde pode ressentir-se de más escolhas a este nível. Se precisar de fazer formação profissional ou académica, evite exames até este trânsito terminar no dia 14 de março. Pelo lado positivo, pode desenvolver interesse por aumentar o seu conhecimento sobre assuntos ou matérias ocultas ou secretas. No dia 14 o Sol entra no signo de Peixes na 9ª casa e as coisas mudam muito para o lado positivo.  Este é um trânsito excelente para obter ganhos relacionados com o saber espiritual ou filosófico, viagens de longa distância, do pai e de outras figuras institucionais. É também um período excelente para ganhar através da escrita e do discurso e também para ganhar através da pura sorte. A vida familiar é tendencialmente feliz e a imaginação está no seu melhor, favorecendo todos os que ganham a vida através do uso da palavra. Durante este período pode experienciar de forma mais evidente os prazeres da comida. É um período excelente para todos os que desejam adquirir novos conhecimentos e competências.

Vénus transita no signo Aquário na 8ª casa  até ao dia 2 e este trânsito pode ser feliz no plano financeiro, trazendo dinheiro por um golpe de sorte ou através do parceiro mas pode perturbar outros aspetos da sua felicidade subjetiva. A mãe pode ter algum problema de saúde ou financeiro ou a sua relação com ela pode ser de algum modo perturbada. Não é o melhor período para os estudos académicos que podem sofrer uma quebra súbita por algum motivo. É, apesar de tudo, um bom trânsito para os aspetos espirituais da vida e para ter consciência do seu propósito de vida.  No dia 2  Vénus começa a transitar no signo de exaltação Peixes, na 9ª casa até dia 26.  Este é um belíssimo trânsito, que pode contribuir decisivamente para a sua felicidade subjetiva  e familiar e também para a vida profissional.  É um excelente período para se relacionar com o pai e a mãe e para obter benefícios deles. Também é um bom período para estes.  A relação com instituições e autoridades pode trazer benefícios  e este pode ser um período de sorte para aumentar a riqueza e os seus confortos: pode ser mais fácil  adquirir veículos, casas ou terras e redecorar o lar, aumentando o seu conforto e luxos disponíveis. É também um período favorável para a educação  e para se interessar por assuntos espirituais ou filosóficos.  Viagens de longa distância podem ser objeto de felicidade e trazer novas oportunidades. No dia 26 Vénus entra  no signo Carneiro e transita na 10ª casa onde ficará até 19 de abril . Aqui favorece a harmonia doméstica e a felicidade subjetiva, os relacionamentos amorosos, o conforto e bem- estar, a aquisição de bens de conforto e de luxo, veículos, a decoração do lar e todas as atividades de melhoria do conforto doméstico. A vida profissional pode ser bastante compensadora, com melhoria da sua posição ou situação profissional e da sua imagem pública e reputação nesta área. Se tem um negócio ou emprego relacionado com artigos de luxo, moda e bem- estar, estes podem trazer mais lucros.

Mercúrio transita no signo Aquário até dia 3. Este trânsito pela 8ª casa não é favorável aos seus projetos e iniciativas, que podem sofrer alguma reviravolta súbita, ou trazer alguma perda financeira inesperada. Os seus desejos e esforços podem não trazer o retorno correspondente durante estes dias por isso adie projetos importantes agora pois pode sofrer perdas através deles. Este é um período para ter cautela com as despesas que podem aparecer inesperadamente e ser pesadas. Se tem irmãos, estes podem ser fonte de preocupações e de desentendimentos, o mesmo podendo acontecer com vizinhos e outras pessoas do ambiente próximo. As pequenas deslocações podem também sofrer alguns contratempos. A comunicação com os outros é menos eficaz e pouco satisfatória quanto aos resultados. No dia 3 e até 9 de maio, Mercúrio transita pelo signo de debilitação, Peixes na 9ª casa. Apesar de haver uma descompressão da sua energia, é preciso não esquecer que Mercúrio está debilitado no signo de Peixes, não ajudando, por isso, a sua sorte. Você pode estar pouco realista agora na sua forma de pensar e deve evitar o perigo de se deixar conduzir por alguma ilusão, que mais tarde lhe sairá cara. As comunicações em geral e os desejos e motivações podem não ser acompanhados pela clareza mental habitual e, por isso, deve evitar iniciar novos projetos que impliquem gastos avultados durante este trânsito pois pode ter dificuldade em fazê-los frutificar. e pode sofrer perdas; pode haver cansaço mental durante este período. Se tem atividades comerciais convém ter alguma precaução nesta matéria

Marte transita pelo próprio signo Escorpião até dia 7.
Sendo  um planeta yogakaraka para o seu Ascendente, pode acontecer que traga alguma nova oportunidade  de sorte relacionada  com a   5ª casa (projetos, criatividade, filhos, etc,,). Assim, este trânsito é positivo e a sua criatividade poderá ter sucesso levando ao desenvolvimento positivo da carreira, melhorando a visibilidade e   a reputação. Marte lança aspeto para a 8ª casa podendo indicar entrada de dinheiro através de seguros ou indemnização; e para a 11ª, favorecendo os ganhos e rendimentos através da rede de amigos bem colocados e a realização dos seus desejos (se estiver bem colocado no horóscopo), sendo igualmente apoiante de ganhos obtidos em relação com o estrangeiro.  Já quanto à relação com crianças, se as houver, e com parceiros amorosos, os efeitos podem ser menos bons, dependendo de outras configurações do horóscopo.  No dia 7 Marte transita pela 6ª casa do seu horóscopo, no signo Sagitário onde Saturno também está a transitar. Nesta altura  podem surgir alguns conflitos, despesas e obstáculos, bem como dificuldades financeiras. Seja cauteloso(a) com tudo o que pode afetar a sua saúde e tenha cuidado com alguma despesa inesperada.  A partir da 6ª casa Marte lança aspeto também para a 9ª e para a 12ª casas do seu horóscopo.  Sendo o regente da 10ª casa, e tendo as casas  referidas uma relação com países estrangeiros, poderá surgir uma oportunidade agora no plano profissional envolvendo estrangeiros ou  países estrangeiros ou de algum modo relacionada com países estrangeiros.

Saturno transita no signo Sagitário na 6ª casa e vai obrigar a pensar e a acolher a noção de «serviço», o cumprimento de obrigações para os que lhe são próximos , vai cristalizar os seus esforços e talvez  reduzir a velocidade com que ganha dinheiro a partir desses esforços. Porém, para todos os que em geral assumem os seus deveres e trabalham para obter os seus rendimentos, Saturno permite estabilizar e manter esses ganhos. Não conte, no entanto, com rendimentos além do trabalho neste período pois serão certamente incertos e menos prováveis.

Júpiter transita no signo Balança na 4ª casa  até outubro de 2018 e é de esperar que haja uma expansão de tudo o que se relaciona com o lar, a família, a educação, etc.

Rahu está a transitar pela 1ª casa no signo Caranguejo até 2019 e este  terá um fortíssimo impacto na sua vida, pois Rahu vai transitar pelo Ascendente e vai gerar fortes impulsos para mudar muita coisa em si próprio (a), desde a imagem física a outros aspetos da sua vida. Um novo ciclo certamente vai começar e a sua identidade vai reformular-se.

Previsões Março 2018 Ascendente Gémeos

Previsões Astrológicas Março 2018 Ascendente Gémeos

 Apresentamos as previsões astrológicas de março 2018 para o Ascendente Gémeos:

  O Sol transita no signo Aquário na 9ª casa, trazendo uma energia leve e descongestionada para a sua vida. As viagens, curtas ou de longa distância, podem trazer agora novas oportunidades ou aventuras muito apreciadas, bem como todas as atividades de aprendizagem e de comunicação. Pode ter sorte e realizar alguma coisa pela qual se tem esforçado ou que queria muito; a atividade artística ligada à música, dança, canto, representação dramática pode produzir bons resultados se for esse o seu desejo e intento. Esteja atento(a) às oportunidades de sorte que podem vir ao seu encontro agora. No dia 14 o Sol entra no signo de Peixes, transitando pela 10ª casa. Os seus esforços, desejos e motivações poderão estar agora muito concentrados nos objetivos profissionais e em alcançar uma posição melhor nesta área. Este foco na profissão pode também indicar menor disponibilidade para a vida pessoal e familiar. As suas iniciativas podem agora ter maior aceitação pública e receber maior visibilidade por isso, se tem um negócio que depende da realização de projetos, este é um bom período para os dar a conhecer, contanto que o Sol e a 10ª casa não recebam maus aspetos no horóscopo.

Vénus transita  na 9ª casa até ao dia 2 no signo Aquário. Neste período pode aumentar a sua sorte e trazer novas oportunidades que serão relevantes para a realização do seu propósito de vida. Este é um excelente período para os relacionamentos amorosos, para a interação com crianças (ou para pensar ter uma, se for esse o desejo) e é também muito propício para os investimentos, desde que o planeta esteja forte e sem aflições no horóscopo. Uma viagem de longo curso pode ser muito feliz, tanto para os aspetos românticos como para levar a descobrir os objetivos e propósitos  essenciais da  sua vida. No dia 2 Vénus começa a transitar  no signo de exaltação Peixes, na 10ª casa , num trânsito que dura até dia 26  e que produzirá efeitos potencialmente muito positivos. Este trânsito  pode ser excelente para aumentar os seus rendimentos e ganhos através do trabalho e da carreira. Se tem filhos, estes podem realizar alguma coisa que será motivo de orgulho para si.  Se Vénus e a 5ª casa estiverem fortes e sem aflições no horóscopo, poderá ganhar também através de investimentos e de atividade especulativa ou mesmo através dos filhos ou crianças, melhorando a sua reputação e imagem pública. Este é também um bom momento para os relacionamentos românticos, para a vida académica, para a realização de exames e prossecução de estudos superiores, para lançar novos projetos e ideias criativas, para se divertir e namorar, para sentir a alegria de criar algo por prazer, etc. Aproveite, nesta altura, você será a alma de qualquer festa e também poderá  ter boa sorte nos amores.  Em alguns casos, poderá haver algum evento de consagração a nível profissional, como subida de posição, aumento de vencimento, etc.. No dia 26 Vénus entra no signo Carneiro na 11ª casa onde ficará até 19 de abril. Este pode ser um período excelente, com ganhos financeiros fáceis obtidos de fontes adicionais. Se estiver forte no horóscopo, pode agora ganhar dinheiro em investimentos e atividade especulativa. Também pode ganhar dinheiro ao jogo (mas antes de apostar alto precisa de analisar a força do planeta no horóscopo) e a partir de alguma atividade criativa ou artística. Os seus contactos com as redes sociais podem ser importantes neste período e trazer-lhe benefícios financeiros e outros ganhos. A relação com os amigos é positiva e  compensadora.

Mercúrio, o regente do seu Ascendente transita no signo Aquário até dia 3. Este é um período potencialmente feliz para si. Aproveite as oportunidades que vierem ao seu encontro. Também pode ter uma consciência mais clara do seu propósito de vida e pode mudar o sentido da sua vida através de alguma nova experiência que tiver. No dia 3 Mercúrio inicia o  trânsito no signo de debilitação e, por essa razão, os efeitos sobre a sua vida profissional não são positivos, falhando em contribuir para a sua visibilidade; também não ajuda os assuntos relacionados com a vida familiar, propriedades , educação, etc.. Este não é um período de sorte e pode haver falta de contentamento interno. Compra e venda de imobiliário e veículos pode causar problemas. Este trânsito estará ativo até maio.

Marte transita no signo Escorpião, que rege, até dia  7. O regente da 11ª casa da realização dos sonhos, desejos e dos ganhos na 6ª casa dos conflitos  pode indicar dificuldades e obstruções a este nível, sendo difícil ter «golpes de sorte». Porém, pode ganhar com o seu esforço e o seu mérito vencendo os opositores, até porque Marte lança aspeto para a 9ª casa, podendo favorecer os ganhos através da sorte.  Se tiver inimigos, é provável que os vença sem grande dificuldade. Mas, se tem irmãos mais velhos, pode haver desentendimento com eles, o mesmo sucedendo com os amigos, que podem zangar-se consigo ou tornar-se impacientes sem muitas razões aparentes. Pelo lado positivo, pode ganhar através de algum tio, o mesmo sucedendo com atividades relacionadas com a saúde, enfermagem, etc. Se tiver um negócio relacionado de alguma forma com a saúde (incluindo medicinas alternativas, higiene, etc.), este período pode trazer-lhe ganhos e novas oportunidades. Pelo aspeto que lança para o Ascendente pode afetar a sua saúde, se não houver cuidado da sua parte. No dia 7 Marte entra no signo Sagitário na 7ª casa e pode favorecer as iniciativas de negócios e os empreendimentos , inclusivamente em país estrangeiro. Mas está a transitar em conjunção com Saturno, pelo que alguma cautela nas expetativas é necessária. A vida conjugal e as parcerias podem ressentir-se da energia agressiva de Marte e pode haver desentendimentos. Os ganhos, no entanto são possíveis, especialmente através de parceiros (inclusive o cônjuge) mas podem vir acompanhados de responsabilidades. Negócios com países estrangeiros podem produzir bons resultados também. A saúde pode, no entanto, ser negativamente afetada, tenha cuidado com a alimentação.

Júpiter transita no signo Balança pela 5ª casa até outubro de 2018 num período potencialmente muito benéfico para aumentar a sorte , a criatividade e algum novo relacionamento amorosos na sua vida.

Saturno transita no signo Sagitário, na  7ª casa  e o foco  da sua ação serão as parcerias, o casamento e todos os deveres e responsabilidades com eles relacionados.  A leviandade em relação a esta área de vida pode trazer alguns momentos amargos. Lembre-se de que Saturno representa a estabilidade, a fidelidade, etc

Rahu está a transitar pela sua 2ª casa no signo Caranguejo  onde vai gerar a necessidade de ganhar mais dinheiro com o seu trabalho, acumular riqueza, uma boa imagem pública e melhorar o status social e também, provavelmente, a constituição da sua própria família, se ainda está solteiro (a).

Previsões Março 2018 Ascendente Touro

Previsões Astrológicas Março 2018 Ascendente Touro

Apresentamos as previsões astrológicas de março 2018 para o Ascendente Touro:

O Sol transita no signo Aquário, na 10ª casa até dia 14. A partir daqui lança aspeto para a casa que rege, o que é muito positivo para a vida profissional e para fazer, no plano profissional, aquilo de que mais gosta, contribuindo para a sua realização pessoal. Pode ocorrer um sentimento de realização a este nível desde que o Sol não receba maus aspetos no horóscopo de nascimento; e pode fazer aumentar a sua visibilidade e reputação social e profissional. Esta posição favorece a sua popularidade e autoridade naquilo que faz. As suas capacidades de liderança podem ser agora recompensadas, sendo motivo de algum reconhecimento público. A melhoria no seu status/profissão pode trazer como resultado melhoria nas condições do lar/habitação, ou aquisição de alguns confortos para o lar, aumento da propriedade familiar, etc.. No dia 14 o Sol entra no signo Peixes  e transita pela 11ª casa.  É um bom período para obter benefícios a partir da mãe incluindo propriedade – casa, terras, veículos- e é um excelente período para a sua felicidade, provavelmente porque realizará algum desejo importante para a sua felicidade. Poderá adquirir alguma coisa que lhe dará grande felicidade e realização pessoal (incluindo a aquisição de bens, móveis e imóveis). Os amigos contribuem também para a sua felicidade, neste período.

Vénus, o regente do seu Ascendente, transita  no  signo Aquário na 10ª casa, até  dia  2. Vénus rege a casa dos inimigos e opositores por isso, este trânsito pode trazer à luz inimigos que tentam prejudicar a sua imagem e reputação na área profissional, ou seja, pode aumentar a sua visibilidade mas por razões dúbias, por isso tenha alguma cautela e cumpra escrupulosamente todas as regras nesta área.No dia 2 Vénus inicia novo trânsito, agora no signo Peixes na 11ª casa, transitando neste signo até ao dia 26. Este é um trânsito com efeitos mistos: por um lado, é bom para a vida profissional e para obter ganhos e rendimentos a partir do trabalho; também é um bom trânsito para a saúde. Por outro lado, tende a gerar desentendimentos com os irmãos mais velhos e com os amigos e a dificultar a concretização dos desejos. Os esforços pessoais também tendem a produzir resultados menos positivos neste período. Mas, se estiver forte, é bom para conseguir melhorar a vida profissional, desde que você esteja disposto (a) a fazer os esforços necessários. Também pode contribuir para vencer algum litígio ou processo em tribunal, vencer inimigos e opositores e proteger a sua vida financeira. Evite discussões com os filhos e parceiro romântico, sobretudo sobre frivolidades relacionadas com a escolha de atividades de lazer, etc.. Durante este trânsito será mais seguro não fazer investimentos de risco.  No dia 26 Vénus entra no signo mais agressivo de Marte, Carneiro, na 12ª casa. Neste período tenha atenção aos vigaristas e pessoas que tendem a explorar a sua inocência e provocar gastos. Deve ter cuidado com a alimentação e os seus excessos pois a sua saúde pode sofrer por causa disso. Algum fardo ou dever desagradável ou trabalhoso pode dificultar a sua felicidade neste período que durará até 19 de abril.

Marte transita no próprio signo, Escorpião, até dia 7 pressionando a 7ª casa  dos relacionamentos e parcerias até ao final da primeira semana de março. Esta é uma área sensível na sua vida  e também a que encerra maior potencial de transformação, para o bem e para o mal.  Aproveite para extrair alguma lição fundamental de tudo o que se refere ao seu relacionamento com todos os tipos de parceiros. E, se quiser manter as parcerias existentes, use de diplomacia. Uma postura menos arrogante pode, por vezes, fazer maravilhas. Na 7ª casa lança aspeto para a 1ª casa e pode ter o efeito de aumentar a sua irritação e/ou impaciência sobretudo em relação a todos os tipos de parceiros. Este trânsito pode afetar os ganhos e dificultar a poupança, pois pode significar aumento de despesas. Pode igualmente dificultar a harmonia familiar pelo aspeto que lança para a 4ª casa podendo também indicar separação da casa de família ou viagem para o estrangeiro. No dia 7 Marte entra no signo Sagitário na 8ª casa por onde transita até maio, altura em que entrará no signo de Capricórnio. Marte tem natureza funcional maléfica para o seu Ascendente e, por essa razão, o seu trânsito pelo ponto mais efetivo da 8ª casa pode trazer eventos de obstruções e/ou de fracasso e problemas com o cônjuge. Pode também haver algum problema no emprego e a saúde do pai pode ressentir-se nesta altura.  As suas fontes de rendimento também podemser afetadas, mas a saúde é boa.

Mercúrio transita no signo Aquário até dia 3. O regente da 5ª casa a transitar pela 10ª pode ser  excelente  para trazer alguma nova oportunidade  de carreira na sua vida. Também pode ter um efeito positivo nos estudos e na realização de  exames académicos e, do mesmo modo, pode favorecer a realização de algum investimento que lhe traga bom retorno e melhore a sua imagem e reputação.  Se tem uma atividade relacionada com o uso da voz ou da escrita ou com algum negócio relacionado com comida, hotelaria, etc., o período também pode ser positivo para  ver melhorada a sua imagem pública. Se deseja dedicar-se a alguma dessas atividades pela 1ª vez, é igualmente um bom momento para as iniciar, sobretudo se o planeta for forte no seu horóscopo. No dia 3 Mercúrio entra no signo de debilitação, Peixes, e os seus efeitos podem ser negativos para o bom entendimento com o seu círculo social  e, apesar de transitar pela casa dos ganhos, a 11ª, este não é um período aconselhável para jogar ou investir de forma especulativa. Pode haver problemas de comunicação com os filhos e com o parceiro amoroso. Mercúrio vai ficar neste signo até maio.

Júpiter está a transitar no signo Balança na 6ª casa até outubro ,expandindo esta área de vida e desafiando para a realização de esforço e serviço em alguma área  pelo menos durante um ano.

Rahu transita pela 3ª casa no signo Caranguejo tendo  iniciado um novo  trânsito que vai manter-se até 2019 e vai trazer à sua atenção o ambiente próximo as interações e comunicações, a motivação para se envolver em novos projetos, etc.

Saturno transita no signo de  Sagitário, onde  se vai manter  por mais de dois anos e meio.  Aqui provocará algumas transformações profundas, por vezes difíceis  pois este trânsito pela 8ª casa é considerado um dos chamados «trânsitos kármicos de Saturno». Será, no entanto, uma oportunidade para refundar completamente a sua identidade  a partir da relação com o cônjuge ,amigos e outros parceiros.

Previsões Março 2018 Ascendente Carneiro

Previsões  Astrológicas Março 2018  – Ascendente Carneiro

Apresentamos as previsões astrológicas de março 2018 para o Ascendente Carneiro:

Até ao dia 14 o Sol transita no signo Aquário na 11ª casa e, se estiver forte no horóscopo, pode ter sorte nos investimentos e pode aumentar os rendimentos a partir de diversas fontes, incluindo o jogo. Este é potencialmente um excelente período para realizar alguma coisa que deseja e é também um período positivo para os filhos alcançarem sucesso. Os amigos poderão ser de algum modo beneficiados por si nesta altura, o mesmo acontecendo com os irmãos mais velhos, se existirem. Este é um período favorável para os contactos sociais e os amigos podem também ajudar na obtenção de riqueza, de mais rendimentos ou simplesmente ajudar a melhorar a sua imagem social. Se estiver envolvido(a) com algum grupo, saiba que isso pode trazer-lhe algum benefício nesta altura.

No dia 14 o Sol entra no signo Peixes transitando na 12ª casa.  Este não é um período para arriscar fazer novos investimentos e pode haver algum stress nos relacionamentos amorosos. A relação com os filhos e crianças pode trazer alguma preocupação, tanto por motivos de saúde como de gastos inesperados. Se tem que realizar exames académicos ou prestar provas em que os seus dons criativos e inteligência serão postos à prova, este também não é o melhor período para o fazer.  Pode haver  um sentimento de isolamento em relação à realidade ou ao mundo em geral mas é momentâneo. O trabalho e a relação com colegas, subordinados e colaboradores pode, no entanto, decorrer com harmonia.

Vénus transita no signo Aquário na 11ª casa até dia 2. Sendo regente da 2ª casa, é  um bom trânsito para obter rendimentos de fontes alternativas e para aproveitar a ajuda do seu grupo de amigos e  círculo social para concretizar algum desejo. O seu parceiro de vida e  outros parceiros pessoais podem ajudar a realizar as suas ambições e contribuir para aumentar os seus ganhos. A partir do dia 2 Vénus transita no signo  de exaltação, onde ficará até  dia 26 na 12ª casa e este pode ser um período excelente para a vida íntima e sexual. Você pode ter a tentação de manter um relacionamento romântico secreto, com toda a excitação que isso implica ou poderá conhecer alguém oriundo de um país estrangeiro ou local distante e que poderá roubar-lhe o coração. Pode também gastar mais dinheiro com artigos de conforto, na melhoria do seu quarto de dormir, etc.. Nesta posição, Vénus salvaguarda as suas posses, limitando as perdas ou gastos. Poderá sentir a necessidade de ajudar os outros neste período, com os seus donativos. Se Vénus não sofrer aflições, este trânsito é bom mesmo para os que já têm um relacionamento romântico ou são casados mas, se Vénus sofrer aflições, a separação emocional pode ser mais acentuada com este trânsito. A relação com países estrangeiros tende a ser positiva e pode haver aumento de interesse por assuntos espirituais. No dia 26 Vénus inicia novo trânsito pelo signo Carneiro no Ascendente. Esta é uma energia alegre e leve, trazendo, normalmente, sentimentos românticos e de bem- estar. É um excelente trânsito para interagir com um parceiro romântico pois, a partir do Ascendente, Vénus lança aspeto para a 7ª casa, que rege. Se tem estado à espera de uma boa oportunidade para declarar o seu amor a alguém especial, é este o momento de o fazer.

Marte transita no próprio signo Escorpião, na 8ª casa até dia 7. Este será um período  delicado para  tudo o que partilha com os parceiros (desde dinheiro a outros recursos). Existe perigo de rutura com os parceiros, tanto de vida como de negócios, exigindo diplomacia e consideração pelas necessidades e interesses dos parceiros. Se Marte estiver forte poderá ganhar dinheiro ou bens por herança, indemnização, etc. Este também  pode ser um bom período para a sua vida sexual.  Por outro lado, Marte é também o regente do seu Ascendente e este trânsito favorece todas as mudanças  na identidade, incluindo no corpo físico, como acontece com a cirurgia.  Poderá sentir vontade de explorar alguma área do desconhecido nesta altura, sendo forte  a sua determinação para enfrentar quaisquer perigos ou dificuldades. Se acontecer ter que tomar alguma decisão que implique realizar algo difícil, este é o momento certo para isso, mas evite correr riscos desnecessários se o puder evitar. Tenha cuidado com a sua saúde neste período em que, se Marte estiver forte no horóscopo, também poderá vencer litígios e competidores. No dia 7 Marte entra no signo Sagitário. Sendo o regente do seu Ascendente, esta pode ser uma boa ocasião para renovar crenças e substituir pontos de vista que estão ultrapassados. Se Marte estiver forte, poderá ajudar a sua sorte nesta altura. As viagens para países estrangeiros podem ser uma experiência que guardará na memória durante muito tempo, podendo aprender muito com outros povos e culturas e transformar a sua visão do mundo e até os seus objetivos. Para os que não viajam, este é um excelente momento para estudar filosofia, espiritualidade ou para discutir novas ideias e novos valores que sirvam de orientação para a vida. Pode encontrar alguém que olhe como um mestre ou  como um sábio e que influencie a sua vida e a sua maneira de pensar agora ;ou ler uma obra de conhecimentos profundos sobre a realidade que deixe ficar marcas duradouras na sua mente. Este trânsito mantém-se até ao início de maio .A presença de Saturno neste signo pode obrigar a assumir algumas responsabilidades relacionadas com o pai, algum mestre ou professor talvez obrigando a fazer algo para benefício da comunidade.

Mercúrio transita  no signo Aquário, na 11ª casa das comunicações e redes sociais até dia 3. Pode ser um bom período no que toca à vida profissional, favorecendo o trabalho em equipa e a criatividade conjunta, no plano intelectual, discursivo  e artístico. Se trabalhar na área social  e dos serviços, esta segunda metade do mês pode implicar trabalho intensivo orientado para melhorar as condições de vida de muitas pessoas em alguma área social, ao mesmo tempo que permite bons rendimentos do trabalho ou até conseguir um novo emprego ou função na qual precisa de interagir com os outros e/ou comunicar com eles. Poderá também haver um aumento da intensidade do trabalho, embora este possa causar satisfação.  No dia 3 Mercúrio entra no signo de debilitação, na 12ª casa. Este é um período pouco favorável para a comunicação e para as atividades intelectuais, você tende a ser pouco racional, pensa de maneira menos clara e pode ser influenciado (a) por medos, fobias, impulsos inconscientes. Outro efeito desagradável que pode ocorrer é o aumento dos gastos e despesas por isso previna-se, tendo cautela nesta área. Não é também um bom período para viajar. Este será um trânsito mais lento do que é habitual, durando até maio.

Júpiter transita pelo signo Balança   num trânsito que durará até outubro do ano que vem e vai expandir a área dos relacionamentos, podendo trazer novas parcerias ou até mesmo um novo casamento.

O trânsito de Rahu pela 4ª casa   agora no eixo Caranguejo/Capricórnio vai alterar  a forma como se relaciona com a família, a comunidade, o lar . Este será um trânsito importante para si pois envolve um dos eixos angulares do horóscopo, a 4ª e 10ª casas.

Saturno  transita no signo Sagitário e, após a transformação profunda que sofreu, novos valores e princípios irão inspirar a sua vida, num trânsito que lhe permitirá aplicar a nova compreensão da realidade, talvez fazendo surgir alguma figura que servirá de guia que apontará novos caminhos  e que pode trazer também novas oportunidades. Até  26 de outubro, Aproveite este período para tomar consciência plena da sua nova identidade e propósito de vida.

Primeiros Astrólogos- Hermetismo e Gnosticismo

 

Nos primeiros tempos da Astrologia as ideias filosóficas e princípios metafísicos foram fundamentais para contextualizar as técnicas astrológicas.  Destas, destacam-se as atribuídas a Hermes Trismegisto e aos Gnósticos. Assim, fazemos uma breve síntese do Hermetismo e Gnosticismo.

O Destino (Heimarmenê) tinha um papel importante nas teorias ligadas ao Hermetismo. Este apareceu em época posterior à dos textos em que as técnicas astrológicas e astronómicas apareceram pela primeira vez.  Para esta corrente, a astrologia era vista como o saber acerca do destino a que parte mortal da alma humana está sujeita no nascimento. Para os  pensadores herméticos, as estrelas e os planetas são forças  que limitam a alma encarnada e dos quais a alma, por natureza divina na sua parte imortal, precisa de se libertar. A alma é divina na sua essência, elevando-se acima do Cosmos mas, na Terra, é limitada ou «oprimida» pelos poderes planetários que, por sua vez, estão ao serviço do Destino e da Necessidade. E estes subordinam-se à Providência Divina (Pronoia).

Segundo o texto hermético Pimandro Deus criou o homem à sua imagem mas criou igualmente um Deus Criador (Demiurgo) que, por sua vez, criou 7 administradores- os planetas-  cujo governo constitui o destino.  A alma humana tem uma natureza dupla: a sua parte imortal está acima do plano cósmico no qual os planetas governam, não estando, por isso, submetida ao destino; mas a sua parte mortal está totalmente submetida aos poderes planetários. A parte mortal do ser humano partilha uma porção da natureza de cada um dos planetas. Na morte, segundo este texto, quando a alma reconhece a sua parte imortal, o seu divino self ascende, libertando gradualmente os componentes do seu ser mortal: o corpo, que é dado para a dissolução; o caráter (Êthos) é dado para o daimon (significa «espírito); a seguir atravessa  cada uma das 7  zonas planetárias onde deixa ficar as características astrológicas negativas associadas a cada planeta; ao chegar à 8ª zona a alma «fecha-se no seu próprio ser» ; nos planos superiores a estes a alma é deificada em Deus. implicitamente depreende-se que é a alma imortal que é assim glorificada.  Alguns textos gnósticos referem que a alma é deificada na 10ª zona do plano de ascensão da alma . Assim, a 8ª zona é a fronteira, no plano espiritual, para a alma mortal  mas a alma imortal está acima dos condicionalismos deste plano astrológico. Para estas correntes a astrologia mostra deste modo o destino que afeta a vida e o temperamento do nativo durante a existência mortal. Mas não tem poder sobre a alma imortal.

Um outro texto hermético, o «Sermão Secreto da Montanha» atribuído a Hermes to Tat (corpus Hermeticum livro XIII) afirma que o Zodíaco é responsável por criar 12 paixões ou tormentos  para testar os seres humanos. Estes podem ser superados através de 10 poderes de Deus, tais como o autocontrole, a alegria e a luz. Em outros escritos herméticos afirma-se que o Zodíaco dá a  vida aos animais inferiores, enquanto cada planeta contribui com uma parte da sua natureza para o ser humano, dando qualidades boas e más de acordo com o seu próprio temperamento astrológico.

Num outro texto importante dos escritos herméticos- Discursos de Hermes a Tat-  discutem-se os 36 decanatos (Decans)  conceito cuja origem remonta aos egípcios e à sua religião e que a astrologia helenística incorporou. Os decans eram considerados ,inicialmente, deuses guardiães cuja morada se situa acima do zodíaco e governam seres servidores e seres soldados que residem no éter (aither); esta tradição afirma que os Decans têm poder sobre eventos coletivos como tremores de terra, fomes, rebeliões políticas que afetam muitos. Segundo este texto, governam os próprios planetas e semeiam na Terra bons e maus espíritos.

Este saber hermético  da antiguidade não era, no entanto, fatalista e criticou asperamente o fatalismo dos estoicos. A sua intenção era ajudar o ser humano a elevar-se acima do destino. Porém, consideravam que só alguns seriam capazes de o conseguir devido à realidade de, na sua opinião, a maioria dos seres humanos estar inclinada para o mal  e não ter consciência do seu próprio contributo para a quantidade de mal que existe no mundo terreno.

Entre os Gnósticos houve contributos importantes para compreender a natureza da astrologia. Segundo consta, usaram largamente a numerologia herdada de Pitágoras e o simbolismo astrológico e dividiram o mundo em 12 regiões usando a astro-geografia. Pensa-se que usaram uma tabela de astro-numerologia semelhante à que foi encontrada  em  Teukros na Babilónia. Phibionites e outros fizeram corresponder cada grau do Zodíaco a um certo espírito (daimon) divino ou demónico. Atribuíram igualmente a cada grau do Zodíaco a regência de um planeta. Uma compilação organizada por Paulo de Alexandria refere os métodos que os astrólogos  usavam para associar  cada grau do Zodíaco a um dado planeta. Os gnósticos viam cada grau do Zodíaco como um ser que fazia o «trabalho sujo» dos planetas. Os planetas eram por sua vez governados por seres superiores a eles na hierarquia celeste, como os seres agrupados em 8, em 10 e em 12 até chegar ao criador (Demiurgo) chamado Ialdabaoth (que, astrologicamente, é Saturno). Havia porém muitas seitas gnósticas e certamente nem todas usavam estes princípios da mesma forma mas todos atribuíram a regência das divisões do Zodíaco a um dado planeta pois foi a partir dessa associação que se começou a determinar a força de um planeta e a sua dignidade. Comum a todos estava, porem ,a ideia de que o conhecimento astrológico, ao contrário do que defendiam os estoicos , tinha por objetivo fundamental ultrapassar as foças do destino elevando-se acima destas.

No século II da Era Cristã surgiu um texto chamado Oráculos Caldeus que partilha as conceções dos herméticos e gnósticos mas acrescenta que as forças divinas que estão acima da influência do Zodíaco  são separadas por Hécate, deusa filha de titãs que rege a noite, a Lua, a magia e feitiçaria, e tem governo sobre os céus, mar e terra. Governa o destino. Este é considerado como uma força da Natureza e governa a parte irracional da alma humana. Porém, este texto afirma que é possível o esforço humano para purificar a alma e o corpo usando a alma racional  e esta purificação permite a ascensão da alma para o plano superior da alma imortal e de Deus.

Um Outro Olhar sobre os Nakshatras- Moola

O Nakshatra Moola ocupa a extensão entre 0º e 13º 20’ do signo Sagitário. Astronomicamente situa-se na cintura de estrelas, incluindo um conjunto de nove estrelas na «cauda do Escorpião» e na parte final da constelação do Escorpião : Epsilon, Mu, Zeta, Eta, Theta, Iota, Kappa, Upsilon (Lesath) e Lambda (Shaula) Scorpionis.

A divindade associada a este Nakshatra é Nritii  a deusa da destruição. Esta deusa vive no reino dos mortos  e está associada a Kali. O Regente astrológico é Ketu.

O símbolo deste Nakshatra é um molho de raízes atadas. O Gana ou grupo é Rakshasa, demónico. A motivação primária é Kama, realização dos desejos.

A árvore sagrada do Nakshatra Moola tem o nome científico de Canarium Strictum.

A pedra associada a Moola é o Olho de Gato».

A shakti ou poder associado a este Nakshatra é o poder de criar e enraizar. É também o poder da «raiz da progénie». Mas, pelo lado negativo, Moola pode tirar essa raiz da progénie (devido à divindade Nritii que é destruidora) e causar a perda do  1º filho. O poder de Moola é destruir, arruinar, quebrar e separar as coisas (Ketu é o regente astrológico). Porém, o poder destrutivo deste Naksahtra é positivo, no sentido em que destrói algo velho  que «está já fora do tempo», está  esgotado e, desse modo, a destruição representada por este Nakshstra marca o início de um novo ciclo espiritual.

Júpiter, o regente do signo Sagitário, assegura que as transformações ocorridas neste Nakshatra ocorrem para o melhor. Ao mesmo tempo, dá aos nativos a capacidade para entender as causas ocultas, espirituais, do que acontece no plano físico. Apesar de este Nakshstra ser temido por muitos, devido ao poder de destruir no plano material e físico, a verdade é que, em sentido profundo, este é um Nakshatra que protege o Bem e a Verdade. É também conotado com a dimensão mágica, devido ao regente Ketu e proporciona auxílio muitas vezes através de meios que são subtis e de forma mágica, não discernível de imediato no plano material. Moola pode dar poderes mágicos aos nativos ou, em alternativa, dar ajuda que vem dos planos subtis. Dependendo do estado e caráter benéfico ou maléfico de Júpiter no horóscopo a energia de Ketu pode ser ativada para produzir o bem ou pode expandir-se nos seus elementos destrutivos negativos e produzir  alguém sedento de poder e capaz de usar todos os meios para tal, por muito negativos que sejam. A natureza de Fogo de Ketu também torna os nativos aqui nascidos bons estrategas e dirigentes militares e, por isso, Parashara disse que o Nakshstra é bom para dar início a atividades militares e de guerra. Mas trará também uma queda, após vitórias alcançadas.

Moola é também designada por «estrela da fundação» ou da raiz, uma vez que é a primeira do último grupo de 9 Nakshstras. Considera-se que fica localizada no centro galáctico do nosso universo. Representa a «raiz do centro galáctico» da Terra, no qual a civilização terrestre  se considera ser um dos elementos.

Moola significa raiz, o que está firmemente fixado. Também significa o ponto mais baixo, a base, fundação, origem , começo ou causa de alguma coisa. A regência de Ketu indica também desinteresse pelas consequências o que significa que os seus nativos são capazes de atuar sejam quais forem as consequências.

Os nativos de Moola têm uma mente curiosa e uma natureza filosófica gostando de investigar as causas profundas das coisas. Tendem a ser atraídos para situações com grande potencial de dissolução ou destruição, razão pela qual o Nakshatra tem  fama de conduzir os nativos ao fracasso devido ao excesso de confiança ou «fé cega» destas pessoas que têm pouco sentido prático. Muitas vezes estas pessoas identificam-se fortemente com teorias ou ideias  a partir das quais interpretam a realidade mas que são contraditas pela realidade material. São extremamente otimistas mesmo quando a realidade lhes diz que não existem fundamentos para esse otimismo. Mas insistem em agir  de acordo com a sua interpretação e, desse modo, acabam por destruir algo na sua vida- inclusive a reputação no plano social, profissional, etc. são conhecidas por agir sem pensar nas consequências, apesar de motivadas pelo desejo e esforço para «fazer o bem». Isto pode conduzir a perda de posição, de destruição de estruturas da sua vida social.

 Mas a sua forma de pensar  sai fora do que é convencional e pode trazer excelentes resultados; estes nativos são muito inteligentes e excelentes pensadores, são inovadores e não se importam de chocar as mentes mais conservadoras que se agarram aos velhos padrões e não são capazes de pensar nem fazer de modo  diferente. Apesar de muitas vezes entrarem em choque com o conservadorismo vigente, (e sem se importarem nada com isso- Ketu como regente separa a pessoa desse tipo de preocupações) têm em geral a sorte de serem protegidos pela mão do regente de Sagitário, Júpiter. Mas, tal como acontece nos Nakshatras com regência de Ketu, o nativo tende a «apagar» da sua mente as suas verdadeiras motivações e, para os menos desenvolvidos ou conscientes isso pode significar que, no fundo, a pessoa não tem quaisquer princípios ou valores pessoais a que se agarre e pode seguir os  que são propostos pelos outros, sem se aperceber de que está a contribuir para a realização de objetivos que podem não ter por fim o bem comum.

Os nativos de Moola podem ter um conhecimento profundo sobre o ser humano, as suas fraquezas e a sua força mas este pode escapar-se uma vez que Ketu não permite o enraizamento estável e, pelo contrário, promove incessantemente a separação e dissolução de todas as formas e, consequentemente, de todo o saber. Isto faz com que os nativos possam não aprender com os erros cometidos e, desse modo, repetem-nos  continuamente  pois tendem a considerar que as experiências passadas não interessam face ao que o futuro lhes pode trazer. Isto leva os outros a vê-los como irrealistas ou tolos, embora estas pessoas possam também ser altamente inspiradoras para os outros em muitas ocasiões. Mas, devido à influência de Ketu, nunca se «agarram» completamente a nada e, não importa a situação, podem mudar de um registo de envolvimento para outro de total desinteresse e abandono mesmo quando é extremamente inconveniente, perigoso, etc., o que se torna inaceitável para os padrões gerais. A presença de Júpiter no mesmo Nakshatra pode atenuar muito esta tendência  em que, devido a excesso de entusiasmo e otimismo o nativo assume mais do que é possível realizar e, quando a situação se torna difícil, simplesmente retirar-se sem pensar em mais nada nem nos outros nem na tarefa em causa ou nas consequências.

A mulheres de Moola têm pouca felicidade ao longo da vida devido a pensamentos secretos e destrutivos e ao facto de serem teimosas e orgulhosas. As razões da sua infelicidade são porém internas e devem fazer um esforço para destruir tais causas pois o poder de retificar esse destino está em si mesmas.  Terão muitos relacionamentos amorosos e terão problemas com estes devido à sua própria natureza interna que as impede de serem felizes.  Se casarem serão infelizes por não saberem estabelecer compromissos. Os pensamentos destrutivos que mantém constantemente tornam a sua saúde instável. Quando casam, o marido pode morrer no prazo de 7 anos após o casamento ou poderá haver separação deste. A energia de Moola é de movimento mas  sem progresso, devido ao corte ou separação efetuado por Ketu. Moola conduz à destruição de todos os processos até à raiz. Porém, esta raiz não é destruída e há, em geral, regeneração,

O Nakshatra Moola está tradicionalmente associado a queimaduras perigosas , acidentes violentos, afogamento, ossos partidos. Pode haver também negligência nos comportamentos sexuais. Porém, apesar de toda a falta de cuidado e de poderem ter muitos destes incidentes, em geral estas pessoas não morrem deste modo, tendo em geral vidas longas. A dependência de drogas e de álcool é também associada a este Nakshatra e, se tais dependências não causam em geral a morte do nativo, pode haver ciclos intensos na vida de queda na dependência e recuperação ao longo da vida. Passam deste modo por vários ciclos de destruição e recuperação. Estas pessoas sofrem mais do que é comum com perdas, acidentes, fracassos.

Ketu pode também desligar estas pessoas das suas emoções e a apatia em relação aos outros assim gerada  pode conduzir a falta de sensibilidade perante os outros. Isto, no entanto, pode ser neutralizado por uma natureza fortemente espiritual e pelo apoio de Júpiter, dando ao nativo uma grande compaixão pelo sofrimento dos outros. Os nativos em geral não se dão conta dos seus comportamentos destrutivos. Raramente reconhecem que foi a sua falta de cuidado ou de prevenção que os conduziu a este ou aquele acidente ou ferimento.

Os homens são inteligentes e organizados, são eficientes a gerir pessoas. Têm sentido  de tato e diplomacia e dão bons políticos e oradores, sabendo como galvanizar a audiência. No entanto podem ser ingratos e desrespeitar os interesses dos que dependem de si e não ser sinceros no que dizem. São muito inteligentes e capazes, mascaram as verdadeiras intenções e caráter na presença dos outros.

Homens e mulheres têm boa aparência física quando nascem em Moola. São fisicamente atraentes e são a pessoa mais atraente da família. Têm  olhos brilhantes e membros atrativos.

No que respeita ao caráter, são pessoas suaves e delicadas e gostam de paz. Têm princípios estabelecidos para se conduzirem na vida e são capazes de enfrentar as situações mais difíceis. São otimistas e não se preocupam muito com o futuro, deixando «nas mãos de Deus»  o que este trará. Dão por vezes conselhos aos outros que eles próprios não seguem.

Correm o risco de gastar mais do que podem, por não pouparem o suficiente. São talentosos de forma variada e podem por isso mudar de profissão várias vezes. Podem gastar demais com os amigos e familiares próximos. Podem também trabalhar num país estrangeiro e alcançarão mais sucesso em terras estrangeiras do que no lugar de nascimento. Podem brilhar em todas as áreas que escolham, em especial nas belas artes, como escritores ou também trabalhadores sociais.

Os nativos de Moola em geral não recebem qualquer benefício dos pais. Fazem-se a si próprios. O casamento pode ser feliz e o cônjuge terá as qualidades necessárias para isso.

Estas pessoas dão pouca importância à saúde podendo ter sérios problemas por causa disso. Esses problemas podem aparecer aos 27, 31, 44, 48, 56 e 60 anos de idade. Devem evitar tudo o que é substância tóxica em especial drogas pois têm propensão para dependência desse tipo de substâncias. Com o Ascendente em Moola, o nativo em geral terá poucas doenças crónicas.

Nativos do 1º Pada- 0º e 3º20’ do signo Sagitário- Regência de Marte. Os nativos deste pada estão envolvidos na investigação e pesquisa aprofundada sobre algum aspeto da realidade ou conhecimento.  Este espírito inquisitivo tanto pode aplicar-se na investigação do mundo material e  científico como no plano espiritual. Os nativos são otimistas e mantêm uma atitude de esperança em relação à sua vida, contanto que Ketu esteja forte por colocação. Os nativos menos desenvolvidos espiritualmente podem revelar algum egoísmo e auto centramento. Os homens são independentes, ambiciosos e fazem-se a si mesmos por mérito do seu próprio esforço e talentos. Serão muito respeitados a partir da meia idade e serão bem conhecidos nos círculos profissionais. Não ficam em posições subordinadas  por muito tempo. Podem sofrer uma queimadura por volta dos 6 ou 7 anos e, aos 35 ou 36 podem ter um acidente relacionado com fogo ou máquinas. A colocação da Lua neste para é considerada pela tradição prejudicial para o pai. Os planetas Sol, Júpiter, Marte e Ketu são fortes neste pada.

Nativos do 2º Pada- 3º20´a 6º 40´do signo Sagitário- Regência de Vénus.  Este pada torna os nativos muito trabalhadores e focados em atingir os seus objetivos. Estes podem ter natureza material mas também se tem observado grande determinação em alcançar objetivos espirituais. Os nativos têm talento artístico para as belas artes, música, pintura, decoração, etc.. Os homens são independentes, ambiciosos e fazem-se a si mesmos.  Por mérito do seu próprio esforço e talentos serão muito respeitados a partir da meia idade.  e serão bem conhecidos nos círculos profissionais. Não ficam em posições subordinadas  por muito tempo. Podem sofrer uma queimadura por volta dos 6 ou 7 anos e, aos 35 ou 36 podem ter um acidente relacionado com fogo ou máquinas. Os planetas colocados neste pada causam obstáculos e lutas e , segundo a tradição, prejudicam o bem -estar da mãe. Júpiter, Marte, a Lua e Vénus estão bem colocados neste Pada.

Nativos do 3º Pada- 6º 40’ a 10ª do signo Sagitário- Regência de Mercúrio. Este é o pada mais leve de Moola, tendo o foco na comunicação e no uso da palavra e também nos relacionamentos. Os nativos sobressaem no plano intelectual. Este pada não permite aumentar dinheiro e riqueza nem as aquisições materiais.  Por isso, quando há planetas aflitos neste pada  os seus efeitos produzem pobreza na vida do nativo. Os homens são independentes, ambiciosos e fazem-se a si mesmos.  Por mérito do seu próprio esforço e talentos serão muito respeitados a partir da meia idade.  e serão bem conhecidos nos círculos profissionais. Não ficam em posições subordinadas  por muito tempo. Podem sofrer uma queimadura por volta dos 6 ou 7 anos e, aos 35 ou 36 podem ter um acidente relacionado com fogo ou máquinas. Os planetas aqui colocados podem permitir alcançar o equilíbrio entre o plano material e espiritual. Júpiter, Mercúrio, Rahu e Ketu podem dar bons resultados quando estão aqui colocados.

Nativos do 4ª pada- 10º até 13º 20’ do signo Sagitário- Regência da Lua. Este é o pada mais agitado do Nakshatra Moola. A natureza emocional dos nativos é facilmente perturbada e há uma dificuldade permanente em harmonizar a energia emocional com as energias dos planetas. A tradição afirma que este pada prejudica o bem estar geral do nativo. Alguns  opinam que a saída é ignorar as emoções individuais em nome de objetivos mais elevados. A opinião dominante sobre este pada é que causa infelicidade  no lar e no plano interno do indivíduo mas, em contrapartida, permite alcançar respeito e admiração no plano externo. Poderá alcançar sucesso numa profissão administrativa estatal mas não devem confiar em demasia nos subordinados.  Estes podem trair a sua confiança e o mesmo pode acontecer com os associados. Júpiter é o planeta que melhores resultados pode produzir neste pada.

Personalidade Básica Ascendente Peixes Lua Balança Sol Carneiro

personalidade básica Ascendente Peixes Lua Balança Sol Leão capa

Continuamos a responder aos pedidos dos leitores, hoje analisando a personalidade básica Ascendente Capricórnio Lua Sagitário Sol Leão composta pelos elementos Água, Ar  e Fogo.

O Ascendente no signo Peixes produz uma personalidade subjetiva e difícil de apreender pelos outros pois os nativos estão continuamente mergulhados na interioridade, parecendo alheios à realidade concreta à sua volta. A falta de sentido prático e de apetência para se ocuparem das tarefas do quotidiano não ajuda a mudar esta primeira impressão.  Mas, por outro lado, podem ser incrivelmente criativos, possuindo uma imaginação rica e a aptidão inata para se aperceberem das realidades mais subtis.

Estas pessoa são românticas, sonhadoras, sensíveis. Possuem uma empatia imediata para com os que sofrem ou são mais frágeis por alguma razão e sentem o apelo interior para se ocuparem delas, sentindo-se verdadeiramente satisfeitas quando podem ajudar alguém ou contribuem para o seu bem-estar. Este aspeto tem, no entanto, um lado menos positivo: esta prontidão para criar empatia e dar auxílio é muitas vezes alvo de aproveitamento por parte de oportunistas  que são, deste modo, capazes de explorar em seu proveito estas características amáveis dos nativos de Peixes.

Estas pessoas são espiritualmente orientadas, tanto pela metafísica como pela religião e encontram no plano espiritual o conforto e a orientação de que precisam, em muitos casos.  Para os menos orientados para a religião, algum tipo de arte pode ser o caminho que preferem para transcender o plano imediato e utilitário do dia-a-dia. Podem gostar de pintar e desenhar, de escrever, sobretudo ficção ou poesia (ou ler), de ouvir e tocar música, de dançar, de fazer filmes ou fotografia. Todas estas áreas são formas de se evadirem do imediato para um outro plano mais feliz e transcendente onde sentem verdadeira realização pessoal. Gostam também de outros aspetos da cultura, como História ou Arqueologia, Antiguidades (acerca das quais podem imaginar mil estórias), etc..

Estes nativos não gostam de se apressar nem de uma vida de correrias. Preferem um estilo mais passivo e tranquilo, sem muita ação no plano exterior. Mas isso não significa que estejam inertes, na verdade, mentalmente são bastante ativos e são, em geral, pessoas instruídas e curiosas que amam a sabedoria, sobretudo a que vem do passado remoto e ecoa na sua alma como um saber intemporal do qual querem participar. A falta de jeito para cumprir horários e serem «competitivos» na sociedade alucinante de hoje faz com que se sintam muitas vezes desadaptados ou sejam vistos desse modo pelos outros. No entanto, quando fazem algo que realmente os motiva são capazes de trabalhar bastante entregando-se completamente ao que fazem.  O seu ponto fraco são, no entanto, os relacionamentos. Se tiverem a sorte de encontrar um(a) parceiro (a) de vida que lhes dê apoio de acordo com a sua sensibilidade muito especial, as suas capacidades criativas podem ser extraordinárias. Mas, se forem traídos e/ou não amados podem entregar-se ao vício para esquecer, tornando-se dependentes de álcool ou outras substâncias e desistem de se integrar na realidade à sua volta.

Quando, ao Ascendente Peixes se associa a Lua no signo Balança as características humanas desta personalidade tornam-se mais fortes mas também as suas possíveis fragilidades pois estas pessoas não conseguem ser felizes nem empenhar-se nas lutas da vida sem o apoio de amigos e um(a) parceiro(a) especial que lhes dá força para quererem ir mais longe e realizar algo que possa trazer-lhes felicidade.

A Lua no signo Balança anseia por equilíbrio e justiça nas interações. Estes nativos podem ser excelentes conselheiros em várias áreas, sabem atender às expetativas de todas as partes e têm a sensibilidade humana para dar apoio a quem precisa dele. Esta é também uma Lua com grande sentido estético, que precisa de harmonia e de beleza á sua volta e detesta os modos rudes,  a agressividade e a falta de gentileza nas interações. Esta personalidade pode ter jeito para declamar, para ser poeta ou músico, ou ator, bailarino, etc.. Ao longo da vida, as expressões de arte são um conforto e talvez uma forma de alívio em relação às opressões do dia-a-dia. Por outro lado, a Lua em Balança é altamente inteligente, juntando à sensibilidade de Peixes grande poder lógico de raciocínio que, aliados a uma grande empatia em relação aos outros, torna esta personalidade alguém que cativa de imediato os outros. Sempre que observam algum conflito ou discussão, estas pessoas apressam-se a intervir e a tentar mediar entre as partes para regressar à harmonia. São por isso estimadas por quem as conhece.

A Lua rege a 5ª casa e está colocado na 8ª casa. Esta não é uma posição muito feliz para quem lida com crianças ou deseja ter filhos. Os textos antigos referem que pode haver aborto ou morte de uma criança ou, em alternativa, um relacionamento difícil com crianças. Também não ajuda os investimentos, podendo haver perdas em investimentos especulativos, ao jogo, etc.. pode igualmente haver dificuldades nos relacionamentos amorosos sem consequências (namoro), ou em conseguir concretizar os estudos de grau superior. Segundo os textos clássicos, a pessoa desperdiçou a vida anterior e enfrenta agora situações adversas nestas áreas.

A Lua está colocada na 8ª casa. Como referimos atrás, não é uma posição feliz pois afeta o bem-estar e a sorte geral, acontecendo o mesmo com a saúde; pode haver doenças crónicas que causam problemas muitas vezes ao longo da vida. Há pouca paz mental e será necessário que a pessoa se transforme interiormente para a reconquistar. A inteligência não é afetada e estas pessoas podem ser incrivelmente intuitivas e ter mesmo capacidades psíquicas. O aspeto da Lua para a 2ª casa é favorável podendo haver ganhos de monta, a par com uma instrução cuidada. As capacidades de investigação do nativo são também excelentes, mas estas pessoas tendem a ter falta de confiança em si mesmas, pouca autoestima, a que não será alheio o facto de esta posição também afetar negativamente a relação com a mãe, que pode ser doente, ter uma vida difícil ou, em caso de muita aflição da Lua, morrer cedo. Neste caso a visão é também afetada. Mas, pelo lado positivo, estas pessoas são muito atraentes fisicamente e sexualmente magnéticas para os outros. Se a Lua estiver brilhante no nascimento podem também  receber herança , dinheiro do parceiro, de seguros, indemnização, etc.. As relações com mulheres são, no enanto, para ambos os sexos, perturbadas e podem ser difíceis, sem nenhuma razão aparente.

Quando, ao Ascendente Peixes e Lua Balança se associa o Sol no signo Leão, um elemento forte de autoafirmação torna-se patente na personalidade. O signo Leão reforça as qualidades artísticas e ca capacidade criativa desta personalidade que não se sentirá bem a desempenhar papeis e funções de repetição. Para ser estimulada, precisa de se expor ao que é novo e único, harmonioso e belo e, s enão o encontrar disponível, pode criá-lo ela própria contanto que lhe deem essa possibilidade. Será contraproducente que uma pessoa com esta personalidade se dedique a trabalhos rotineiros e sem qualquer incentivo da imaginação e sem preencher a necessidade de sentir a beleza no interior de si. Deverá ser deixada livre para fazer o que escolher e, em liberdade, decidir o passo seguinte a dar.

A presença do Sol no signo Leão faz surgir também o desejo de estruturar internamente o seu ego e colocá-lo no centro da sua própria vida. A necessidade de parceiros pessoais passa a ser mais uma necessidade de «público» e de «testemunhas» do seu próprio poder criativo do que do querer  colocar-se no lugar do outro e esquecer-se de si. Justamente, o signo Leão não permite que o nativo se esqueça da sua individualidade, pois deseja ser o centro da vida de outros, tornar-se um polo de admiração, fama, reconhecimento público. E pode ter o potencial para o conseguir, pelo menos em parte.

O Sol rege a 6ª casa e está colocado na 6ª casa. Sendo a 6ª casa uma casa crescimento, é uma daquelas onde o sol pode dar melhores resultados. Esta posição do Sol ajuda a compensar muitas das fragilidades que a Lua na 8ª casa pode causar na saúde. Também ajuda a ter sucesso no trabalho e a bater inimigos, oponentes e opositores. Permite alcançar riqueza. A saúde e o bem- estar relacionados com a alimentação e o exercício físico são uma área de interesse para estas pessoas. Quando possuem subordinados ou outras pessoas a trabalhar para si têm sorte pois estes trabalham a seu favor. Pode receber benefícios do tio materno e de primos.

O Sol está colocado na 6ª casa. Como dissemos, o Sol está muito bem colocado na 6ª casa permitindo que o nativo se eleve acima de todos os competidores e derrote os inimigos ao longo da vida. Esta posição indica que a pessoa alcançará poder ou fama e será um líder, uma figura de autoridade. A saúde será forte desde que o Sol não receba a aflição de planetas maléficos. Haverá também bastante cuidado com a saúde observando-se muitas vezes que estas pessoas seguem dietas especiais, fazem exercício físico, etc..Esta posição indica igualmente que serão trabalhadores incansáveis e serão respeitados por isso. Esta posição do Sol indica identificação com uma carreira em que posa prestar serviço aos outros, incluindo na área da saúde. Se houver aflições ao Sol, há problemas de visão e também pode haver alguma condição de fragilidade cardíaca. O pai pode igualmente ter algum problema de saúde ou ter uma vida difícil. Existe uma grande necessidade, com esta posição, de a pessoa se purificar e , de algum modo, melhorar física e mentalmente e isso pode ser alcançado.

Globalmente salientamos nesta personalidade básica o enorme potencial criativo e artístico, que pode produzir alguém realmente destacado da vulgaridade para se fazer apreciar como autor único de uma visão que cria e patilha com os outros.

Um Outro Olhar sobre os Nakshatras- Jyeshta

Um Outro Olhar sobre os Nakshatras Jyeshta capa

O Nakshatra de Jyeshta ocupa a extensão entre 16º 40’ e 30 º do signo Escorpião.

Astronomicamente, localiza-se no círculo das estrelas, numa constelação cuja estrela principal é Antares, (Alpha scorpii).

A divindade protetora deste Nakshatra é Indra. Indra é o chefe guerreiro dos deuses, aquele que aprisionou o dragão. O regente astrológico é Mercúrio.

O símbolo do Nakshtra Jyeshta é um talismã circular ou brinco e um guarda chuva. O brinco (ou talismã circular) simboliza o disco de Vishnu e o guarda chuva simboliza proteção e status.

Jyeshta pertence ao grupo (Gana) Rakshasa (demónico). A sua motivação primária é artha (riqueza).

A pedra associada ao Nakshtra Jyeshta é a Esmeralda.

O poder associado ao Nakshtra Jyeshta é o de vencer pelo seu mérito e esforço, sem a ajuda de outros, o poder de se erguer, conquistar e ganhar coragem durante a batalha. Os nativos procuram atingir o máximo sucesso, a posição mais elevada mas fazem-no sozinhos, como indivíduos. Jyeshta significa «sénior»,  o mais velho tal como acontece com a estrela principal da constelação de Escorpião, Antares. Os nativos de Jyeshta dão-se deste modo melhor sozinhos na procura de sucesso. Este Nakshtra tem um grande potencial criativo, ainda que algo problemático pois o ciúme e a traição costumam mostrar a sua presença. Antares é «rival de Marte», por isso é o mais velho, o mais certo, e também o que combina poder e a excelência de ser o mais proeminente, experiente, o melhor e mais certo acompanhado de certo perigo (causa inveja e leva a possível traição).

A árvore sagrada do Nakshatra Jyeshta é o Pinheiro (Pinus).

Parashara associava várias atividades que podem realizar-se de forma auspiciosa neste Nakshtra: enfrentar os inimigos e opositores de forma frontal, efetuar ações para subjugar os opositores, pedir desculpa, trabalhar com metais, óleo quente e na arquitetura.

Sendo um Nakshatra de Mercúrio, Jyeshta torna os nativos faladores, dando-lhes o tom confiante e seguro de quem domina pela palavra (tenha ou não razão). Estas pessoas são capazes de argumentar de acordo com os seus interesses e reivindicar a sua razão em qualquer situação. Têm a predisposição para serem os «primeiros» e o mesmo se passa em relação às opiniões, não aceitando que outros tenham razão em vez deles. Assim, dão-se melhor na posição «sénior» que toma as decisões e, na família, para florescerem, precisam de ser o mais velho ou filho único, caso contrário lutam incessantemente até conseguirem sobrepor-se aos outros para serem vistos como «o primeiro». Adotam sempre um tom de forte afirmação e convicção, embora possam mudar de opinião num outro momento qualquer. Mas, quando lutam por uma posição, assumem-na como a verdade única do momento.

Jyeshta pertence à trilogia de Nakshtras de Mercúrio ( com Aslesha e Revati) . Assim, estas pessoas têm capacidades inatas para a comunicação, podendo dar-se bem em qualquer atividade em que organizem, anunciem, escrevam, conversem, desenvolvam trabalho lógico, façam negócios, vendas, relações públicas, expliquem, usem ferramentas tecnológicas, em especial de comunicação.  No entanto, atendendo a que, se Mercúrio é neutro em relação a Marte, regente do signo Escorpião, Marte é inimigo de Mercúrio, os nativos de Jyeshta podem ter problemas em fazer passar mensagens alternativas, a menos que Mercúrio esteja forte no horóscopo. Mas são excelentes a motivar outros pelo uso da palavra, sempre que a palavra tem por objetivo levar a alguma ação.

As mulheres de Jyeshta são orgulhosas e autossuficientes, independentes e capazes. Se não tiverem nascido numa família abastada, elas próprias se erguerão, adquirindo riqueza pelo próprio esforço.  Quando isso acontece a família torna-se dependente dela e ela torna-se o chefe de família. É cuidadosa e poupada em matéria de dinheiro. Tem orgulho em si própria por ser capaz de chegar bem alto sem ajuda e por tudo o que consegue alcançar. Atingirá uma posição elevada e será muito respeitada e considerada.

Os homens de Jyeshta são superficialmente religiosos mas com alguma hipocrisia. Têm uma natureza sensível e algo escura. São cidadãos respeitáveis, cumpridores da lei e aparentam respeitar todas as regras da sociedade mas, no fundo, possuem falta de princípios morais. Aparentam ser suaves e muito cordiais, mas são apaixonados e perdem facilmente a calma. Porém, têm uma natureza secreta na qual concebem «esquemas» e engendram pensamentos que nunca revelam a ninguém, sendo manipuladores com a sua própria agenda escondida. Em suma, são uma coisa na aparência e outra bem diferente no âmago secreto do coração.

Segundo os clássicos, os nativos de Jyeshta são fisicamente atraentes e com bastante energia. A maioria dos nascidos neste Nakshatra tem algum defeito nos dentes.

Quanto ao caráter, têm mente clara e pensam bem, intelectual e logicamente, sendo faladores, de forma incessante. Perdem a calma com facilidade e são obstinados. Dificilmente aceitam conselhos dos outros preferindo agir como lhes apraz, sem considerar outras opiniões. A relação com a família pode não ser próxima. Alguns tornam-se dependentes de drogas e álcool ou adquirem outros hábitos aditivos, o que causa perda de reputação.

Ganham a vida pelo próprio esforço. Podem sair do local de nascimento cedo na vida. Podem mudar várias vezes de emprego ou profissão. Até aos 50 anos podem enfrentar vários obstáculos. Deste período, a idade entre os 18 e os 26 indica possíveis problemas que podem ser financeiros ou mentais. A partir dos 27 anos começam a adquirir mais estabilidade e, a partir dos 50 a sua vida é, em geral, estável.

De todos os Nakshatras , Jyeshtha é aquele que tem mais propensão para adotar estratégias de manipulação e controlo sobre os outros. Podem justificar isso considerando que foram «escolhidos» pela providência para liderar e fazer o máximo bem aos outros, identificando o que fazem com o «bem comum» (mesmo que seja apenas para o seu próprio interesse). Quando a Lua está colocada neste Nakshatra os nativos podem ser obsessivamente controladores em termos emocionais. As atividades de planeamento e de comunicação, são um exemplo deste tipo de controlo. Toda a sua atividade física, emocional e mental é objeto deste controlo, de modo que pouco sobra para a espontaneidade da expressão destes nativos. Procuram igualmente exercer controlo sobre os outros usando estratégias psicológicas e mentais de manipulação. Em todas as circunstâncias, acreditam que «sabem mais e melhor do que todos os outros.»

A ligação com os pais e irmãos pode ser limitada ou inexistente. O casamento é em geral feliz, mas pode haver alguns problemas de saúde do cônjuge ou separação, o que gera grande instabilidade mental.

A saúde destes nativos é boa, tendo as afeções normais.

1º Pada- 16º 40’ a 20º do signo Escorpião- Regente Júpiter, navamsa Sagitário. Os nativos são morenos, têm mãos e pernas fracas, são ciumentos, secretos, vingativos. Na idade de 7 ou 8 anos ou 27 ou 28 anos, podem ter bexigas ou podem ter um acidente com máquinas e magoar as pernas. A vida familiar é pouco feliz. Podem dedicar-se ao estudo de coisas secretas, misteriosas, magia. Viajarão por mar, terão poucos amigos. Serão muito influenciados pelo cônjuge. A vida familiar e os interesses da família são importantes para estas pessoas que também dedicam grande atenção aos aspetos financeiros. Conhecerão altos e baixos nesta área. Mostram entusiasmo em adquirir conhecimentos elevados e podem transmitir aos outros conhecimentos pensados para serem dados apenas a alguns. Este é o pada em que há maior generosidade de caráter. Estas pessoas gostam também de correr riscos e são muito protetoras em relação à família. O sol, Marte, Júpiter e Ketu dão bons resultados aqui, sendo que Júpiter está muito bem colocado, dando excelentes resultados. Os planetas colocados neste pada, segundo a tradição, afetam negativamente o bem estar dos irmãos.

2º Pada- 20º a 23º 20’ do signo Caranguejo- Regência de Saturno, Navamsa de Capricórnio. Os nativos deste pada têm um sentido rígido de dever e de responsabilidade. Adotam comportamentos defensivos e desafiadores em relação aos outros. Podem ser vingativos, egoístas e avarentos. São materialistas. Estas pessoas são muitas vezes figuras de autoridade e  tendem a interagir com os outros de forma cruel . A aparência física e a disposição mental, incluindo o tom de voz, são maduros, algo arrogantes e focados nos objetivos a atingir, que levam o seu tempo, normalmente apenas veem os seus frutos na idade madura. Fazem as coisas num ritmo lento, cauteloso, embora firme e perseverante. O seu temperamento tende a ser cético, pessimista, melancólico não sendo raras as atitudes negativas. Fisicamente são morenos, têm mãos e pernas fracas, são ciumentos, secretos, vingativos. Na idade de 7 ou 8 anos ou 27 ou 28 anos, podem ter bexigas ou podem ter um acidente com máquinas e magoar as pernas. A vida familiar é pouco feliz. Podem dedicar-se ao estudo de coisas secretas , misteriosas, magia. Viajarão por mar, terão poucos amigos. Serão muito influenciados pelo cônjuge. Os planetas neste pada afetam negativamente o bem estar dos irmãos do nativo. Marte e Saturno são fortes neste pada, dando posição e autoridade .

3º Pada- 23º 20’ a 26º 40’ do signo Escorpião- Regência de Saturno, navamsa de Aquário. Os nativos deste pada possuem um sentido humanista, desenvolvendo comportamentos de proteção da sociedade e escolhendo profissões que permitem desenvolver isto. Dão-se bem a desempenhar funções que são benéficas para os mais desprotegidos e vulneráveis da sociedade. Podem ser ativistas de causas sociais e trabalhar arduamente em prol dos menos favorecidos socialmente para diminuir o fosso entre os que mais têm e os que nada têm. Podem ter alguns valores e ideias algo fora do comum, especialmente no que respeita à vida familiar. Gostam de investigar e conhecer, podendo ser cientistas, filósofos e místicos. Gostam de partilhar os conhecimentos com os outros. Fisicamente são morenos, têm mãos e pernas fracas. São ciumentos, secretos, vingativos. Na idade de 7 ou 8 anos ou 27 ou 28 anos, podem ter bexigas ou podem ter um acidente com máquinas e magoar as pernas. A vida familiar é pouco feliz. Podem dedicar-se ao estudo de coisas secretas, misteriosas, magia. Viajarão por mar, terão poucos amigos. Serão muito influenciados pelo cônjuge. Saturno, Mercúrio, Vénus e Rahu dão bons resultados neste pada. Os planetas colocados neste pada afetam adversamente o bem estar da mãe.

4º Pada- 26º 40’ até 30º do signo Escorpião- Regência de Júpiter, navamsa de Peixes. Este é um pada muito emocional, de tal modo que os nativos podem submergir nas próprias emoções. Podem tornar-se dependentes de substâncias aditivas, envolver-se através da imaginação em fantasias de tal modo que não conseguem distinguir a fantasia da realidade. Porém, também podem usar a criatividade da imaginação de forma positiva. Tendem a ser extremos: alguns podem pensar incessantemente nas suas desgraças, desmobilizando-se e caindo no pessimismo; outros, porém, podem mesmo sacrificar os seus interesses e bem -estar em prol da ação para melhorar as condições de vida da humanidade. Quando são espiritualmente desenvolvidos, defendem com afinco os direitos humanos e sociais e empenham-se na procura de conhecimento esotérico que ajude a libertação e a salvação. Têm muita aptidão para obter riqueza material, não sofrendo como os outros padas de um risco elevado de ter altos e baixos na área financeira, sobretudo quando Vénus ou Júpiter estão aqui colocados. A colocação de Saturno neste pada afeta negativamente os aspetos materiais mas dá bons resultados para o desenvolvimento espiritual. Marte não dá bons resultados neste pada. O gosto de correr riscos que caracteriza o Nakshatra tem aqui a máxima expressão pelo que este  é o mais autodestrutivo de todos. Fisicamente são morenos, têm mãos e pernas fracas, são ciumentos, secretos, vingativos. Na idade de 7 ou 8 anos ou 27 ou 28 anos, podem ter bexigas ou podem ter um acidente com máquinas e magoar as pernas. A vida familiar é pouco feliz. Podem dedicar-se ao estudo de coisas secretas, misteriosas, magia. Viajarão por mar, terão poucos amigos. Serão muito influenciados pelo cônjuge.

Os Primeiros Astrólogos- Séculos I e II

primeiros astrólogos séc I e II capa

Continuamos a dar conta da História da Astrologia, passando em revista alguns dos primeiros astrólogos.

Thrasyllus foi um astrólogo nascido no séc. I da era cristã em Alexandria e foi o astrólogo do imperador Tibério.  Era, além disso, um erudito, tendo  escrito sobre Gramática e foi  discípulo da filosofia de Pitágoras, tendo estudado com os Pitagóricos na ilha de Rhodes. Publicou edições sobre a obra de Platão e escreveu um livro sobre a filosofia de Platão e dos Pitagóricos. Na sua visão da Astrologia, estava próximo das fontes iniciais deste saber, sendo aceite  que as tabelas que publicou remetem para os trabalhos de Nechepso e Pitosiris e Hermes Trismegistus. Costuma-se atribuir a Thrasyllus uma tabela numerológica  em que se estabelecem associações  zodiacais com os números. O seu trabalho é visto como uma mistura entre os elementos herméticos e pitagóricos.

Através destas influências, surgiu nos primórdios da astrologia a ideia de que os planetas são seres dotados de alma e o mundo celeste (supralunar na designação antiga) influencia decisivamente  o que acontece na Terra (mundo sublunar). Princípios como a «simpatia» referidos em artigo anterior e   o determinismo estoico que, apesar de implicar a ideia de destino não impede a existência de uma causalidade iniciada com as escolhas do ser humano que também elas determinam «o que lhe acontece», forneceram algumas bases fundamentais que justificam a capacidade de previsão da Astrologia.

Um dos maiores vultos da cultura antiga foi Plutarco. Viveu na segunda metade do século I da era cristã e foi um erudito com conhecimento da filosofia de Platão e Aristóteles e sofreu a influência dos estoicos e pitagóricos, para além de ter estudado meticulosamente as tradições persas e egípcias. Embora Plutarco não tenha contribuído diretamente para o desenvolvimento das técnicas astrológicas, foi um dos responsáveis pelo aumento da popularidade da Astrologia nos primeiros 3 séculos da era cristã. Plutarco conhecia a astrologia e usava alguns dos seus conceitos no seu pensamento filosófico. Como sacerdote de Apolo, embora tenha resistido a identificar linearmente o Sol com a expressão do Deus único, usou as conceções de alguns astrólogos do tempo para afirmar que o sol é uma cópia inteligível do Deus único Invisível aos sentidos. Ligou então o sol com o conceito de «nous» (intelecto divino) que considerou ser o «coração do cosmos» e associou a Lua com a «alma do cosmos» correspondendo ao «baço» do organismo cósmico enquanto a Terra era vista como sendo «os  intestinos do cosmos». O macrocosmos era visto assim como uma figura representada analogicamente como semelhante à do corpo humano, com todos os «órgãos» que existem no corpo humano representados por realidades cósmicas específicas. O homem era visto como um «microcosmos» em tudo semelhante ao organismo do universo mas infinitamente muito mais pequeno. Repetia-se assim a máxima hermética «Assim como é em cima é em baixo».

Para explicar a «imperfeição» nos seres humanos e no mundo,  Plutarco adotou a ideia defendida por Platão em As Leis de que há duas almas do mundo, uma benéfica e outra maléfica e afirmou que esta última é responsável pelo movimento irracional que se observa no mundo terrestre. Esta alma maléfica, como dissemos em outro artigo, não foi fruto do pecado, pois já existia antes da criação do ser humano e não é puramente maléfica pois é uma mistura entre influências benéficas e maléficas e é a responsável pela existência do mal no mundo terrestre. Assim, devido à existência destas duas almas e à sua influência  no mundo terreno, geram-se, segundo Plutarco, duas forças que operam na Terra e que dão origem a dois caminhos para as almas: o caminho da mão direita, que segue uma orientação em frente (bem) e o caminho da  mão esquerda que segue para trás (mal).

Para Plutarco as almas humanas são microcosmos da alma universal  como Platão tinha afirmado no Timeu (30 b). E, como estas sofrem a tensão entre a «alma boa» e a «alma má»  a alma de cada ser humano sente igualmente essa tensão. Por isso a alma humana que vive na terra é uma mistura entre destino (heimarmené), sorte (Tukhê) e livre escolha (eph’ hemin). A parte da alma que é dirigida pelas forças de tensão é, segundo Plutarco a alma irracional que Platão tinha comparado, no Timeu (42 d-e) a ‘jovens deuses’ dirigindo a alma. Para além disto, Plutarco afirmava existirem 4 forças cósmicas, de que falámos no artigo referido atrás.

Vettius Valens de Antioquia escreveu no séc. II uma obra que se tornou importante: Antollogiarum na qual constam fragmentos de autores mais antigos como Nechepso e Critodemos, além de ter publicado uma série de horóscopos,  que são uma excelente fonte de estudo astrológico e astronómico. É considerado uma das fontes mais importantes da astrologia helenística. Na sua obra apresenta pormenores de práticas e de técnicas astrológicas que não existem em outras fontes. Tendo viajado muito, apresenta uma variedade de conceções regionais sobre as práticas astrológicas que colheu ao aprender com muitos outros astrólogos. Afirma também na sua obra que testou muitos métodos diferentes e faz juízos sobre eles e a sua eficácia na previsão.

Filosoficamente, Valens é estoico e aceita os pressupostos desta corrente para justificar a Astrologia. Para Valens, o que está em nosso poder (eph’ hemin) refere-se ao modo como nos adaptamos ao destino pelas nossas escolhas e vivemos em harmonia com ele (de nada vale revoltar-se contra o que não podemos mudar). Para este astrólogo, não podemos mudar a parte do destino que é imutável mas podemos controlar o modo como desempenhamos os papéis que teremos que encarnar na vida terrena. Nas suas conceções está portanto implícito que podemos fazer escolhas que se opõem ao destino e a crença de que fazer isso é eticamente indesejável pois só aumentará a força do destino futuro sobre cada um. Aceitar o destino que cabe a cada um é por isso um passo fundamental em termos da vida moral, segundo Valens. Para este astrólogo a astrologia era vista como sendo uma prática religiosa ou sagrada e os conhecimentos astrológicos eram por ele considerados como devendo ser mantidos secretos perante os que não tinham instrução ou desenvolvimento moral para os entender e usar de forma virtuosa.

Valens era, no entanto, um fatalista. Para ele, os «decretos» do destino eram imutáveis e o caminho moral consistia em adaptar-se e aceitar com calma e serenidade na alma (ataraxia) tanto as coisas boas como as coisas más que o destino traz. Para este autor, nenhum sacrifício ou ritual pode alterar o destino expresso na carta de nascimento.

Mas, apesar destes vultos representativos da Astrologia do séc. II, esta época também assistiu aos céticos que apresentavam razões éticas e morais para rejeitar a astrologia. Alguns céticos rejeitavam as capacidades reais de previsão da astrologia devido à impossibilidade de  observação exata das condições de nascimento; outros argumentavam que há muitas pessoas que nascem ao mesmo tempo e têm destinos diferentes. Alguns que nascem em diferentes momentos e locais morrem ao mesmo tempo como acontece nas catástrofes naturais; os animais que nascem ao mesmo tempo e nas mesmas condições deveriam ter o mesmo destino ( e não têm); a existência de diferentes culturas e costumes ou valores é incompatível com o fatalismo astrológico. Estas teses adiantadas pelos céticos desde o séc. II a. C. conviveram, tal como hoje, com o desenvolvimento da Astrologia e da sua prática ao longo dos tempos e haviam de subsistir também por toda a Idade Média.