Compatibilidade /Incompatibilidade nos Relacionamentos

Todos nós já experimentámos um sentimento de total empatia e proximidade ou, pelo contrário, de irreprimível aversão quando na presença de outra pessoa. Evidentemente que podemos recorrer à ciência para encontrar, no funcionamento do nosso cérebro, muitas explicações interessantes para essas nossas simpatias e antipatias, sobretudo quando ocorrem subitamente ao primeiro olhar e no primeiro encontro…
Mas os relacionamentos têm muitas outras facetas, desenvolvidas no contexto de todas as experiências que duas pessoas partilham quando desenvolvem uma ligação, seja ela baseada no amor, na amizade ou na cooperação num projecto profissional comum.
E é aqui que a Astrologia se torna decisiva, na aplicação da sua longa experiência, na análise e compreensão das energias que se desenvolvem e atuam nos relacionamentos humanos.
Os signos, o ascendente, os «aspetos» entre os signos, os planetas e as casas do horóscopo, nas relações que estabelecem entre si, simbolizam as múltiplas trocas de energia que atuam sempre que trabalhamos com alguém num projecto ou negócio comum, nos tornamos amigos de alguém de quem gostamos porque sentimos ser «semelhante a nós» ou quando, em irreprimível excitação, sentimos que encontrámos o amor da nossa vida.
 
Umas vezes essas energias fluem harmoniosamente, gerando bem estar e felicidade, outras vezes bloqueiam-se em difíceis nós de compressão, gerando mal estar, angústia e infelicidade. 
A Astrologia define, de modo geral, que estes e aqueles signos são compatíveis ou incompatíveis entre si. Que estes e aqueles «aspetos» no relacionamento dos planetas/signos/casas do horóscopo são facilitadores da harmonia ou, pelo contrário, seus bloqueadores.
Mas cada pessoa é expressão de um conjunto muito complexo de diferentes tipos e modos de expressão dessas energias. Desse modo, é simplista dizer, à partida que, se não consigo estabelecer uma relação harmoniosa com uma certa pessoa, é porque os nossos signos não combinam…
Na verdade, é necessário efectuar um estudo completo de todas as energias atuantes no relacionamento para compreender quais delas causam fricção ou dificuldades e quais poderão ser utilizadas para compensar as que funcionam menos bem. Um só fator é insuficiente para explicar o modo da relação e as suas interacções.
À partida, um relacionamento no qual existe uma combinação global harmoniosa das energias dos parceiros, é mais fácil de manter do que um que tenha que lutar continuamente com a tendência para bloquear e desagregar. 
Mas mesmo os relacionamentos desafiadores poderão ter um desenvolvimento positivo se os intervenientes quiserem apostar no crescimento mútuo e na melhoria conjunta das suas formas de expressão no relacionamento. E neste ponto a Astrologia pode esclarecer e dar a ver os pontos fortes e fracos para ajudar a decidir quando e se vale a pena investir num certo relacionamento.
 

Nos próximos dias analisarei as diversas energias presentes nos relacionamentos e o modo como interatuam.

One Thought to “Compatibilidade /Incompatibilidade nos Relacionamentos”

  1. Anonymous

    Este tema é super interessante. Estou atenta!

    Maria

Comments are closed.