Astrologia, Matéria e Energia

O pressuposto de que parte a Astrologia  no estudo da relação entre o  Zodíaco sideral e a nossa vida na Terra, é o seguinte:
·         O universo desenvolve-se a partir da interação entre matéria e energia;
·         A matéria  é um princípio estático  que se manifesta simbolicamenteem quatro formas- água, terra, fogo e ar (e um 5º elemento  cósmico que os antigos denominavam éter, invisível aos sentidos). O elemento terra  corresponde ao estado sólido; o elemento água corresponde ao estado líquido; o elemento ar corresponde ao estado gasoso; o elemento fogo é o mais subtil e corresponde ao estado eletromagnético,  manifestando-se na Terra sob a forma de ondas eletromagnéticas.
No nosso mundo, matéria e energia interagem continuamente e, por via disso, a energia assume continuamente novas formas.
A Astrologia considera que  esta energias e diferencia  em três tipos (gunas), correspondendo a três diferentes estados:
1.  Energia Tama– é um estado em que a energia é completamente inerte, não se manifestando externamente- corresponde cientificamente à energia potencial;
2.     Energia Raja-  é um estado em que a energia se manifesta completamente – corresponde cientificamente à energia cinética.
3.    Energia Sattva- é um estado em que a energia não é completamente inerte nem completamente cinética mas é um estado dual  que é um misto daqueles.
Assim,  encontramos 4  estados básicos da matéria e  3  estados de energia. Multiplicando um pelo outro: 4×3= obtemos 12 , correspondendo às diferentes possibilidades de combinação entre estados da matéria e estados de energia.
Cada signo do Zodíaco exprime uma combinação específica entre um estado da matéria ou elemento e um estado de energia.
A partir desta combinação, determinamos os elementos dos signos- água, ar, terra e fogo; e o  tipo dos signos- Cardinal, fixo e mutável.
Continuarei  esta questão.
Nota: Todas as menções à Astrologia  se referem à Astrologia Védica/jyotish

Deixe um Comentário a sua opinião conta