Figuras da Arte e da Cultura- James Joyce


James Joyce
2 de Fevereiro de 1882, 6 H
Dublin, Irlanda, 53 N 20; 6W 15
Timezone: 6W 15 (standard time)
(Espólio de Lois Rodden)
James Joyce foi  um dos escritores que mais influenciaram a vanguarda modernista do Sec. XX.  O seu Ulysses  de 1922 é um marco a este respeito e um exemplo da técnica da «corrente da consciência» que Joyce aperfeiçoou nesta obra. Dubliners e Finnigans Wake ou A  Portrait of the Artist as a  Young Man são outras  obras conhecidas. Apesar do seu talento, no entanto, Joyce foi outro intelectual  que viveu com dificuldades financeiras ao longo da vida. O seu perfil de rebeldia não o tornou grato no seu país pelo que, quando morreu na Suíça, em 1941, a Irlanda não teve interesse em receber os seus restos mortais. Carl Jung, o psiquiatra que foi o maior discípulo de Freud, diagnosticou esquizofrenia à filha de Joyce e,  após ler a obra prima Ulysses afirmou que também Joyce tinha características esquizofrénicas. Seja como for, esta é  uma figura incontornável das letras do ocidente, sendo impossível compreender algumas correntes maiores da literatura do sec. XX sem passar pela sua  obra.

A Identidade Básica: Ascendente em Touro, Lua em Caranguejo e Sol em Capricórnio

O Ascendente em Touro  indica habitualmente uma pessoa estável e conservadora, sobretudo em relação à sua própria maneira de pensar. Para estes nativos, os relacionamentos e as parcerias são uma parte importante das suas vidas. Têm dificuldade em fazer e aceitar mudanças, focam o seu interesse principalmente  nos aspectos relacionados com o conforto e a obtenção de bens materiais.
Gostam de estar rodeados de beleza e de levar uma vida de luxo e, normalmente, a família e o seu bem estar estão no centro das suas atenções. Precisam de sentir segurança material, sendo capazes de lutar bastante e de  trabalhar o necessário para atingirem esse objectivo na vida. No caso de Joyce,  a presença de Ketu no Ascendente altera substancialmente estas características de Touro,  tornando o nativo muito mais instável, com possíveis crises de auto- confiança, com características éticas que poderão ser bastante sui generis e uma tendência para ingerir substâncias venenosas para o corpo.(Joyce foi um alcoólico desde jovem). 
A Lua está colocada no Nakshatra Pushya, 4º pada, com regência de Saturno. Esta estrela de nascimento indica muitas vezes uma vida familiar problemática, com separações, ausência de apoio, etc, sobretudo durante a infância e a juventude. Os nativos  são inteligentes mas a sua mente é irrequieta e  parece   que uma das suas principais  experiências é  a procura da estabilidade nas suas vidas, objectivo que  conseguem atingir normalmente na vida madura.
A Lua está no próprio signo em Caranguejo. A mente destes nativos é prodigiosamente imaginativa e subjectiva, com inclinação natural para as artes, a música, a poesia. Normalmente estes nativos fazem bons amigos e conseguem ser populares. A posição na 3ª casa mostra a inclinação para a escrita e o gosto pelas viagens. Joyce passou praticamente toda a vida adulta em diversos países europeus. A Lua recebe o aspecto de Vénus e do sol, potenciando deste modo as suas capacidades inovadoras e criativas e a sua inteligência. 
O Sol está no signo Capricórnio  muito bem colocado na 9ª casa e em conjunção com um benéfico, Vénus. Vénus é o regente do Ascendente pelo que este aspecto adquire uma importância acrescida. A 3ª casa está relacionada também com o ensino e este foi o principal meio de subsistência de Joyce durante muitos anos, ensinando em escolas e dando aulas particulares.
Capricórnio é um signo altamente ambicioso e capaz de alcançar elevadas realizações. É essencialmente um estruturador, capaz de trabalhar arduamente para alcançar os seus objectivos. Capricórnio revela muitas vezes alguém que se faz a si próprio  pelo próprio esforço e trabalho. No caso de Joyce,a interacção entre a energia do signo do  Ascendente e do signo do Sol  reforça a capacidade de trabalho e de esforço e a dedicação que Joyce conseguiu colocar nos seus objectivos. Infelizmente o dispositor do Sol e de Vénus  Saturno, está no signo de debilitação e na 12ª casa o que não lhe permitiu a visibilidade merecida nem o alcançar de riqueza através da sua obra, gastando sempre mais do que recebia. 

As Assinaturas Específicas do Destino no Horóscopo

 Os nodos estão colocados no eixo 1ª e 7ª casas. A ênfase é posta deste modo no desenvolvimento pessoal  e relacional.  O Ascendente em Touro permitiu  a estabilidade relacional, Joyce manteve uma relação duradoura com Nora, embora só tenha casado com ela em 1931, ao contrário do que sucede muitas vezes com a colocação de Rahu na 7ª casa. No caso de Joyce, em vez de múltiplas  aventurassexuais com outras mulheres, Rahu intensificou  o seu impulso criador através da  escrita e do contacto com países e culturas estrangeiras. Facto interessante, no entanto, é que Joyce, vivendo no estrangeiro, focou a sua escrita em personagens e cenários da sua Dublin natal. Mas Ketu na 1ª casa foi um elemento desestabilizador da sua vida e subjectividade.

Vénus em conjunção com o Sol na 9ª casa mostra a importância do estrangeiro  no cenário da vida de Joyce. Indica também inclinação para um conhecimento mais espiritual ou metafísico. Não é claro se Joyce era crente ou não pois, quando um dia lhe perguntaram como estava a sua relação com a «igreja», Joyce respondeu evasivamente e, quando a mãe morreu, recusou ajoelhar-se e rezar com os demais. Deste modo, o mais provável é que esta posição do Ascendente e do Sol indiquem o seu interesse pela aprendizagem relacionada com outras culturas. 
Mercúrio  rege a 2ª e a 5ª casas e encontra-se colocado na 10ª indicando uma carreira ligada à vida intelectual , à comunicação e/ou ensino e  ao conhecimento. Mercúrio nesta posição favorece o reconhecimento e a fama.
Marte, regente da 12ª casa, encontra-se colocado na 2ª; Júpiter, regente da 8ª casa, está colocado na 12ª; Saturno, regente da 9ª casa, está colocado na 12ª, no signo de debilitação. Todas estas assinaturas mostram a falta de sorte  de Joyce no plano material e financeiro. A sua  sorte   nesta vida  é destruída pela posição  e  pelo estado de Saturno; por sua vez, Marte e Júpiter indicam muitas  despesas e dívidas. Para além disso, a 2ª e a 12ª casas significam os olhos e estão ambas aflitas por Marte e por Saturno. Joyce passou vários anos com problemas nos olhos, tendo feito muitas  cirurgias. 
Das assinaturas específicas (yogas) neste horóscopo, saliento: um Gaja-Kesari yoga (Júpitere a Lua em Kendras mútuas), indicando fama e bom carácter no nativo; um kaahala yoga entre o Sol e Júpiter(Júpiter e o regente da 4ª casa em kendras mútuas com o regente do Ascendente forte) indicando uma pessoa fortemente determinada, inteligente; Vénus e Mercúrio estão colocados, respectivamente na 9ª e na 10ª casas formando um Chaamara yoga, que mostra uma pessoa estudiosa, eloquente e instruída; Vénus e o Sol formam um Rajayoga(regentes de duas casas trikona/kendra conjuntos numa trikona). Este yoga indica altas realizações e sucesso. Há que não esquecer, no entanto que o dispositor de ambos os planetas, Saturno, está debilitado e na 12ª casa destruindo boa parte deste prognóstico; Júpiter,regente da 8ª colocado na 12ª  forma um viparita Raja yoga indicando sucesso após pressões e obstáculos. Refiro ainda uma assinatura negativa, o yoga Asubha, formado por Saturno e Marte dois maléficos colocados na 12ª e na 2ª casas. Joyce foi um alcoólico desde a juventude, tendo morrido após uma operação cirúrgica a uma úlcera perfurada que não correu bem.  A 2ª casa também significa a alimentação- a comida e a bebida- e a 12ª  também se  relaciona com as dependências ou formas de «escape» à realidade. Esta configuração exprimiu-se de modo  bastante infeliz na vida de Joyce.

Confirmação pela Navamsa

O Ascendente Navamsa «cai» na 4ª casa do horóscopo natal. A 4ª casa tem a ver com a felicidade subjectiva, o ambiente do lar, os estudos, os bens imóveis e móveis, etc. Estes significados tiveram, de uma forma ou de outra, um significado especial na vida de Joyce.  Saturno encontra-se no Ascendente, indicando que o destino do nativo implicaria enfrentar muitos obstáculos na vida e enfrentar períodos de doença. A fama ou a riqueza só viriam muito lentamente e após muito esforço e trabalho.
O regente do Ascendente, o Sol,  está colocado na 12ª casa confirmando os elementos do horóscopo de nascimento que mostram dificuldade em obter riqueza e reconhecimento. Indica também problemas de visão.
A 4ª casa está ocupada por vários planetas: Marte, no próprio signo e regente da 9ª casa, está por isso bem colocado e indica sorte na realização dos objectivos e fama. Também aponta problemas com a mãe (no caso de Joyce, por motivos religiosos dela); Júpiter, regente  da 5ª e da 8ª casas também está colocado na 4ª. Enquanto regente da 8ª perturba a carreira e indica um mau fim de vida. A Lua também está na 4ª casa o que, normalmente, é favorável à fama e à riqueza mas infelizmente encontra-se no signo de debilitação o que destrói esses significados. Além  disso a Lua rege a 12ª casa e perturba a felicidade doméstica ao mesmo tempo que impede o sucesso.  Finalmente Rahu também está na  4ª casa. Nesta posição, perturba a felicidade pessoal, a aquisição de propriedades e de bens, ao mesmo tempo que gera desejos insaciáveis para a pessoa alcançar tudo isso.  Este «stellium» foi deste modo uma enorme pressão colocada na vida pessoal  e na carreira de Joyce.
Mercúrio está colocado na 5ª casa  e reforça a importância da criatividade e da inteligência do nativo.
Vénus , regente da 10º casa, está muito bem colocado na 11ª garantindo que os desejos de sucesso e de fama de Joyce seriam atingidos. Durante os anos 20 ele conseguiu deixar de ensinar para viver em exclusivo da escrita, recebendo dinheiro anualmente para continuar a escrever. 
Quando  publicou Ulysses, a sua obra mais emblemática, estava activo o período principal (mahadasha) de Vénus, regente do seu Ascendente, sub-período de Júpiter, regente da 11ª casa da realização dos desejos e dos ganhos;  quando adoeceu e morreu, em 13 de Janeiro de 1941, estava operante o período principal  (mahadasha) da Lua, sub-período de Júpiter. A Lua rege a 3ª casa no horóscopo natal e a 12ª na Navamsa e Júpiter rege a 8ª casa e a 12ª no horóscopo de nascimento e a 8ª da Navamsa. Todas estas casas têm a ver com a longevidade, a morte e a doença e Júpiter era um forte planeta Maraka (capaz de infligir a morte). Os hábitos de vida do nativo fizeram o resto.