Determinar as Relações Compostas dos Planetas no Horóscopo


Relações Temporárias entre os Planetas
Na interpretação astrológica temos em conta as relações temporais ou permanentes  entre os planetas  mas também as  relações temporais. Esta relações temporais decorrem da relação de distância por casas entre os planetas num dado momento para o qual foi levantado o horóscopo  e decidem  o carácter benéfico ou  maléfico  dos planetas uns em relação aos outros em cada horóscopo. 
É a seguinte a regra que determina as relações temporárias entre os planetas:
1.       Os planetas  colocados na 2ª, 3ª, 4ª, 10ª, 11ª e 12ª casas contadas a partir do signo onde se encontra um dado planeta são seus amigos temporários. 
2.       Os planetas que se encontram colocados na 1ª, 5ª, 6ª, 7ª, 8ª e 9ª  casas a partir do signo onde se encontra um dado planeta  são seus inimigos temporários. 
Relações Compostas entre os Planetas
Com base na relação natural (ou permanente) e na  relação temporária entre os planetas obtemos a relação composta (PHANCHADHA) entre os planetas , a partir  da qual determinamos  a dignidade dos planetas no horóscopo. 
Quando na análise astrológica nos referimos à presença de um planeta em «casa amiga» ou inimiga, referimo-nos sempre à relação composta entre os planetas.
Indicamos em seguida a tabela com as relações compostas para facilitar a compreensão dos que nos lêem.
Relação Composta entre os Planetas
Amigo Natural + Amigo temporário = Grande Amigo
Amigo Temporário + inimigo Temporário = Neutro
Neutro Natural + Amigo Temporário= Amigo
Neutro Natural+ Inimigo Temporário=  inimigo
Inimigo Natural + Amigo Temporário = Neutro
Inimigo Natural + Inimigo Temporário= Grande Inimigo
Dignidade dos planetas
1.  Exaltado, Próprio Signo, Grande Amigo, Amigo– o planeta terá resultados favoráveis, por ordem decrescente.
2.  Debilitado, Grande Inimigo, Inimigo– o planeta terá resultados negativos, por ordem decrescente. 
3.       Neutro– O planeta dará resultados mistos.

Deixe um comentário