Figuras da Arte e da Cultura- Peter Singer, pelos Direitos dos Animais


Peter Singer
6 de Julho de 1946, hora não disponível, horóscopo levantado para as 12h30m*.
Melbourne, Victoria, Austrália, 37 S 49; 114 E 58
Timezone:  10 h E , standard time
*Apesar de ser habitual levantar o horóscopo para as 12h, acrescentei  meia hora por me parecer mais consistente o Ascendente no signo de Balança.
Peter Singer é um influente filósofo, especialista em temas éticos. A sua obra Animal Liberation de 1975, é um texto que tem exercido grande influência sobre os líderes dos actuais movimentos de defesa dos direitos dos animais. A sua outra obra magistral Ética Prática explica porque devemos ter em consideração os interesses dos animais não humanos, defendendo que todos os seres têm universalmente a característica de poderem sofrer e de aspirarem à felicidade e ao bem estar. E, aceitando o princípio da ética utilitarista de que «o maior bem deve ser aplicado ao maior número», Singer considera que não devemos excluir desta máxima os outros animais. Assim, este filósofo desenvolveu o princípio ético da «igual consideração de interesses» pela qual, respeitando as diferenças de interesses de cada um, devemos ter pelos interesses dos outros seres, humanos e não humanos a igual consideração que temos pelos nossos próprios interesses. Outra frente de batalha deste filósofo tem sido o combate contra a pobreza,condenando e alertando as consciências para a imoralidade de alguns povos sucumbirem pela fome enquanto outros desperdiçam a sua abundância.
A identidade Básica: Ascendente em Balança, Lua em Virgem, Sol em Gémeos
Quando o Ascendente está no signo de Balança (elemento Ar, cardinal) temos um nativo preocupado com as questões de relacionamento pessoal orientadas pela equidade. O signo Balança aspira ao equilíbrio, aos relacionamentos companheiros movidos pela  igualdade de direitos e de considerações.  Na experiência simbólica correspondente a este signo  procura-se esbater a dualidade e a diferença entre os «eus» para se alcançar uma «unidade do que eram dois», numa harmonia perfeita.
Balança não pretende dominar os seus parceiros, acredita numa ordem movida pela racionalidade e pela Justiça, no companheirismo entre iguais. O signo Balança significa o «contrato» desenvolvido entre parceiros para que cada um veja reconhecidos os seus direitos e assuma os seus deveres na relação no pleno respeito da sua individualidade e das suas expectativas. 
Em grande parte, este signo representa  o refinamento que a cultura e a civilização fazem  sobre a natureza humana, limando-a e livrando-a dos impulso mais primários ; é a conquista da racionalidade do espírito em relação à brutalidade dos instintos e do egoísmo, a capacidade de se dar ao outro e de o reconhecer na sua liberdade e dignidade como pessoa com «os mesmos direitos que eu».
A identidade do nativo de Balança  precisa de se completar nos outros com quem se relaciona. É uma identidade «eu/tu», sempre inseparavelmente ligada.
Fisicamente, os nativos de Balança são altos, magros e elegantes, com peito largo, olhos atraentes, muitas vezes com cabelo encaracolado. Têm uma aparência jovem e modos refinados. São polidos e gentis nas relações com os outros.
A Lua no signo virgem  indica uma natureza profundamente racional , uma mente que se demora nos pormenores para os esmiuçar e analisar, uma abordagem do mundo baseada na análise constante daquilo que vive e experiencia. O signo Virgem  tem elemento Terra  e  a sua energia é mutável.
 
Quando esta posição lunar se combina com  o Ascendente Balança o lado racional  do nativo é fortalecido, embora a expressão dos dois signos seja bastante diferente: o signo Balança aplica a sua racionalidade na compreensão das articulações, a sua inclinação é para unir aspectos num todo  equilibrado em que os valores  e os aspectos humanos são mais importantes do que os factores materiais;
A Lua em Virgem, apesar de ser muito intuitiva, parte do mundo exterior e concreto para estabelecer os seus juízos, e a sua preocupação é com o mundo visível e palpável, do qual se procura apropriar através do conhecimento , da disciplina, da actividade crítica. A experiência simbólica deste signo tem muito a ver com a  vivência  dos conflitos , tanto externos como internos e estes nativos pensam  e analisam continuamente todas as suas experiências.
A Lua em Virgem procura controlar e disciplinar o eu nas suas manifestações e expressões e, por isso, os seus nativos são reservados e tímidos; estão sempre a pensar e a pensar-se, desenvolvendo uma auto- consciência muito viva acerca de si  próprios. Na combinação com Balança, a tendência para se recolher e «esconder» do mundo, é enfraquecida pelas necessidades sociais deBalança. Mas  a inclinação  para a crítica de Virgem pode tornar mais ásperos alguns contactos com os outros, quando o nativo não concorda com as  posições destes. Não se eximirá de usar a razão para «desmontar» qualquer argumento ou opinião para expor os seus pontos de vista. 
  Como os  elementos  de Terra e Ar não se misturam, o mais certo será encontrar  estas duas facetas na personalidade do nativo. Os regentes dos signos são, no entanto, amigos, pelo que as energias não criam dissonâncias muito fortes. O signo Virgem  revela muitas vezes nativos com grande beleza e com ar jovem, devido à constante irrequietude e necessidade de se moverem.
Com esta combinação o nativo possui uma racionalidade altamente organizada e sistemática, com grande poder de planificar e analisar e o seu amor pela «ordem»  é certamente proeminente.  Ao mesmo tempo, é idealista  e não se circunscreve aos aspectos  concretos da realidade exterior: a sua ordem do mundo inclui a comunidade humana e os valores destaque envolvem toda a comunidade dos seres naturais nas suas consequências.
O Sol colocado no signo de Gémeos intensifica as características racionais deste nativo. Gémeos é o signo masculino de Mercúrio,  Virgem é o seu signo feminino.  Na medida em que o nativo contém, na sua identidade básica, o planeta Mercúrio em destaque, este tem uma importância acrescida no horóscopo.  A associação destes dois signos produz, no entanto, uma tendência forte para o nervosismo ,  para a irrequietude e   a ansiedade, talvez impelindo a mudanças contínuas  e viagens frequentes.
O signo de Gémeos precisa de constante estímulo intelectual. Não há dúvida de que a Filosofia é uma excelente forma de conseguir isto alimentando continuamente a necessidade de procurar e encontrar  respostas para as interrogações. Este signo é conhecido pela inteligência na conversação, pelos dons de espírito que entretêm e divertem os que o ouvem e  pela inteligência  e lógica imbatível dos seus argumentos.   
Os nativos são  oradores fabulosos mas não têm paciência para ouvir os outros e o seu interesse muda incessantemente. Deste modo, têm a consciência clara do relativismo da verdade pois compreendem que, muitas vezes, a «verdade», é uma questão de perspectiva. Isto ajuda a esbater o criticismo por vezes excessivo  de Virgem e alivia a sua obsessão  perfecionista. E a associação com o signo Balança também contribui para a procura deste equilíbrio pois  este signo anseia pela moderação.
Os nativos de Gémeos precisam de vivenciar o conflito, de  colocar-se alternadamente nos dois lados de uma discussão, de uma relação ou realidade e, por isso, muitas vezes querem e não querem, gostam e não gostam, etc, o que pode levar os outros a  considerá-los pouco consistentes e superficiais.  Mas esta «ligeireza» de Gémeos  ajuda a superar  a tendência  excessiva para esquematizar e planificar de Virgem e a irritação quando a realidade não se comporta de acordo com esses planos. E o nativo também ganha, aliviando tensões psicológicas daí decorrentes.
Globalmente, esta combinação produz uma pessoa que é profundamente intelectual na sua abordagem do mundo e dos outros, comunicativa e interactiva, racionalmente brilhante e capaz de usar as ideias e o pensamento para influenciar os outros. Alia inteligência e refinamento na visão do mundo, em que os valores desempenham um papel importante na definição do seu propósito de vida.
As Assinaturas Específicas do Destino no Horóscopo
Devido à incerteza em relação ao signo Ascendente,  não falarei das  assinaturas relacionadas  com as posições por casado horóscopo, referirei apenas as assinaturas que têm em conta a relação entre os planetas e que se mantêm válidas seja qual for a posição nas casas:
A posição de Vénus, Mercúrio e Saturno  em conjunção  na 2ª casa a partir do Sol  forma o yoga Vesi. Este yoga mostra uma pessoa verdadeira, equilibrada e feliz;  a associação de Vénus, Saturno e Ketu (os dois primeiros por conjunção e o último por aspecto) forma o yoga Tapaswi que indica um propósito de vida austero, altruísta e dedicado a fins espirituais (ou filosóficos); A conjunção entre a Lua e Júpiter  forma o yoga Gaja- Kesari,  uma assinatura de boa sorte que indica fama e virtude no modo de ser; Vénus  e Mercúrio  em conjunção formam um outro yoga – Raja-porque Vénus é o atmakaraka e Mercúrio é o pitru karaka (planeta que significa o pai) e esta assinatura indica poder e favores recebidos das autoridades (reconhecimento, honras, etc): existe também um yoga envolvendo  Marte, Anaphaa, pela colocação deste na 12ª casa em relação à Lua  e que indica que o nativo terá uma vida confortável, bom carácter e boa aparência física.
Vénus como atmakaraka indica que este nativo tem o profundo desejo de experienciar o amor e a beleza em todas as  suas formas, superando o amor egoísta em prol do amor e  a empatia por todos os seres. A sua obra e as causas que tem defendido  dão suporte à concretização deste desejo. O planeta atmakaraka está exaltado na Navamsa , o que é um  reforço adicional  deste aspecto.
Existe ainda  um yoga Kal sarpa na orientação Rahu/Ketu. Não possuo, no entanto, informações adicionais que permitam determinar os seus efeitos na vida pessoal do nativo. Parece evidente, no entanto, que este yoga não tem expressão na sua  vida profissional e na carreira pois Singer tem recebido diversas honras e a sua  obra tem exercido uma influência sistemática  e contínua no mundo actual. Em  2006 foi votado como uma das 10  personalidades  australianas mais influentes no mundo actual.