Figuras da Ciência- J Watson e a Descoberta do ADN

James Dewey Watson
6 de Abril de 1928, 1h 23m
Chicago, Illinois, USA, 41N 51, 97W 39
Timezone: 6h W (standard time)
(Espólio de Lois Rodden)
Watson , em conjunto com Francis Crick, apresentou  ao mundo a estrutura em dupla hélix que contém o código da vida, em 1953. Estes dois investigadores, em conjunto com Maurice Wilkins, receberam o prémio Nobel de  Fisiologia/Medicina  por esta descoberta que  tornou possível a descodificação do genoma humano  e de outras espécies e impulsionou o desenvolvimento da ciência genética da actualidade. Watson fez parte da equipa que lançou o «Projecto Genoma» em 1990 mas separou-se deste projecto em 1992 por ser contra a pretensão do registo de  patente das sequências  de ADN descobertas. Na sua opinião, a descoberta do genoma deveria ser disponibilizada para toda a humanidade. Apesar de toda  a polémica associada às  novas possibilidades que se abrem com a ciência genética, como a clonagem, por ex., Watson tinha  em vista o desenvolvimento da Biologia Molecular  associada ao estudo da genética, para melhor compreender, diagnosticar e tentar curar o cancro e as doenças neurológicas degenerativas (Parkinson, Huntington, Alzheimer, etc). Em 2007 aceitou o convite da fundação portuguesa de Champalimaud para presidir ao seu conselho científico.
A Identidade Básica: Ascendente Sagitário, Lua em Balança e Sol em Peixes
O Ascendente Sagitário indica uma pessoa extrovertida, amigável, honesta, imparcial nos seus juízos e apreciações.  A sua interacção com os outros é jovial e muito humana  embora a franqueza algo brutal com que fala com os outros possa conduzir a reacções por vezes ásperas ou irritadas. Esta faceta é bem visível em Watson que, em 2007 se demitiu do Cold Spring  Harbor  de que foi presidente e director durante 35 anos devido a um comentário infeliz  que levou alguns a chamar-lhe racista.
O Ascendente Sagitário   mostra uma pessoa versátil e dinâmica, pois o signo, de elemento Fogo, tem energia mutável; este nativo rege-se por princípios que segue com sinceridade, e que denotam a sua natureza filosófica, espiritual ou religiosa. Mas habitualmente permanece humilde, excepto na inclinação compulsiva  para «denunciar toda a mentira» que encontra. Esta paixão pela «verdade» pode tornar-se socialmente no seu maior ponto fraco. Também pode ser conservador e convencional, no que se refere aos  valores.
Fisicamente não é, habitualmente, muito alto mas tem um corpo bem proporcionado, testa ampla e olhos brilhantes, aparência graciosa . Tende para alguns excessos na comida e na  bebida pelo que deverá exercer disciplina para evitar problemas digestivos e excesso de peso.
A Lua no signo Balança mostra uma mente com grande capacidade de análise e inclinação para a investigação científica. Mas, simultaneamente, trabalha melhor em equipa do que sozinha,  a sua  natureza é profundamente social  e uma das suas  preocupações básicas é a de ser aceite pelos pares.  Esta característica faz depender o seu sucesso em grande parte  da qualidade das associações que forma, tanto a nível pessoal como profissional. 
A  Lua em Balança é fortemente motivada por critérios estéticos e de beleza. Watson  certa vez  comentou que, ao contrário do que alguns pensam sobre a manipulação das características genéticas na determinação da aparência física, «se a ciência pode fazer com que todas as raparigas nasçam bonitas, acho isso formidável e não um horror».
Também é característico deste signo gostar de uma vida de luxo e de conforto, e os nativos deste signo têm normalmente grande cuidado com as roupas que vestem, destacando-se pela elegância e bom gosto.  Fisicamente, esta Lua produz pessoas magras e elegantes, com ar exótico e refinado.
Quando a Lua em Balança se associa ao Ascendente Sagitário temos  uma combinação  de energias harmoniosas quanto aos elementos, pois o Ar de Balança complementa harmoniosamente o fogo de Sagitário: ambos os signos são voltados para os valores, para uma compreensão racional acerca da realidade, para o refinamento do espírito. Mas a natureza social de Balança  é, apesar de tudo, diferente da natureza filosófica/religiosa de Sagitário.
O signo Balança está mais inclinado para as experiências interactivas humanas, focado na procura de um equilíbrio em todas as parcerias e actividades de cooperação; Sagitário está à procura de um fundamento mais radical  e muitas vezes transcendente, num desejo de se completar para além do finito e do mundano. É neste sentido que Vénus  é inimigo de Júpiter, porque o seu mundo é o círculo onde se desenrola a vida na sua dimensão física, social e cultural e desconfia do «transcendente».(os nativos rejeitam, muitas vezes, o seu enorme poder de intuição para se fixarem nos «factos»). Mas estas  facetas coexistem na natureza do nativo.
O Sol no signo de Peixes  está no outro signo, feminino, de Júpiter. O seu elemento Água  não se mistura nem com o Fogo nem com o Ar o que indica que esta personalidade básica possui facetas diferenciadas e autonomizadas. Júpiter é bastante  forte no horóscopo, (está no próprio signo e numa casa kendra),  pelo que a sua influência é dominante na personalidade. 
Assim, é de esperar que o nativo tenha uma marcada espiritualidade, embora não necessariamente religiosa- Watson admitiu que o melhor que lhe aconteceu foi o seu pai não acreditar em Deus; há no entanto, na pesquisa pelo segredo do código da vida e pela compreensão dos mecanismos que produzem doenças tão terríveis como o cancro, o mesmo desejo de tocar o infinito que leva outros milhões de seres humanos a exprimir essa necessidade pela crença em Deus.
A combinação de Sagitário, Balança e Peixes produz uma pessoa capaz de grande altruísmo e dedicação a fazer o bem em prol da humanidade e da vida em geral, preocupada com a justiça, com os direitos fundamentais, com a natureza e as diversas formas de vida. Watson começou por ser um apaixonado pela ornitologia, tendo obtido um diploma universitário de Zoologia, antes de se dedicar à Genética   e à Biologia Molecular.
As Assinaturas Específicas do Destino no Horóscopo
O regente do Ascendente, o Sol  e  Vénus, dispositor do signo da Lua estão na 4ª casa. Vénus está  exaltado neste signo. A vida doméstica, o contentamento pessoal, a educação, a mãe, são temas  fundamentais na vida deste nativo. Esta configuração indica sorte e felicidade alcançada, embora o Sol  nesta posição seja um elemento potencialmente perturbador. No entanto, o Sol  rege  a 9ª casa  da sorte e do destino, pelo que é benéfico funcionalmente para este Ascendente.
 Vénus  e Júpiter também estão na 6ª casa  a partir da Lua, o que forma o yoga Adhi que indica que o nativo alcançará uma posição importante na sociedade e nas instituições do  poder.
Marte, regente da5ª casa  está colocado na  , indicando que os esforços desenvolvidos pelo nativo serão bem sucedidos. Está em conjunção com Mercúrio, regente da 10ª casa da carreira e do estatuto social. Estes dois planetas estão colocados na12ª casa a partir do Sol  o que forma o yoga Vosi,  que indica uma pessoa talentosa e instruída. A carreira  implica o uso da inteligência , conhecimento , iniciativa e coragem pessoal, justamente os requisitos de uma carreira de investigação bem sucedida. 
Saturno, retrógrado, encontra-se na 12ª casa.  Esta posição indica que haverá algumas experiências de solidão pessoal. Pode sofrer falsas acusações  e, sendo regente da 2ª casa  da aquisição de riqueza, indica timidez, muitos gastos e dificuldade em controlar as despesas, um desejo forte de redenção interior-Saturno está em conjunção com Ketu, naquela que é a sua casa de exaltação . A posição destes dois planetas na12ª casa  também  pode indicar problemas de visão e/dos ouvidos.
Rahu na 6ª casa dá uma forte natureza volitiva, inclinada para a procura do sucesso e do reconhecimento material. Esta  é a melhor colocação de Rahu indicando que os esforços do nativo serão alcançados e ele obterá respeito na sua expressão no mundo.
A Lua, na 11ª casa  está muito bem colocada, indicando sucesso, sorte, amigos e colaboradores, realização dos desejos pessoais. 
Entre as assinaturas específicas (yogas) saliento ainda: um yoga formado pela posição de Júpiter  no próprio signo e numa casa kendra- Hamsa- que indica uma pessoa espiritual, respeitada, bondosa; Vénus exaltado  numa casa kendra forma o yoga Malavya que assegura  felicidade e confortos; o Sol, Júpiter e Vénus em conjunção formam o yoga Bheri (Vénus ,Júpiter  e regente do Ascendente em kendras mútuas e forte regente da 9ª casa) que assegura riqueza, sorte com o casamento e os filhos, bom caráter; Vénus  eJúpiter  formam ainda o yoga Mridanga, por estarem um no próprio signo e o outro exaltado numa casa kendra e com forte regente do Ascendente. Este yoga representa grande fama e sorte do nativo; Vénus forma ainda o yoga vidyut pois rege a 11ª casa e está  exaltado numa kendra a partir do Ascendente e conjunto com o seu regente e isto indica riqueza e prazer em prestar serviço; uma outra assinatura de sorte , fama e riqueza, o yoga Brahma, envolvendo JJúpiter, Vénus, Mercúrio, por estarem em casa kendra a partir  do regente da 9ª, 11ª e 1ª, respetivamente; outras indicações de riqueza, fama e poder são o raja yoga entre Mercúrio e Marte, o Raja/Lakshmi  entre o Sol e Júpiter  a yogada  de vénus etc.
Confirmação pela Navamsha
O Ascendente  Navamsa  «cai» na 11ª casa  do horóscopo, indicando que a área representada por essa casa- os ganhos, a realização dos desejos e ambições pessoais, a cooperação obtida a partir dos outros, desempenha uma função de grande importância na vida desta pessoa. O regente do Ascendente Navamsha está colocado na 10ª casa  da carreira e da projecção pública fortalecendo estas indicação de que o destino desta pessoa vai para além da mera vida privada ou realizações individuais.  O dispositor do regente do Ascendente , a Lua, está colocado na 2ª casa em conjunção com Marte, no próprio signo  deste, enfatizando o papel das aquisições pessoais, ao nível de competências, recursos e conhecimentos, para a realização do destino pessoal. 
Mercúrio,  planeta atmakaraka e regente da 9ª casa ,,encontra-se colocado na casa que rege, no seu signo mooltrikona e em conjunção com Rahu. Isto indica uma poderosa casa da «sorte», um fortíssimo propósito de vida e um desejo muito grande pelo  conhecimento superior que ultrapassa o conhecimento comum. Esta posição indica muitas vezes desejos por conhecimentos obtidos fora do país de origem, desejo de conhecer outras culturas e abordagens da realidade. A conjunção com o atmakaraka mostra que o desejo mais profundo da alma nesta vida é satisfazer uma procura  insaciável pelo saber mais profundo acerca do mundo. Mercúrio nesta casa também assegura grande loquacidade e versatilidade mental e protege os intentos de uma carreira intelectual de sucesso.
O Sol, Júpiter e Saturno  encontram-se colocados  na 5ª casa onde Saturno  está no signo Mooltrikona. O sol nesta casa mostra grande inteligência  e, sendo regente da 11ª casa colocado na casa dos «créditos» que se trazem para a presente existência, indica sorte predestinada, fama e filhos com boas qualidades. Júpiter nesta casa enfatiza as características intelectuais do nativo- entrou para a universidade aos 15 anos, tal o seu brilhantismo- e  também indica que a pessoa estará envolvida em projectos de grande dimensão, como tem sido o caso. Saturno na  5ª casa  indica factores kármicos na relação com os filhos e pode trazer alguns dissabores ao nível da vida afectiva. Exige seriedade e capacidade de trabalho humilde em prol dos outros, para vencer na vida. Mostra ainda a possibilidade de a pessoa se tornar numa autoridade no seu campo e, a partir daí ,conquistar a sua posição pessoal.
No ano em que venceu o prémio Nobel(Com Crick e Wilkins) estava operante o período principal (mahadasha) de Júpiter regente do seu Ascendente e um forte indicador de sorte e de fama no horóscopo; quando se tornou director do Laboratório de Cold Spring Harboronde desenvolveu pesquisa de vanguarda  a nível mundial na área da Biologia Molecular durante três décadas, estava operante o período principal (mahadasha) de Saturno sub-período de Ketu. Saliento que estes dois planetas se encontram em conjunção na  12ª casa do horóscopo, que indica serviço altruísta prestado aos outros em ambiente solitário ou de reserva dos olhares públicos. O nativo experiencia agora o período principal de Vénus sub- período de Rahu, desde  Novembro de 2005. Este período será essencial para a redefinição dos desejos, valores e afectos. Depois da fama e do sucesso material, elementos mais subjectivos estarão em processo de grande transformação na vida pessoal.

Deixe um comentário a sua opinião conta