A Correspondência entre a 7ª Casa do Horóscopo, o Signo Balança (Libra) e o Planeta Vénus

Significados Gerais da 7ª Casa do Horóscopo

A 7ª casa do horóscopo é a casa do «encontro com o outro», da relação entre o «eu e o tu», em todos os níveis das nossas interações pessoais. Esta é a casa que indica o companheiro, o parceiro. É a casa do amor e da paixão controlados pelas regras sociais e morais, submetidos aos interesses coletivos da sociedade que se baseia na unidade da família para se perpetuar. Os planetas aqui colocados têm uma forte conotação sexual mas, simultaneamente, esse significado tem o manto da «legitimidade» das instituições- é o sexo controlado por um contrato de casamento.
Enquanto a 5ª casa mostra as paixões românticas que podem ser pouco duradouras e que implicam um nível menor de compromisso, tendo um caráter experimental, a 7ª casa representa as relações de maior duração, tanto a nível afetivo- as relações que se institucionalizam no casamento- como no plano dos negócios: enquanto os negócios de curta duração são significados pela 11ªcasa que se refere aos ganhos (ou 12ª, se o ponto de vista for o dos gastos), os negócios significados pela 7ª casa são aqueles que duram no tempo e se institucionalizam.
As relações humanas mostradas pela 7ª casa  assumem um domínio que é público e institucional , tendo uma natureza de suporte para a estruturação da própria vida social e do seu funcionamento em geral.
A 7ª casa  mostra, deste modo, o nosso contributo para o todo da vida social: no trabalho ou nos negócios, na constituição de uma família padronizada pelos modelos sociais, integramos os interesses e os afetos individuais no «bem comum» coletivo. Esta é uma casa de laços terrenos. Representa todos os laços legais, comerciais, de negócios etc. Também mostra o tipo de negócios a que se dedica o cônjuge e o grau de sucesso que alcançará.
Esta é a casa da união e de todas as alianças mas , por isso mesmo, também é a casa dos inimigos declarados. Ela rege qualquer pessoa que possa aparecer como «outro» com quem interagimos e, por isso, mostra também todos os nossos «oponentes». Representa, por causa deste significado, o advogado, os contratos legais, as querelas e os processos judiciais, todos aqueles com quem efetuamos transações , contratos, acordos ou alianças.
A 7ª casa mostra as parcerias entre iguais e todos os relacionamentos que operam num plano de igualdade, e nisto distingue-se da 6ª casa que mostra conflitos e inimigos mas não «entre iguais» (ela representa os subordinados, pressupondo uma hierarquia posicional entre nós e os outros); uma das lições fundamentais da 7ª casa é justamente que a igualdade é necessária para levar a bom termo relações de parceria íntima para crescimento mútuo dos envolvidos. Enquanto que a 6ª casa mostra relações em que o «eu» e o «tu» batalham cada um pelos seus próprios interesses, a 7ª casa,, a casa da «aliança», mostra a capacidade para cooperar e estabelecer parcerias em que o interesse é o do «nós», como resultado da união entre o «eu» e o «tu».
Enquanto representando o casamento, a 7ª casa mostra as qualidades do parceiro, qualquer que este seja, mostra um relacionamento pessoal. Este começa com a nossa relação connosco próprios e, em sentido mais profundo, também pode indicar a relação com o divino no nosso âmago, como bem viram todos os místicos e como é descrito no conceito de «casamento alquímico».
A 7ª casa é o começo da segunda metade da carta de nascimento, aquela em que saímos da individualidade fechada nos próprios interesses e nos abrimos para os outros em geral, para formar as parcerias que, através da cooperação, nos permitirão realizar coisas que nunca poderíamos fazer sozinhos. Por isso esta é a casa que inicia o nosso movimento na esfera pública: o casamento por ex., é a assunção dos laços que nos ligam afetivamente a um outro perante a comunidade, submetendo esses laços à aprovação geral . Os trânsitos dos planetas pela 7ª casa do horóscopo revelam muitas vezes um acontecimento em que ficamos expostos perante o público e obtemos a sua aprovação. Na verdade, constata-se frequentemente que, quando um planeta em trânsito abandona a 6ª casa e entra na 7ª, há um alívio em relação aos obstáculos e conflitos que têm a ver com a 6ª casa e, muitas vezes, acontece uma nova relação que traz outra oportunidade na nossa vida. Os trânsito pela 7ª casa também podem reforçar aspetos da vida dos nossos parceiros porque esta casa mostra o parceiro.
A 7ª casa também significa libertação de doenças, a recuperação de propriedade perdida, assuntos estrangeiros, respeito mútuo na sociedade, prestígio social.
No corpo,a 7ª casa está relacionada com o baixo abdómen, com o útero, a bexiga, uretra e órgãos relacionados com o aparelho urinário, canal anal, sémen.
Na Astrologia Mundana ou Política, a 7ª casa relaciona-se com as relações internacionais, Guerra, negócios estrangeiros, comércio internacional, condições gerais sobre as mulheres, leis sobre o casamento e o divórcio, encontros públicos, alianças e tratados, conflitos abertos.
A 7ª casa, sendo a 3ª após a 5ª, revela o segundo irmão mais novo do nativo. Sendo a 4ª casa a partir da 4ª indica a propriedade da mãe, os seus veículos, imóveis, etc. Também representa filhos adoptivos.
Os principais significadores naturais desta casa são Júpiter para uma mapa feminino- indica o marido; Vénus para um mapa masculino- indica a esposa.
Significados Gerais do Signo Balança (Libra)
O signo Balança representa o impulso para a construção de uma identidade baseada na relação com os outros, com qualquer outro que possamos encarar como alguém «igual a nós», mostra o desenvolvimento do eu na sua vocação relacional em todos os planos: pessoal, através das relações amorosas que se estabilizam ao assumir direitos e deveres mútuos , nas relações de negócios em que a cooperação entre as pessoas trabalha para atingir objetivos igualmente importantes para ambos;
O signo Balança representa deste modo o desenvolvimento do ser humano como um ser que vive a sua vida com outros e é capaz de cooperar com eles, transformando os seus interesses e objetivos individuais em interesses e objetivos comuns; representa o plano da existência humana que se estabelece com base no «nós»;
Ora, todos sabemos como a cooperação tem, muitas vezes que enfrentar os egoísmos pessoais e, por isso, as sociedades humanas desenvolveram há muito estratégias para garantir a ordem e a coesão sociais- é esse o papel das instituições, dos contratos, das normas e das regras sociais em geral; dos padrões de comportamento aceites e vigentes em cada sociedade. Balança representa essa humanização dos comportamentos através de um processo racional contratual que organiza a vida através das instituições, começando, como é evidente, com a do casamento que inaugura a unidade -base da vida social.
Deste modo, no signo Balança não é o amor nem a paixão que estão em foco na vida da pessoa- esse é um assunto da 5ª casa– mas antes a formalização dessa experiência através de regras que a uniformizam e legalizam , padronizando-a e tornando-a semelhante à de todos os outros membros da sociedade;
O signo Balança procura o semelhante e o «igual» perante os princípios e as regras porque essa é a única forma de garantir a paz de forma duradoura: se as pessoas estiverem livres da preocupação de terem que lutar, a cada momento, pelos seus direitos individuais, a vida social torna-se possível- a cooperação tem implícita a ideia de que se assumem direitos e deveres iguais e , por isso, é possível trabalhar e cooperar em nome de objetivos comuns. Daí que a justiça social seja uma das grandes preocupações deste signo e, por isso, também, Balança simboliza todos os processos de mediação e de negociação que buscam um entendimento; o signo representa o desejo de justiça que conduz ao equilíbrio que é dado pela equidade e pelo reconhecimento de que o «outro» é «semelhante a nós» em dignidade e em direitos.
Por esta razão vemos também associado ao  signo de Balança os conceitos de tolerância, liberdade de pensamento, direitos civis, aversão aos conflitos, amor pela paz, explicação racional das coisas, sociabilidade, civilização, estabilidade e harmonia, etc.
O desejo de harmonia e de equilíbrio e a racionalização inerentes ao signo conduz também a uma relação com as coisas belas e a uma sensibilidade artística e isto sucede porque se crê que a vida em sociedade e a relação com os outros contribuem grandemente para o refinamento das qualidades humanas e que a arte e a sensibilidade ao belo são fruto da cultura e da sua ação sobre o homem.
O outro significado de Balança também associado ao seu regente, Vénus de fruição do prazer, encontrado nos nativos do signo, incluindo a relação com a sexualidade,(que também encontramos na  ou na 12ª casas) no signo de Balança aparece como a legitimação social dos filhos, acolhidos no seio do casamento e de acordo com os trâmites sociais.
Significados de Vénus no signo de Balança
O planeta Vénus rege todos os atributos de refinamento, o romance, a beleza, a sensibilidade, confortos, luxo, jóias e ornamentos, riqueza, arte, música, dança, decoração, perfumes, comida refinada, a estação da Primavera, a atração pelo sexo oposto, os atributos de gentileza, de consideração pelos outros, etc.
Julgo que vale a pena lembrar a  mitologia associada a Vénus e a sua função como «mestre dos asuras ou ‘não deuses’» para compreender, a nível mais profundo, os significados deste planeta como regente do signo de Balança:  este mito conta como os «não deuses» foram salvos da extinção a que tinham sido condenados pelos deuses através de Vénus que acabou por lhes dar uma forma de imortalidade: esta refere-se ao refinamento que a civilização, a arte, o desenvolvimento de todas as formas de cultura trouxe à espécie humana e que permitiu que o homem se tornasse, em muitos aspetos, semelhante aos deuses.
A lição de Vénus é a de que o amor, a compaixão e a união entre o inferior e o superior, o humano e o divino é possível porque o homem é capaz de criar uma segunda natureza que o torna capaz de ascender e aspirar à perfeição. Este aspeto permite compreender a relação entreVénus e a alquimia, o mesmerismo, a atração magnética que atrai os seres no mundo material.
Vénus é, deste modo ,o símbolo da atração no universo, é ela que torna os seres unos e permite que o universo seja uno, ela inspira amor, desejo e esperança, representa a vida que desperta através do amor e da devoção/compaixão.
No signo de Balança, Vénus representa as relações amorosas, o equilíbrio, a justiça e a imparcialidade do juízo; é a dadora da vida, a alegria de viver e de gozar os prazeres da vida terrena, o desejo de união que, em cada casamento humano, aspira metaforicamente à união com o divino em cada um de nós.
A união entre Vénus e Mercúrio tem um significado especial na Astrologia Jyotish, porque é um símbolo do casamento alquímico entre o intelecto racional e lógico e o amor e a devoção: há  uma forma de compreender a realidade que resulta da união entre estes dois aspetos no ser humano: o verdadeiro amor implica o sacrifício do ego e a capacidade para se colocar no lugar do outro, assumindo o seu bem como o «nosso bem»; amar é  abrir-se ao outro   com total  disponibilidade ; mas isso  está já para além do que pode ser regulado e padronizado pelos significados estritos da 7ª casa do horóscopo.
Esperamos que a análise efetuada ajude a compreender a correspondência entre a 7ª casa, o signo de Balança e o planeta Vénus.
 

Deixe um comentário