A Personalidade Básica com Ascendente em Sagitário, Lua em Caranguejo e Sol em Capricórnio

Hoje satisfazemos o pedido de um nosso leitor, que tem esta personalidade básica.

O Ascendente Sagitário indica um buscador do conhecimento e da «verdade» fundamental acerca da realidade. Os nativos de Sagitário são pessoas joviais e com uma abordagem tendencialmente otimista, são abertos, francos, compreensivos, embora sejam também compulsivamente sinceros, isto é, possuem a língua sempre pronta para dizer o que pensam , não tendo a menor diplomacia mas também nenhum calculismo quando interagem com os outros: são autênticos e «transparentes» , não entrando em jogos de dissimulação e não se apercebendo, na maior parte das vezes, que metade do mundo não aguenta o confronto direto com o que eles consideram ser «a verdade».
Estes nativos têm inclinação pelos aspetos espirituais, filosóficos ou religiosos acerca da realidade e, por isso, muitos dedicam-se a estudar ou a seguir algum caminho pessoal relacionado com a dimensão mais espiritual da vida. Mas não se desligam do mundo sensível por causa disso: são igualmente amantes da Natureza e de toda a vida que a habita, gostam de estar em espaços amplos ao ar livre e de sentir a unidade entre o plano biológico da vida e o seu lado transcendente ou espiritual. Podem igualmente ser muito motivados para o desporto, pois dispõem de considerável quantidade de energia física. 
Devido à inclinação para a espiritualidade, estas pessoas são guiadas por princípios e por valores, sentindo o apelo para o autoaperfeiçoamento e para o aprimoramento moral. São igualmente motivadas para a procura da justiça para todos, razão pela qual muitas seguem carreiras no campo jurídico. A profunda compreensão dos princípios espirituais da vida leva-as também a sentir o apelo para ensinar; gostam de servir de exemplo para os outros e são geralmente excelentes professores , conseguindo marcar os alunos pela convicção e pela autenticidade que colocam na transmissão dos saberes. É claro que também podem deixar-se contagiar pela convicção de que são «donos da verdade» que impõem aos outros mas, habitualmente, a consciência crítica e antidogmática leva-os a permanecer humildes.

Os nativos de Sagitário são mais intuitivos do que analíticos, não dando, muitas vezes, atenção aos pormenores. Apreendem como ninguém a visão global das coisas, desde o fundamento até à sua finalidade, mas têm menos paciência para os pormenores e para a análise detalhada, razão pela qual uma boa colocação de Mercúrio é essencial para ajudar nas competências de análise e de juízo.
A colocação do regente do Ascendente, Júpiter, é determinante para recolher informações sobre os aspetos gerais da vitalidade, do sucesso potencial do nativo, etc., tornando-se mais importante ainda devido ao facto de Sagitário ser o seu signo Mooltrikona. Quando Júpiter é forte e está bem colocado , protege os nativos de grande parte dos aspetos negativos formados por outros elementos no horóscopo e dá proteção geral para garantir o sucesso na vida.
O signo Sagitário tem elemento Fogo, uma energia de polaridade positiva, sendo mutável por natureza.
A Lua em Caranguejo não se harmoniza facilmente, em termos energéticos, com o Ascendente Sagitário pois tem elemento Água e, enquanto Sagitário é extrovertido e orientado para a exteriorização e para a ação, para a mudança e para o futuro, Caranguejo é introvertido, conservador, muitas vezes agarrado ao passado e às sua raízes mais profundas e inconscientes. A energia de Caranguejo é feminina e cardinal, sendo capaz de adaptação em caso de necessidade mas mantém muitos apegos emocionais. Esta posição da Lua denota uma necessidade de segurança emocional profunda mas a sua colocação na 8ª casa do horóscopo faz com que estes nativos estejam sujeitos a muitas crises emocionais ao longo da vida. Uma das experiências mais importantes com que terão que lidar é a do controlo emocional e do teste à sua capacidade para «limpar» todos os esqueletos escondidos no armário a este nível e que são obstáculo ao seu desenvolvimento como indivíduos mais maduros e autónomos. A Lua está no próprio signo, porém, na casa mais maléfica do horóscopo, tendo uma natureza funcional maléfica pelo que, durante o seu período principal (dasha) e no seus subperíodos, trará muitas experiências de obstrução e de perda ou de separação. Mas cada um desses períodos será também uma oportunidade única para o nativo lidar com todas as emoções recalcadas e que o prendem de algum modo , impedindo-o de avançar psicologicamente e emocionalmente para uma fase mais madura. 
O ponto fraco destes nativos tem a ver com as emoções, com a necessidade de se sentirem nutridos e amados; as primeiras experiências em que deveriam ter sentido esses cuidados podem não ter corrido bem por alguma razão, havendo muitas vezes uma relação insatisfatória com a figura materna que também pode não ter estado presente ou pode , por alguma razão, ter havido um distanciamento em relação a ela, gerando psiquicamente uma ferida emocional que precisa de ser sarada e comportamentos inconscientes e emocionalmente imaturos em relação aos potenciais parceiros. Esta colocação da Lua também indica fragilidade dos laços conjugais, quando existem, podendo haver uma projecção das necessidades emocionais recalcadas e não satisfeitas pela mãe no cônjuge, sobretudo por medo de enfrentar situações de perda e/ou de separação ou por necessidade compulsiva de controle da relação. Ao longo da existência, as crises emocionais obrigarão, nos períodos referidos, a enfrentar estes aspectos não resolvidos.
A Lua em Caranguejo é dotada de uma poderosa imaginação e memória, de grande capacidade de organização e de uma mente intuitiva e psíquica, este último aspeto mais acentuado ainda, neste caso, uma vez que ela se encontra na 8ª casa do horóscopo, conotada com a capacidade para «descer à profundidade» das situações e dos contextos, atitudes e comportamentos, intuindo o que outros não são capazes de ver. Estes nativos têm a capacidade para se conhecerem de forma profunda, podendo interessar-se também pelos processos de cura emocional e mental e dedicar-se ao exercício profissional de algum tipo de terapia mental em que poderão ser exímios na compreensão profunda de todos os processos emocionais e dos seus bloqueios.
A associação entre o Ascendente Sagitário e a Lua em Caranguejo revela uma grande capacidade para compreender os problemas humanos; estes nativos encaram com naturalidade as diferenças entre os indivíduos e são tolerantes e abertos nas sua interações, respeitando diferenças ideológicas, religiosa, de género, etc. Mas, no que se refere à necessidade habitual de liberdade de Sagitário, a Lua em Caranguejo leva estes nativos a valorizarem mais a ligação emocional aos outros, e são por isso menos aventureiros do que é habitual numa pessoa com o Ascendente em Sagitário. São também mais apegados aos valores familiares e mais afetuosos nos relacionamentos com os que lhe são próximos. Sagitário é muito amigável e sociável mas não se apega facilmente, pois intimamente está sempre de partida para uma nova exploração da realidade e é-lhe difícil estabilizar no cumprimento das rotinas familiares.
E quando a este duo se junta o Sol em Capricórnio, definitivamente temos uma pessoa que, apesar de poder ser uma «viajante» no espírito, na procura do conhecimento ou na realidade concreta, é também alguém muito focado no sucesso material e na conquista de bens e de recursos que lhe deem uma vida confortável, a si e à sua família. Capricórnio ocupa a 2ª casa do horóscopo, e é um signo empreendedor ou construtor no mundo material. As posses, de dinheiro ou de competências ou bens são matérias muito importante para esta pessoa. A sua realização pessoal depende em grande parte do que ela conseguir conquistar em termos de posses materiais e do que conseguir construir para mostrar obra feita e orgulhar-se dela. A Lua em Caranguejo junta-se harmoniosamente a Capricórnio, complementando-o, pois são signos opostos e, se por vezes pode ser difícil conciliar o «materialismo» de Capricórnio com a doce afetividade de Caranguejo, a verdade é que, enquanto Capricórnio luta para vencer no mundo externo e para estruturar uma vida digna de ser notada e que lhe traga status social e admiração pública quanto baste, Caranguejo luta para alcançar o equilíbrio interno, pelo controlo das emoções e pelo crescimento espiritual resultante do relacionamento com os outros e com a descoberta das necessidades mais profundas da psique. E ,assim, estes nativos têm uma oportunidade única de crescerem globalmente como seres humanos. 
A inclinação do Ascendente Sagitário para a procura do saber e a compreensão profunda da realidade pode tornar esta pessoa uma autodidata, pois o Sol rege a 9ª casa, ocupada pelo signo de Leão, estudando e aprofundando o seu saber acerca da realidade. E esse conhecimento pode ser-lhe valioso , não apenas no desenvolvimento de esforços pessoais na carreira/profissão mas também no cumprimento do seu propósito de vida, ligado ao desenvolvimento de competências ,de recursos, na aquisição de conhecimentos, etc. E, como é típico nos nativos de Sagitário, haverá a inclinação para passar o seu saber a outros, o que pode motivar a escolha de uma profissão em que o ensino ou o papel de conselheiro têm relevância.
O Sol em Capricórnio também altera a fácil adesão afetiva aos outros, expansiva e muito aberta ao contacto físico nos cumprimentos e «explosões afetivas» como é comum em Caranguejo. A energia de Capricórnio é formal e fria, mantendo a compostura em todas as ocasiões e tendo mesmo dificuldade em mostrar o que sente. Por outro lado, Sagitário é efusivo e muito extrovertido, mas é pouco dado a contacto físico, comunicando mais através da palavra. Dependendo da força destes três elementos no horóscopo, podemos ter uma pessoa por vezes muito intensamente afetuosa, sobretudo na intimidade e, de repente, mudar de registo tornando-se aparentemente fria e distante, calculista mesmo, em algumas ocasiões. Porque esta é uma pessoa que, umas vezes «raciocina com o coração» e outras «sente com a razão». Apega-se aos outros mas, se vir ameaçados os seus «planos de vida» , como é certo que qualquer nativo com o Sol em Capricórnio, tem, recua e reajusta-se e os sentimentos ou o que mais estiver a «atrapalhar a sua escalada vencedora», ficarão para trás. Mas, quando tem a sorte de acertar na escolha do parceiro de vida e este lhe permite ter a estabilidade de uma família calorosa e, ao mesmo tempo, desenvolver todos os seus projetos para «vencer no mundo», sente-se plenamente realizado e feliz.

Deixe um comentário