o Chakra do Terceiro Olho e o Chakra da Coroa

Continuamos a descrição dos chakras, hoje falando dos que têm uma conexão com as dimensões mais elevadas ou espirituais. Muitos pretendem que estes chakras não têm intervenção significativa no homem comum da nossa cultura ocidental materialista mas, se nos lembrarmos de que os chakras têm ação simultânea no plano físico, mental, emocional e espiritual, vemos que esta pretensão não tem razão de ser , embora as dimensões destes chakras possam estar menos ativos no ser humano comum.
O 6º Chakra ou Chakra do «Terceiro Olho»
Este chakra também é conhecido como o chakra da fronte devido à sua localização na zona entre os olhos. A sua cor é azul índigo; é conhecido como o centro da mente, como a nossa capacidade para «ver a ordem essencial que liga todas as coisas». É por isso a nossa mente aberta, capaz de distinguir a verdadeira realidade separada das ilusões, a nossa capacidade para nos focarmos e apreendermos a realidade na sua dimensão espiritual.
Quando a energia deste chakra flui sem obstruções permite o contacto com a nossa sabedoria profunda interna que, habitualmente, se mantém inconsciente ou no plano subconsciente, permitindo desse modo as experiências de insight e de pura intuição. Aprendemos através das suas experiências a confiar nas nossas intuições, a confiar em nós próprios e a desenvolver um sentimento de auto realização que resulta do desenvolvimento das capacidades psíquicas. Este desenvolvimento tem por consequência uma «depuração» ou renovação psíquica pois os pensamentos negativos até então escondidos e reprimidos são libertados e dissolvidos numa nova perceção de si próprio e deixam de ter importância ou de ser considerados como «reais».
Este chakra estabelece a ligação entre os sentidos externos- o ver, o ouvir,o tato, etc.,- e os nossos sentidos internos correspondentes permitindo desse modo o desenvolvimento da perceção extra sensorial . Também nos permite sintonizar, em termos de consciência, com a fonte divina no nosso ser, encontrando um nível superior de motivação que dirige as nossas ações no mundo físico, o que as torna mais significativas e criadoras no sentido espiritual.
A sintonia com as energias deste chakra leva-nos a superar as formas de compreensão relacionadas com o preconceito , com a rigidez dos dogmas, etc., leva-nos a raciocinar de forma intuitiva e impessoal, pela qual atingimos a capacidade de desapego e nos abrimos a uma compreensão mais abrangente ligada à intuição e ao insight; e somos capazes, desse modo, de uma avaliação mais rigorosa do que é a realidade. Permite também o desenvolvimento da inteligência emocional e o sentido de disciplina ou do controlo, usando a vontade.
Este chakra governa, no corpo físico, o cérebro e o sistema nervoso, os olhos, os ouvidos, o nariz, a glândula pineal, a pituitária.
A disfunção no funcionamento do chakra produz, no plano físico, tumores cerebrais, enfarte, cegueira, surdez, dores de cabeça, problemas de coordenação , desordens do sono, hiperatividade, doenças da boca, do maxilar e do pescoço, etc. No plano emocional e mental produz dificuldades de aprendizagem, mudanças de humor, depressão, medo de enfrentar a realidade e a «verdade», confusão, pânico, incapacidade de julgar e de avaliar.
Este chakra pode ser equilibrado cultivando uma atitude de atenção ao que nos diz a intuição, praticando o relaxamento que nos coloca em sintonia com a mente subconsciente. Ingerir bebidas e alimentos de cor índigo , vestir roupa dessa cor , podem ajudar a sintonizar com a energia do chakra; do mesmo modo, podemos usar pedras de cor índigo como fluorite, sugalite, lápis lazúli. O uso de óleos essenciais como patchouli ou olíbano e de essências florais de aveia e mádia é também favorecedor do equilíbrio do chakra.
O 7º Chakra ou Chakra da Coroa
Apesar de, no plano superior, este chakra não se encontrar ainda suficientemente desenvolvido na generalidade dos indivíduos, trata-se de um chakra igualmente importante no controlo e na expressão da energia que representa a força de vida que flui através dos outros 6 chakras e que, por isso, tem expressão importante em várias dimensões da realidade humana física e mental/espiritual.
Este chakra localiza-se na zona que fica mesmo no topo da cabeça, razão pela qual se denomina de chakra da coroa. A sua cor é o violeta ou o branco luminoso. Representa a nossa capacidade para nos sentirmos totalmente ligados , numa pura consciência e despertar, à totalidade do ser universal. Este chakra é representado como um lótus de mil pétalas a abrir-se , simbolizando o despertar completo da consciência humana individual que, nesse «acordar» ,supera a perceção de si como separado ou isolado dos outros seres e se vê como parte integrante da consciência universal. Neste sentido representa o estado de consciência a que os místicos chamam de «iluminação»(samadhi).
Embora a maioria de nós esteja longe deste estado de consciência atribuído aos santos e aos grandes místicos, no homem comum este chakra revela a capacidade de cada um de nós . através do desenvolvimento do chakra do terceiro olho e da intuição, desenvolvermos a nossa ligação com o divino, qualquer que seja a sua expressão para cada um de nós. Essa experiência leva-nos a desenvolver o sentimento de esperança e de confiança numa inteligência superior, num Deus, etc., e numa ordem do universo que obedece a leis ou princípios universais, a compreender que não são arbitrários os eventos que ocorrem nas nossas experiências, abrindo-nos para a consciência do último chakra, o chakra da coroa.
A energia deste chakra é, deste modo, aquela que nos permite comunicar com a nossa natureza espiritual, integrando-nos dessa forma na consciência universal, através da devoção, do conhecimento intuitivo, etc. É também esta energia que nos permite sentir a beleza, tanto no plano interior como exterior e o sentimento de pura felicidade.
Quando a energia deste chakra não flui livremente, gera dores de cabeça, sensibilidade à luz, doença mental e senilidade, perturbações nos hemisférios cerebrais, problemas de coordenação, problemas com os vasos sanguíneos, comichões na pele, epilepsia, doenças do sistema muscular, do esqueleto, sentimento de exaustão sem que existam causa físicas, excesso de sensibilidade aos ambientes.
Quando o chakra está aberto, a pessoa descobre o divino em si e em toda a realidade, o altruísmo, a confiança, o humanitarismo. Descobre ainda o grande propósito da existência universal, superando a dualidade através da devoção, do controlo da vontade, da ética e dos valores espirituais. A inspiração conduz a sua vida envolvida por um sentimento de generosidade e de compreensão para com todos os seres.
Pode –se fortalecer a energia deste chakra através de uma vida pura nos princípios éticos, da prática sincera de serviço desinteressado aos outros, da tomada de consciência dos sonhos e dos insights acerca da realidade que nos vêm do íntimo.
Respirar ar puro e expor-se à energia solar matinal, ingerir bebidas e comidas de cor violeta, usar roupa de cor violeta, são outros meios auxiliares. O uso de pedras como o diamante, a moldavite, o âmbar; o uso de óleos essenciais violeta como lavanda ou jasmim e o uso de essências florais de lótus, de angélica e de tulipa estrela são também bons auxiliares para ajudar a abrir a energia deste chakra.

Deixe um comentário