O Trânsito dos Planetas Lentos no Horóscopo

 Na Astrologia Védica/Jyotish os trânsitos, em conjunto com a análise dos períodos Vimsottari dasha/antardasha  dos planetas são a ferramenta essencial das previsões dos eventos fundamentais na nossa vida. Neste artigo falamos da importância do trânsito dos planetas lentos.

Quando um planeta, sobretudo de movimento lento, entra num novo signo/casa, ativa de imediato os significados dessa área das nossas vidas e da casa/signo onde se encontra localizado o seu regente bem como os significados da casa onde o planeta que está em trânsito está localizado na carta natal e os significados da casa que está ocupada com o seu signo Moltrikona.

Por sua vez, na Astrologia Védica, dá-se uma  especial atenção ao trânsito do planeta que rege o dasha (período principal)que está ativo nesse momento e cuja influência pode ir de 6 a 20 anos na nossa vida.  Do mesmo modo, consideramos o regente do sub período que está ativo pois ele está  imediatamente associado com os eventos de um determinado momento.

Analisamos  os aspetos que esse planeta lança e recebe, as casas que ele  ativa e a relação que mantém com os outros planetas e  as casas na carta natal.

Tudo isto torna difícil e muito complexa a tarefa de analisar os efeitos dos trânsitos, exigindo experiência e muita intuição por parte do astrólogo:

os cálculos para efetuar as análises são rigorosamente matemáticos e quantificados mas a interpretação dos seus efeitos, como acontece em qualquer ciência, depende do talento de quem a faz, da sua experiência e conhecimentos e também da sua capacidade para apreender os significados simbólicos que estão à sua frente: na Astrologia, como em qualquer outra área científica, não existem «factos brutos», todos carecem de uma construção interpretativa que assenta essencialmente nas qualidades e nos conhecimentos do intérprete.

É por isso que não basta saber qual o significado isolado de um determinado aspeto ou trânsito astrológico, é preciso «encaixá-lo» no contexto de vida da pessoa que está a viver um determinado período dasha ou trânsito para , desse modo, ser capaz de efetuar uma abordagem global dos seus efeitos na vida da pessoa;

é por isso que qualquer pessoa pode ter um bom software de Astrologia e efetuar através dele todos os cálculos possíveis mas o software não tem, pelo menos ainda, a intuição capaz de apreender o todo; analisa as partes mas não as sintetiza no intrincado de experiências que formam a unidade da vida de uma pessoa.

Da mesma forma que não basta ler a «Interpretação dos Sonhos» que Freud escreveu para compreender o funcionamento do inconsciente na dinâmica da Psique humana,( é preciso ter o talento e o conhecimento extraordinário que ele recolheu e desenvolveu ao longo da vida) ,acontece o mesmo com os astrólogos: interpretar uma carta astrológica é uma «arte» no sentido mais nobre deste termo, mas uma «arte» que se apoia em bases científicas e exige capacidade de «insight» por parte de quem a pratica.

Voltando ao assunto dos trânsitos, em cada momento há dois fatores interagindo na nossa carta astrológica: as promessas natais espelhadas pelas configurações que existiram no momento em que fizemos a entrada neste mundo e que constituem a «matriz» das nossas potencialidades nesta vida;

e as mudanças que esses fatores vão sofrendo ao longo do tempo, e que vão concretizando essas assinaturas presentes no momento do nascimento. Estas mudanças são estudadas pela Astrologia na análise dos trânsitos e dos períodos dasha dos planetas e dos seus sub períodos.

Nem todos os trânsitos têm o mesmo impacto ou importância na nossa vida e é aqui que a velocidade dos planetas mostra a sua importância: por ex., a Lua  leva pouco mais de dois dias a transitar por um signo por isso o seu trânsito é consultado para sabermos como decorrerá um determinado dia (ou dois);Júpiter , por ex., leva um ano a transitar um signo por isso esse trânsito tem um impacto maior nas nossas vidas . Essa é a razão pela qual damos especial atenção ao trânsito dos planetas lentos.

Quando um planeta muda de signo e entra numa nova casa do horóscopo, se formar um aspeto com um planeta natal, a casa onde se encontra esse planeta e as casas que este rege são ativadas.

Se, por ex., Júpiter  entra na 5ª casa  onde tenho a minha Lua os assuntos da casa onde se encontra a Lua tornam-se importantes durante esse trânsito mas também os assuntos da casa que a Lua  rege. Os significados das casas e dos planetas envolvidos têm que ser estudados e analisados.

Outro aspeto a considerar são as relações criadas pelos trânsitos e os planetas do horóscopo: devem contar-se as casas que os separam para avaliar os efeitos de um determinado trânsito pois estabelece-se uma dinâmica nova de relação entre os planetas. Essa relação pode ser de 1/1 quando o planeta em trânsito faz conjunção com um planeta natal; 2/12, 3/11; 4/10; 5/9; 6/8; 7/7.

Na relação 1/1 os assuntos da casa onde estão os planetas assumem uma importância fulcral, emergindo na vida da pessoa; na relação 2/12 há alguma coisa que se adquire e alguma coisa que se perde; na relação 3/11 é indicada luta e competição para melhorar alguma coisa (significada pelas casas envolvidas), relacionamentos e a ajuda de amigos;

a relação 4/10 indica eventos que se realizarão no mundo exterior e são de esperar mudanças visíveis nas áreas envolvidas pelo trânsito; a relação 5/9 indica muitas vezes um golpe de sorte e um novo propósito ou significado para a vida; a relação 6/8 é considerada muito nefasta e indica acidentes, a perda de algo, uma morte. Relaciona-se com eventos que transformam a vida da pessoa através do sofrimento.

A relação 7/7 ou de oposição indica relacionamentos entre pessoas incluindo o casamento. A natureza e efeitos determinam-se a partir do horóscopo.

Duração Média do Trânsito dos Planetas

Lua– Leva dois dias a dois dias e meio a atravessar um signo

Sol, Marte, Mercúrio e Vénus – Levam entre 18 a 45 dias a atravessar um signo ,mesmo quando ficam retrógrados.

Saturno– Leva cerca de dois anos e meio a transitar um signo

Júpiter –  Leva cerca de um ano a transitar um signo

Rahu/Ketu– levam cerca de 1 ano e meio a atravessar um signo e estão sempre retrógrados, movendo-se em sentido contrário à ordem do Zodíaco.

Importância dos Vários Trânsitos dos Planetas

trânsito da Lua apesar de ser breve, é considerado de grande importância na Astrologia védica pela razão simples de que é no dia a dia que realizamos ações concretas como comprar uma casa, assinar um contrato, mudar de casa, mudar de emprego, fazer uma viagem com implicações importantes na nossa vida, casar, etc:

ora, a decisão sobre o melhor dia para fazer tudo isso (Muhurta) baseia-se na análise do trânsito da Lua e da sua relação com os Nakshatras, esmiuçando todas as partes do dia  para escolher a melhor hora, etc.

Quando sucede que uma fase da Lua principalmente da Lua nova ou Lua cheia fica em conjunção com um ponto ou planeta do horóscopo, isso pode ter um significado muito evidente, pelo menos durante algum tempo: se a Lua nova acontece em conjunção exata com o meu Sol isso indica um novo começo na forma como vejo o meu propósito de vida, novas perspetivas e uma nova forma de me compreender , novos objetivos com os quais me identifico,etc.;

se sucede ser a Lua Cheia a formar essa conjunção, provavelmente nesse período entre 15 ou 28 dias colherei de algum modo os frutos relacionados com a minha forma de expressão e as minhas realizações no período anterior.

Mas, quando queremos compreender como será um determinado período da nossa vida, uma análise dos planetas lentos e dos seus trânsitos dá-nos uma visão mais concreta sobre o que pretendemos saber.

É por isso que, habitualmente, para sabermos que tipo de eventos podemos esperar num determinando ano da nossa vida olhamos para o trânsito de Júpiter, de Saturno   e de Rahu/Ketu.

Os planetas com trânsito de duração intermédia (Sol , Mercúrio e Marte) têm efeitos mais temporários embora possam ser importantes- mas são os planetas de trânsito lento que estabelecem o contexto geral da nossa vida durante um certo período.

O Trânsito de Júpiter

Júpiter  demora 12 anos a orbitar o Sol  e cerca de um ano a transitar por um signo; regressa à mesma posição natal após 12 anos.

Este regresso ou «retorno de Júpiter» faz surgir muitas vezes algum evento importante. Júpiter  é o «grande benéfico» e, por isso, o seu trânsito traz muitas vezes oportunidades de crescimento e de sorte na área específica da casa por onde transita. Este planeta simboliza a expansão e o crescimento e se estiver bem colocado no horóscopo é natural que o seu trânsito traga aspetos positivos na nossa vida.

Num horóscopo feminino, Júpiter também simboliza o marido por isso, se transitar pela 7ª casa isso indica muitas vezes que o casamento ou uma nova associação ou parceria serão importantes nesse ano da vida da pessoa: Júpiter também é o planeta indicador dos filhos e, por isso, quando transita pela 5ª casa do horóscopo, pode indicar gravidez e nascimento de criança nesse ano (metaforicamente, pode indicar também qualquer outro assunto relacionado com a 5ª casa: namoro, um novo projeto criativo, etc).

O Trânsito de Saturno

Saturno é o planeta mais lento, demorando cerca de 29 anos e meio a orbitar o Sol e cerca de 2 anos e meio a transitar por um signo; regressa à posição natal após 29 , 30 anos, no que se designa por «retorno de Saturno». 

Habitualmente o retorno de Saturno coincide com a fase de desenvolvimento de autonomia individual , quando é preciso abandonar as referências de vida do ciclo anterior e começar um novo ciclo. É habitual a pessoa questionar-se acerca do modo como levou a sua vida até então e sentir necessidade de assumir novas responsabilidades que lhe permitam crescer e individualizar-se mais , na sua interação com o mundo.

Se o indivíduo não adotar um novo modo de vida e este se fizer necessário, habitualmente Saturno faz com que surjam experiências na vida que o obrigam a reconhecer os seus limites e a assumir a responsabilidade de se autonomizar no mundo. Nesta altura, os assuntos da casa onde se encontra Saturno no horóscopo de nascimento surgem com grande relevância na vida da pessoa.

 Saturno força o indivíduo a atingir maior maturidade e responsabilidade, de acordo com os aspetos e configurações que forma no horóscopo.

Na Astrologia Védica há um trânsito de saturno, Sade Satti, constituído por 3 ciclos e que dura 7 anos e meio, que é considerado um marco decisivo de transformação e mudança na vida da pessoa. Cada ciclo deste trânsito dura dois anos e meio: começa quando Saturno entra no signo anterior ao nosso signo da Lua; continua no 2º ciclo com Saturno a transitar pelo mesmo signo da Lua e termina com Saturno em trânsito pelo signo a seguir ao signo da Lua. 

Este pode ser um período difícil na nossa vida, com muitos obstáculos e desafios, mas, apesar de ser um trânsito temido por muitos, nem sempre Saturno nos reduz à miséria, pobreza ou sofrimento: os efeitos de Saturno são muitas vezes punitivos quando a pessoa se recusa a assumir as suas responsabilidades em alguma área de vida mas, naqueles que conscientemente e voluntariamente vivem de acordo com «o que deve ser» os efeitos do planeta deixam de ser maléficos embora tragam sempre alguma lição que pode ser bastante difícil – o objetivo de Saturno é obrigar-nos a «deixar ir» aqueles aspetos de nós que estão gastos e já não nos ajudam a crescer.

É sempre difícil largar os nossos apegos e muitas vezes sabemos que esses apegos não contribuem para nada de positivo na nossa vida mas, mesmo assim ,não queremos abdicar deles e insistimos. É aí que o planeta atua forçando-nos e tirando-nos o que mais desejamos para nos obrigar a mudar.

Para além deste trânsito Sade Satti a Astrologia Védica considera ainda que o trânsito de Saturno pela 4ª casa e 8ª casa a partir da Lua é ocasião de experiências muitas vezes difíceis e que se destinam a forçar a auto transformação pessoal.

O Trânsito dos Nodos- Rahu e Ketu

Rahu /Ketu levam 19 anos a orbitar o Zodíaco, e, nessa altura, regressam à posição natal. Considera-se que esse retorno ajuda a despoletar o desenvolvimento futuro do novo ciclo de 19 anos , trazendo alguma mudança, muitas vezes inesperada, relacionada com a área de vida representada pela casa em que os nodos se encontram no horóscopo de nascimento.

Quando transitam pelas casas angulares do horóscopo- , , e  10ª  isso indica mudanças muito visíveis nessas áreas de vida, eventos que serão muito significativos na vida da pessoa durante esse ano e meio, para o bem e para o mal, dependendo do modo como estão colocados no horóscopo de nascimento.

Considera-se que o trânsito de Rahu /Ketu, sobretudo quando fazem o retorno à posição de nascimento, despoleta eventos kármicos que mudam substancialmente a vida da pessoa, não sendo possível controlar nem impedir essas mudanças.

2 Thoughts to “O Trânsito dos Planetas Lentos no Horóscopo”

  1. Joao Silva

    Olá!

    O trânsito de Saturno pela 12a., 1a (ascendente em escorpião). e 2a. casas pode ser considerado um Sade Sati, Considerando que tenho a Lua na 6a. casa? Se sim, eu terei um novo Sade Sati quando Saturno transitar pela 5a (Retrógrado em Peixes)., 6a e 7a casas? Desde que Saturno entrou em Libra, na minha 12a. casa, as coisas passaram a acontecer “mais lentamente”, quando acontecem. Via de regra, tudo deu uma parada.
    Obrigado.

    1. O trânsito de Saturno Sade Sati refere-se à 12ª, 1ª e 2ª casas em relação à posição da Lua. Acontece em média 2 vezes e, para alguns, 3. Por favor, leia este artigo sobre o assunto: https://wp.me/p4zKAi-CJ

Deixe um comentário a sua opinião conta