Personalidade Básica Ascendente Peixes, Sol e Lua Escorpião

Esta personalidade básica tem elemento Água nos três fatores, o que torna o plano emocional o mais fundamental da sua expressão psicológica e comportamental. Grandes doses de subjetividade e interioridade e resistência a deixar-se «invadir» por influências externas são  muito visíveis nesta pessoa.

Ascendente no signo de Peixes indica uma pessoa fisicamente com proporções agradáveis, não muito alta, com tendência para um corpo roliço e mãos e pés pequenos. Os olhos são grandes e expressivos e o cabelo é geralmente macio e sedoso. Se mantiver algum cuidado com a sua alimentação, evitando excessos (por ex., nas bebidas alcoólicas e nas gorduras) tem em geral boa saúde, embora com tendência para engordar.

Este nativo é romântico, idealista e sonhador, tem uma poderosa imaginação e uma natureza bondosa , inclinada para a espiritualidade. Gosta habitualmente de ciranças, talvez por partilhar, em muitos aspetos, o mesmo sentimento de «maravilhamento» perante o glamour da fantasia. Facilmente se deixa envolver pelas «histórias de encantar» que gosta de contar às crianças; o mesmo sucede em relação a várias formas de arte, como música, pintura, dança e também a representação dramatúrgica pois a sua imaginação leva-o a gostar de encarnar outros personagens.

O Ascendente em Peixes produz a necessidade de se rodear de uma atmosfera de fantasia , idealizada e romantizada, que lhe dá um sentimento de segurança. Esta pessoa precisa de muito mais do que de uma realidade crua ou feita de números para se sentir «em casa». Ela desenvolveu uma sensibilidade muito grande em relação aos aspetos emocionais da humanidade, com a qual se sente identificada, em especial com o sofrimento geral humano que sente  vívidamente, como se tivesse que fazer alguma coisa para acabar com ele. Este sentimento pode ser tão pesado que, para aguentar a sua sensibilidade, o nativo precisa de alguma forma de escape.

A forma mais imediata deste nativo com  Ascendente em Peixes experienciar o mundo é através das emoções: o mundo aparece-lhe colorido de sentimentos e estes podem ser avassaladores, sobretudo quando não estão presentes no seu horóscopo outros fatores de equilíbrio, que ajudem a  moderar este lado da personalidade  de modo mais racional. Muitas vezes este nativo identifica-se demasiado com o que sente e não consegue distanciar-se em relação à realidade, sofrendo se os outros sofrem, o que se traduz muitas vezes na tendência para sentir que carrega o peso do mundo nas suas costas. O resultado é o de ser invadido por um sentimento de tristeza e de fraca energia geral devido a esta identificação tão forte com o coletivo do sofrimento humano. Pode sentir-se como «mártir» ou vítima das circunstâncias e isso rouba-lhe força para encetar uma ação prática no mundo.

As pessoas com o Ascendente em Peixes sentem necessidade de compreender os fundamentos da realidade e, por isso, são geralmente instruídas, têm  um espírito refinado e  são capazes de ser bem sucedidas em muitas áreas profissionais, sobretudo as que lidam com os seres humanos , os seus cuidados e necessidades e a sua história cultural.A sensibilidade destes nativos, que os leva a identificar -se com a humanidade no seu todo,mas também com  os menos privilegiados, leva-os a procurar as situações  na vida que lhes permitem alimentar estas necessidades emocionais de modo a contribuírem para o alívio dos sofrimentos da humanidade mas têm dificuldade em focar-se especificamente em realidades bem definidas, tanto em termos lógicos como concretos.

A Lição fundamental de Peixes é a de se transformarem através das emoções, neste caso vivenciando as emoções mais universais da humanidade. Em Peixes compreendemos que não é só o conhecimento lógico que pode transformar a nossa visão do mundo; a consciência emocional nas suas várias nuances é igualmente preciosa para nos ajudar a compreender o sentido da existência: a «verdade» não deve ser apenas pensada, deve ser sentida.

Quando ao Ascendente em Peixes se junta a Lua em Escorpião, as características de subjetividade são reforçadas mas a expressão das emoções muda bastante: Peixes transmite muitas vezes uma imagem de vulnerabilidade que é um convite aos outros para que «cuidem dele»; a sua expressão claramente amigável é aberta e expansiva, e ele fica  agradecido por  não ser obrigado a tomar decisões sobre a vida rotineira do dia a dia para a qual não se sente nada vocacionado.

Mas Escorpião toma as rédeas do que sente e mantém os sentimentos secretos, apresentando uma «persona» construída com o que ele quer mostrar aos outros, de forma segura, magneticamente carismática e muito disciplinada; em Escorpião, o  que se sente  e o que se  exprime não coincidem necessariamente;  a expressão é modificada de acordo com os objetivos que a pessoa pretende alcançar num dado momento: a relação com os outros é um jogo no qual ele está decidido a ganhar, e a interação é muitas vezes uma oposição entre a «minha » vontade e a «tua» vontade, uma luta para ver quem consegue dominar o outro e sair vencedor nos seus objetivos que nunca são totalmente revelados ao outro.

Lua em Escorpião também é muito inteligente mas a sua abordagem do mundo é marcada pela suspeita e pelo receio de que o «outro» leve a melhor sobre si. Escorpião é bastante auto-centrado, ao contrário de Peixes que, de certo modo, dissolveu o seu ego numa espécie de consciência universal difusa. Ora, a Lua em Escorpião dá uma grande assertividade ao nativo, um espírito decidido e resoluto e isto pode ajudar a equilibrar a personalidade indecisa ou ambígua de Peixes.  A Lua está colocada na 9ª casa do horóscopo  o que é usualmente uma excelente colocação mas, estando no signo de debilitação, destrói a sorte do nativo a menos que, no momento do nascimento estivesse brilhante, situação na qual mantém muita da sua força.  Esta colocação aumenta a possibilidade de o nativo ter interesse por assuntos filosóficos , religiosos ou espirituais.

Escorpião acrescenta intensidade emocional a esta personalidade, centrando-a no «eu» e nas suas necessidades; ajuda também a tomar consciência dos próprios sentimentos e necessidades, afastando a tendência de auto-sacrifício a que Peixes é tão propenso. Por outro lado, há um certo aspeto mais negativo que pode ser reforçado por esta associação, caso o nativo não seja muito evoluído espiritualmente: a tendência para o escapismo e para uma certa crise depressiva e para sofrer de ansiedade emocional: este lado pode levar a dependência de substâncias aditivas e álcool, se a energia não for canalizada de forma positiva para o mundo exterior.

A Associação entre os signos de Peixes e Escorpião aumenta a necessidade de experiências de intimidade profunda , tanto a nível afetivo como sexual. Esta pessoa não se sentirá realizada com relacionamentos superficiais: precisa de experienciar a proximidade, de tal modo que o seu mundo privado e o mundo dos outros pode ficar bastante afastado. Não significa que não seja capaz de gostar de ambientes mundanos, de festas, de convívio social com os outros. Mas só se revelará realmente nas experiências de intimidade, nas quais possa manifestar exatamente o que sente, tanto para o bem como para o mal pois há uma tendência para uma certa esquizofrenia relacional, com esta combinação: a pessoa tem fortíssimas necessidades emocionais e precisa de alguém «profundo» que seja capaz de as alimentar ou a frustração acontecerá inevitavelmente. Apesar de Peixes/Escorpião poder ser espirituoso na conversação, esta pessoa aprecia mais o silêncio e o toque em vez do diálogo para comunicar. Mas, quando se zanga, tende a explodir de forma intensa e muito emocional, podendo guardar profundo ressentimento, ou então, se Peixes for mais forte na personalidade, deixar-se invadir por sentimentos de auto- piedade e de vitimização, sentindo que ninguém a «compreende».

Em termos mentais, a associação do Ascendente Peixes com a Lua em Escorpião produz uma fortíssima intuição e uma «queda» por tudo o que é secreto e misterioso. Estes dois signos tendem a ser extravagantes nos gastos e a ter dificuldade em poupar, este é um aspeto que deve ser bastante trabalhado durante a vida, a menos que tenham a sorte de ter um parceiro que supra as necessidades financeiras. Os dois signos são impulsivos, ainda que Escorpião tenha uma espécie de «travão interno» que o impede de se lançar nas situações sem pensar.

Quando a esta combinação da Lua em Escorpião e Ascendente Peixes se junta o Sol também em Escorpião, temos uma pessoa muito secretiva e ciosa da sua privacidade, e  as características de Peixes, ainda que visíveis em várias facetas da personalidade, começam , a menos que Júpiter e o Ascendente sejam muito fortes no horóscopo, a esbater-se e os traços de Escorpião tornam-se mais fortes. Peixes é um signo de relacionamento mas Escorpião precisa de relacionamentos de intimidade «eu /tu», personalizados e fortemente marcados pela expressão da vontade pessoal. Assim, no propósito de vida desta pessoa, a transformação ao longo da vida causada pela interação a dois desempenha um papel de grande relevância. Simbolicamente, esta pessoa pode passar por vários ciclos de vida numa só existência, em que cada ciclo representa um recomeço de vida e uma oportunidade para desenvolver uma compreensão mais espiritual da vida;

Esta pessoa tem um grande potencial de desenvolvimento espiritual, tem a capacidade de compreender tanto os valores materiais como os espirituais da vida; tanto o prazer sexual e sensorial em geral como aquele que resulta da compreensão da dimensão mais essencial da realidade; ela tem o potencial de se apreender plenamente como um indivíduo e de se sentir simultaneamente como parte do grande «todo» da realidade. O Sol está também colocado na 9ª casa do horóscopo e esta colocação indica um nativo que rege a sua vida por elevados princípios e valores morais. Se estiver forte e com boas associações, o Sol revela um pai que pode ser muito afortunado e uma pessoa altamente espiritual. Porém, como é um maléfico, o Sol nesta casa pode prejudicar a sorte e, segundo os textos antigos, esta posição indica muitas vezes que a pessoa mudará de religião, abandonando a religião em que nasceu. Pode haver problemas no relacionamento com o pai do nativo.

A associação tão marcada entre os signos de Peixes e de Escorpião na personalidade básica pode também, por outro lado, trazer a sua quota de experiências de perda e de desilusão em relação aos objetivos e laços materiais pois ambos os signos estão relacionados com as perdas. Mas esta combinação tem um potencial de desenvolvimento espiritual muito grande. Esta pessoa pode passar por várias reviravoltas na sua vida mas, em grande parte, em cada novo ciclo que iniciar, sente instintivamente que está mais forte e aumenta potencialmente o seu sentido interior de auto-realização.

Em termos de personalidade, o Ascendente Peixes ajuda a suavizar alguma sobranceria própria de Escorpião e a tornar o nativo mais aberto e amigável no contacto com os outros. Mas, haverá certamente uma aura de mistério a rodeá-lo, causada pela concentração reservada da vida interior que não se desvela para os outros mas cuja intensidade é visível para os que interagem com ele. O magnetismo e capacidade para atrair os outros com a simples presença é sem dúvida uma característica do nativo.

Esta combinação produz uma pessoa «ardente» em termos emocionais e, conforme o grau evolutivo da personalidade, podemos encontrar uma pessoa altamente espiritualizada ou , pelo contrário, um manipulador nato dos outros, insinuante e subtil, mas alguém que controla compulsivamente aqueles que são objeto da sua atenção, especialmente afetiva. Este «lado» pode ser atenuado pelo Ascendente Peixes se este estiver forte. A tendência para os extremos, no campo emocional, também fica moderada pelo signo de Peixes. No entanto, se se sentir traído, provavelmente o lado violento de Escorpião far-se-á sentir, bem como a necessidade de vingança.

Em termos profissionais, esta pessoa poderá ter grande sucesso numa carreira de diplomacia secreta, na área da Cirurgia ou Medicina, Psicologia, área terapêutica em geral, Química, História e Arqueologia, investigação de crimes, etc.

Em termos de parcerias e de relacionamentos, esta pessoa enfrentará provavelmente alguns desafios , pois tem tendência para ver os dois lados da relação como entidades separadas , o que a leva a procurar as causas do insucesso nos «erros e defeitos» do outro. Precisa de aprender que a relação é uma unidade , ainda que com dois indivíduos e a aceitar que o sucesso ou o fracasso são sempre produzidos pela interação entre ambos os parceiros , como resultado da sua (ou falta dela) cooperação.