Terapia das Cores- Azul, a Cor da Comunicação

az

O Azul é a minha cor preferida. É também a cor preferida de muitas pessoas e, as estatísticas comprovam, é a cor preferida dos homens. É uma cor apaziguante e tranquilizadora que atrai sentimentos de calma e de serenidade para a mente.  Faz-nos sentir segurança e ordem.

E tem um efeito nos outros que é importante conhecermos: se estivermos vestidos de azul os outros tendem a ver-nos como pessoas de confiança e são levados a sentir-se tranquilos na nossa presença. É por isso uma boa cor para impressionarmos os outros quando isso é um requisito fundamental, como por exe., numa entrevista de emprego.

O azul e uma cor fria, está no extremo oposto do espetro visível da luz. É elétrico e adstringente, frio, negativo ou yin. É a cor relacionada com o chakra da garganta, um chakra que muitos denominam como o chakra do poder por estar relacionado com o conhecimento , a comunicação e expressão.

Este chakra associa-se deste modo com a expressão do pensamento, das ideias e das  emoções, promovendo o fluxo de energia do corpo para o exterior, tendo neste papel uma função oposta ao chakra do sacro, que promove  o fluxo de energia dirigido para o interior de nós.

O chakra da garganta está relacionado com os ouvidos, com o nariz e  a garganta e os problemas de saúde relacionados com este chakra incluem: problemas no funcionamento da tiroide, (hipo ou hipertiroidismo), anorexia nervosa (que está relacionada também com outros chakras), asma, bronquite, problemas de audição, problemas do trato superior digestivo, úlceras da boca, inflamação da garganta.

Os órgãos associados ao chakra da garganta são a garganta, os pulmões, a glândula tiroide; no plano mental, o chakra relaciona-se com todos os aspetos da nossa expressão através dos pensamentos, da linguagem, das emoções.

A cor azul estimula e equilibra o chakra da garganta. A sua luz, fria e elétrica, para o sangramento dos pulmões, cura a garganta, diminui as febres, alivia a maioria das inflamações da pele, das gengivas, etc. Esta é uma luz suave e por isso pode ser usada em crianças pequenas para reduzir as dores de dentes.

Também atua com sucesso no tratamento do sarampo, da varicela, nos  cortes e feridas, pisaduras, no bócio, etc.. Pode ter um efeito sedativo. Esta cor também se usa com sucesso para tratar problemas psicológicos relacionados com a comunicação: relaxa a mente e tem um efeito específico no sistema nervoso, produzindo grande relaxamento. Pode por isso ser usado também para aliviar os problemas de sono e para as crianças hiperativas.

A cor azul conecta-nos com as fontes cósmicas de sabedoria e ajuda-nos a melhorar as competências de comunicação  e do discurso.  No entanto, como em tudo na vida, não devemos exceder-nos no uso da cor azul porque, em excesso, pode produzir depressão , tristeza ou um sentimento de alienação.

Basicamente, todas as condições de desequilíbrio associadas ao calor podem ser tratadas com sucesso com a luz azul. As verrugas desaparecem, sob o efeito da luz azul.

A cor azul tem um efeito interessante no apetite: reduz o apetite, razão pela qual alguns planos de emagrecimento recomendam que a pessoa coma num prato azul. Também estimula o pensamento e a aprendizagem, razão pela qual se aconselha a que os estudantes estudem num ambiente em que haja a cor azul ou uma luz azul.

Nos escritórios é também uma cor bastante utilizada porque se concluiu que as pessoas que trabalham num ambiente em que a decoração contenha elementos azuis são mais produtivas, isto quando essas pessoas fazem tarefas em que a comunicação,  o pensamento e o trabalho intelectual são predominantes.

 

 

 

A exceção é para os tipos de tarefas de caráter físico, situação nas quais não  se deve  usar a cor azul  mas  antes as cores quentes, como o vermelho e o laranja.  Fisicamente, o azul tem um efeito relaxante no corpo, nas inflamações, nas articulações, nos  inchaços, reduzindo e acalmando essas situações.

O azul representa a comunicação em todos os aspetos, verbais e não verbais, incluindo a linguagem, o canto, a linguagem corporal, o riso, etc.  E a sua ação calmante sobre o corpo pode fazer-se através de várias formas. Por ex., quando temos uma inflamação na garganta ou nos ouvidos, o uso de um cachecol azul ajuda a reduzir estes estados, bem como a utilização de cristais azuis- lápis lazúli, sodalite, celestite, topázio ou safira azuis, azurite.

Podemos usá-los como joias ou simplesmente carregá-los no bolso. Para equilibrar ou aumentar a energia azul podemos também recorrer ao uso de essências florais como escabiosa, campainhas azuis, «não me esqueças». Os óleos essenciais de alfazema, de alecrim ou rosmaninho e camomila azul também contribuem para o mesmo efeito.

E, é claro, podemos também ingerir alguns alimentos azuis como as bagas de mirtilo, uvas, amoras… e, sobretudo, passear quando está um belo céu azul e respirar o ar puro desses dias, ou mesmo à noite quando o céu está estrelado, também isso aumenta a nossa energia azul. Finalmente, escolher vestuário azul, o que não é difícil porque um grande número de pessoas escolhe preferencialmente esta cor para vestir, havendo por isso muito por onde escolher.

O azul ajuda-nos a projetar uma imagem de confiança e  de ordem na relação com os outros e ajuda-nos a intuir pensamentos e ideias elevados, oriundos dos canais cósmicos, naquilo a que alguns chamam «inspiração».

Algumas plantas utilizadas há séculos para a cura de feridas e pisaduras, traumas etc., como a flor de arnica, que ainda hoje é utilizada preferencialmente por muitas pessoas, têm um efeito de  energia azul.

 A cor azul também tem sido associada a locais e a seres ligados ao culto, desde os vitrais das igrejas a seres considerados divinos, como a Virgem ou Krishna.

No plano mental, quando a nossa energia azul flui bem, ajuda-nos a aumentar a capacidade para comunicar e para compreender e muitos associam esta cor à aprendizagem da filosofia , da religião e da  espiritualidade. Segundo alguns, a cor azul escura está ligada às capacidades mediúnicas, nos que são capazes de receber informação dos canais mais elevados. No entanto, esta capacidade precisa de ser equilibrada e estabilizada com o uso das cores vermelho e laranja.

Assim, entre as qualidades positivas relacionadas com a cor azul salientamos: a lealdade e a confiança, a paz. A falta de equilíbrio na energia azul produz desconfiança, infidelidade, frieza, uma  atitude de «eu sei tudo». Quando em equilíbrio, esta energia produz um sentimento de plenitude e de paz interior que nos liga ao infinito do qual nunca deixámos de fazer parte.

Relacionados

Leave a Comment