Pedras e Cristais, Azurite

az4

Hoje falamos de um mineral  com uma energia forte e que tem sido  utilizado desde há milhares de anos, a Azurite. Trata-se um mineral de carbonato de cobre, que cresce quase sempre em conjunto com outro mineral de cobre, a Malaquite, no interior de depósitos de cobre. Ocorre em outras formas também, sendo que a mais pura   forma-se em blocos laminados  de cor azul profundo e translúcido. Ocorre ainda em forma de cristais tubulares, prismáticos ou em nódulos, tendo por vezes um lustro vítreo. Encontra-se em azul brilhante que vai do tom índigo a tons mais claros. Os cristais mais puros de Azurite são raros e têm uma cor exterior preta, contendo no interior lâminas de azul profundo.

Esta é uma pedra conhecida como «Pedra do Céu», nome atribuído pelos antigos chineses, que acreditavam que  esta pedra abre as portas do céu. Está associada com o chakra do 3º olho. A Azurite ocorre com muita frequência misturada com Malaquite verde, sendo conhecida, nesta forma, como Azure-Malaquite. Existe uma mistura mais rara, com cuprite vermelho escura, que recebe o nome de «Blue Bird». Em alguns locais a Azurite sofre transformações químicas, pelas quais perde hydroxyl , mudando, por essa razão, para Malaquite, embora mantenha a forma da Azurite original.  Também é possível encontrar transformações que ocorrem apenas numa parte do cristal, que fica verde numa das pontas e azul na outra.  As várias formas da Azurite são usadas em gemologia. É preciso estar atento também ao facto de que há um outro mineral que ocorre nos mesmos locais que a Azurite e tem semelhanças com esta –Linarite-  e que é muitas vezes vendido como Azurite, sem o ser, pelo que convém adquirir a pedra num meio fiável.

az2

Ao longo da Idade Média e da Renascença, a Azurite foi a fonte de um pigmento azul usado em pintura e  tem sido usada para fabricar corante azul desde há milhares de anos. Esta pedra teve sempre, por diversos motivos,  grande relevância entre os povos antigos, havendo quem a ligue à mítica Atlântida. No Egipto antigo era considerada uma pedra sagrada e os seus mistérios eram conhecidos apenas pelos altos sacerdotes e sacerdotisas. Os gregos e romanos também lhe davam grande importância, pelos poderes curativos e pela capacidade que lhe reconheciam  de abrir a visão espiritual. Era também usada pelos Maias como meio de acesso ao conhecimento e sabedoria universal. Os antigos nativos  americanos usavam a Azurite para contactar com o seu guia sagrado ,  para sentirem a sua presença e compreenderem a mensagem que este lhes transmitia.

az1

A Azurite é  ainda hoje valorizada como uma pedra que abre a consciência psíquica, iluminando o sujeito e abrindo-lhe o acesso ao plano espiritual. Ajuda a desenvolver as capacidades psíquicas e a intuição e é por isso uma pedra excelente para usar na meditação, pois permite entrar rapidamente num estado elevado de consciência. Os entendidos afirmam que este mineral ajuda a alinhar todos os chakras e a controlar  e a dosear o fluxo de energia necessário em cada situação em que nos encontramos. Também se refere a capacidade deste cristal para aumentar a precisão das nossas experiências, tonando-as mais focadas. A Azurite  Liberta  os bloqueios dos chakras e estimula a passagem de mais energia espiritual através deles. Expande a consciência superior  e fortalece as capacidades curativas , tendo o poder de inspirar e de libertar o stress.

Intelectualmente, a Azurite ajuda a dissipar os estados mentais de confusão e de tensão e abre a mente para percorrer novos caminhos e aceitar novas perspetivas. Quando usada em conjunto com a Malaquite e a Crisocola aumenta as capacidades de comunicação e a criatividade bem como a clareza intelectual.

Nos seus princípios metafísicos, a Azurite ajuda-nos a formar conexões psíquicas e espirituais com a verdade, tanto a verdade universal como aquela associada a qualquer situação- ajuda a confiar na própria intuição. Muitos usam esta pedra para conseguir ter sonhos mais lúcidos e afirmam que ela ajuda as viagens fora do corpo mantendo a segurança  sendo também útil a todos os que canalizam energias espirituais. Também se lhe atribui o poder de revelar vidas passadas.

Na terapia dos cristais a Azurite ajuda a libertar o corpo de toxinas e é usada em problemas que têm a ver com o cérebro e a cabeça. A sua relevância  é, no entanto, muito maior no plano psíquico e espiritual.

Ao adquirir um exemplar de Azurite não se esqueça de o limpar e, antes de o usar, por exemplo, como pedra de meditação, de o programar.

Poderá Gostar de Ler