Pedras e Cristais, Granada

gran4

A Granada é uma das pedras mais  usadas desde o mundo antigo, tanto pela sua beleza, em joias e  ornamentos, como pelo poder curativo, como talismã  usado pelos guerreiros no combate, etc..  No antigo Egipto  e na Suméria de 2000.ac, a Granada era amplamente usada, o mesmo acontecendo  com os Maias e Aztecas e  todos os nativos da América, tanto do Norte como do Sul, que  a consideravam uma pedra sagrada.  Na Europa das Cruzadas, a Granada vermelha era usada como talismã pois os guerreiros- tanto os cristãos como os muçulmanos- acreditavam que a sua cor de sangue os tornaria invulneráveis para os projéteis, protegendo-os das feridas. Pelo contrário, algumas tribos asiáticas usavam esta variedade de Granada como projétil por considerarem que a sua cor de sangue produziria feridas mais mortais nos adversários.  Como pedra sagrada, é uma das 12 pedras que compõem o peitoral da Grande Sacerdotisa. O caráter sagrado era-lhe atribuído por se considerar que a pedra contém um raio de luz interno  capaz de despertar o fogo interior (Kundalini)  aumentando desse modo o potencial criador do ser humano.

A Granada existe numa variedade de tipos e de  cores , sendo a vermelha e a verde as mais comuns. O seu nome deriva do latim Granatum que dá o nome ao fruto bem conhecido da romã e foi-lhe atribuído devido ao facto de a variedade granular se parecer com as sementes desse fruto.

A Granada é uma pedra associada ao Chakra da Raiz (variedade vermelha) e  também ao Chakra do Coração (variedade verde) e é considerada uma  pedra de manifestação, ajudando a enraizar os sonhos na realidade e trazendo  prosperidade e abundância.  O corte da pedra em forma quadrada, segundo se acredita, ajuda a ter sorte e prosperidade  nos negócios e na carreira. Todas as variedades desta pedra podem ser usadas com este propósito pois estimulam a autoestima e a autoconfiança de quem as usa melhorando também  a criatividade desse modo  ajudando a obter sucesso.

gree 2

Desde tempos muito antigos que a Granada é vista como uma pedra de regeneração e de proteção, de estabilização, equilíbrio e revitalização das energias, tanto internas como externas. Também se acredita que ela protege do mal, de ferimentos ou até dos pesadelos e também nas viagens. A tradição afirma que ela também protege de processos judiciais.

Em termos psicológicos, a energia da Granada ajuda a desenvolver pensamentos positivos, alivia a depressão e aumenta a honestidade e o espírito de compromisso , a esperança e  também ajuda a superar momentos de crise ou traumas. Melhora a autoimagem, afastando sentimentos de vitimização e de falta de coragem. Ajuda a libertar ideias distorcidas acerca de si mesmo e exerce um efeito calmante sobre as emoções. Ao estimular os sentidos e a vitalidade geral, ajuda  também a melhorar as relações de negócios e a prosperidade e leva os outros a gostarem de cooperar e trabalhar com a pessoa que a usa.  Também se diz que ajuda a atrair novas amizades.

gran2

No plano físico, a Granada é conhecida por ter um efeito estimulante sobre a sensualidade, ajudando a gozar os prazeres terrenos, a sexualidade, o conforto e a intimidade, de forma equilibrada.  Torna a  pessoa que a usa atraente para os outros e revela as qualidades melhores da pessoa. Esta característica faz com que também seja uma pedra de amor e de paixão.. No entanto, esta pedra  também  tem sido muito usada para a cura espiritual, aumentando a força interior e melhorando a intuição.

Na terapia com cristais, a Granada tem um amplo uso: é usada para ajudar a curar o refluxo ácido, no tratamento das glândulas suprarrenais, nas doenças do sangue, incluindo a anemia,  nos problemas de  assimilação de vitaminas e minerais, dos ossos, tumores cerebrais, da estrutura celular, na síndrome de Down, problemas de fertilidade e do coração, dos pulmões e do sistema imunitário,  do sistema reprodutor , da pele e da coluna e como fator que  induz  a cura geral  e a regeneração.

gre

Todas as variedades de Granada partilham características comuns embora cada variedade tenha também características próprias.

Os leitores deverão ter em atenção que existem algumas pedras sintéticas que têm o nome de Granada mas as descrições dadas referem-se apenas às pedras verdadeiras formadas pelos processos naturais.

Alguns tipos de Granada mais raros têm a propriedade de mudar de cor  quando expostos perante a luz incandescente: por ex., a Granada Azul de Madagáscar apresenta a cor azul-verde na luz diurna mas muda para violeta-púrpura quando perante a luz incandescente. Esta característica faz com que estas granadas sejam por vezes confundidas com a Alexandrite porém não existe qualquer ligação entre elas pois a Alexandrite não é uma variedade de Granada.

Esperamos ter despertado nos leitores o  desejo de obter e usar uma destas maravilhosas pedras, disponíveis na cor que mais apreciar e tiver a ver com a sua identidade. Não se esqueça de escolher uma pedra natural e de a limpar e programar.

Deixe um comentário