lpa

O Lápis Lazuli é uma das pedras mais apreciadas desde o mundo antigo. Os leitores que gostam de História e de Arqueologia, certamente lembram-se da ampla utilização deste mineral nos túmulos de reis e rainhas do Egipto onde esta pedra era mais valiosa do que o ouro, sendo apenas usada pelas elites da sociedade como os sacerdotes e a nobreza. Os gregos antigos  pensavam que o Lápis Lazúli era uma «Safira com incrustações de ouro», numa alusão às manchas douradas que perpassam esta pedra. Na verdade trata-se de Pirite. O Lápis Lazúli é constituído por vários minerais: Lazurite, Sodalite, Calcite e Pirite. A sua cor é frequentemente de um azul profundo mas encontram-se variações entre o tom de azul médio e o azul real com toques de branco e manchas douradas.

O valor dado a esta pedra pelos antigos egípcios era tal, que um dos tributos que mais valorizavam era justamente o Lápis Lazúli trazido das minas mais antigas do mundo, a funcionar desde 4000 A.C. Ainda hoje o Lápis Lazúli é extraído de minas no Afeganistão, a maior fonte deste mineral, embora também haja extração no Chile, antiga União Soviética e USA.

asms

 

Sinónimo de elevação social, o Lápis Lazúli era usado para tingir as roupas dos sacerdotes e da realeza; desfeito em pó, usava-se em elixires , sombras para os olhos e para fazer corante. Escaravelhos eram esculpidos em Lápis Lazúli no Egipto antigo  e colocados na tumba para proteger os entes queridos que partiam deste mundo, sendo enterrados com eles; usava-se em inúmeras joias, máscaras funerárias, etc. Antigas culturas, como a persa e os povos da  América pré-colombiana consideravam-na uma pedra que simbolizava o céu e uma poderosa proteção contra o mau olhado e as forças da escuridão. O povo grego e romano também apreciava bastante esta pedra e o mesmo aconteceu com os europeus, que mantiveram a convicção de que esta pedra protege contra as forças do mal, ao mesmo tempo que ajuda a obter ajuda da Luz. O grande pintor da Renascença, Miguel Ângelo, usou o Lápis Lazúli em pó para fazer o pigmento azul característico, usado nas suas pinturas.  Entre os Budistas, o Lápis Lazúli também tem sido visto como uma pedra que traz paz interior e a libertação de pensamentos negativos.

escar

Como muitas outras pedras azuis, o Lápis Lazúli é uma pedra de clareza mental, estimulando a mente superior e ajudando o pensamento claro e objetivo. Usado na meditação, ajuda a visão interior e aumenta as capacidades psíquicas. Esta era, segundo se crê, a 5ª pedra do peitoral usado pelo grande sacerdote, sendo considerada uma pedra muito poderosa.

O Lápis Lazúli ajuda os que querem melhorar o conhecimento de si próprios e ter uma ideia clara de propósitos e objetivos. Ajuda também o pensamento prático e a execução de ideias e projetos. Melhora as capacidades intelectuais e  promove o desejo da verdade e da honestidade, sendo por isso útil a  todos os que desenvolvem atividades académicas e de comunicação, ajudando a persuadir porque transmite a impressão de autenticidade aos outros. Ajuda todos os que estão em processos de aprendizagem intelectual e prática. Também estimula  a sabedoria nascida da sensatez e do juízo reto e  justo sendo por isso útil para a harmonia nos relacionamentos.

Na terapia com cristais, o Lápis Lazúli ajuda  o tratamento dos problemas de garganta, laringe e cordas vocais, da tiroide e sistema endócrino . Também é útil  nos casos de  perda de audição, ajuda a melhorar o ritmo cardíaco e o sistema circulatório, baixando  a pressão arterial ; traz alívio na alteração do ritmo cardíaco, reduz  vertigens a ajuda a superar as insónias, libertando o stress. A tradição desde há muito que usa esta pedra nas afeções dos olhos, com a seguinte receita : aquecer a pedra em água quente e deixá-la esfriar. Retirar a pedra e depois fazer lavagens dos olhos. Escusado será dizer que tanto a água como a pedra deverão estar escrupulosamente limpas. A mesma tradição diz que, se aquecermos a pedra à luz do sol e a passarmos pela pele, esta tem uma ação  positiva sobre as picadas de insetos e outros problemas ligeiros da pele.  Tem sido referido também o efeito positivo do uso do Lápis Lazúli nos problemas de dores de cabeça, dores menstruais, cãibras, inflamações e dores em geral.  Também se considera que o seu uso é positivo nas desordens cerebrais e na correção do défice de atenção, no autismo e na síndrome de Asperger.

lp

Em termos metafísicos, desde há muito que se diz que esta pedra é poderosamente protetora e que reconhece um ataque psíquico, bloqueando-o e devolvendo-o à origem. Colocada sobre o chacra do 3º olho, esta pedra ajuda a expandir a consciência, conectando-se com o eu superior  para obter ajuda e orientação. Também é usada para os sonhos lúcidos por aqueles que acham útil trabalhar com os sonhos.

Segundo o folclore popular, se você sonhar com o Lápis Lazúli, isso significa um amor fiel na sua vida. Mas só vale se for espontâneo, não vale a pena forçar.

This site is protected by wp-copyrightpro.com

%d bloggers like this: