Personalidade Básica Ascendente Escorpião Lua Capricórnio Sol Gémeos

capr

A pedido dos leitores, elaboramos mais uma personalidade básica, numa combinação dos elementos Água, Terra e Ar.

O Ascendente no signo de Escorpião permite aos nativos sintonizar de forma espontânea com as forças mais profundas da realidade externa e de si próprios. Estas pessoas são atraídas para a investigação dos aspetos mais «escuros» ou escondidos de todas as coisas. Dão excelentes psicólogos do inconsciente, investigadores de todos os tipos- tanto no plano da ciência experimental como na revelação de mistérios e de segredos e de todas as facetas da realidade que não são óbvias ou são marginais ou mesmo consideradas «tabu» pela generalidade da sociedade. Estas pessoas não sentem simpatia especial pelas imagens embelezadas  e convencionais das coisas, que rejeitam  como puras aparências e procuram o lado sórdido escondido, numa espécie de satisfação por poderem desmistificar as imagens falsas da realidade.

Para as pessoas com forte presença do signo Escorpião, a realidade nunca é feita de harmonia simples, ela encerra sempre os seus segredos, o seu lado sombrio e escuro e sentem prazer em revelar isso aos outros e, sobretudo, aos que pretendem passar essa imagem simplista das coisas. Como diria o filósofo Nietzsche, ao invés de privilegiar o lado «apolíneo» da realidade, estas pessoas celebram o seu lado «dionisíaco», muitas vezes irracional e doloroso, imprevisível e com muitas crises mas que sentem que é  mais verdadeiro na descrição do que é a vida.

Para o signo Escorpião, os processos de crise e de dolorosa transformação mostram melhor o que é a existência do que as histórias de fadas e de «pura luz» que esquecem que a existência humana é  alicerçada no sentir e que este muitas vezes revela as lutas , a dor da perda e a escuridão da alma. Há em cada nativo de Escorpião uma descida psicológica aos «infernos» e uma descoberta da dolorosa realidade da morte, tanto física como metafórica e, por isso, estas pessoas aprendem cedo que há muito mais por detrás das aparências dos sorrisos ocos das convenções sociais. E torna-se imperioso  para elas mostrar isso, mostrar que a civilização pode , com frequência ser uma mistificação, feita de convenções que são máscaras da verdadeira realidade. Talvez por isso, muitos destes nativos sentem uma atração pela marginalidade, não necessariamente no sentido ilegal do termo mas no sentido de optarem por estilos de vida , relacionamentos , etc., que fogem ao lado uniformemente aceite pela maioria. Gostam de chocar e de serem ostensivamente diferentes e, para muitos deles, a perceção dessa diferença é sentida como uma forma de poder.

Mas, tal como adoram desvendar os lados secretos (ou sórdidos) de todas as coisas e situações, os nativos com Ascendente Escorpião também fazem segredo dos pormenores da sua vida mais íntima, dos seus desejos e reais sentimentos. São reservados e não gostam de estar na linha da frente nem de dar a cara em primeira mão. Em vez de falarem em catadupa, quando interagem com os outros são sobretudo ouvintes, analisando de forma crítica todas as palavras e todos os gestos para formarem a sua opinião. Para estas pessoas, relacionar-se com os outros significa estar no controlo e sentir que «podem fazer o que quiserem» com essas pessoas, impondo o seu domínio. Sem que esta submissão ocorra, não existe verdadeiramente qualquer laço real com os outros.

Quando a Lua em Capricórnio se associa ao Ascendente Escorpião,  temos uma simbiose que ajuda estes nativos a procurarem situações que dominam inteiramente e nas quais podem manifestar o seu poder e domínio, seja no plano profissional, seja no plano pessoal. A relação entre estes dois signos dá um sentido prático à personalidade que pode ser muito calculista, escolhendo cuidadosamente as pessoas e os tipos de interação que estabelece com elas com vista a atingir os seus objetivos. Na verdade, esta combinação indica alguém para quem a segurança material e a ascensão a uma posição de autoridade é  tão essencial como respirar.

O signo Escorpião é intenso, «quente», cheio de magnetismo sexual; o signo Capricórnio é frio, calculista, distante e preso às convenções. Esta combinação pode produzir uma pessoa que cria uma imagem de si que projeta para os outros, relacionada com a forma como deseja ver vista por eles e que, na sua vida privada, se permite «todos os prazeres proibidos», de forma escondida e secreta. É também uma pessoa com uma capacidade extraordinária de trabalho, incansável e persistente, e alguém que jamais perdoará uma ofensa, capaz de planear a sua vingança de forma fria e distanciada, infligindo-a no momento oportuno sem qualquer remorso ou problema de consciência. Os inimigos que se cuidem, pois não levarão vantagem desta pessoa!

A Lua rege a 9ª casa   e a sua colocação na 3ª casa, desde que seja forte, permite que os esforços do nativo sejam bem sucedidos  de forma mais rápida do que a média. Também pode indicar que os desejos desta pessoa se concretizarão (a menos que a Lua sofra pela associação com planetas maléficos). Revela também uma natureza aventureira, um desejo de viver a vida ao máximo, podendo haver muitas viagens, tanto de curta como de longa distância, ao longo da vida. A Lua nesta casa lança aspeto para a casa que rege e isso significa que  estas pessoas são afortunadas e podem ter uma inclinação profunda para se envolverem em religião ou procurarem conhecimentos ocultos . Esta posição  da Lua também indica muitas vezes que o pai é uma pessoa de sorte, podendo também ter uma natureza espiritual profunda e  ter uma vida cheia de conforto e de felicidade.

A colocação da Lua na 3ª casa indica uma natureza profundamente emocional, com fortes desejos. A relação com a mãe, nesta posição, é muitas vezes distante, mas os esforços pessoais podem dar excelentes resultados e há sempre uma motivação forte para a pessoa se envolver afetivamente nos projetos que constrói. Pode haver talento literário, musical ou para a dança, sobretudo se a Lua estiver brilhante no nascimento. Haverá uma ambição forte de usar alguns talentos pessoais para influenciar as massas, sobretudo através de alguma forma relacionada com a comunicação, podendo existir grande capacidade de comunicar, embora não necessariamente através da palavra. Esta posição da Lua revela muitas vezes um músico ou cantor(a). A mente destes nativos é muito ativa, tanto no sentido de que possuem boas capacidades cognitivas como no que se refere às atitudes, que são frequentemente irrequietas pois esta colocação da Lua pode perturbar a paz mental. Pode haver irmãos talentosos e corajosos, mas a relação com eles (os mais novos) pode ser distante.

Quando, ao Ascendente no signo de Escorpião e à Lua em Capricórnio se associa o Sol no signo de Gémeos, temos um elemento dissonante, não apenas porque o Sol  está no elemento Ar , mas também porque o Sol está colocado na 8ª casa, uma casa maléfica por excelência.

O Sol no signo de Gémeos reforça as características de poder de comunicação reveladas pela posição da Lua na 3ª casa. Indica também alguma dificuldade em manter uma identidade uniforme, criando alguns dualismos e instabilidade nos comportamentos , bem como na forma de ser e de estar em geral na vida. Gémeos é um signo mutável e a sua natureza volátil pode em parte contrabalançar a natureza fixa do signo Escorpião, que tem muita dificuldade em «deixar ir» as coisas, sem  largar o passado  e agarrando-se às velhas feridas. Gémeos, pelo contrário, nunca se apega a nada de forma definitiva, aprecia o presente e abandona-o um momento após , quando este se esvai no fumo da memória. E esta característica pode ajudar a superar alguns «tiques» da personalidade, por ex., temperando a tendência para guardar rancor por muito tempo ou para responder às provocações com formas «frias» de vingança. Gémeos traz uma nota de despreocupação a esta personalidade e isso ajuda-a a não se enterrar tão profundamente nas próprias emoções, o que permite deixá-las ir de forma mais rápida e saudável quando acabaram de desempenhar a sua função na vida destes nativos.

O Sol rege a 10ª casa e este facto, só por si, é indicativo da ambição destas pessoas em ascender a posições importantes e de relevo na vida profissional  e social. Nenhuma benesse, nenhuma honra ou posição são demasiadas para estas pessoas e elas tendem a querer chegar sempre mais longe do que já alcançaram. No entanto, a colocação do Sol na 8ª casa indica, para estes nativos, um padrão em que terão que batalhar para conquistar o seu lugar ao Sol, podendo ter que enfrentar obstáculos, atrasos, crises súbitas com perda de posição e necessidade  de lutar para reconquistar uma nova posição de liderança no seu campo de atuação.  Esta colocação do Sol nega  o sucesso imediato, fazendo com que o mérito da pessoa passe despercebido ou não reconhecido, por maior que seja. E, sendo a 8ª casa uma casa kármica por excelência, esta posição do Sol é indicadora de experiências específicas de caráter kármico, indicando lições que é preciso  aprender. Pode, no entanto, haver ganhos a partir do parceiro , de heranças, legados ou indemnizações, seguros, etc. Estes nativos podem sentir uma atração muito forte pelo oculto e escolher uma carreira em que este desempenhe o papel principal.  Estas pessoas podem procurar encontrar nos conhecimentos ocultos as fontes do seu poder.

A colocação de Sol na 8ª casa pode indicar problemas para o pai, ou saúde frágil do pai. O nativo também pode sofrer de doenças crónicas ao longo da vida , sobretudo no sistema reprodutor. Também pode ter problemas de visão.  Esta colocação do Sol não nega sucesso na carreira mas indica muitas preocupações e altos e baixos nesta área. Para que o Sol nesta posição indique heranças, dinheiro do cônjuge, etc., o Sol não deverá receber maus aspetos e, quanto mais aspetos benéficos receber, tanto maior é o potencial de ganhar desta forma.  A tradição afirma que esta posição do Sol confere muito poucos filhos.

Globalmente, esta personalidade básica é orientada para o desenvolvimento dos fatores espirituais e «ocultos» do poder pessoal, podendo enfrentar algumas dificuldades na obtenção do sucesso no plano material, antes de o alcançar.