Personalidade Básica Ascendente Sagitário Lua Aquário Sol Sagitário

ccc

A pedido dos leitores, apresentamos mais uma personalidade básica, combinando o elemento Ar e Fogo, com a particularidade de o signo do Ascendente e o signo do Sol serem o mesmo.

Quando o signo Sagitário está no Ascendente, temos habitualmente uma personalidade otimista, alegre e entusiasta, muitas vezes ingénua e com uma abordagem «limpa» das coisas e dos seres: Sagitário cultiva a  honestidade em primeiro lugar, tem necessidade de ser verdadeiro consigo próprio e com os outros e a sua atitude é muito humana, tolerante e aberta, não fosse este o signo por excelência da liberdade. Tal como  não tolera que a sua liberdade seja cerceada pelos outros, o nativo de Sagitário também vê  e respeita os outros como seres livres, sendo também um dos signos que melhor acolhe as diferenças entre os seres humanos, sejam estas refletidas na aparência física, seja nas crenças ou nos valores. Há, no entanto, limites para o que este signo aceita tolerar, nomeadamente no que se refere às qualidades ou valores que  a sua perceção considera como negativos. Sagitário é um crente entusiasta na ordem do «Bem», expurgando da sua vida  tudo o que se opõe a esse «Bem» e que coincide com os valores tradicionais . Assim, toda a atividade criminosa, a mentira, o causar sofrimento aos outros, a discriminação gratuita como o racismo e o preconceito, são rejeitados por estas pessoas com veemência.

Nos nativos de Sagitário há uma espécie de paradoxo: são muito tradicionais nos valores e nas crenças mas, ao mesmo tempo, completamente revolucionários e críticos quando, em nome de crenças ou valores, se pretende anular a liberdade dos indivíduos ou quando se usam  esses valores para, em nome deles, cometer injustiças ou crimes. A mente destas pessoas é filosófica e aberta: da mesma forma que valorizam a tradição por aquilo que ela tem de universalmente verdadeiro e bom, também a criticam  quando ela se dogmatiza e torna rígida, incapaz de acompanhar os eventos concretos da  existência. Os seres humanos  vêm em primeiro lugar sempre, tal como o direito à liberdade.

Por aquilo que foi dito, não é difícil compreender que estas pessoas são «livres pensadoras» e que não é fácil obrigá-las a estabelecer compromissos em que não acreditem. Isto porque  são pessoas de palavra e cumprem geralmente o que prometem mas exatamente por isso, gostam de manter em aberto os horizontes «para o que vier». Assim, muitos fogem ao compromisso de um casamento convencional , pelo menos até se cansarem da sua instabilidade familiar. Estes nativos são excelentes amigos mas é mais fácil manterem uma amizade a vida inteira (porque esta não faz pressão continuada num conjunto de deveres e de obrigações imediatos e constantes) do que um casamento  toda a vida. Preferem relacionamentos «informais» em que cada parceiro tem geralmente mais liberdade do que num casamento formal.

O signo Sagitário é um signo mutável e, como tal, estes nativos são irrequietos por natureza, gostando de mudar de vez em quando os cenários da sua vida, incluindo o parceiro com quem vivem, o local de trabalho (ou até mesmo a profissão), a residência… gostam de viajar e, ou são viajantes compulsivos no mundo físico (ou adeptos de caminhadas pela Natureza, passeios prolongados no exterior, etc., ) ou são viajantes do espírito, incansavelmente à  procura de mais sabedoria (que não se confunde necessariamente com «conhecimento» teórico mas é antes experiência de vida). E precisam de  ter sempre um espaço próprio alargado, sem muitas amarras ou limites.

Quando, ao Ascendente no signo Sagitário  se associa a Lua no signo de Aquário  temos a combinação ideal para formar um filósofo, investigador, um pensador e comunicador nato. Esta pessoa pode ter um elevado índice de idealismo, interessando-se pela reforma da sociedade e da justiça, vê-se a si  mesma como parte da humanidade no seu todo, mais do que como indivíduo isolado e pode dedicar uma boa parte da vida a lutar por ideais em que acredita, principalmente de caráter sociopolítico. Pode envolver-se na vida político-partidária pois, muito provavelmente, «tem uma ideia» para o seu país, comunidade, sociedade, e deseja lutar por uma realidade social e humana mais igualitária, mais livre e mais «humana». Pode ser uma estudiosa, investigadora, nas áreas referidas, ou envolver-se em projetos inovadores e pioneiros na área científico-tecnológica, como a que se relaciona com as «invenções». Existe um forte sentido de «serviço» nesta pessoa, e ela deseja fazer a diferença para contribuir de alguma forma para o avanço da humanidade, podendo mesmo fazer coincidir a sua realização pessoal com essa capacidade de fazer algo útil para a humanidade no seu conjunto ou para a sociedade de que faz parte.

A Lua rege a 8ª casa e esta é uma casa difícil embora possa acentuar o caráter espiritual desta pessoa e lhe permita aprender a valorizar as mudanças e as crises como momentos de grande aprendizagem espiritual. De qualquer forma ,estas pessoas aprendem a aceitar a efemeridade das várias situações da vida e o seu próprio conceito de segurança está relacionado com a capacidade de superar momentos de crise e de transformação pessoal, com a capacidade de  rejuvenescer após cada ciclo de crise, por mais doloroso que ele seja. Para os nativos de Sagitário. A segurança emocional representada pela Lua não está na estabilidade das situações e circunstâncias da vida, está na resiliência, nessa resistência que se vai ganhando à medida que se faz mais uma conquista sobre os bloqueios e medos internos, sobre todas as forças de inércia que impedem o desenvolvimento espiritual. Estas pessoas habituam-se às crises desde cedo e aprendem a dar-lhes um valor positivo para a sua formação humana e espiritual.

A Lua está colocada na 3ª casa.  Como regente da 8ª, aqui colocada não ajuda a realização fácil dos desejos nem as motivações pessoais nem a coragem para levar a cabo projetos ou atividades.  É muito importante, com esta colocação da Lua, ver a sua fase no momento do nascimento: uma Lua escura, minguante e próxima da Lua Nova pode trazer pouca paz mental, nervosismo e dificuldade em focar-se nas coisas essenciais e levá-las para a frente.  Mas, com esta posição, a pessoa sente um impulso para comunicar e para influenciar as massas com as suas ideias, o que pode fazer através da escolha de uma profissão na área da escrita ou da comunicação, do ensino, etc.. Pode haver dificuldades com os irmãos mais novos, ao nível do relacionamento. A Lua brilhante pode permitir uma bela voz e  uma mente muito ativa e sensível aos fatores subtis e psíquicos. Pode também haver alguns problemas com o pai ou com figuras de autoridade e , se a Lua estiver escura ou se receber o aspeto de planetas maléficos, poderá haver problemas inesperados em viagens, sobretudo as de longo alcance.  Esta é, no entanto, uma boa colocação para trazer à consciência muitos dos bloqueios emocionais  para os analisar e superar, muito útil para o desenvolvimento pessoal.

Quando, ao Ascendente no signo de Sagitário e à Lua em Aquário se associa o Sol no signo de Sagitário temos reforçadas  as características do signo de Sagitário na personalidade: esta é uma pessoa que aspira a servir de exemplo para os outros, que procura ser melhor para poder servir de exemplo e de referência a outros. É alguém com um forte sentido de propósito de vida, pelo qual aspira a ir além da realidade imediata e da sua circunstância imediata, introduzindo de alguma forma um plano de transcendência na sua vida: este pode ser uma vivência profunda de uma religião ou saber espiritual, ou de objetivos mais sociais, como lutar por uma ideologia ou causa social ou política, ambiental, relacionada com direitos (humanos ou animais),etc..

O Sol em Sagitário procura a expansão em alguma área de vida. Como esta personalidade básica é essencialmente constituída por Fogo e Ar, será de esperar que essa expansão seja feita em algum plano relacionado com conceitos, ideias e valores, e que alguma forma de expressão mental e comunicacional seja a escolhida. Mas essa causa pode absorver uma grande parte das energias desta pessoa.

O Sol rege a 9ª casa, sendo por isso o planeta potencialmente mais auspicioso para este Ascendente  e a sua colocação na 1ª casa é capaz de compensar em boa parte a regência algo problemática da Lua. Esta colocação do Sol indica sorte e uma natureza espiritual e intuitiva muito acentuada. Há um otimismo natural e espontâneo nesta pessoa que sabe, mesmo quando atravessa períodos difíceis, que isso passará, e que ela sairá dessa experiência mais forte e mais sábia. Há um dom inato de sabedoria e de fé nestes nativos, bem como uma natureza pura de caráter. Muitas pessoas consideradas «santas» têm o regente da 9ª casa colocado no Ascendente.  Se o Sol estiver forte no horóscopo, sem sofrer associações com planetas maléficos, esta pessoa será respeitada pelas suas qualidades humanas, conhecerá a honra e a riqueza. Esta posição dá também uma saúde excelente e um forte propósito de vida. Esta pessoa sabe, desde muito cedo, «para onde caminha»  e faz-se a si própria sem hesitações, num percurso que é um boa parte de «deixar para trás» o lixo emocional e recriar-se a si mesma num rumo novo de sabedoria e de compreensão. Poderá também dedicar uma boa parte do seu tempo a uma organização espiritual com a qual se identifique e através da qual escolhe realizar os seus objetivos de vida.

A colocação do Sol na 1ª casa  do horóscopo dá coragem, iniciativa, orgulho no percurso que vai construindo, embora por  vezes a pessoa passe  por momentos em que duvida de si própria, ou em que vê diminuída a sua autoestima, fator acentuado pela presença da Lua na 3ª casa do horóscopo. Mas rapidamente se «levanta» pois o Sol nesta posição dá uma grande capacidade de afirmação pessoal. Esta colocação do Sol aumenta a ambição que, nesta personalidade, se refere mais a fatores  de influência espiritual do que material  mas, indubitavelmente, este nativo deseja alcançar uma posição de autoridade, quanto mais não seja, em termos de conhecimento, experiência e saber reconhecidos.  O pai pode ser um modelo próximo para estes nativos e a sua influência na escolha do propósito de vida pode ser forte. Se não houver aspetos maléficos para o Sol, a saúde será boa.

Globalmente, esta é uma personalidade básica cujo propósito essencial é o de se transformar e crescer espiritualmente, contribuindo para melhorar de algum modo a vida  da comunidade humana próxima ou alargada, através da inspiração e do conhecimento.