Pedras e Cristais, Opala

 

 

opal2

Hoje falamos de uma pedra fascinante  mas que carrega uma  aura de má reputação, atribuída segundo alguns por Sir Walter Scott, o escritor britânico que, no século dezanove, fez furor com os seus romances históricos. Falamos da Opala.

Num desses romances, Anne of Geurstein, este escritor  atribui a esta pedra poderes maléficos e isso teria causado impacto na opinião geral, fazendo com que muitos recusem, ainda hoje, adquirir  e usar Opalas.

Esta má reputação, porém,  estende-se aos países asiáticos, onde muitas pessoas não vendem e não compram esta pedra, especialmente na cor preta, embora no século 20 se tenha assistido a uma   reabilitação da pedra , havendo muitos que afirmam usá-la há mais de 40 anos e que esta não só não lhes trouxe má sorte como, pelo contrário, lhes terá trazido boa sorte.

De uma forma ou de outra, há hoje um grande número de pessoas que apreciam esta pedra lindíssima e que não a dispensam da sua coleção de pedras e minerais. Nós incluímo-nos neste grupo.

As Opalas encontram-se em diversas cores: transparente, branco, amarelo, vermelho, laranja, verde, castanho, preto, azul e rosa. Algumas variedades possuem um brilho lustroso, havendo também exemplares opacos, ou com um brilho ceroso. Hoje em dia esta pedra é extraída em diversos locais como Austrália, México, USA.

opal1

A designação  «Opala» deriva da palavra sânscrita «upala» cujo significado é «pedra preciosa», o que revela o apreço dos antigos por esta lindíssima pedra.

Quanto às propriedades metafísicas, salienta-se a afinidade entre a Opala e o elemento Água , característica mais evidente na medida em que a pedra contém uma elevada percentagem de água. Esta afinidade com este elemento mutável revela também a sua ação favorável nos processos de mudança, afirmando-se que ajuda a enfrentar de forma positiva todas as mudanças e a construir uma vida nova superando os obstáculos.

A Opala é uma pedra de imaginação, criatividade e inspiração, melhorando estas faculdades quando é usada de forma contínua. Também se diz que melhora a memória e torna mais claros os pensamentos.

Esta pedra tem uma energia com uma vibração elevada  e tem um efeito protetor, sobretudo quando a pessoa anda por lugares perigosos.  A tradição afirma que o uso da Opala torna a pessoa «invisível» quando não quer ser notada.

opal3

No plano emocional, a Opala melhora  a postura geral em relação à vida, trazendo otimismo e entusiasmo e aumentando a alegria de viver. Também se considera que fortalece a autoestima e a perceção do Auto valor, libertando a verdadeira natureza da pessoa.

Possui um efeito suavizante, acalmando a turbulência emocional, que substitui por paz interior e um sentimento de esperança. Colocada junto do local de dormir ajuda a evitar os pesadelos e a ter sonhos felizes. Os que trabalham com os sonhos consideram-na uma pedra excelente para este trabalho.

A tradição atribui à Opala o papel de atrair o amor, tanto o sensual como o incondicional e espiritual e afirma que ela traz felicidade no amor. Esta pedra inspira o amor e a esperança, a pureza e a inocência, bem como, segundo alguns, ajuda a  felicidade.

No plano metafísico a Opala atua como um prisma no interior da aura, trazendo todo o espetro da luz para o campo de energia individual e, dessa forma, limpa o corpo emocional, o que tem por efeito aumentar a alegria de viver e a felicidade terrena. Também liberta de inibições no plano do amor. Aumenta a capacidade de intuição e de insight.

A Opala absorve e reflete a luz, sendo uma energia muito positiva quando usada na meditação. Segurar a pedra na mão quando se medita traz inspiração , orientação e compreensão profunda sobre a realidade. A sua energia pode queimar ligações e padrões negativos do passado, amplifica as emoções e trá-las à consciência para serem analisadas e superadas.

Na terapia com cristais, a Opala é usada para tratar dores de cabeça, problemas de visão e do sangue; também  ajuda a regular a insulina e na doença de Parkinson.

A Opala associa-se  primeiramente ao chakra cardíaco e da coroa, podendo associar-se com outros chakras quando a sua cor for aquela que é associada a esses chakras.

opal4

A Opala pode ser usada no ambiente para ajudar tarefas específicas que exigem criatividade , imaginação, clareza de pensamento, etc..

Assim, concluímos que a  Opala merece , sem qualquer dúvida, um lugar de destaque na nossa coleção, embora confessemos que damos preferência às Opalas de cor clara, evitando a preta (sinais da velha superstição, sem dúvida). Como habitualmente, não se esqueça de limpar   e de  programar a sua pedra, tendo em conta que ela   não é das mais robustas e exige alguns cuidados, precisando desse modo de uma limpeza mais suave,

Deixe um Comentário a sua opinião conta