Personalidade Básica Ascendente Aquário Lua Sagitário Sol Gémeos

personalidade básica Ascendenrte Aquário Lua Sagitário Sol Gémeos

Analisamos hoje a personalidade básica com Ascendente Aquário Lua Sagitário e Sol Gémeos a pedido dos leitores. Esta é uma personalidade que combina os elementos Ar e fogo.

O Ascendente no signo Aquário indica uma pessoa fortemente preocupada com  os valores associados à condição humana, com prevalência da liberdade, fraternidade e sociabilidade. Estas pessoas são idealistas e envolvem-se, com frequência, na luta ou ativismo por causas sociais que afetam grupos de pessoas com menos privilégios na sociedade. São intelectuais que usam a força da palavra e/ou da escrita para travar os seus combates, em geral de caráter ideológico. Focam-se na sociedade ou na humanidade em geral, conceptualizando e defendendo as regras que devem nortear uma sociedade justa  que contemple as necessidades de todos, segundo o modelo de vida que consideram ideal. Identificam-se com essa vida do grupo e com as experiências que os seres humanos vivem em conjunto como membros integrantes da sociedade. E, apesar de sentirem necessidade de viver numa comunidade organizada e com leis que protegem os direitos e tipificam os deveres de todos, podem envolver-se ativamente na luta contra um «sistema» político e social com o qual não concordam.  Não gostam de viver no caos mas sentem o impulso para buscar a concretização de uma vida social que corresponda aos ideais e valores mais elevados da existência humana. Para estas pessoas, não é possível a realização pessoal na vida separadamente do destino coletivo que partilham com os restantes membros da Humanidade. Uma vida isolada ou apenas contemplando os seus objetivos individuais de vida não faz sentido para eles. Querem sentir-se como parte de um todo muito maior do que eles próprios.  Por isso são em geral cidadãos ativos e conscientes, com participação cívica e política.

Esta ênfase na participação social faz com que muitos nativos com Ascendente Aquário sejam «desajeitados» ou alheados quando se trata da sua vida pessoal. Não se concentram, em geral, em tentar perceber o que é a sua identidade separadamente de tudo o que partilham em grupo. Sentem-se «despidos» e vulneráveis quando passam do «nós» pujante e vibrante que enche as sua vidas, para o «eu» que lhes soa a abstração ou coisa afastada do real. Podem, por isso, parecer não ligar muito às circunstâncias da sua vida familiar, nem participar muito nesta. Não mostram laços afetivos muito fortes nem com o parceiro de vida nem com os filhos, quando existem. É como se essa parte da sua vida se desenrolasse ao seu lado, sem uma participação muito real da sua parte. Não assumem, em geral, deveres ou responsabilidades muito firmes em relação á vida doméstica, preferindo considerar que esta se desenvolve como uma unidade autónoma a que assistem com alguma distância. Mas podem ser muito cordiais com os membros da família, que tratam como iguais, com companheirismo e com quem gostam de falar e de comunicar. Esta característica é o ponto fraco de Aquário, que precisa de se complementar com um parceiro de caráter forte e muitas vezes egocêntrico, pois este possui as características de afirmação pessoal que lhe faltam. Desde que a família não exija o assumir de muitas  responsabilidades domésticas, estes nativos podem ser o pai ideal para qualquer adolescente, pois estes identificam-se com o desligamento parental em relação aos deveres imediatos e adoram a simpatia e o tratamento de igualdade que este lhes proporciona.

Quando, ao Ascendente Aquário, se associa a Lua em Sagitário, percebemos que esta personalidade tem um cunho marcadamente intelectual e idealista. Pode ser investigadora na área da filosofia, ciência, metafísica ou religião mas é, certamente, alguém para quem a sabedoria é a dimensão mais importante da existência. Gosta de estudar e de compreender os fundamentos da realidade. Sonha também com a concretização dos seus ideais de justiça e de compaixão.  Não gosta de discriminar nem de dividir, procura antes os laços de união que ligam todos os seres na partilha de um destino comum.

A Lua em Sagitário é muito sociável e comunicativa. É «sábia», articulando primorosamente as suas experiências com a compreensão do seu significado para o desenvolvimento do propósito último da existência. E gosta de ensinar outros a encontrar esse caminho que coloca a pessoa na direção da transcendência e do divino que explica, em última análise, «porque é que existimos». Esta posição da Lua impulsiona a personalidade para ser autêntica, verdadeira e honesta, para se descobrir a si mesma nas suas perfeições e imperfeições, para se guiar pelos princípios mais elevados em termos éticos e morais. É compassiva perante as falhas desde que exista um desejo firme de as reparar e acolhe as diferenças culturais dos seres humanos como naturais e desejáveis, desde que orientadas pelo respeito em relação aos outros e pelo reconhecimento dos direitos e deveres de todos com justiça.

A Lua rege a 6ª casa e está colocada na 11ª casa. Esta é uma posição algo problemática, embora tenha alguns efeitos positivos: é bom para obter empregos que tragam boa remuneração, também é positiva para a saúde, pode indicar um tio rico que beneficiará o nativo; porém, reduz o número de oportunidades para a pessoa realizar os seus sonhos e ambições; se existirem irmãos mais velhos, haverá discórdia com estes. Os amigos não serão de confiança e não poderá contar verdadeiramente com eles, podendo revelar-se como falsos amigos. Esta é, sem dúvida, uma desventura para uma personalidade que tem uma natureza social tão forte como esta. As relações mais pessoais são as que sofrerão mais com esta posição.

A Lua está colocada na 11ª casa.    A primeira coisa a ter em conta será a  condição da Lua: está brilhante ou minguante no nascimento? Uma Lua brilhante e próxima da Lua cheia ou na Lua cheia pode ajudar bastante no que se refere à saúde e à obtenção de empregos bem remunerados.  Estes empregos podem estar relacionados com o grande público, e ter caráter social  e o nativo pode acumular bastante rendimento a partir dele. Esta posição da Lua indica inteligência. Também mostra predominância feminina nas amizades que, como referido, nem sempre se revelarão felizes, sendo provável que haja mais sorte com as amizades masculinas.  O nativo terá muitos sonhos e ambições, mas muitos poderão não se concretizar.  Poderá sofrer emocionalmente por causa dos amigos . Apesar de esta posição não garantir a sorte nos investimentos financeiros, ajuda a obter  boa remuneração  do trabalho, pelo que também não deverá haver dívidas de monta ou, pelo menos, estas poderão ser pagas sem dificuldade.

Quando, ao Ascendente Aquário e Lua Sagitário se associa o Sol no signo de Gémeos temos, para além de uma complementaridade de signos entre a Lua e o Sol, que são signos opostos  uma confirmação do caráter social e muito comunicativo desta personalidade.  Não poder comunicar , falar ou escrever é o maior suplício que se lhe pode colocar. Estes nativos vivem essencialmente no plano mental. As ideias, os seus significados e a troca delas com outros é o cerne fundamental da vida destas pessoas.

O signo Gémeos é essencialmente comunicativo, foca-se na inteligência e na vivacidade da mente para «traduzir» as experiências que vai vivendo. Faz do nativo um narrador, alguém que precisa de «contar» incessantemente, o que se vai passando na sua vida (e na dos outros, se possível), é o divulgador da mensagem, qualquer que esta seja, num afã para ligar todos os seres humanos pelo poder da palavra e do pensamento. É o jovem entusiasta por reportar tudo o que se passa à sua volta, fazendo do instante vivido um motivo de interesse para si e para os outros. Articulado com o signo oposto, Sagitário, permite ir além do plano imediato da informação para a sua integração num sistema complexo de crenças orientadas por princípios espirituais capazes de formar uma visão integrada do mundo e dos seres humanos. Esta visão pode então nutrir a consciência aquariana para usar a sabedoria na defesa de modelos de vida que melhorem de facto a existência coletiva de todos, não apenas humanos mas de todos os seres vivos.

O Sol rege a 7ª casa e está colocado na 5ª casa.  Esta é tipicamente uma boa posição para encontrar excelentes parceiros a nível pessoal e pode reduzir o impacto menos positivo da Lua. Geralmente, o cônjuge é alguém devotado, atraente, pode ser abastado e trazer  fortuna para o casamento.  A família do cônjuge permitirá também obter ganhos. O cônjuge será bem -sucedido nos negócios. A relação com o cônjuge e outros parceiros pessoais beneficia de créditos de sorte por ações passadas. Assim, estes nativos têm sorte no amor e também podem ser felizes com os filhos, se existirem.  Existe um bom karma relacionado com o casamento e talvez se repita uma experiência com alguém vindo do passado.

 O Sol está colocado na 5ª casa.  Esta posição do Sol confere grande inteligência e criatividade, embora haja também um temperamento impaciente e potencialmente irritável que «explode» facilmente. Esta posição não favorece muito a existência de filhos e, se existirem, talvez haja apenas um. Uma mulher com esta posição do Sol poderá ter tido um nascimento difícil ou ter um parto com algumas dificuldades.
O caráter agressivo do Sol prejudica a harmonia dos relacionamentos e também não garante sorte nos investimentos que, devido à posição da Lua, não são muito aconselháveis, pelo menos os que dependem da «sorte».  Pode haver o impulso para seguir uma carreira de liderança política ou institucional  e isso terá sucesso pois traz créditos por ações passadas, podendo desse modo exercer influência e autoridade numa posição em que possa beneficiar a sociedade. Pode também beneficiar do pai, pela mesma razão. Se o resto do horóscopo o confirmar, esta pode ser uma personalidade que encontra no serviço institucional prestado aos outros a verdadeira forma de realização pessoal e de concretização do seu propósito de vida.

Deixe um comentário