Personalidade Básica Ascendente Touro Lua Escorpião Sol Leão

 

Analisamos a personalidade básica Ascendente Touro Lua Escorpião Sol Leão a pedido dos leitores. Trata-se de uma personalidade composta pelos elementos Terra. Água e Fogo.

O Ascendente no signo Touro indica uma personalidade amável, tranquila, amante de todos os prazeres da vida, conservadora. Os nativos adotam cedo na vida um conjunto de princípios e de crenças que sustentam a sua abordagem da realidade e a relação com os outros e mantêm-nos pela vida fora resistindo a alterá-los. Eles constituem os alicerces de toda a sua ação futura, pela qual preparam e desenvolvem o maior número de recursos disponíveis para atingirem aquilo que é, para a sua ótica, a «felicidade». Acreditam que o ser humano nasceu para procurar a felicidade e não se furtam a trabalhar o que for preciso para a alcançar. São persistentes, dotados de resistência física e capazes de trabalhar em tarefas monótonas e rotineiras, se isso lhes permitir alcançar o objetivo de ganhar dinheiro e armazenar todos os recursos para «gozarem a vida».

Os nativos de Touro  focam a sua atenção no mundo material e sensorial.  Embora tenham um apurado sentido estético, amando a beleza e a arte, estas expressões são sempre materializadas na sua perceção e os sentidos são a forma privilegiada de «apreciar» a vida. Esta é uma manifestação contínua de sabores, texturas, perfumes, sons, imagens e emoções ou estados do corpo. Tudo o que não tem raízes na Terra é incompreensível para a sua sensibilidade. Isto é aceitável, uma vez que o signo Touro representa a materialização das qualidades do espírito daí que estas pessoas prefiram sempre a realidade concreta e sensorial  a qualquer teoria ou visão intelectual sobre ela.

As pessoas com Ascendente Touro baseiam a sua existência e  felicidade em duas áreas fundamentais: o trabalho e os rendimentos como forma de sustentar a vida- armazenando o mais possível todo o tipo de recursos que sejam vistos como «valiosos»- e a construção de uma família, a partir da qual possam perpetuar a sua linhagem, fazendo a continuidade entre gerações. Umas e outras são as suas posses e são realmente muito ciosos delas, não gostando de partilhar com mais ninguém «o que lhes pertence». Têm dificuldade em reconhecer, por ex., no que se refere às posses materiais, quando estas são suficientes, continuando a acumular mais e mais até ao limite das suas possibilidades; e têm ciúmes se os membros da família- e mais ainda o cônjuge- dividem o seu afeto com outras pessoas, sejam estas quais forem. São ciumentos pois tendem a preservar «tudo»  o que têm e é inútil tentar convencê-los de que as pessoas não são objetos e, como tal, não podem tornar-se posse de ninguém. Podem reagir com grande irritação e agressividade quando se consideram  traídos ou quando não recebem afeto da mesma forma que o dão a outros. Gostam de absolutos, detestam a mudança e, para eles, quando se ligam a alguém «é para sempre» sendo por isso dramático o sentimento de desconfiança em relação ao parceiro ou parceira de vida ou em relação aos que consideram amigos. Exigem lealdade absoluta e isto quer dizer que, se alguém é seu amigo, é «apenas» seu amigo. Quando conseguem esta lealdade a sua vida é uma sucessão calma de prazeres e satisfação que partilham e distribuem por todos os que lhes são próximos.

Quando, ao Ascendente Touro se associa a Lua no signo Escorpião, temos uma dinâmica de signos opostos e isso reflete-se muito provavelmente nos comportamentos e atitudes desta personalidade que intensifica a tendência para o ciúme,  para uma abordagem da vida  que divide todos os seres humanos em duas partes irreconciliáveis: os que são a favor  de si e os que são contra si, não havendo facilmente meio termo. A tendência geral do Ascendente Touro para  uma expressão simples e não atormentada das suas vivências aqui inverte-se e, em vez de uma expansão otimista e tranquila, extrovertida e descomplicada, aparece uma subjetividade que duvida, desconfia, cria ressentimentos pelos agravos que sente, deseja vingar-se para se ressarcir e é bastante mais atormentada do que  o pacífico signo Touro.

A Lua em Escorpião cria uma dinâmica na personalidade que faz com que o nativo se sinta mais seguro em ambientes instáveis  em termos emocionais, em situações de tragédia ou mudança brusca das condições de vida, muitas vezes traumáticas e pode, de forma mais ou menos inconsciente, provocar tais situações quando as coisas «correm demasiado bem» ou com demasiada estabilidade à sua volta. Esta Lua necessita de, ciclicamente, passar por uma renovação total que destrua as circunstâncias existentes , obrigando a efetuar uma reviravolta total no seu modo de vida. Para a Lua em Escorpião, a segurança advém do processo de passar pelo trauma e renascer completamente. Não sabe ser feliz na pachorrenta monotonia de uma vida sempre igual.

A Lua rege a 3ª casa e está colocada na 7ª casa. Esta posição indica uma natureza em que os desejos são fortes e a pessoa tem motivação capaz de concretizar os seus esforços. Estes terão sucesso, de acordo com a configuração global do horóscopo. Pode haver irmãos a residir no estrangeiro e  trazem benefícios para o nativo. No que se refere ao casamento, no entanto, esta não é uma posição muito favorável porque  dá a tendência para entrar em muitas e contínuas paixões de caráter sexual. Assim, é um forte indício de que haverá, ao longo da vida, uma intensa vida sexual fora do casamento e escondida. Também pode indicar a mesma tendência por parte do cônjuge. Estabelecer relacionamentos deste tipo é, para esta personalidade, uma aventura a que tem dificuldade  para resistir.

 A Lua está colocada na 7ª casa. Estando colocada naquele que é o seu signo de debilitação, é de todo fundamental estabelecer se a Lua estava na fase brilhante no momento do nascimento. Esta pode ser uma posição muito feliz para o casamento mas, no caso presente, em que os tumultos e mudanças radicais na identidade advêm dos relacionamentos pessoais, não é de esperar que esta seja uma área calma de vida. A manipulação emocional de parte a parte pode ser intensa e mesmo destrutiva e é provável que haja mais do que um casamento. O cônjuge pode ser doente, extremamente emocional, fraco, ou causar humilhação ao nativo (devido a ter relacionamentos escondidos extraconjugais). Uma espiral de agressões mútuas, físicas ou psicológicas pode acontecer, num padrão de relacionamento que é sempre conturbado. Por vezes pode haver morte do cônjuge cedo. Uma atmosfera de ciúme, raiva e ressentimento é o fermento pelo qual esta personalidade pode recriar-se  continuamente até ser capaz de encontrar em si mesma o apoio emocional e o suporte para crescer de forma mais saudável , possibilidade que leva, em geral, um bom número de anos a conseguir atingir.

Quando, ao Ascendente Touro e Lua Escorpião se associa o Sol no signo Leão,  um signo focado em si mesmo como centro da sua auto criatividade, percebemos que esta personalidade tem de facto uma oportunidade para usar o seu potencial criativo para superar todos os problemas inconscientes que estão implicados na Lua em Escorpião. Pode aprender a iluminar-se a si mesma e, dessa forma, iluminar outros.

O Sol em Leão transporta em si uma generosidade inata, uma vontade forte de iluminar tudo à sua volta, com a Luz que traz dentro de si. E a luz do Sol é capaz de iluminar a sombria Lua em Escorpião, talvez adotando como modelo a figura paterna na infância pois é provável que a mãe tenha dado pouco apoio, ou porque tinha um comportamento instável em termos mentais e emocionais, ora afetuosa ora indiferente ora por outras razões, tendo o pai surgido como modelo fundamental de orientação para a vida. O Sol está dignificado e , tendo uma relação de 4ª casa com a posição da Lua, pode bem acontecer que  tenha sido «pai e mãe» em simultâneo na vida da criança.  O Sol dá criatividade, sorte, talvez também herança de bens materiais que fornece uma boa matriz de vida para o futuro, vontade de ter um destino especial e único, capacidades de liderança. Pode haver uma tendência para alcançar posições de poder   a nível institucional e governamental.

O  Sol rege a 4ª casa e está colocado na casa que rege. Esta posição do Sol indica excelente educação, talento e grande interesse para negócios imobiliários, compra e venda de veículos, gestão da riqueza acumulada pela família, proximidade aos pais, especialmente o pai. Posse de casas, carros, terras, riqueza da família, predisposição espiritual. Os processos de finalização são suaves e pacíficos ( e o mesmo acontece com o final da vida).

O Sol está colocado na 4ª casa. Esta posição do Sol não é favorável para a felicidade emocional a menos que o Sol receba o aspeto de algum planeta benéfico. É , no entanto, uma excelente posição para o sucesso material.  De acordo com a força global do horóscopo, o nativo será dono de imobiliário, carros, terras, pode atingir posições de topo na carreira,  pode ter poder e influência social. Herda propriedade paterna  e recebe benefícios do pai. O seu poder aumenta na última parte da vida. Terá uma educação esmerada e obterá graus académicos superiores. Mas a relação com  a mãe pode ser  prejudicada e a felicidade subjetiva pode estar ausente na invisibilidade do seu sucesso material e  de uma carreira brilhante. Assim, esta personalidade básica parece ter por objetivo essencial de crescimento  ir para além do seu ego individual e encontrar uma carreira, uma missão de vida pela qual projete na sociedade e/ou na comunidade alargada uma nova luz  capaz de, pelo que dá de si aos outros, se iluminar a si própria e, por consequência, encontrar um sentido novo para a sua  vida pessoal.

Globalmente, esta é uma personalidade básica com grande potencial de desenvolvimento e transformação pessoal a partir da relação com os outros a nível pessoal (o aspeto mais  difícil) e da capacidade de prestar serviço global à comunidade /sociedade.

Deixe um comentário