Personalidade Básica Ascendente  Capricórnio Lua Caranguejo  Sol Virgem

Personalidade Básica Asc. Capricórnio Lua Caranguejo Sol virg.

Respondemos a mais um pedido dos leitores analisando a Personalidade Básica Ascendente  Capricórnio Lua Caranguejo  Sol Virgem, composta pelos elementos Terra e Água. Esta personalidade inclui uma dinâmica de signos opostos (Capricórnio e Caranguejo).

O Ascendente no signo Capricórnio denota uma personalidade ambiciosa, séria, reservada, com uma consciência clara das hierarquias sociais e com o objetivo forte de subir por essas hierarquias até ao máximo que o seu esforço é capaz de conseguir.  foca-se no trabalho e na ideia de acumular bens e alcançar um status melhor do que o seu ponto de partida.  A sua imagem social e posição social, obtendo o respeito dos outros, é a primeira preocupação  da sua vida.  Até onde conseguirá ir  depende , para além das configurações do horóscopo, da força e posição de Saturno. Este obriga em geral a trabalhar muito e permite uma ascensão lenta e gradual, a menos que haja fatores muito benéficos a influenciar o destino pessoal /planetas que regem boas casas fortes e dignificados.

Saturno em geral obriga a subir na vida através de algum contributo para a sociedade; permite o sucesso mas obriga a servir. Estes nativos precisam, deste modo, de ter o dom do serviço, o que nem sempre é fácil pois são mais movidos pela ambição do que pela emoção.

O Ascendente no signo Capricórnio torna a personalidade pragmática, ligada à terra, especialmente à vida social, aos costumes e valores aceites pela comunidade e obediente às regras que definem a ordem social. É respeitadora do «princípio da autoridade»  e acredita que as autoridades, as leis e as regras em geral são necessárias para manter a ordem e a justiça possível, na sociedade.  Por vezes, no entanto, não se importa de «contornar as regras», se isso lhe trouxer benefícios pessoais, contanto que os outros não tenham conhecimento disso. Ou seja, estes nativos mantêm uma irrepreensível imagem pública, sem mácula e totalmente respeitável mas, por vezes, no segredo da vida privada, podem ser bem diferentes, se essas regras se opuserem aos desejos e objetivos que pretendem alcançar a nível pessoal.

Emocionalmente, estas pessoas são pouco responsivas, não sabendo lidar com a parte emocional de si próprias nem dos outros. Sentem-se mais à vontade mantendo uma distância formal em relação aos outros e usando a disciplina para não se sentirem fragilizadas perante ninguém. Têm dificuldade em sentir empatia com os outros e não se comovem com o sofrimento, dificuldades ou problemas que possam sentir pois aprenderam pela própria experiência a enfrentar tudo isso sozinhas e a superar as adversidades da vida sem se permitirem fraquezas. À medida que o tempo passa e na última parte da vida, acabam por manifestar a dimensão emocional de forma bem mais aberta e imediata mas, até chegarem aí, magoam-se a si próprias e aos que lhes são próximos com frequência e focam-se na carreira, nos objetivos práticos que lhes podem dar nome, riqueza, reputação e podem fortalecer a sua autoestima como pessoas que , pelo mérito, «chegaram longe». E orgulham-se de si próprias porque, efetivamente, seja qual for o ponto de partida, ao longo da vida melhoram pelo próprio esforço esse ponto inicial e tornam-se figuras respeitadas na sociedade.

Quando, ao Ascendente Capricórnio se associa a Lua no signo Caranguejo, signo oposto de Capricórnio, compreendemos que, na vida desta personalidade, um dualismo psicológico acompanhará o desenvolvimento da identidade até que a pessoa consiga integrar os aspetos significados por ambos os signos na sua maneira de ser. E isso em geral não se faz sem luta.

A Lua no signo Caranguejo mantém o lado conservador de Capricórnio, a ligação à Terra, ao local onde se nasceu, á Pátria e à família como as bases da vida terrena. Ajuda esta personalidade a compreender a importância de um bom apoio da comunidade e de uma ligação forte com as instituições  locais e pode acontecer que esta pessoa se torne bem conhecida na sua comunidade por se envolver nas atividades institucionais  como o governo local, a escola, as instituições de apoio social ,ao nível da sua gestão. Estes nativos são excelentes organizadores e gestores, podendo ter sucesso no âmbito das estruturas locais de poder como juntas de freguesia, de instituições de proteção social, etc. São bons a lidar com a burocracia e a definir regras de apoio aos serviços de proteção , de defesa, etc..

A Lua no signo Caranguejo é motivada para cuidar de uma família mas esta pode ser vista como a comunidade alargada da aldeia, cidade ou vila e estes nativos dão excelentes autarcas, gerindo com sabedoria e sem desperdício os fundos locais . No plano pessoal, educam os filhos para subirem na sociedade, dando-lhes acesso a uma boa educação académica e incutindo-lhes o «espírito de ambição»  e também de serviço, levando-os a considerar que o desempenho de funções sociais tem a vantagem de permitir uma boa ascensão social e também de prestar serviço aos outros.  No plano  individual exprimem um dualismo, sendo capazes de momentos de empatia e compassividade e sendo, em outros, implacáveis na submissão ao dever ou à «responsabilidade».

A Lua rege a 7ª casa e está colocada na 7ª casa.  A Lua  lança aspeto para o Ascendente, o que beneficia o nativo, dando-lhe uma aparência atraente, ao mesmo tempo que também aumenta a vitalidade e a força física.  O cônjuge será também atraente, terá excelentes qualidades (desde que a Lua e a 7ª casa não sofram aflições) e poderá alcançar excelente sucesso e ter sorte na vida. Isto poderá ser ainda mais evidente se a Lua estiver brilhante no nascimento. A segurança destas pessoas consiste grandemente na ligação com um parceiro de vida que pode trazer também  um bom status social, riqueza, etc. para o casamento.

A Lua está colocada na 7ª casa. Está dignificada no próprio signo pelo que isso pode indicar grande felicidade no casamento e também em outras parcerias pessoais. O nativo casa com alguém de sucesso, atraente, talentoso e inteligente. Mantém laços afetivos muito fortes com o cônjuge e assume o casamento como um compromisso para a vida. Estando dignificada, o casamento pode durar ao longo da vida, se não houver aflições para a 7ª casa. O casamento pode ser uma ligação afetiva e também de benefício material  pois os parceiros podem coadjuvar-se na direção de algum negócio que prosperará, ligando assim as características do sucesso material com a felicidade conjugal. Se a Lua estiver forte, para além de ocupar o próprio signo, ajudará todas as dimensões da vida a prosperar e permite grande felicidade, tornando estas pessoas num verdadeiro pilar para a comunidade onde vivem.

Quando, ao Ascendente Capricórnio e Lua Caranguejo se associa o Sol no signo Virgem,  o caráter pragmático desta personalidade acentua-se  e permite à pessoa alcançar um potencial grande sucesso, pois aguça as capacidades analíticas do pensamento, dando a estas pessoas uma inteligência prática que pode ser muito útil numa carreira científica de investigação ou carreira em que a inteligência analítica é essencial, que lhe dá a capacidade de analisar de forma fina todos os processos em que estiver envolvida

O Sol no signo Virgem tem  uma dimensão kármica de serviço inerente, ao qual é difícil escapar pelo que esta personalidade pode ver-se confrontada com uma profissão em que terá que prestar serviço aos outros, ajudando a diminuir de algum modo o fosso entre os que tudo têm e os mais frágeis da sociedade. Embora Capricórnio seja pouco dado a «compreender» as fragilidades  humanas que fazem de alguém um «sem abrigo»,  uma pessoa explorada ou desprovida de energia suficiente para lutar pelos seus direitos, o signo Virgem ajuda a compreender que essa é uma realidade, embora nem sempre dê o impulso para mudar isso, pois acredita que exploradores e explorados, pessoas de bem e criminosos sempre existiram e pouco há a fazer em relação a isso.  Mas a Lua em Caranguejo e o Ascendente em Capricórnio podem fazer sentir que é obrigação do nativo e da sociedade ajudar essas pessoas pelo que pode acontecer que esta personalidade se dedique a tentar regular as instituições, na medidas das suas possibilidades, para atenuar a dor e a injustiça  de que é alvo uma parte da sociedade, esquecida pela maioria.

O Sol rege a 8ª casa  e está colocado na 9ª casa. Esta não é uma boa posição do Sol porque arruína a sorte e reduz as boas oportunidades na vida. Tem, no entanto,  o efeito positivo de aumentar a longevidade. Mas os pontos menos positivos são em maior número. A relação com o pai pode ser complicada, ou o pai pode morrer cedo ou ter uma vida difícil.  A relação com a espiritualidade pode ser conflituosa, esta pessoa tem dificuldade em sentir esperança, quando passa por problemas na vida e pode perder a fé, recusar a religião e a espiritualidade. Pode também considerar que não vale de nada ter bons princípios e valores elevados.

O Sol está colocado na 9ª casa. Aqui o Sol pode proporcionar mudanças radicais na identidade da pessoa, através da crítica de posições filosóficas religiosas, espirituais.  A pessoa é extremamente crítica em relação a todas as crenças aceites,  podendo rejeitar as crenças religiosas recebidas pela educação, os valores espirituais representados pelo pai, professores, figuras de autoridade em geral. Sendo, por temperamento, conservadoras e respeitadoras da tradição, estes processos de crítica pelos quais a pessoa abandona ciclicamente os valores que norteiam a sua vida podem causar bastante tumulto. Porém, esta «perda cíclica» de referências, talvez causada por desapontamento em relação ao que acreditava ser verdade e se revela «falso» aos seus olhos, é um processo necessário pois a  identidade muda ciclicamente ao ser privada das suas referências e crenças habituais.

Globalmente esta é uma personalidade básica que tem oportunidade de desenvolvimento material e espiritual sobretudo através do desempenho de funções socias e profissionais.

 

This site is protected by wp-copyrightpro.com

%d bloggers like this: