Um Outro Olhar sobre os Nakshatras Revati

Nakshatra Revati

O Nakshatra Revati  ocupa a extensão entre 16º 40’ até 30º do signo Peixes. Astronomicamente situa-se no círculo de estrelas, na estrela Zeta Piscium A.

A divindade protetora é um dos 12 Adityas, Pushan, o condutor, o pastor, aquele que mostra o caminho. É o nutridor e protetor dos viajantes e dos animais. Inicialmente esta divindade estava associada ao Sol. Também aparece associado a Soma (Lua) como protetor do Universo. É o guia na jornada para o outro mundo e também o protetor dos rebanhos; é também o que traz prosperidade. Mais tardiamente tornou-se um dos Adityas e regente de Revati.

O regente astrológico é Mercúrio.

O símbolo do Nakshatra Revati é um Peixe  a nadar no mar e um Tambor. O peixe indica espiritualidade elevada e remete também para o signo Peixes. O tambor marca o tempo, indicando o último dos Nakshatras.

O grupo (Gana) de Revati é deva, divino.

A motivação primária é Moksha, iluminação espiritual.

A pedra de Revati é a Esmeralda.

A árvore sagrada de Revati é a árvore do mel, cientificamente designada Madhuka Longifolia.

A shakti de Revati é o poder de nutrir com o leite, lembrando que este Nakshatra dá prosperidade através da criação de gado e das colheitas. O Nakshatra dá apreço pelas coisas agradáveis da vida e é um dos Nakshatras mais favoráveis para o desenvolvimento espiritual.

A regência é de Mercúrio, enquanto Júpiter rege o signo Peixes. Existe alguma tensão entre a tendência intelectual de Mercúrio que se prende aos pormenores do dia-a-dia e não aprofunda muito as teorias e conceitos e a perspetiva mais filosófica e universalista de Júpiter. Porém, os nativos não sentem mentalmente esta tensão e mudam de opinião facilmente e sem preocupações de monta. Têm sorte, vivem no presente e não se preocupam em ligá-lo com o passado nem têm visões do futuro. Não aprofundam muito o conhecimento mas vivem felizes.

Revati é o «regente dos animais», livre e preocupando-se com os pormenores do ambiente imediato em que se encontra. Os nativos são poupados às preocupações da maioria em relação à sustentação da vida e têm sorte, tendo em geral  conforto financeiro. Estas pessoas gostam de proteger os seres mais frágeis: crianças e animais. Assim, encontram-se com frequência na área da veterinária, abrigos e defesa dos direitos dos animais, na proteção de crianças em risco, etc. Na proteção das crianças protegem também muitas vezes a mãe da criança em risco. São muito devotados aos filhos quando existem e aos animais.

O instinto protetor é tão forte nestas pessoas que, no caso dos homens, são capazes de casar com uma mãe para ajudar e proteger o filho desta. São também frequentemente pais adoptivos, podendo ter filhos biológicos em simultâneo.

Os nativos de Revati são moderadamente altos e têm boa constituição física. São honestos ao lidar com os outros e independentes. Magoam-se facilmente. Têm dificuldade em guardar segredos. Não acreditam nos outros cegamente mas , uma vez ganha a sua confiança, apegam-se com facilidade. Zangam-se facilmente, explodindo no momento com fúria mas atuam de acordo com os princípios em que acreditam. No entanto também se precipitam a tirar conclusões antes de tempo e são supersticiosos. São os mais religiosos de todos os Nakshatras e seguem a ortodoxia em relação à religião, sendo rígidos na observação das suas regras e o mesmo acontece em relação aos princípios em que acreditam. São ambiciosos, determinados e teimosos e angustiam-se perante a possibilidade do mínimo falhanço. Gostam de História, cultura, especialmente das antigas civilizações, e também gostam de ciência. Podem ter sucesso também na área da poesia e da medicina, ou em funções da administração pública, podendo alcançar notoriedade numa destas áreas. Normalmente estabelecem a sua vida  fora do local em que nasceram,  o que pode coincidir com um país estrangeiro ou um local distante do país natal.

Vencem na vida pelo próprio esforço e talentos naturais e mudam de emprego com frequência. Até aos 50 anos trabalham mais do que recebem pelo seu esforço, não ganhando mais do que a média. A partir dos 50 anos isso melhora. Entre os 23 e os 26 anos terão um bom período. Mas, entre os 27 e os 42 anos, enfrentam muitos problemas tanto a nível financeiro como social e pessoal.  A partir dos 50 anos têm finalmente uma vida estável e sem preocupações. Não recebem ajuda do pai nem dos familiares. Estas pessoas não beneficiam deste modo dos que lhes são próximos   mas o casamento é, em geral, bom, o cônjuge tem boas qualidades.

No que se refere à saúde são propensos a sofrer de febres, problemas nos dentes, intestinos e ouvidos.

As mulheres com o Ascendente em  Revati têm problemas de audição, têm bons princípios de moral e são populares entre as outras mulheres. Gostam muito de animais e apreciam o trabalho do lar, sendo boas decoradoras e designers. Mostram um rosto sempre sorridente, os olhos são em geral pretos ou castanhos e o cabelo é encaracolado.

Os homens com o Ascendente em Revati  são em geral atraentes fisicamente e têm muitas vezes um sinal na coxa.  Podem ser franzinos e pouco robustos. São ligados aos amigos e à família.  São amáveis e bons anfitriões e têm uma natureza muito sociável.  O seu destino não é ficarem ricos mas acumulam as boas coisas da vida através do próprio esforço. São sensatos no uso dos recursos. São inteligentes e são bons conselheiros para os que passam por problemas na vida.

1º Pada- 16º 40’ a 20 º do signo Peixes- Regência de Júpiter, Navamsa de Sagitário. Este pada é o mais otimista, filantropo e feliz do Nakshatra. Os nativos são de baixa estatura, têm um andar pesado. Possuem dinheiro e propriedades, podem ser advogados, juízes, ou magistrados. Podem tornar-se figuras muito conhecidas e de relevo na sociedade. O casamento é feliz mas pode terminar de forma trágica. O nativo é generoso, tranquilo e feliz, não dependendo dos amigos.  Sofre de problemas gástricos e de indigestão. Estas pessoas deixam-se levar pelo entusiasmo e pelo fervor com que acreditam em alguma coisa, nem sempre escolhendo a melhor causa. são capazes de defender com todos os meios aquilo em que acreditam, podendo  chegar ao fanatismo.

2º Pada- 20º a 23º 20’ do signo Peixes. Regência de Saturno, Navamsa de Capricórnio.  os nativos deste pada são práticos, com excelentes capacidades de organização. Gostam de estudar ciências e cultura, história, etc. O lado prático e realista destas pessoas faz com que não assumam crenças cegas tão facilmente. Fisicamente  têm baixa estatura e um andar pesado. Possuem dinheiro e propriedades, podem ser advogados, juízes, ou magistrados. Podem tornar-se figuras muito conhecidas e de relevo na sociedade. Sofrem de problemas gástricos de indigestão .Os planetas benéficos naturais  aqui colocados tendem a gerar equilíbrio no modo de ser e de viver. Planetas maléficos naturais podem dar um excesso de ambição.

3º Pada- 23º 20’ a 26º e 40’ do signo Peixes- Regência de Saturno, Navamsa de Aquário.  Este é um pada  com energia humanitária mas que tem mais facilidade em expressar-se no plano das ideias do que no plano material.  No primeiro ano de vida os nativos podem sofrer ferimentos ou doença. Fisicamente têm baixa estatura e um andar pesado. Possuem dinheiro e propriedades, podem ser advogados, juízes, ou magistrados. Podem tornar-se figuras muito conhecidas e de relevo na sociedade. Sofrem de problemas gástricos e de indigestão.

4º Pada- 26º 40’ a 30 º do signo Peixes. Regência de Júpiter, Navamsa de Peixes. Os nativos são eternos sonhadores e deixam-se levar com facilidade pela emoção e ligação a certas crenças e causas. Tal como sucede com o 1º pada, podem precipitar-se na escolha das crenças e causas e tornarem-se fanáticos. Fisicamente têm baixa estatura e um andar pesado. Possuem dinheiro e propriedades, podem ser advogados, juízes, ou magistrados. Podem tornar-se figuras muito conhecidas e de relevo na sociedade. Sofrem de problemas gástricos  e de indigestão.  Os planetas benéficos tendem a não dar resultados visíveis no plano material. Para obter bons resultados neste plano, planetas como Marte e Saturno podem dar bons resultados.

Os planetas benéficos como Júpiter, Lua, Vénus e mercúrio quando não está associado a planetas maléficos dão bons resultados em geral em Revati. Ketu aqui colocado é bom para a vida espiritual, produzindo desligamento com o plano material.