Nakshatra da Lua Krittika

Colocação da Lua no Nakshatra Krittika

Krittika é um Nakshatra com regência do Sol e , quando a Lua está aqui colocada,  gera muitas vezes a necessidade de a pessoa ser reconhecida pelos talentos e méritos pessoais. Esta anseia pelo reconhecimento da sua inteligência,das capacidades criativas, talento artístico, etc., gostando de estar no centro das atenções.

O Nakshstra de Krittika situa-se nas Plêiades, um sistema estelar que contém 9 sóis. A colocação da Lua no 1ª pada, ocupado pelo signo Carneiro, tem mais facilidade em exprimir a energia deste Nakshatra pois o regente do signo Carneiro, Marte, tem relação de grande  amizade com o Sol. Assim, os nativos com a Lua neste pada são altamente entusiastas e brilham de forma radiante em tudo o que fazem. São autónomos e bem -sucedidos na vida.

A colocação da Lua nos restantes padas do Nakshatra envolve maiores dificuldades de equilíbrio emocional pois ocupam uma parte do signo Touro cujo regente, Vénus , tem inimizade com o Sol, regente do Nakshatra.

A vida destes nativos é em geral bem sucedida no plano público  em que  conseguem brilhar e alcançar admiração dos outros mas esta é muitas vezes oposta à vida privada, na qual há muitas vezes conflito, animosidade, guerra, servindo para purgar o indivíduo internamente «cortando a direito como uma faca».

Os nativos com a Lua em Krittika  são inteligentes´, autónomos e criativos. Mas o seu espírito crítico pode ser muito mordaz e afetar os outros, ferindo os seus sentimentos. Possuem um espírito brilhante que pode fazer deles excelentes entertainers e gostam de se ocupar   com tarefas em que precisam de cortar. Também apreciam o fogo  e podem escolher actividades em que é preciso manusear o fogo. Gostam de calor e de se expor à luz solar.

Estas pessoas sentem inclinação para a política e podem alcançar cargos de direcção ou liderança política, tornando-se os autores centrais em papeis de protecção tradicional, capazes de lutar pela manutenção dessas tradições. Desejam chamar a atenção dos outros sobre si e dar a conhecer o que  avaliam como ideias brilhantes, sentindo o impulso para «iluminar» os outros. Podem fazê-lo através da performance dramática, canto, poesia  ou outro talento especial qualquer.

A colocação da Lua nos padas – 2,3,4- ocupados pelo signo Touro, pode implicar dificuldades para a generalidade das mulheres, devido à relação de animosidade entre a Lua e Vénus. Por causa disso, as mulheres com a Lua nesta colocação podem ter que lutar bastante pelo sucesso  na vida pública. Para serem bem -sucedidas não lhes bastarão as qualidades venusianas (capacidade de negociação, mediação, etc.) precisarão de exibir as qualidades do Sol, a sua persistência e grande força de vontade.  Também enfrentam dificuldades emocionais durante um longo período, com falhanços numerosos em que lidam com homens de sucesso e com os quais se torna difícil encontrar pontes de equilíbrio e de acordo.

Os nativos com a Lua no Nakshatra Krittika precisam de sentir a aprovação pública dos outros. Receber elogios e reconhecimento público tem o efeito de interiormente lhes dar grande segurança emocional, confirmação interna do próprio valor através do reconhecimento público pelo trabalho, atividade política, serviços prestados aos outros. Precisam de sentir o aplauso, a admiração e estima do público e, quando isso lhes falta pode haver, como resultado, um sentimento de depressão e de esvaziamento do auto valor. Isto acontece porque estas pessoas adquirem um sentido da sua individualidade a partir dos elogios, do reconhecimento que os outros lhes dão, tanto em termos pessoais, como sociais e profissionais. Há com frequência um dualismo no modo como estes indivíduos se percecionam: por um lado, quando recebem elogios dos outros sobre as suas competências sociais e profissionais, podem ter-se em grande conta a esse respeito; porém, devido à tendência interna para flutuações do humor, a perceção  sobre si próprios pode ser bastante diferente dessa imagem externa e ser menos positiva do que esta. A vida emocional e os relacionamentos próximos podem sofrer bastante devido ao «hábito cortante» de criticarem, o que os leva a literalmente, a «cortarem» ou despedaçarem os laços que os ligam aos parceiros. Fazem-no com frequência como estratégia de defesa emocional. Podem usar as palavras como facas cortantes dirigidas aos outros. Podem também ser vingativos, impacientes e intolerantes. Podem manifestar um perfecionismo extremo. Conseguem mentir com grande segurança, dando a impressão de merecer sempre louvores.

O pada do signo Carneiro mostra uma personalidade incisiva, crítica, observadora e capaz de apontar certeiramente todos os «defeitos»; os nativos são hábeis e cortantes críticos sociais. No plano pessoal, têm um apetite voraz, precisando de exercício físico contínuo para gastar todas as calorias que ingerem. Adoram comer e também gostam muito de cozinhar. Gostam de estar junto da cozinha e do fogo que cozinha os alimentos. São apreciadores de bons vinhos e, em geral, de todos os prazeres sensuais, em especial ligados ao toque. Podem tornar-se viciados em comida, bebida e sexo. Comem muitas vezes por motivos de segurança emocional.

Os nativos dos padas do signo Touro são igualmente vorazes no apetite, associando a comida com a sensualidade dos sentidos.

Fisicamente não são sempre bonitos (as) mas conseguem ter um charme e encanto que lhes é conferido pela energia solar que rege o Nakshatra. A personalidade é entusiasta- pelo menos quase sempre- e atrai a confiança dos outros.

Psiquicamente, os nativos com a Lua no Nakshatra de Krittika sentem uma fome imensa de atenção e de nutrição em todos os aspetos. Tal é, em geral, causado por falta de atenção necessária da mãe que pode rejeitar a criança, embora possa revelar em público atenção, rejeitando-a no entanto em termos emocionais. Assim, isso gera, como consequência, primeiramente, o esforço da criança para chamar a atenção da mãe e, posteriormente, comportamentos de compensação da falta de amor materno sob a forma de comer e /ou beber compulsivamente, como substituição dessa atenção , ao mesmo tempo que, internamente, começa a nascer um complexo de auto culpabilização pela falta de atenção que recebe, o que cria na identidade complexos que juntam revolta em relação ao agente maternal e culpa dirigida a si mesmos. O desejo de serem apreciados e elogiados torna-se de tal modo  imperioso que, para o conseguirem, usam a crítica e a língua afiada contra os outros, que veem como obstáculos a  conseguirem a atenção e a estima  que desejam para si próprios- desmerecem os outros para ocuparem o lugar destes na atenção daqueles com quem interagem.

Embora tenham razões de queixa e ressentimentos por causa da falta de amor precoce da mãe, podem, no entanto, elogiá-la continuamente em público. Mas, na vida privada, os que têm cônjuges femininos criticam -nos continuamente por, na sua ótica ,não lhes darem suficiente atenção, estima, e não se interessarem pelo sucesso que alcançam. Podem também recear que o cônjuge não lhes dê a satisfação emocional e sexual de que necessitam.

Quando a Lua está no primeiro pada está ainda no signo Carneiro e a pessoa é muito ativa e exprime-se de forma física. Mas estas pessoas também são espirituais e aspiram à purificação e têm um forte sentido moral e/ou religioso. Estão dispostas a fazer realmente algo para tornar a realidade melhor. Desejam corrigir os erros da sociedade. Primeiro diagnosticam essas falhas, usando a sua mente crítica e depois informam os outros dessas falhas, dando conselhos sobre a melhor forma de superar  o que «está mal». Podem ser bons políticos, protetores sociais, advogados, que lutam para melhorar a sociedade. Esforçam-se por mostrar aos outros e à sociedade como ter uma realidade melhor, podendo mesmo correr riscos físicos para isso.

Quando a Lua está no segundo pada a mente equilibra-se e fica purificada pelo fogo solar, que a torna muito criativa e estável. A Lua tem a sua máxima exaltação neste pada. Os nativos anseiam pela estabilidade em todos os aspetos da vida. Têm uma voz bonita e agradável e são gentis no falar. O pensamento destas pessoas é muito claro e sabem com certeza aquilo que desejam. A pessoa precisa de sentir que é respeitada e é, de algum modo, uma «autoridade» reconhecida pelos outros. Pode ascender aos níveis mais elevados da sociedade  e usa a inteligência para se tornar mais poderosa ,influente e com alto estatuto. É   disciplinada e focada em acumular e manter grandes posses. Sente-se atraída pelo poder, tanto no plano politico como financeiro. Seja qual for a sua ascendência, pensa sempre em voar alto até ao cume da sociedade e do poder.

Quando a Lua está colocada no 3º pada mantém a tendência para a estabilidade mas estes nativos têm uma mente muito inquisitiva que os leva a querer saber e investigar, a aumentar o seu conhecimento e usam o conhecimento para conseguir alcançar segurança. Estas pessoas encontram- se no campo científico e tecnológico e estão dispostas a descobrir novas coisas, têm a mente aberta e desejam compreender e saber mais sobre a realidade. Preocupam-se menos com a conquista de riqueza material e status e preferem enriquecer-se com cultura e conhecimento. Também desejam usar o seu conhecimento para melhorar o mundo.

Quando a Lua está colocada no 4º pada  as pessoas desejam alcançar segurança e estabilidade através de processos criativos, de aquisição de bens, de aperfeiçoamento moral . Os nativos do 4º pada são muito emocionais e isto intensifica-se à medida que vão envelhecendo. Desejam criar laços com os outros, são maternais com os outros. Quando são jovens  gostam de viajar e exprimir-se através de todo o tipo de emoções gratificantes. Mas gostam de estar isoladas, de fazer caminhadas pela Natureza, que lhes traz um sentido especial de equilíbrio. Têm uma ligação profunda e emocional com a Natureza. Na juventude podem envolver-se em atividades artísticas como a dança, a literatura e poesia, artes plásticas etc..e estas atividades ajudam-nas a construir a própria identidade. Gostam também de fazer meditação.