Trânsito de Júpiter em Escorpião- Ascendente Aquário

Trânsito de Júpiter em Escorpião Ascendente Aquário

No próximo mês de outubro, mais precisamente no dia 11, Júpiter abandona o signo Balança entrando no signo  Escorpião. Por um período um pouco inferior a um mês, entre 29 de março e 23 de abril, irá permanecer praticamente estacionário no começo do  signo Sagitário numa espécie de antecipação do seu trânsito seguinte anual.  Voltará a ficar em movimento retrógrado mas agora no signo Escorpião, entre o dia 31 de maio e 27 de junho. O trânsito pelo signo Escorpião terminará no  dia 4 de novembro de 2019.

Júpiter estará, durante este novo trânsito, no signo Escorpião, um signo amigo. Daqui, lança aspeto para os signos Peixes, Touro e Caranguejo, dois signos de água, cuja natureza emocional é prevalecente e um signo de Terra, cujo caráter pragmático pode ajudar a conter alguns excessos emocionais.  Porém, todos os signos de Água estarão implicados neste novo trânsito de Júpiter e, desse modo, a ênfase estará colocada nos processos de transformação, purificação, nutrição e cuidado, criatividade e imaginação, na necessidade de proteger e de ser protegido. A energia de Touro, sensorial e terrestre, tanto pode ajudar  a construir e acumular novos recursos como pode oferecer resistência aos processos profundos de mudança que irão ser ativados por este novo trânsito de Júpiter.

Pode ler um artigo sobre os efeitos gerais do novo trânsito de Júpiter aqui.

Efeitos Gerais  do Trânsito de Júpiter em Escorpião-  Ascendente Aquário

Marte, regente do signo Escorpião, tem uma relação neutra com Saturno   e este é inimigo de Marte pelo que os efeitos deste trânsito podem ser algo  desafiadores. Júpiter e Saturno têm por seu lado uma relação neutra.

Júpiter  rege a 2ª e a 11 ª casas do seu horóscopo sendo por isso, por si só, um indicador forte de ganhos e  de riqueza. Neste novo trânsito vai  estar  na 10ª casa  do seu horóscopo. E, ao longo deste período, pode trazer novas oportunidades de carreira que melhorem o seu status e posição social e permitam aumentar os ganhos. A carreira e profissão serão potencialmente as fontes privilegiadas dos ganhos durante este trânsito. O círculo social  e amizades influentes podem ter um papel privilegiado na sua vida profissional e contribuir para o aumento de rendimentos e para a melhoria da sua imagem pública. Haverá uma expansão das  atividades profissionais, o que significa que poderá ter menos tempo para dedicar à vida familiar. Esta pode, no entanto, ver melhorada a sua imagem e reputação ao longo deste trânsito. Novas oportunidades para ocupar cargos de responsabilidade e de liderança irão surgir, acompanhados de reconhecimento e uma positiva imagem pública. Tais cargos podem assumir um caráter social e político e envolver interação alargada com o grande público. Isto, se por um lado é um fator de prestígio para si, será também uma exigência em termos de responsabilidade, ocupando muito do tempo que poderia ser usado na vida privada ou familiar. Deveres sociais alargados e de múltiplas origens e naturezas podem agora surgir.

Se ocupar posições em que o seu trabalho orienta ou aconselha outros, seja na área financeira, seja no ensino ou investigação (ou na atividade política e social) agora terá uma sabedoria acrescentada por Júpiter e que causará o aumento de credibilidade e de prestígio da sua imagem. Nas posições de liderança que ocupar será um canal de sábia orientação e compreensão. Se tem trabalhado para ocupar um incontestado cargo de líder em alguma posição social que presta serviço a outros, agora Júpiter dignificará essa posição, levando a que seja investido(a) de autoridade, prestgio e respeito por parte de pares e da sociedade em geral.

A energia de Júpiter a transitar pelo signo de Escorpião promove, no entanto, uma transformação profunda dos processos burocráticos estagnados e você será, provavelmente, o canal desses processos, podendo conduzir a novas formas de organização e novos processos de regulação mais eficientes, mais humanos e menos burocráticos. Um novo olhar sobre os processos sociais envolvidos na sua atividade profissional permitirão ver o que outros não conseguiram ver antes e proceder a reformas que podem ser  importantes. Se tem atividade na área do direito ou como deputado(a) no plano politico pode contribuir para alterar legislação e regulamentos mais adequados às necessidades reais da sociedade. O signo Aquário é um signo com uma missão universalista e os seus nativos são os instrumentos desse poder coletivo de estruturar e dar ordem. Por isso, num trânsito pela 10ª casa, as oportunidades para ocupar cargos da máxima liderança são multiplicadas no âmbito da atividade profissional. A sua voz, decididamente, será ouvida neste período.

Ao longo deste trânsito Júpiter  lança aspeto para a 2ª casa que rege, para a 4ª casa e para a 6ª casa, por onde transita Rahu até Março de 2019. O trânsito para a 2ª casa favorece a acumulação de todo o tipo de bens e de riqueza, conhecimento e competências. Ajuda as atividades que recorrem ao uso da voz (incluindo a realização de palestras, discursos, ensino) e também melhora o ambiente familiar. As propriedades da família, a mãe, as raízes profundas da comunidade em que nasceu ou vive recebem também o aspeto favorável de Júpiter podendo multiplicar-se os bens e aquisições familiares, ao mesmo tempo que as interações entre os membros da família são calorosas. O aspeto de Júpiter para a 6ª casa enfatiza o papel do serviço, a capacidade que você terá para compreender as necessidades das pessoas mais frágeis da sociedade, as vítimas de exploração de todos os tipos e dá-lhe a sensibilidade para estar atento (a) a essas pessoas  de modo a «fazer justiça» e contribuir com mais igualdade para todas elas.

Durante a primeira fase deste trânsito, quando Júpiter transitar pelo Nakshatra Vishakha entre 11 e 27 de outubro de 2018, no 4ª pada, com regência da Lua, você será provavelmente menos perturbado (a) pela energia deste Nakshatra do que outros devido à disciplina que, em geral exerce sobre as emoções, sendo raro que as deixe «soltas e sem controlo». Este é um excelente período para refletir sobre todas as injustiças sociais, todas as vítimas do sistema e organização social que não protegem os mais fracos e pactuam com a sua exploração e desrespeito. Provavelmente quererá investigar a fundo os casos conhecidos dessa exploração, na comunidade de que faz parte ou nas instituições a seu cargo.  E não «deixará pedra sobre pedra» enquanto não encontrar as causas de tudo isso. E pode, desse modo, auxiliar os processos de transformação social, muitas vezes lentos demais e privilegiando sempre os que são mais beneficiados.

O trânsito de Júpiter pelo Nakshatra Anuradha entre 27 de outubro e 27 de dezembro 2018, um Nakshatra com regência de Saturno, será potencialmente um período muito criativo em que poderá colocar em prática modelos de organização social mais justos para todos recorrendo à concretização de acordos e negociações. A sua  postura não é, em geral, a de rejeitar a realidade existente, é antes de  reformar o que já existe na certeza de que o futuro só é possível a partir de uma ligação com o passado.   E a energia deste Nakshatra, que procura organizar e estruturar, colocar «em ordem» o que estava caótico ou desorganizado adapta-se maravilhosamente a si que anseia por uma sociedade mais justa e igualitária em que a diferença entre os que têm acesso aos privilégios de topo e os que praticamente não têm quaisquer direitos e são marginalizados, seja finalmente reduzida  para que cada ser humano veja reconhecida a sua dignidade.

Entre 11 e 26 de novembro, quando  Júpiter transitar pelo 2º pada de Anuradha,  com regência de Mercúrio  que rege a 8ª casa no seu horóscopo, poderá receber dinheiro de herança, indemnização, legado, etc.  Este é um pushkara navamsa o que significa que pode produzir  ganhos materiais relevantes, de acordo com o potencial global do horóscopo.

O trânsito pelo Nakshatra de Jyestha, cujos padas têm a regência de Saturno e Júpiter, mas cujo regente astrológico é Mercúrio, pode ser-lhe  bastante benéfico especialmente se tem uma atividade ligada à investigação científica e académica,  atividade comercial, vendas, escrita, ensino, atividade de aconselhamento político, social ou financeiro. A energia deste Nakshatra ajuda a alcançar uma posição de autoridade no seu campo de atuação, de reconhecimento e de liderança. E durante o longo período em que Júpiter vai transitar por este Nakshatra, os papeis de liderança que desempenhar poderão fortalecer-se e granjear-lhe excelente reputação , ganhos e autoridade.

Durante 25 dias, entre 29 de março e 23 de abril, Júpiter transita no começo de Sagitário no Nakshatra Moola. Este é um Nakshatra de Ketu e o 1º pada tem regência de Marte. Este pode ser um período de intensa procura da «verdade» que define a humanidade no seu sentido essencial e coletivo. Qualquer investigação que levar a cabo neste período sobre os problemas sociais, a organização da sociedade e os grupos de influência poderá marcar em  definitivo qualquer programa de reformas que decida empreender. E poderá ganhar a determinação, persistência e força para levar a cabo qualquer novo projeto, imbuído desta compreensão profunda que vai ter da realidade, na imensa teia que se estabelece no plano coletivo da existência comum da humanidade. Se tiver atividade política, poderá ser agora um (a) visionário(a) do que deve ser feito. Sendo o corregente de Escorpião, Ketu pode impulsionar processos de transformação profunda a nível coletivo humano e espiritual, promovendo  menos materialismo e procura de privilégios pessoais e mais respeito e direitos para todos.

O curto período em que Júpiter vai transitar pelo Nakshstra Moola, no início do signo Sagitário, entre 29 de março e 23 de abril e em que transita pela 12ª casa é  também um período em que poderá considerar que o maior ganho que pode ocorrer é o do desenvolvimento de uma consciência coletiva mais justa e menos agarrada aos bens e privilégios materiais.

Nestes 25 dias, entre 29 de março e 23 de abril, em que Júpiter fica no começo de Sagitário no Nakshatra Moola no 1º pada é preciso contar  também com o facto de se tratar de um ponto gandanta no qual as energias de Marte e Júpiter têm dificuldade em integrar-se. Embora este possa ser um período de profunda inspiração para compreender verdades profundas ,também pode ser um período de crise em que, mais do que tentar ser protagonista do que se passa na sua vida, assiste passivamente às circunstâncias que o (a) atingem.

Até 29 de março Júpiter transitará  em movimento direto por todos os padas do Nakshatra Jyestha, fazendo uma breve incursão, como referimos, pelo Nakshatra Moola entre 29 de março e 23 de abril. No dia 23 de abril volta a entrar no signo Escorpião, transitando em movimento retrógrado pelo 4º pada de Jyestha até 31 de maio e pelo 3º pada entre 31 de maio e 27 de junho, dia em que regressa ao movimento direto e transita agora no 3º pada de Jyestha mais uma vez e depois também em movimento direto no 4º pada entre 17 de outubro e 4 de novembro, data em que volta a entrar no signo Sagitário e no Nakshatra Moola, 1º pada para mais um trânsito anual.

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2018

Poderá Gostar de Ler