Trânsito de Júpiter em Escorpião- Ascendente Capricórnio

Trânsito de Júpiter em Escorpião Ascendente Capricórnio

No próximo mês de outubro, mais precisamente no dia 11, Júpiter abandona o signo Balança entrando no signo  Escorpião. Por um período um pouco inferior a um mês, entre 29 de março e 23 de abril, irá permanecer praticamente estacionário no começo do  signo Sagitário numa espécie de antecipação do seu trânsito seguinte anual.  Voltará a ficar em movimento retrógrado mas agora no signo Escorpião, entre o dia 31 de maio e 27 de junho. O trânsito pelo signo Escorpião terminará no  dia 4 de novembro de 2019.

Júpiter estará, durante este novo trânsito, no signo Escorpião, um signo amigo. Daqui, lança aspeto para os signos Peixes, Touro e Caranguejo, dois signos de água, cuja natureza emocional é prevalecente e um signo de Terra, cujo caráter pragmático pode ajudar a conter alguns excessos emocionais.  Porém, todos os signos de Água estarão implicados neste novo trânsito de Júpiter e, desse modo, a ênfase estará colocada nos processos de transformação, purificação, nutrição e cuidado, criatividade e imaginação, na necessidade de proteger e de ser protegido. A energia de Touro, sensorial e terrestre, tanto pode ajudar  a construir e acumular novos recursos como pode oferecer resistência aos processos profundos de mudança que irão ser ativados por este novo trânsito de Júpiter.

Pode ler um artigo sobre os efeitos gerais do novo trânsito de Júpiter  aqui.

Efeitos Gerais  do Trânsito de Júpiter em Escorpião-  Ascendente Capricórnio

Marte, regente do signo Escorpião, tem uma relação neutra com Saturno   e este é inimigo de Marte pelo que os efeitos deste trânsito podem ser desafiadores.

Júpiter  rege a 3ª e a 12 ª casas do seu horóscopo e vai transitar pela 11ª casa. A 3ª casa é uma casa de comunicação e movimento, desejo e esforço, de motivação, indicando pequenas viagens, divulgação da informação, coragem para defender novos pontos de vista, atividade literária ou artística, especialmente música e dança. É também uma casa de trabalho com as mãos feito com criatividade , como acontece com os artesãos, músicos, etc. A 12ª é uma casa de retiro, de privacidade, de intimidade, por vezes também de perda, aprisionamento ou isolamento, de exílio em país estrangeiro. Júpiter não é a energia mais positiva para o seu Ascendente mas pode indicar aprendizagem de competências que permitem ter sucesso num país estrangeiro, devido ao esforço próprio. Ao transitar pela 11ª casa, a casa da comunidade alargada, do círculo social – que hoje em dia pode estender-se a muitas pessoas, devido ao uso da tecnologia da informação e das redes sociais- pode permitir obter ganhos a partir de negócios e iniciativas que usam as tecnologia da informação para desenvolver uma imagem e reputação que ultrapassam a fronteira do país de origem. Pode igualmente permitir ganhos de atividade literária ou artística, conferências e palestras, etc. a 11ª casa é também a casa dos amigos influentes na sociedade  e representa o lugar que se conquista na sociedade. E os amigos podem ajudar a melhorar essa imagem pública, levando naturalmente a uma posição social mais vantajosa se Júpiter for forte no horóscopo. Mas, se não for, pode perder amizades e gastar mais do que aquilo que ganha.

Neste período Júpiter lança aspeto para a 3ª casa, que rege, a 5ª e a 7ª casa. A 3ª e a 5ª são casas de criatividade e de inteligência e a influência expansionista de Júpiter ajuda a expandir os seus projetos, pode melhorar a criatividade e ajuda a alcançar bons resultados em atividades ligadas à vida académica e artística. Os investimentos e atividade especulativa podem também dar bons frutos neste período. E também o jogo, se o resto do horóscopo suportar. Também pode aumentar o número e a qualidade das parcerias e permitir obter bons resultados na área dos negócios. Todas as parcerias beneficiam com o aspeto de Júpiter, sendo mais fácil  e cordial o relacionamento com todos os tipos de parceiros, incluindo o de casamento. O aspeto de Júpiter para a 7ª casa ao mesmo tempo que Rahu transita nesta casa pode indicar casamento, se for esse o seu desejo.

Durante este novo trânsito terá oportunidade de alargar o seu círculo social e bem sabemos como dá importância a ter «bons contactos» que podem fazer a diferença quando se trata de procurar realizar as suas ambições. É provável que se veja envolvido (a) em projetos que envolvem largas organizações. Alguns dos seus amigos podem trazer á luz ligações escondidas no grupo social alargado e isso pode ser um fator catalisador de processos de transformação, tanto da forma como se interliga com as instituições como com as fontes de rendimento. Terá uma sensibilidade mais apurada para entender todos os sistemas de conexão e ligação entre pessoas e instituições e será capaz de estender esse modelo à compreensão de todas as ligações que conectam os vários aspetos da realidade à sua volta. Este pode ser um período de crescimento dos seus ganhos financeiros podendo estes ganhos vir de atividades comerciais, extração de produtos mineiros, para além dos referidos atrás.

Durante a primeira fase deste trânsito, quando Júpiter transitar pelo Nakshatra Vishakha entre 11 e 27 de outubro de 2018, no 4ª pada, com regência da Lua, o desejo de conhecer algum segredo que exista em relação aos parceiros pessoais ou ao seu círculo social pode causar uma obsessão para «escavar» a fundo todos os indícios. O que pode vir a descoberto pode ser fonte de choque ou trauma na sua forma de ver a realidade e na confiança que deposita nas instituições  e nas pessoas que as gerem.

O trânsito de Júpiter pelo Nakshatra Anuradha entre 27 de outubro e 27 de dezembro 2018, um Nakshatra com regência de Saturno, será potencialmente um período mais calmo pois, apesar da inimizade entre a energia de Marte e de Saturno, Saturno é o regente do seu Ascendente.  E a energia deste Nakshatra, que procura organizar e estruturar, colocar «em ordem» o que estava caótico ou desorganizado adapta-se maravilhosamente a si que gosta de estabilidade. Este é um belíssimo período para formar acordos e contratos  de todos os tipos (incluindo o de casamento) para que perdurem no tempo e de acordo com o respeito pelos interesses de todos os envolvidos.

Entre 11 e 26 de novembro, quando  Júpiter transitar pelo 2º pada de Anuradha,  com regência de Mercúrio  que rege a 9ª casa da sorte no seu horóscopo, poderá ver surgir novas oportunidades de aumentar os rendimentos de forma muito substancial.  Este é um pushkara navamsa o que significa que pode produzir  ganhos materiais relevantes, de acordo com o potencial global do horóscopo.

O trânsito pelo Nakshstra de Jyestha, cujos padas têm a regência de Saturno e Júpiter, mas cujo regente astrológico é Mercúrio, pode ser-lhe  bastante benéfico especialmente se tem uma atividade ligada à investigação, atividade comercial, vendas, escrita, ensino, etc. a energia deste Nakshatra ajuda a firmar a autoridade, em especial no plano intelectual, de comunicação, atividade académica etc. Mas, se esta energia pode ter o efeito de o(a) catapultar como «uma posição e opinião que conta», pode igualmente fazê-lo(a) surgir como alguém que tem dificuldade em ouvir as opiniões  dos outros e impõe a sua própria posição, sem aceitar as demais. Esta característica, quando Júpiter transita pela 11ª casa, pode não ser a melhor para lhe permitir tirar partido do círculo social de amizades para atingir os seus objetivos.

Durante 25 dias, entre 29 de março e 23 de abril, Júpiter transita no começo de Sagitário no Nakshatra Moola. Este é um Nakshatra de Ketu e o 1º pada tem regência de Marte.. Este pode ser um período em que sente o apelo profundo de ir além dos objetivos materiais e descobrir a dimensão espiritual e mesmo ascética que também é inerente a Capricórnio, e pode apetecer-lhe- pelo menos provisoriamente- afastar-se dos objetivos puramente materiais e ligados ao lucro para se focar no serviço prestado à comunidade por razões espirituais. Pode resultar em sentimentos algo confusos e contraditórios em que, aquilo que sempre valorizou mais, de repente lhe parece sem sentido. Quem sabe, pode igualmente ser uma experiência   bastante inspiradora.  Sendo o corr egente de Escorpião, Ketu pode impulsionar processos de transformação profunda a nível espiritual através da avaliação do seu papel na comunidade global dos seres durante este período.

O curto período em que Júpiter vai transitar pelo Nakshstra Moola, no início do signo Sagitário, entre 29 de março e 23 de abril e em que transita pela 12ª casa é  também um período em que o sentido que tem dado às conquistas materiais , riqueza e estatuto social podem ser profundamente questionados, numa experiência de alguma angústia por verificar como todas essas conquistas podem ser apenas uma ilusão.

Nestes 25 dias, entre 29 de março e 23 de abril, em que Júpiter fica no começo de Sagitário no Nakshatra Moola no 1º pada é preciso contar  também com o facto de se tratar de um ponto gandanta no qual as energias de Marte e Júpiter têm dificuldade em integrar-se. Embora este possa ser um período de profunda inspiração para compreender verdades profundas, também pode ser um período de crise em que, mais do que tentar ser protagonista do que se passa na sua vida, assiste passivamente às circunstâncias que o (a) atingem.

Até 29 de março Júpiter transitará  em movimento direto por todos os padas do Nakshatra Jyestha, fazendo uma breve incursão, como referimos, pelo Nakshstra Moola entre 29 de março e 23 de abril. No dia 23 de abril volta a entrar no signo Escorpião, transitando em movimento retrógrado pelo 4º pada de Jyestha até 31 de maio e pelo 3º pada entre 31 de maio e 27 de junho, dia em que regressa ao movimento direto e transita agora no 3º pada de Jyestha mais uma vez e depois também em movimento direto no 4º pada entre 17 de outubro e 4 de novembro, data em que volta a entrar no signo Sagitário e no Nakshatra Moola, 1º pada para mais um trânsito anual.

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2018