Personalidade Básica Ascendente Sagitário Lua Gémeos Sol Capricórnio

Personalidade Básica AScendente Sagitário Lua Gémeos Sol Capricórnio

Personalidade Básica AScendente Sagitário Lua Gémeos Sol Capricórnio

Analisamos mais uma personalidade básica a pedido dos leitores, a  personalidade básica Ascendente Sagitário Lua gémeos Sol Capricórnio que tem a particularidade de incluir signos opostos e é composta pelos elementos Fogo, Ar e Terra.

O Ascendente no signo Sagitário produz uma personalidade otimista, entusiasta, amante do saber e da verdade. Gosta de refletir e de encontrar a ligação entre as coisas e as suas causas, razão pela qual sente natural afinidade com a Filosofia e a Espiritualidade.

Esta é também uma personalidade associada com a procura do «Bem» no sentido de «Virtude», ou «caminho reto», em termos éticos, movendo-se por princípios que segue na sua vida para se sentir bem consigo mesma.

Porém, esta Virtude ou «Bem» que atrai a personalidade de Sagitário é diferente da «virtude» tal como a vê a personalidade movida por Saturno , que identifica essa virtude ou «Bem» com a Lei, seja esta a lei do código penal seja a lei do costume ou tradição, ou conjunto de regras vigentes numa dada sociedade.

A personalidade de Sagitário vai mais além na procura desse «Bem» identificando-o com o transcendente, com o que está para lá da «lei dos homens» e tem natureza divina. Assim, estas pessoas não são dogmáticas, embora possam agarrar-se a uma «noção de verdade» que a sua intuição lhes diz que é «a certa» e tenham muitas vezes a tendência para «falar de cátedra», quando expõem as suas opiniões.

Mas a grande diferença é que, quando o fazem, sentem inteiramente e de forma intuitiva que isso é expressão da verdade e não por qualquer formalismo do «costume» ou da lógica desligada da vida.

Os nativos de Sagitário apoiam-se nas próprias experiências de busca do sentido da vida e da realidade e nas intuições que vão tendo acerca disso para defenderem as suas posições.

Estas são por isso legitimamente consideradas «sabedoria» porque são mais do que um mero saber decorado e apropriado de forma exterior. São mais do que conceitos, são vivência interna e, por isso, estas pessoas são naturalmente ouvidas pelos outros e respeitadas  pelas sua opiniões.

Apesar de terem uma mente aberta, no entanto, estes nativo sentem igualmente atração pelo saber mais antigo, de fontes que a tradição considera sagradas. E isto acontece porque estão convencidos de que a realidade à sua  volta obedece a uma matriz cuja manifestação segue padrões eternos e sagrados.

Esta a razão pela qual também sentem atração pela religião. Mas, ao contrário do que, por vezes se diz, Sagitário não respeita os rituais sagrados apenas pelo seu formalismo esvaziado- o que tem mais a ver com Saturno- fá-lo por sentir, na dimensão profunda de si próprio, que exprimem verdades arquetípicas universais.

Mas nem todos os nativos de Sagitário se tornam filósofos ou enveredam por uma via mística ou religiosa.  E isso deve-se ao facto de Sagitário ter a ver com a síntese e união de todos os opostos, com a compreensão da unidade básica e fundamental da vida.

Assim, estas pessoa amam a Natureza e não têm uma visão negativa do mundo físico. Pelo contrário, podem ser desportistas talentosos, sobretudo de desportos ao ar livre e na Natureza. Amam a liberdade e essas práticas fazem-nos sentir livres e «sem limites».

Estas qualidades também os levam a decidir, muitas vezes, permanecer celibatários, ou estabelecer relacionamentos sem a formalidade do casamento, que podem ver como «uma prisão». Amam a aventura, a procura incessante do que está para além da vida imediata e, por isso, as obrigações rotineiras podem ser difíceis de assumir, a menos que o elemento Terra seja também forte no horóscopo.

Quando, ao Ascendente Sagitário se associa a Lua no signo Gémeos criando uma dinâmica de signos opostos, vemos facilmente que esta é uma personalidade com uma forte componente mental, curiosa e sempre à procura de respostas para novas questões.

O problema é que a curiosidade de Gémeos é mais «superficial» e momentânea ou tem caráter mais prático e discursivo, exigindo um constante «diálogo interno» em que a pessoa critica, analisa, discrimina e essas operações lógicas podem inibir o caráter intuitivo da «verdade» de Sagitário.

Sagitário não procura «explicar» a verdade a que chega, quando esta atinge a mente no pensar, simplesmente  «sente» ou intui que esta é verdadeira e isso chega-lhe, pois a verdade é uma experiência interna de ligação entre vários aspetos que pareciam desligados ou sem conexão.

Mas a mente lógica de Gémeos faz o inverso, «parte» o todo em fragmentos para, logicamente, poder observar os pormenores. Assim, enquanto não tiver amadurecido, esta personalidade pode sentir-se confusa sobre o que deve ou não considerar como «verdadeiro».

Mas, com o passar do tempo, terá a possibilidade de associar a intuição e o poder lógico da razão para ligar as «partes» ou pormenores discriminados por Gémeos na síntese global e holista que é obtida por intuição e operada por Sagitário.

A Lua em Gémeos precisa do conforto da lógica e do conhecimento do que se passa à sua  volta para sentir segurança e equilíbrio emocional. Precisa de estar «ligada» aos outros através de alguma forma de comunicação, de preferência falada e imediata mas também escrita.

A sua identidade faz-se da narrativa constante das experiências que vai vivendo por isso, esta era de tecnologia da informação permite-lhe concretizar, esplendidamente, a necessidade de falar, trocar ideias e impressões a cada momento.

Embora Sagitário precise de algum recolhimento, para além dos encontros sociais e da convivência com os outros e possa refrear, de algum modo, esta tendência de Gémeos para «estar sempre em rede» e a comentar incessantemente os pormenores que a sua perceção capta, esta é uma personalidade que também necessita de falar- e pode falar bastante –  e de comunicar o que pensa, e vive.

Por outro lado, pode ajudar a dar um cunho prático ao conhecimento que Sagitário vai aprofundando.

A Lua rege a 8ª casa e está colocada na 7ª casa. Esta posição pode indicar um cônjuge ou outros parceiros doentes e com uma vida difícil. Não favorece a felicidade das parcerias nem do casamento, podendo ser indicativa de divórcio e obstáculos ou desentendimentos.

Salvo outras indicações que alterem isto, esta posição da Lua não aconselha formar parcerias de negócios nem a residência por longos períodos em terras distantes. Também pode indicar parceiros com falta de autoestima e autoconfiança.

A Lua está colocada na 7ª casa. Esta é considerada uma posição afortunada para o casamento e as parcerias. Porém, no caso presente, a Lua é regente de uma casa dusthana indicadora de obstáculos e perdas por isso este significado tradicional pode perder-se.

Porém, uma coisa é certa: para esta personalidade, a relação a dois é muito importante, e há a tendência para se focar no parceiro como o aspeto mais importante da sua vida. Mas poderá não encontrar facilmente a felicidade nesta área. A posição da Lua na 7ª casa torna o nativo romântico, apaixonado e sensual e isto é tanto mais reforçado pelo facto de a Lua ter a regência da 8ª casa.

Por outro lado, é também totalmente dedicado ao parceiro e dificilmente porá, por escolha sua, fim ao relacionamento. Mas a Lua  é  também  extremamente mutável e, quando está na 7ª casa ,pode indicar um bom número de relacionamentos/casamentos, originados não por escolha do nativo mas tendo como causa o parceiro.

Esta área dos relacionamentos será o fator catalisador de mudanças inesperadas e causadoras de trauma, na vida desta personalidade embora as razões possam variar. Mas será obrigada a transformar a sua identidade pessoal por via dos relacionamentos pessoais que formar ao longo da vida.

Quando, ao Ascendente Sagitário e Lua Gémeos se associa o Sol no signo Capricórnio,  um signo de Terra, vemos que esta personalidade é equilibrada pela posição do Sol, podendo «trazer» para o plano da concretização e do desenvolvimento pessoal de todos os recursos, as ideias e conhecimento para desenvolver uma vida materialmente confortável.

O Sol no signo Capricórnio produz ambição, orientação para estabelecer uma posição social de relevo, orienta a pessoa para se integrar na sociedade e respeitar os seus valores, regras e hierarquia.

Assim, esta personalidade concilia o respeito pelas  regras existentes com o desejo de encontrar uma verdade mais fundamental e espiritual mas sem descurar o esforço mundano para «obter posses».

O sol colocado em Capricórnio indica grande capacidade de trabalho e esforço para atingir os seus objetivos  e indica que as posses serão adquiridas de forma gradual e pelo próprio esforço e que esta personalidade dá mais valor ao que possui porque foi conseguido com o seu próprio trabalho.

Mas gosta de ter posses, de as acumular e de ganhar, através delas, o reconhecimento social pelo seu «valor».

As posses podem, no entanto ,ser também de natureza intelectual . Esta personalidade  pode acumular conhecimento e fontes de conhecimento como livros, ao longo da vida e o seu «património» mais estimado pode justamente ser este ligado ao saber e à cultura. Saturno, o regente de Capricórnio.

Torna mais lentos todos os processos por isso o Sol neste signo atrasa a concretização dos objetivos ligados à área significada pela casa onde se encontra.

O Sol rege a 9ª casa e está colocado na 2ª casa. O Sol é o planeta mais auspicioso para esta personalidade.  Por estar colocado na casa das posses, assegura, desde que não sofra aflições, sorte na aquisição de riqueza e bens de todos os tipos.

Favorece também as qualidades associadas à fala: esta personalidade pode ter o dom da oratória, da escrita, terá uma boa instrução e pode atingir um elevado grau académico. Pode receber bens do pai e terá uma ligação forte com este como modelo de valores e princípios. A vida familiar, se não houver outros fatores em contrário, é feliz.

O Sol está colocado na 2ª casa.  As opiniões dividem-se com os que consideram esta posição como semi- maléfica para os assuntos da 2ª casa e os que consideram que é uma boa posição.

Na verdade ,isto deve-se ao facto de a 2ª casa ser de natureza neutra e, deste modo, é necessário que o Sol receba aspetos de planetas benéficos ou ter natureza funcional benéfica, o que acontece sem dúvida para esta personalidade, em que o Sol rege a casa mais auspiciosa do horóscopo, sendo por isso uma influência positiva para os assuntos da casa.

Se houver aspetos negativos para o Sol, pode haver problemas na aquisição de riqueza e problemas financeiros e o processo educacional (escolar) pode sofrer quebras. Segundo a tradição, o Sol aflito na 2ª casa pode levar a falar de forma rude ou a dizer mentiras e a vida familiar sofre perturbações.

Porém, quando o Sol recebe bons aspetos ou é funcionalmente benéfico, como é o caso, isso não sucede e a pessoa acumula riqueza , tem o dom da palavra escrita e falada e tem um rosto atraente. Poderá, no entanto, haver perdas financeiras causadas pelo governo ou figuras de autoridade (impostos, decisões legislativas que prejudicam  a aquisição de riqueza, etc.).

Globalmente, esta é uma personalidade que pode desenvolver grandes potencialidades no plano mental e dos conhecimentos, devendo passar por experiências relacionais e emocionais que obrigarão a transformação e rejuvenescimento da identidade e sobre as quais terá pouco controlo , não podendo impedir o seu surgimento.

Deixe um comentário a sua opinião conta