Nakshatra da Lua Hastha

artesão a trabalhaar

Quando a Lua está colocada  no Nakshatra de Hasta, os nativos sentem-se confortáveis a fazer trabalhos manuais, podendo ser muito apegados a todo o tipo de artesanato. A realização de tarefas com as mãos, desde as «artes femininas» tradicionais de confeção de tapetes, tricot e croché aos trabalhos com outros materiais faz com que  estas pessoas se sintam realmente confortáveis. Estes nativos são simultaneamente artísticos e pragmáticos, pois gostam de produzir objetos e trabalhos que, não apenas sejam decorativos, mas também sejam  úteis.

Estas pessoas não prestam muita atenção à sua aparência, preferindo roupas e calçado confortáveis em vez de vestuário elegantes mas pouco prático. Sentem necessidade de mostrar as suas  competências na realização de objetos e artefactos com as mãos, sentindo conforto emocional e autossegurança na consciência de saberem fazer coisas com as mãos. Seja qual for a área em que trabalhem- desde as artes artesanais  ao uso de  um instrumento musical , realização de desenho gráfico ou manejar o bisturi do cirurgião, procuram atingir uma técnica perfeita  e têm orgulho dessa técnica.

É comum também gostarem de trabalhar com instrumentos e objetos mecânicos, especialmente os que exigem precisão e minúcia nos detalhes. Lidar com instrumentos e trabalhar com as mãos é um meio de estas pessoas atingirem o equilíbrio e bem -estar emocional.

Gostam de ter sempre as mãos  ocupadas a fazer alguma coisa, incluindo as tarefas domésticas em casa. Mesmo nos tempos de lazer, as mulheres, quando veem televisão por ex., gostam de, ao mesmo tempo, fazer tricot ou croché, aplicar-se num bordado, etc. e o mesmo acontece quando estão a conversar com outros. Os «clubes» das amigas que, ao mesmo tempo em que «põem» a conversa em dia fazem tricot ou croché, ainda fazem parte da memória embora, nos dias de hoje, muitas dessas «tarefas de fada do lar» tenham sido substituídas pelas atividades no tablet e no telemóvel. Mas mesmo as gerações mais novas gostam de cozinhar, costurar, em suma, envolver-se na essência criativa do trabalho manual que é uma forma de sentirem satisfação emocional e, ao mesmo tempo, encontrarem algo de útil para fazer. Mesmo quando têm posses e podem ter empregado(a) doméstico(a), gostam de cozinhar e de fazer algumas tarefas da lida doméstica. Os empregados, de resto, são tratados como membros da família.

Estas pessoas precisam de cuidar e proteger os outros e podem encontrar-se com facilidade no voluntariado a ajudar os mais velhos, os doentes, as crianças. Se for necessário, são mesmo capazes de dar abrigo.

Para estes nativos, o corpo , em especial as mãos e os dedos, são uma forma fundamental de linguagem e estas pessoas definem-se em grande parte a partir dessa linguagem de gestos e de tudo o que são capazes de fazer com as mãos. Podem ser artesãos a produzir objetos de louça em barro mas também escultores, desenhadores, pintores de mérito. O trabalho que fazem com as mãos é uma das formas preferidas de se verem a si mesmos e reconhecerem a sua identidade. Assim, se forem músicos de talento, é a partir dessa capacidade trabalhada e disciplinada, e do esforço que lhe dedicam, que se veem e autoidentificam; se forem escritores, é também nessa atividade que encontram o padrão principal daquilo que os define. Os que usam ferramentas orgulham-se de serem «perfeitos» nesse uso. Alguns podem dedicar-se à enfermagem e também nesse cuidado se sentem projetados na sua verdadeira essência.

As mulheres com a Lua no Nakshatra Hasta associam a paciência à atitude amável e á intuição. Tendem a ter uma figura arredondada e com excesso de peso. São calmas e simpáticas. Mantêm uma atitude serena que ajuda a concretizar as tarefas sem excessos, nem irritações nem exaltações. Homens e mulheres são excelentes comunicadores, inteligentes e também sensíveis.

Estes nativos podem usar com grande destreza todo o tipo de instrumentos e ferramentas delicados e de precisão. São excelentes a fazer coisas por medida, razão pela qual a profissão de costureira/alfaiate lhes é muito adequada. Gostam de planear, organizar, sistematizar. Gostam de decorar o lar, fazendo corresponder os objetos ao plano prévio que desenharam.

Preferem seguir os costumes e tradições da sua comunidade, mesmo quando a vida apresenta algumas situações desafiadoras. Seguem também as regras culturais dominantes.  Gostam das rotinas e rituais habituais que lhes trazem segurança, não gostando de mudanças. Sentem necessidade de estabilidade emocional  e reagem negativamente a tudo o que pode colocar em risco as suas rotinas. Tendem por isso a fugir da resposta direta a essas ameaças, ao mesmo tempo que colocam barreiras protetoras das suas emoções. Isto leva-os a adotar atitudes defensivas colocando uma máscara que disfarça as suas vulnerabilidades perante os outros.  Por vezes os outros interpretam isso como falta de honestidade e fingimento.

A necessidade de colocarem defesas perante as ameaças dos outros pode ligar-se com a infância deste nativos que sofrem muitas, vezes abuso  físico e/ou emocional nessa fase da vida. À medida que vão amadurecendo, anseiam por isso por uma vida dentro de parâmetros conhecidos e ordeiros, esforçando-se por cumprir todas as regras e, desse modo, receberem o reconhecimento pelo seu mérito. O seu estilo é muitas vezes o de servir de forma obediente. E aumentam o sentimento de segurança ao organizarem um plano de tarefas diário e cumprindo à letra esse plano.

Estas pessoas atraem muitas vezes parceiros manipulativos que podem , inclusivamente, levar uma vida dupla, organizada meticulosamente de modo a não entrarem em conflito.

Hasta simboliza todo o trabalho pelas mãos e toda a capacidade de aperfeiçoar algo  usando as mãos.

Os nativos são calmos, serenos, cordiais e facilmente criam empatia com os outros em termos emocionais. Estas pessoas trabalham arduamente . A sua vida tem altos e baixos, pois o Nakshatra é regulado pela Lua que é naturalmente instável. Assim, em termos de humor, podem alternar rapidamente estados de tranquilidade com outros mais cinzentos. Estas pessoas, a partir do início da maturidade, após os 30 anos, começam a prosperar na vida material. São empreendedoras e gostam de trabalhar como independentes, estabelecendo os próprios objetivos. No trabalho, raramente são conflituosas sendo, pelo contrário, abertas a ouvir os problemas dos outros, mesmo quando estão em posição de chefia ou autoridade, não erguendo a voz nem perdendo a calma quando falam com os outros ou realizam as suas tarefas.

Quando a Lua está colocada no 1º pada  há grande energia para  fazer alguma coisa  que exprime os seus objetivos na vida, seja lutar por uma causa ambiental, pôr mãos à obra para criar condições mais vantajosas para desalojados, pessoas sem abrigo, doentes, conseguir melhores condições de saúde, para criar equipamento útil para os outros, como acontece com certas máquinas e equipamento tecnológico de uso médico, desportivo, etc. .Estas pessoas podem ser engenheiros muito criativos para ajudar a melhorar a vida dos outros em alguma área, cirurgiões com grande capacidade de manejamento de instrumentos técnicos. Também dão grande importância a uma vida saudável.  Estes nativos são muito combativos e podem usar a força física para lutar por alguma coisa. Se a Lua estiver aflita, podem mesmo recorrer à força física de forma sistemática para atacar outros, mesmo de forma extrema, tirando-lhes a vida. Mas, em termos gerais, o aspeto mais positivo deste pada é a capacidade para criar tecnologia para ajudar os outros.

Quando a Lua está colocada no 2º pada  os nativos usam as mãos para criar coisas de valor, inclusive na área artística.  Estas pessoas têm um forte sentido prático  no uso das mãos .Gostam de usar as mãos para construir ou montar algo que os faz sentir-se bem e é útil para os outros, seja usando as mãos para esculpir uma obra artística, seja para as usar em massagens terapêuticas (estas pessoas têm um talento especial para usar as mãos  nesta área). Sentem-se bem quando fazem alguma coisa que faz sentir bem os outros. Possuem um elevado sentido moral.

Quando a Lua está colocada no 3º pada os nativos são muito comunicativos e são naturalmente talentosos na escrita. Têm notável talento para os  negócios, em especial na área das vendas e negócios empresariais. Podem ser grandes advogados, editores, mas também entertainers. Têm grande atenção aos detalhes, podendo igualmente ser especialistas de criação de efeitos especiais na indústria cinematográfica, na edição de filmes, revisão editorial, etc. Antes dos 30 anos tornam-se com frequência empreendedores de sucesso. São leitores ávidos. São muito inteligentes e percetivos.

Quando a Lua está colocada no 4º pada estes nativos revelam as qualidades de cura do Nakshatra Hasta. Podem ser médicos, nutricionistas, enfermeiros ou terapeutas. Gostam de ajudar os que sofrem por alguma razão. Também são muito hospitaleiros e gostam de se dedicar a negócios em que recebem os outros, como um hotel ou restaurante.  A saúde é, porém, a área mais central na vocação destas pessoas. Podem ter capacidade de cura com as mãos. Florescem em geral  um pouco antes dos 30 anos de idade. Estas pessoas dão grande importância à vida em família e aos laços com a comunidade. A Lua bem colocada aqui indica segurança material. Os nativos podem ser desconfiados em relação a todos os que não fazem parte da comunidade/família. A Lua fraca pode indicar falta de tolerância e de diálogo para com todas as diferenças em relação aos costumes e crenças do nativo.

Deixe um comentário, a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.