Natureza da Energia dos Planetas na Astrologia Helenística

Sol em contraluz

A seguir referimos os princípios energéticos de cada planeta segundo a tradição helenística, definidos tendo em consideração que cada planeta exibe duas das quatro qualidades- quente, frio, seco e húmido. Segundo esta caracterização, considera-se que o calor produz atividade, enquanto o frio produz inatividade; o húmido gera um fluxo que mistura  e homogeneíza, criando união, empatia e unidade, desfazendo as diferenças e as distinções; o seco separa e define os contornos e as diferenças, levando a distinguir claramente cada coisa de outra, acentuando o seu caráter individual e distintivo.

Descrevemos agora sinteticamente, as características dos planetas:

Sol: é quente e seco. O seu princípio  essencial é explodir, irradiando a sua energia em direção ao exterior de si próprio. Cria um ponto brilhante à sua volta, que chama a atenção de todos pelo brilho incomparável que o destaca de todos os outros corpos celestes. O seu temperamento é colérico. O seu calor intenso gera incessante atividade e a sua secura extrema gera distinções entre os objetos e seres  sobre os quais incide a sua luz e brilho, individualizando-os de todos os outros. É um planeta masculino simbolizando o espírito, a vontade, a intenção e determinação (e, como referido atrás, é um princípio de individualização).

Lua: é fria e húmida. O seu princípio essencial é o movimento de absorção, de trazer para dentro, de puxar para si através do magnetismo, gerando um vácuo. A sua natureza húmida revela que a sua energia se exprime  pela dissipação das diferenças e contornos individuais e pela criação de uma unidade por simpatia e empatia, absorvendo em si o que era exterior . A frieza significa que a Lua reduz o nível de atividade,  gerando tranquilidade e serenidade. Tem natureza feminina e é recetiva a toda a energia espiritual que pode ser trazida para a forma e para a matéria.

MercúrioEste é um planeta diferente pois , devido ao seu estatuto de mensageiro, o seu papel é desfazer todo o tipo de dualidades e oposições, por isso não se caracteriza, como os restantes planetas, por ser seco, húmido, frio ou quente. É essa a razão pela qual a tradição lhe chama «planeta neutro». Tal como o metal do mesmo nome, a sua característica principal é dividir em partes e acelerar ,  fazendo a ponte entre os elementos da dualidade e da razão: quente e frio, seco e húmido, luz e escuridão, duro e macio, Mercúrio tende a mimetizar os princípios dominantes na sua proximidade, podendo por isso assumir as qualidades de um planeta com o qual esteja conjunto. Embora não tenha uma natureza fixa, Mercúrio tende para a secura. Os seus significados estão relacionados com a linguagem e as competências mentais, com a comunicação pela linguagem mas também qualquer tipo de comunicação, incluindo os transportes de todo o tipo, em especial os que são rápidos (razão pela qual nos dias de hoje é também associado com a internet, um veloz meio de produzir e enviar informação e de comunicar).

Vénus: é  frio e húmido. A sua principal característica é harmonizar e pacificar, usando força moderada. A sua tendência é de unificar, de forma harmoniosa, sem esbater completamente as diferenças mas equilibrando-as de modo a que não produzam diferenças excessivas.  Tem uma ação social, usando a sua tendência para gerar equilíbrio, para unir as pessoas criando objetivos comuns, aquilo que hoje chamaríamos «objetos de acordo» que geram a união pela defesa de mútuos interesses. A frieza ajuda a desativar todas as controvérsias que geram o desejo de se opor aos outros pela manifestação de pontos de vista ou de interesses diferentes. O seu principal objetivo é manter a  harmonia entre os indivíduos, levando-os a considerar o que têm em comum em vez de se focarem nas suas diferenças. Vénus é um planeta feminino, significando beleza, arte, prazer pelas características estéticas. É um dos planetas considerados benéficos.

Marte:  É quente e seco ou, melhor dizendo, é extremamente quente e seco, com temperamento colérico como o Sol. É classificado como maléfico. A sua principal característica é o instinto de sobrevivência. A natureza muito quente gera raiva e impaciência, bem como desejo de luta; a secura cria distinções em que o indivíduo procura sobrepor-se aos outros, no plano pessoal e, em termos sociais, gera ideologias que se alimentam dos opostos «nós»  e «os outros», criando antagonismo e luta social. É um planeta masculino e significa a guerra, violência, ação e decisão, perigo.

Júpiter: É quente e húmido. O seu princípio essencial é expandir em crescimento, ao mesmo tempo que adiciona e aumenta. O seu temperamento é «sanguíneo». O seu calor aumenta a atividade mas a humidade produz o impulso para unificar, unir, juntar tudo o que é diferente num mesmo «feixe» de propósitos e intenções e num mesmo sentimento de vida. O resultado é a prosperidade que o planeta simboliza, o crescimento de tudo o que é produtivo para a vida, tanto material como espiritual. A natureza de Júpiter é masculina. É considerado o planeta mais benéfico.

Saturno: É seco e frio. O seu princípio essencial é contrair, cristalizar numa forma, organizar.  As qualidades extremamente frias e secas tornam Saturno maléfico.  A sua secura leva a gerar distinções, a delinear de forma rígida as formas e a fixar essas formas, como se estas fossem expressões definitivas de cada ser, tornando cada um separado de todos os outros de forma que tende para a imobilidade, o que conduz à contradição dos princípios mais essenciais da vida, que é movimento e transformação. A natureza fria de Saturno reduz a atividade ao máximo e anula a unidade da vida, levando a um máximo de concentração das moléculas materiais, razão pela qual Saturno representa o grau máximo de materialização, formando estruturas fortes que tendem a perpetuar-se , embora acabem por soçobrar, pelas leis da própria natureza, nomeadamente do princípio da entropia- sem se renovar,  a estrutura  contrai-se ao fim de um certo tempo e acaba por desmoronar. A persistência numa mesma forma faz com que simbolize a disciplina e a responsabilidade. É considerado o planeta mais maléfico.