O Uso dos Lotes ou Partes na Astrologia Helenística

bailarina a dançar à chuva

Seguimos neste artigo o trabalho do autor Chris Brennan. Os «lotes» são pontos  na carta natal, encontrados a partir da posição de determinados planetas ou pontos do horóscopo e têm a finalidade de identificar uma área específica  da carta natal que revela os «frutos» de uma certa área de vida. O lote mais conhecido é o popularmente designado por «parte da fortuna». Mas, nos tempos da Astrologia Helenística (e posteriormente, na tradição árabe) eram usados diversos lotes.  Estes eram usados de forma frequente desde os tempos mais remotos da astrologia helenística e eram um instrumento  na análise do horóscopo e nas previsões.

Calcular os Lotes

O cálculo dos lotes ou «partes»  usa fórmulas matemáticas  simples para  calcular a distância entre um planeta ou ponto do horóscopo e  outro planeta ou ponto. Com base nessa medida contava-se a partir do Ascendente até encontrar o ponto onde se localizava o lote ou «parte». Para fazer os cálculos, no entanto, a Astrologia Helenística, em vez de cálculos algébricos que são hoje usados pelos astrólogos, eram usados cálculos geométricos. Assim, era medida a distância entre dois planetas ou pontos  que estavam envolvidos no lote  e essa mesma distância era contada a partir do Ascendente.  O lote mais usado era, como hoje, o da fortuna. Assim, para calcular este lote, faziam-se duas contagens diferentes conforme o nascimento tinha ocorrido de dia ou de noite: para os nascimentos diurnos, contava-se a distância do sol para a Lua e depois contava-se a mesma distância a partir do Ascendente. O ponto encontrado era a parte da fortuna; nos nascimentos ocorridos à noite media-se a distância da Lua para o Sol  e usava-se essa medida para contar a partir do Ascendente.  A contagem faz-se de acordo com dois pressupostos distintos: conforme o nascimento é diurno ou noturno isso altera  o planeta a partir do qual se conta, mas também se tem em conta o secto em que o planeta está colocado. A contagem faz-se, ou em sentido dos ponteiros do relógio ou em sentido contrário de acordo com o movimento usado para  o começo da contagem. Assim, para um nascimento diurno, o Sol é o planeta a partir do qual se conta. No nosso exemplo, a Lua está atrás do Sol, por isso é preciso contar para trás, de Capricórnio para Escorpião; num nascimento noturno, a Lua é o ponto a partir do qual se começa a contar e, como está antes de Capricórnio a contagem é feita desde a Lua até ao Sol num movimento seguindo o dos ponteiros do relógio. A distância entre ambos é a mesma de um modo ou de outro mas a diferença é que , ao contar a partir do Ascendente, se usa o mesmo movimento que se usou para contar a distância entre o sol e a Lua. Assim, no nosso exemplo , o nascimento diurno contará para trás a partir do Ascendente, a distância entre o sol e a Lua. E inversamente no nascimento noturno.

Na atualidade, os astrólogos preferem usar um cálculo algébrico para localizar as partes ou lotes: é tomado o Ascendente como ponto de partida (a sua longitude) que é adicionada à longitude de outro planeta. Com o resultado desta soma, subtrai-se depois a longitude do planeta em causa. O resultado obtido corresponde à localização do lote considerado.

A natureza dos lotes ou partes é inseparável dos planetas que são considerados nos cálculos.

Para encontrar os lotes, o conceito de secto que explicámos em outro artigo era considerado fundamental. Como referimos atrás nos cálculos da parte da fortuna, é tido em conta, basicamente e em primeiro lugar, se o nascimento é noturno ou diurno porque isso determina a partir de qual dos planetas se começa a fazer a contagem da distância.  Esta diferença no modo de fazer a contagem não se faz sentir apenas na contagem do planeta A para o planeta B mas também se reflete no modo como se faz a contagem a partir do Ascendente, como exemplificado atrás.

Paulus  Alexandrinus, um astrólogo helenístico que viveu no século IV, deixou um texto Introdução, no qual definiu o modo de calcular os sete lotes, um por cada planeta. Segundo este autor, o conceito dos  lotes foi derivado do livro Panarettus atribuído a Hermes Trismegisto, onde se encontrava explicado. Por essa razão, Paulus Alexandrinus  usa a designação dos «sete lotes herméticos».

Os Sete Lotes Herméticos

São os seguintes os sete lotes herméticos apresentados por Paulus Alexandrinus:

  1. Lote da Fortuna
  2. Lote do Espírito
  3. Lote de Eros
  4. Lote da Necessidade
  5. Lote da Coragem
  6. Lote da Vitória
  7. Lote de Némesis

Do lote da Fortuna já falámos. Quando ao lote do Espirito, para um nascimento diurno é contada a distância entre a Lua e o Sol  e o inverso para um nascimento noturno. Com a soma, conta-se , tal como explicado atrás, a partir do Ascendente para encontrar o lote.

Para calcular o lote de Eros conta-se a partir do lote do Espírito até ao grau em que se encontra Vénus, para um nascimento diurno e o inverso para os nascimentos noturnos. Os graus encontrados são depois contados a partir do Ascendente seguindo-se as regras dadas para o Lote da fortuna.

Para calcular o lote da Necessidade conta-se para um nascimento diurno, a partir de Mercúrio até à posição do lote da fortuna e o inverso para um nascimento noturno. Os graus encontrados contam-se depois a partir do Ascendente para encontrar a posição deste lote.

Para calcular o Lote da coragem, conta-se a partir da posição de Marte até à posição do lote da fortuna, para um nascimento diurno e o inverso para um nascimento noturno. Os graus encontrados contam-se depois a partir do Ascendente seguindo as regras dadas para o lote da fortuna.

Para calcular o lote da vitória, conta-se , para os nascimentos diurnos,  a partir do lote do Espírito até ao grau de colocação de Júpiter e o inverso para os nascimento noturnos e os graus encontrados contam-se a partir do Ascendente seguindo as regras dadas atrás.

Para calcular lote de Némesis conta-se, para os nascimentos diurnos, a partir da posição de Saturno até à posição do lote da fortuna e, inversamente, para os nascimentos noturnos. Com os graus encontrados, conta-se a partir do Ascendente seguindo as regras dadas para o lote da fortuna  para encontrar o ponto do horóscopo que corresponde ao lote.

Paulus Alexandrinus esclarece no seu trabalho que  o lote a fortuna está associado ao corpo, enquanto o lote do Espírito está associado à alma, o lote de Eros está associado com os desejos e ambições ou anseios, bem como com as amizades escolhidas, o lote da vitória está associado com a fé e a confiança, as parcerias, o companheirismo e o sucesso.

Para os restantes lotes Paulus Alexandrinus refere associações menos positivas: o lote da necessidade associa-se com opressão, lutas, ódio, contenção; o lote da coragem associa-se com insolência e rudeza, traição e maldade, o lote de Némesis associa-se a coisas escondidas ou disfarçadas, tristeza, banimento, tipo de morte.

Os lotes, na Astrologia Helenística, significam mais do que eventos , eles também estão associados com estados mentais e emocionais.

Num outro artigo profundaremos alguns dos aspetos referidos acerca dos lotes ou «partes» e o seu uso na Astrologia Helenística.