Nakshatra da Lua Dhanistha

mulher a dançar

mulher a dançar

O Nakshatra Dhanistha tem a regência de Marte, pelo que os seus nativos são  emocionalmente muito ativos, dinâmicos, competitivos. Estas são pessoas com uma personalidade que deseja sempre «chegar primeiro», conquistar, dominar. Têm um espírito inovador e procuram afirmar o seu poder, subindo socialmente para posições de autoridade.  Embora respeitem as regras, forçam o caminho que for necessário para chegarem mais alto e dominarem.

Estes nativos são muito dinâmicos, não ficam «sentados» à espera que as boas oportunidades cheguem: seja o que for que façam na vida, esforçam-se sempre para serem «os primeiros». Chegar ao topo é sempre a sua meta. Estas pessoas possuem um inato sentido do ritmo  e podem ser excelentes a dançar.

Podem igualmente ser bons músicos e atores.  Têm em geral sucesso neste tipo de carreira e também nos seus esforços para «subir na escala social». Emocionalmente, sentem-se recompensados sempre que alcançam mais um degrau na escalada social. O céu é o seu limite, até lá chegarem, não têm descanso, não se contentando com menos do que o topo do que é alcançável.

As mulheres de Dhanistha adoram festas e dançar. O seu corpo intuitivamente segue qualquer ritmo e, por isso, são a alma das festas em que participam. Podem também usar estes eventos sociais para ascenderem mais rapidamente a posições de privilégio social.

Um dos traços mais fortes desta personalidade é justamente a habilidade para «subir na escala social» e aceder a níveis mais elevados de privilégio, tanto  financeiro como por via das conexões que vão fazendo. As mulheres de Dhanistha tornam-se facilmente «socialites» abrindo caminho para o topo.

Têm também frequentemente talento artístico e excelentes capacidades de liderança. Sobem rapidamente na sociedade, através da associação com as elites, com o envolvimento em grandes organizações de mérito social como as que se dedicam a angariar fundos para diversas causas, etc.

Mas nem tudo são rosas na ascensão social tão desejada. Estas pessoas são persistentes, superando as frustrações e os obstáculos à sua ascensão social, sem deixarem de trabalhar para chegar onde desejam. Mas, quando as barreiras colocadas à sua frente são demasiadas, a frustração e o desejo imparável de «vencer» pode transformar a sua atitude, tornando-as agressivas.

Se houver um aspeto de Rahu para a Lua, o desejo de ascender ao topo pode ser tão forte que se torna uma obsessão  na qual tudo o que é conquistado faz gerar o desejo de mais poder, mais riqueza e mais privilégios . Com este aspeto, ficam verdadeiramente obcecados por pertencer à «nata» e à elite mais elevada da sociedade. Desejam que a sua voz seja ouvida pelas elites e respeitada.

Estes nativos são disciplinados e seguem as regras estabelecidas, podendo alguns ser orientados para o plano espiritual mas a maioria deseja antes impressionar pela força e vitalidade física, impondo essa força ao mundo. São capazes de definir o próprio ritmo da sua vida, escolhendo os objetivos que vão realizar ao longo da vida.

Quando outros se opõem aos seus desejos de ascensão social, estas pessoas podem mostrar grandes requintes de vingança. Muitas vezes, o alvo desse desejo de vingança é o próprio cônjuge, frequentemente visto como um «empecilho» aos seus desejos de «subir mais alto».

A relação conjugal é um dos focos de discórdia na vida destas pessoas, que não suportam ser contrariadas. Desejam ascender ao topo  e forçam o caminho para «cima», entrando no mundo da política, nas festas de famosos, no mundo da dança e das artes , especialmente performativas. Para esse fim vestem o personagem de anfitrião de eventos sociais, como a porta de entrada para o mundo de privilégios dos ricos e famosos.

Como são motivados para vencer, e donos (a) de considerável charme,  podem ser peritos em conseguir dinheiro das elites para as causas sociais em que se empenham, o que os torna populares. Sempre que têm a oportunidade de competir, em termos sociais, não falham o envolvimento.

Estes nativos escolhem em geral pessoas com os mesmos gostos e visão da vida, para interagir.  O seu caráter bastante individualista torna difícil manter amizades a longo prazo. Mas podem usar outras pessoas, usando as suas competências a nível físico e sexual para chegar a alguma meta social ambicionada. De resto, competem em geral em relação a tudo pois nunca se desviam do seu princípio orientador básico que é «ser o primeiro», façam o que fizerem.

Mas muitas vezes também não conseguem identificar claramente o que desejam alcançar como última meta e isso pode arrastar sentimentos de frustração e um sentido de «dissipação» da energia, sem saberem muito bem como a organizar.

Apesar de serem sexualmente muito exigentes, estes nativos têm dificuldade em manter uma relação de casamento devido à necessidade de provar a cada momento que são «melhores» do que o parceiro ou parceira. Os parceiros de casamento são escolhidos com base na atração física e é claro que, a longo termo, as coisas não resultam bem.

Sobretudo, falta-lhes o espírito de compromisso capaz de  formar acordos e restabelecer a harmonia com a salvaguarda dos «direitos» de ambos. Mas também  acontece que o casamento seja procurado e mantido como forma de catapultar para privilégios sociais e facilitar a ascensão social desejada.

Apesar de tudo isto, estes nativos precisam de sentir que a família está unida, em primeiro lugar pais e irmãos e também a sua própria  família e filhos, podendo reagir de forma muito vingativa quando sentem que algum «membro da família» está a agir para destruir essa união.

É que estas pessoas precisam emocionalmente de sentir o apoio da família nos seus empreendimentos . A verdade é que não conseguem estar sozinhos. Têm memórias subconscientes de perda emocional e podem desenvolver padrões erráticos de comportamento sempre que sentem a ameaça emocional de abandono.

Quando a Lua está colocada no 1º pada  os nativos são capazes de trabalhar muito para alcançar os seus objetivos. São criativos e, ao mesmo tempo, disciplinados, persistentes. Têm uma personalidade dinâmica e muito determinada. Podem transformar-se bastante ao longo da vida, tendo o potencial de se transformar e tornar mais espirituais. A sua mente é criativa e pode levá-los a brilhar , indo bastante mais longe do que  o seu ponto de partida.

Quando a Lua está colocada no 2º pada  os nativos têm um forte sentido prático, são trabalhadores árduos para atingirem os objetivos que desejam, trabalhando para lá chegarem e serem os melhores. Podem ser o que desejarem, pois têm a determinação e a disciplina para perseverar. Podem escolher  uma carreira técnica mas podem igualmente decidir um caminho mais espiritual. Mas precisam de chegar ao topo igualmente, preferindo relacionar-se com uma pequena elite de pessoas que atingiram «a excelência».

Quando a Lua está colocada  no 3º pada (signo Aquário)  A mente destas pessoas é muito orientada de forma científica  mas também com interesse em ajudar a sociedade. Gostam de pertencer a grandes organizações  e são muito sensíveis à «hierarquia social», dando importância ao status.  Aspiram, como é característico do Nakshatra, chegar ao topo do aperfeiçoamento na área em que atuam. São criativos, amantes da música, de procurar a essência espiritual através da sua criatividade. O modo como sentem a espiritualidade vem essencialmente através da sua criatividade. Gostam de se dar com pessoas igualmente criativas e  orientadas para encontrar essa satisfação através do que criam.

Quando a Lua está colocada no 4º pada os nativos gostam de estar em grupo , embora sigam o seu próprio ritmo, decidido pela vontade pessoal. Têm consciência social e desejam encontrar alguma coisa realmente inovadora, capaz de dar um contributo único para transformar o mundo. Pode tornar-se uma obsessão revelarem um traço de génio, mas podem ser excelentes investigadores e trazer algo realmente novo para a inovação científica.

Deixe um comentário a sua opinião conta