Nakshatra da Lua Uttara Ashada

Jovem a discursar para um público
 

O Nakshatra de Uttara Ashada complementa o Nakshatra Poorva Ashada e, enquanto este último simboliza «as vitórias no começo», Uttara Ashada, pelo contrário, simboliza as  últimas vitórias, as vitórias finais.  Este é um Nakshatra com regência do Sol e, portanto, os nativos nascidos nele têm firmes convicções e grande capacidade de afimação pessoal.  Estas são as pessoas que «fazem a escolha ganhadora» e ,por isso ,fecham com elas a última batalha de que saem vitoriosas.

Como acontece em geral nos Nakshatras com regência do Sol, os nativos com a Lua aqui necessitam de ser admirados, elogiados pelas suas qualidades, a sua criatividade, inteligência, etc. Desejam estar no centro das atenções e ter o seu palco de glória e fama. Estas pessoas sentem que têm a visão da divina sabedoria, sendo inclinadas para doutrinar os outros, para exprimir teorias filosóficas ou desenvolver uma visão política para a sociedade.  E, em geral, têm sorte, conseguindo alcançar alguma vitória durante a vida,

Em termos espirituais, este Nakshatra simboliza a «última escolha» que coloca a pessoa no caminho que a elevará para além dos limites terrenos ( especialmente o 1º pada, que ocupa os graus finais do signo Sagitário). Os nativos são muito intuitivos e desenvolvem a convicção de que a sua visão interior, que lhes  orienta as escolhas, é oriunda do «Espírito» e isso gera neles uma capacidade de convicção muito forte.

Porém, os restantes padas do Nakshstra, que ocupam o signo Capricórnio,  revelam algum conflito emocional interno pois há uma grande animosidade entre o Sol, regente do Nakshatra e Saturno, regente de Capricórnio. Deste modo, embora os nativos com a Lua nos padas 2, 3 e 4 deste Nakshatra também tenham grande inclinação para se envolver na atividade política e de intervenção social, sentem conflito interno em relação à necessidade de «ocupar o centro do palco» como é próprio do Sol , regente do Nakshatra, pois Saturno não se foca no indivíduo, mas na impessoalidade da lei, das regras, da dimensão coletiva, esmagando o desejo de criar e inovar, próprio do Sol. Em Capricórnio, o fluxo interno para a «inspiração» fica obstruído pela materialização das regras coletivas. O resultado pode ser que estes nativos se tornem evasivos em termos emocionais, escondendo o que sentem verdadeiramente por detrás de um discurso «politicamente correto».

Estas pessoas podem sentir um forte apelo para ocupar cargos políticos, sendo bastante convincentes em campanha quando desejam fazer-se eleger. Mas também são cumpridores dos deveres e responsabilidades dos cargos que desejam ocupar e das leis. Podem ser bons líderes políticos e bons legisladores.  Podem igualmente ser bons atores, realizadores de cinema, teatro, modelos no mundo da moda, ter um cargo na educação e todos os papeis que lhes permitem estar «no centro do palco», recebendo aplausos e admiração por parte dos outros.  São capazes de perseverar durante muito tempo até alcançarem sucesso na carreira que escolhem. E alcançam elevados níveis de sucesso social e político, quando enveredam por esta carreira.

Os nativos do 1º pada podem atingir elevados níveis de celebridade, dada a relação de grande amizade entre Júpiter, regente do signo Sagitário e o sol, regente do Nakshatra. Estes são os nativos mais exuberantes, revelando todo o brilho da sua criatividade, imaginação, inteligência, etc., no plano mais individual;  já os nativos dos padas que se situam no signo Capricórnio são mais contidos nesse aspeto e  revelam mais características práticas . sentindo o dever de respeitar as regras e as leis. Deste modo, para aceitarem o seu próprio sucesso, precisam de ter total segurança de que este é alcançado no respeito estrito por essas regras (emocionalmente precisam de sentir que tudo o que fazem e alcançam «está dentro da lei»). E, quando ocupam cargo públicos, tendem a ter pouco tempo para dedicar à sua vida pessoal, sendo absorvidos pelas responsabilidades sociais e/ou políticas.  Isto significa que a sua vida afetiva e relacional pode sofrer bastante pois o tempo é curto para nutrir um relacionamento de proximidade de modo a manter a união com o(a) parceiro(a). Em geral valorizam mais uma carreira social e/ou política do que esse lado pessoal da sua vida. ´

Deste modo, os nativos do 1º pada têm uma abordagem mais otimista e leve e, embora também sintam a atração pela «vida do palco» , seja no cinema/teatro, na política, ou na vida financeira, conseguem harmonizar todos os aspetos da sua vida, sentindo pouco stress nisso porque a sua missão de vida consiste simultaneamente em «estar no centro» em relação a si próprios e à missão que cumprem no mundo. Mas, os nativos dos restantes padas, situados no signo Capricórnio, sentem o conflito interno que os leva a descentralizar o seu interesse de si próprios e focarem-se no homem vulgar da sua sociedade e na visão política que sentem ser capaz de tornar  sociedade melhor do que é . Sentem que são capazes de alterar as estruturas da própria sociedade para a tornar melhor e essa visão consome praticamente toda a energia que são capazes de despender.

Em termos de sucesso material, os do 1º pada são beneficiados em muitos aspetos: podem ser bastante ricos, famosos, cultos e inteligentes, com sabedoria filosófica na forma como abordam as questões da vida e a sua vida não passa por muitos sobressaltos; mas os nativos dos restantes padas, situados no signo Capricórnio, sentem o peso de Saturno e do karma que este representa, e o sucesso pode passar por altos e baixos. Porém, não desmobilizam nem se deixam abalar por isso. Neste Nakshatra, a «visão» que o Sol transmite a estas pessoas perdura até ao final das suas vidas,  sendo fieis a essa «verdade». Uns e outros são excelentes estrategas e, por isso, acabam por alcançar o que desejam, embora  por vezes tenham que ajustar essas estratégias, sobretudo os que nascem nos padas  do signo Capricórnio. Estes, para concretizarem «a visão » principal da sua vida podem ter que sacrificar alguns outros objetivos secundários durante o caminho.

Os nativos dos padas de Capricórnio podem ter de sacrificar os aspetos da sua vida pessoal para alcançarem os objetivos centrais da sua vida no plano social e político. Anseiam por dar o seu contributo para uma sociedade mais humanizada e justa e, se essa é a sua «visão», não a abandonarão ao longo da vida, seja o que for que aconteça durante a mesma. As escolhas referentes à vida pessoal, incluindo o casamento, podem ser feitas tendo em conta esses objetivos centrais da sua vida: podem casar com alguém em vez de outra pessoa porque essa pessoa é mais adequada a tais objetivos, por ex.

Estes nativos possuem uma energia imensa que os torna invencíveis na sua «vitória final». Os nativos que têm a Lua nos padas de Capricórnio possuem também uma capacidade de controlo e de disciplina que lhes dá a sua imagem de firme  convicção. Outro aspeto a considerar é que, embora estas pessoas possam alcançar sucesso mais cedo, os objetivos mais importantes da sua «visão» orientadora só se realizam plenamente a partir da meia idade e na última fase da vida.  Por serem mais determinados pelas leis kármicas nesta vida, diz-se que os nativos das porções em Capricórnio apenas alcançam todos os aspetos da sua «vitória final» após a vida terrena ter terminado.

No que se refere à personalidade, os nativos do 1º pada são mais tranquilos, amáveis, inclusivos em relação aos outros, enquanto que os dos restantes padas mostram maior rigidez e inflexibilidade, tendência para a teimosia que, associada ao forte poder da vontade que estas pessoas têm, pode criar conflitos com os outros com alguma frequência. Podem dar-se bem com os outros desde que estes não tentem desafiar a forma como encaram e vivem a vida.

Uns e outros anseiam por ligar-se ao todo da vida, do coletivo da humanidade.

Apesar de termos referido os traços essenciais dos diversos padas, damos mais alguns aspetos:

Quando  a Lua está colocada   no 1º pada, estes nativos sentem necessidade de aplicar a sabedoria que desenvolveram na sua jornada até ao ponto em que se encontram, colocando-a em ação prática no mundo concreto. Trata-se de dar um sentido prático a conhecimento e sabedoria significada pelo signo Sagitário. Estas pessoas sentem o apelo de fazer alguma coisa pelo bem da sociedade, procuram abrir os horizontes da mente dos outros para tornarem real um mundo mais justo e humanizado.

Quando a Lua está colocada no 2º pada, agora no início do signo Capricórnio, torna-se mais evidente o  lado deste Nakshatra que significa «deitar mãos ao trabalho» para fazer alguma coisa útil. Estes nativos sentem necessidade de liderar, de ocupar cargos de liderança, ao mesmo tempo que a pessoa aceita as responsabilidades associadas. Usam a sua sabedoria para desenvolver nova legislação, novas regras que melhorem as condições de vida das pessoas. Sentem atração pelos cargos de autoridade, mas são movidos pelos objetivos de caráter político, administrativo; gostam de fazer cumprir as leis e orientar os outros «no caminho correto» em termos legais e de eficiência. Desenvolvem um caráter pragmático que é capaz de decidir quais as políticas que darão melhores resultados em função dos objetivos pretendidos. Não são déspotas à procura do poder pessoal, são pessoas que «querem fazer o que é mais correto» para todos. Implementam e fazem cumprir as regras. 

Quando a Lua está colocada no 3º pada, os nativos assumem o papel de liderar políticas e estratégias de reforma social, usando as capacidades de comunicar, de forma escrita ou oral, usando a difusão da informação e a sua  massificação para o público como um poderoso instrumento de reforma da opinião pública e da mentalidade. Trabalhar com organizações não governamentais que lutam pelos direitos humanos, por condições mais justas de trabalho, com grupos que procuram inovar no campo das tecnologias da informação, torna-se importante para estes nativos, que são excelentes estrategas e líderes destes grupos de trabalho. Também podem dar bons políticos, pois sabem como comunicar de forma eficiente com as massas.

Quando a Lua está colocada no 4º pada  os nativos procuram assumir cargos de liderança em organizações movidas por objetivos espirituais. Sentem empatia pelos outros e gostam de exprimir-se de forma criativa, sendo menos rígidos pois sentem necessidade de nutrir os outros. A sua criatividade provém exatamente da capacidade de nutrir os outros , tratando-os com humanidade.  São ainda assim líderes que não abandonam a sua posição como tal mas sentem necessidade de não apontar as «falhas» daqueles que lideram, preferindo fazer sugestões que melhorem a sua forma de atuar sem os fazer sentir humilhados. São muito imaginativos e usam a sabedoria que armazenaram para resolver as questões que surgem no normal decurso da sua atividade. São patriotas e sentem apego à comunidade.

One Thought to “Nakshatra da Lua Uttara Ashada”

  1. JEFF The GREATEST

    Que linda essa descrição! Não possuo a Lua aí, mas tenho o Sol no 1° pada (Centro Galático) ou no 2° pada (Hindu Lahiri)

Deixe um Comentário a sua opinião conta