Características dos Signos- Tattvas e Gunas

Energia cósmica

Neste artigo esclarecemos os conceitos de tattvas e gunas nas características dos signos.

As narrativas sobre a criação do mundo, que subjazem aos conceitos mais antigos da Astrologia Jyotish, narrativas muito antigas conservadas nos anais da Metafísica Hindu desde há muitos milhares de anos , segundo muitos, consideram que os Tattvas e as Gunas são as forças primordiais que têm atuado tanto no plano físico como astral e espiritual desde o começo da criação.

Deste modo, influenciam todas as formas de manifestação física, psíquica e espiritual no planeta Terra.  Segundo os textos antigos, o Universo resulta da ação combinada  de  Gunas e Tattvas.

A interação entre os cinco Tattvas e as 3 Gunas recebe o nome de Prakriti correspondente às forças da natureza.

É a seguinte a regência planetária dos Tattvas:

  • Tattva Fogo: tem regência de Marte. O sol em a mesma natureza;
  • Tattva Terra: tem regência de Mercúrio.
  • Tattva Ar: tem regência de Saturno.
  • Tattva Água: tem regência de Vénus. A Lua tem a mesma natureza.
  • Tattva Akasha- tem regência de Júpiter.

A divindade que rege todo o zodíaco (Akasha) é indra; Vayu rege os signos de Ar; Agni rege os signos de fogo; Varuna rege os signos de Água; Kshiti ou Kubera rege os signos de Terra.

As Gunas e os Planetas:

Sattva: este conceito significa «o estado de ser verdadeiro»; exprime pureza, harmonia, paz- os planetas aqui incluídos são  o Sol, a Lua e Júpiter. Expressa pela alma, refere-se ao divino.

Rajas:  atividade, paixão, desejo – Mercúrio e Vénus. É expressa pela mente e emoções, refere-se aos «outros».

Tamas:-  significa estabilidade , inércia  ignorância, apego à forma material-  Marte e Saturno. É expressa pelo corpo físico , refere-se ao «eu».

O dinamismo específico de cada Guna  desempenha uma função necessária para manter o mundo material que conhecemos. Assim, a energia Tamásica  garante a solidez e a estabilidade dos objetos e seres terrenos.

A energia Rajasic mantém a mente e as emoções através dos desejos, preferências e necessidades criadas. Rajas é a energia que nos faz mover para fazer alguma coisa ou satisfazer algum desejo ou necessidade. Sattva liga-se ao eu superior e alma, permitindo-nos sentir alegria ou felicidade nos apegos que formamos com outros seres.

Guna significa «prender» e, deste modo, todas as gunas nos indicam  as experiências pelas quais nos prendemos ao mundo terreno e àquilo a que os antigos chamavam «Maya» ou ilusão.

Cada planeta exprime uma das 3 gunas e isso mostra-nos a forma privilegiada como atua na nossa vida: os planetas que vibram com o modo «Tamas» atuam através do corpo,  focando-se  no interesse próprio;

os planetas que vibram com o modo Rajas  atuam através da mente e das emoções, gerando paixões;

os planetas que vibram no modo Sattvic atuam pela inteligência e amor, procurando harmonia e equilíbrio.

Será errado avaliar as Gunas como sendo «boas» ou «más». todas desempenham uma função indispensável à  natureza do nosso mundo e, por isso, são todas necessárias.

Os planetas tamásicos procuram proteger o Ego, mas  trazem também escuridão ao ego pois fixam-se na inércia; os planetas Rajasic  são motivados pela procura do prazer e da sensualidade mas  levam o ego a afastar-se da consciência da sua espiritualidade;

Os planetas satvic motivam-se para desenvolver a dimensão mais elevada do self mas tendem a esquecer que este vive enraizado no plano limitado da matéria e podem ser pouco realistas. Assim, todas as gunas têm um lado positivo e outro mais negativo, todas podem «fazer bem» ou «fazer mal».

Os signos também se exprimem num determinado Guna. Cada signo representa em primeiro lugar um certo estado da matéria (fixo, cardinal ou mutável) e, em segundo lugar, um modo específico de movimento; em terceiro lugar, representa um tipo específico de consciência do self.

Matéria, movimento e consciência são assim as categorias básicas que permitem compreender a energia dos signos e dos planetas.

Signos de guna Tamas: Virgem, Escorpião, Capricórnio e Aquário.

Signos de Guna Rajas: Carneiro, Touro, Gémeos, Balança.

Signos de Guna Sattva-  Caranguejo, Leão, Sagitário , Peixes.

Tattvas

Os tattvas referem-se aos elementos de que todas as coisas no mundo terreno são compostas : Os tattvas são cinco mas, no mundo terreno manifestam-se 4: Ar, Terra, Fogo e Água. Cada corpo ou ser contém em geral um tattva dominante.:  Agni ou Tejas. elemento Fogo: signos Carneiro, Leão e Sagitário

Prithvi  ou Bhoo– elementoTerra: Touro, Virgem e Capricórnio

Vayu- elemento Ar: Gémeos , Balança, Aquário.

Jala ou Apas- elemento Água: Caranguejo, Escorpião e Peixes.

Akasha- é o quinto elemento correspondente ao espaço que é a condição básica da manifestação de todas as coisas. É potencialmente triplo e inclui a quadruplicidade dos elementos: Ar, fogo, Água e Terra e a triplicidade Cardina, fixo, mutável.

Os Tattvas atuam em conjunto com as Gunas:

Rajas: significa atividade, movimento, irrequietude, paixão.

Tamas: rigidez, ignorância, preguiça, escuridão.

Sattva: Harmonia, pureza, conhecimento, luz.

As gunas referem-se às 3 pulsações , percebidas pelos sentidos humanos como formas de vibração energética da matéria que é uma só em todo o universo. Estas 3 ondas ou pulsações são então percebidas como os modos de movimento de que falámos em artigos anteriores e que caracterizam os signos cardinais, fixos e mutáveis.

Estes três modos de vibrar são designados por estabilidade, flexibilidade e harmonia.

Deixe um Comentário a sua opinião conta