Previsões Setembro 2019 Ascendente Carneiro

(alt=" ")

 

(alt=" ")
Folhagem de Outono

Apresentamos as previsões astrológicas de  Setembro 2019  para o Ascendente Carneiro:

Neste mês  os planetas continuarão  todos a transitar muito próximos, nos signos Leão e Virgem ao longo do mês (exceção apenas para Mercúrio, que entra no signo Balança no dia 29).

Os assuntos amorosos , a relação com crianças , os investimentos e ganhos serão mais favoráveis até ao dia 9, não sendo aconselhável fazer investimentos de risco ou iniciar novos projetos com implicações futuras (nem arriscar muito ao jogo) no resto do mês.

Marte , o regente do seu Ascendente, dará bons resultados e protege os assuntos gerais da sua vida até dia 24, entrando depois  na casa regida por Mercúrio, com quem tem relação de inimizade.

Assim, embora seja de prever que possa ganhar em conflitos e situações de oposição, depois de 24 pode ser um período de conflitos no trabalho, com colegas,  colaboradores, subordinados, conflitos domésticos por diferença de opiniões etc. Nestes dias envolva-se em atividades de exercício físico ou desporto, é a melhor forma de libertar energia sem causar muitos danos.

O Sol e Mercúrio continuam a ser  favoráveis para toda a atividade intelectual, estudos, comunicação e escrita, vida profissional, podendo dar novo impulso à carreira se isso for desejado,  o Sol até dia 17 e Mercúrio até dia 29. Estas influências, incluindo a de Marte até dia 24, ajudam especialmente na área da investigação científica ou académica, ou em alternativa, na  atividade empresarial,  permitindo que se afirme com ideias e projetos inovadores.

Já na vida afetiva, o  impacto  destas energias pode ser menos positivo, pois a ênfase é colocada na sua pessoa e no desejo de que o seu «brilho», tanto na área académica como  desportiva ou outra, sejam visíveis para os outros.

Esta tendência pode ser contrabalançada por Vénus, que também está  em conjunção com estes planetas, até dia 9. Depois, disso, Vénus entra no signo de debilitação e os conflitos nos relacionamentos são mais do que prováveis.

Cabe-lhe usar a disciplina que é capaz de exercer sobre si para contrabalançar esta tendência. Mas o mais certo é não se lembrar muito de qualquer parceiro nesta altura, pois estará totalmente focado (a) na sua imagem, no seu desejo de visibilidade por parte dos outros e em obter o reconhecimento que merece pelos talentos que revela.

O período em que Vénus transita debilitado pelo signo Virgem pode ser difícil para as parcerias e pode afetar os seus ganhos e riqueza disponível (por exe., devido a despesas e dívidas). O casamento pode também sofrer e pode acontecer algum problema de saúde do cônjuge ou alguma situação que cause despesa relacionada com este.

Se tem um negócio, pode haver deslealdade, falta à palavra dada ou quebra de acordo por parte do parceiro. Também pode sofre perdas devido à ação de subordinados  e dependentes. Vénus vai permanecer debilitado até 3 de outubro.

A partir do dia 17, o Sol transita no signo Virgem,  na casa das despesas e conflitos. Mas a situação nesta segunda parte do trânsito dos planetas é muito interessante pois teremos um neecha-banga Raj yoga em ação e esta yoga cancela a debilitação: Vénus, entrou neste signo no dia 9 e está debilitado. E, desde o dia 10, Mercúrio transita igualmente por esta casa, no signo de exaltação .

Assim, temos duas condições que cancelam o estado de debilitação de Vénus e formam um Raj yoga: temos um planeta exaltado no mesmo signo que o planeta debilitado e esse planeta é o regente do signo de debilitação, estando em aspeto com o planeta debilitado. Ora, isto acaba por permitir que  Vénus dê bons resultados, ao mesmo tempo que Mercúrio protege de despesas em excesso e permite ganhar competições, concursos, levar a melhor na escolha de projetos, etc.

Na última semana do mês (dia 24)  Marte junta-se a esta conjunção na 6ª casa. E, sendo Marte regente também da 8ª casa,  não é de excluir a entrada de «dinheiro não ganho» por legado, indemnização, golpe de sorte.  Mas não é muito provável.

Deste modo as coisas deverão correr bem na área do trabalho, dos ganhos, da saúde e dos contratos, acordos e negócios.

Note, no entanto, que um Raj yoga dá bons resultados no plano material mas não assegura felicidade no plano afetivo e subjetivo. Deste modo, continuam a ser possíveis situações de tensão nos relacionamentos amorosos e com os filhos, na relação com o cônjuge, que poderá ter algum problema de saúde.

No dia 29 Mercúrio abandona o signo Virgem entra no signo de Vénus, Balança. Vénus, por sua vez, continuará no signo Virgem até dia 3 do mês seguinte. Forma-se assim, nestes dias, um yoga de receção mútua, ou parivartana yoga,  mas trata-se de um yoga entre o regente da 6ª casa e da 7ª, pelo que nem os aspetos financeiros nem os aspetos relacionais são beneficiados por este yoga.  Cautelas são, deste modo, aconselháveis nas interações.  A área financeira nestes dias pode igualmente sofrer de stress adicional.

O Sol a transitar pelo mesmo signo também não oferece alívio desta situação, podendo indicar problemas nos relacionamentos , nos investimentos, na relação com os filhos.

Marte tem relação de amizade com o Sol e a conjunção destes planetas pode ajudar a minorar os efeitos menos bons de vénus e Mercúrio na área financeira. Mas dependerá da força dos planetas no seu horóscopo.

Os  nodos  transitam no eixo Gémeos e Sagitário  e trazem uma nova ênfase na coragem , motivação e espírito de iniciativa, podendo também indicar uma volume maior nas deslocações, especialmente as de pequena duração.

Júpiter continua o seu trânsito  até novembro, pelo signo Escorpião, num trânsito importante para si pois trata-se de um signo que  também tem a regência  de Marte. Este é, definitivamente, um ano para descobrir  «o que está escondido».

Saturno transita, ao longo de todo o ano, pelo signo Sagitário, na 9ª casa, dificultando, durante este ano, o abandono das velhas crenças e esquemas mentais de compreensão da vida, da religião e dos valores morais. Aproveite para tomar consciência de como tem sido influenciado (a) pela tradição. Verá que se surpreende, pois somos mais condicionados pelas ideias que consideramos «ultrapassados» do

Deixe um comentário a sua opinião conta