Tetrabiblos- Analisar os Irmãos no Horóscopo

irmãos e irmã de mão dada

Continuamos a explorar os ensinamentos de Ptolomeu sobre a astrologia de horóscopo, hoje  mostrando como  analisar os irmãos e irmãs no horóscopo.

Ptolomeu começa por referir que este assunto, quando se trata de irmãos de sangue, vê-se a partir do signo que culmina que, na Astrologia helenística, é a casa da mãe.

Mas, ao falar desta «casa da mãe», Ptolomeu refere-se ao signo que contém Vénus durante o dia e a Lua à noite (para nascimentos respetivamente de dia ou de noite).

A Lua e Vénus significam a mãe e , apesar de ser obscura a passagem em que Ptolomeu refere isto, não mencionando que se trata da regência da casa (o que poderia referir-se às triplicidades dos signos de Terra, que têm regência de diurna de Vénus e noturna da Lua), teremos de inferir que se trata de analisar, para uma carta noturna ,  a Lua como significando a mãe e, para uma carta diurna, Vénus como  representante da mãe.

Trata-se assim de ver qual o signo que contém ou a Lua ou Vénus, na carta de nascimento ou na consulta horária, conforme o nascimento tenha ocorrido de dia ou de noite ou a pergunta tenha sido feita durante o dia ou depois do pôr do Sol.

Esse signo  representa a mãe e o que lhe sucede representa os filhos da mãe (logo, para o nativo, também representa os irmãos).

Se houver aspetos de planetas benéficos para essa casa, pode prever-se que a pessoa terá vários irmãos. O número de irmãos prevê-se a partir de dois indicadores: o número de  planetas que estão a formar aspeto com a casa referida; a natureza simples ou bicorpórea do signo em que se encontram esses planetas.

Mas, se os planetas benéficos referidos estiverem em oposição com planetas maléficos ou se estes últimos estiverem em maior número do que os benéficos a formar aspeto com a casa dos irmãos, isso significa  má sorte para os irmãos ou mesmo a morte prematura destes.

A possibilidade de morte dos irmãos será mais forte se o Sol estiver entre  os planetas maléficos em aspeto com a casa dos irmãos. Quando tal oposição se dá em casas angulares e Saturno está no Ascendente (da carta natal), será o primeiro a nascer ou a ser criado que morrerá.[1]

Quando a oposição dos planetas referidos se dá  em casas angulares e com Marte, haverá poucos irmãos porque alguns morrerão.

Quando os planetas que dão irmãos estão em posição mundana  favorável na carta, pode-se esperar que os irmãos terão um futuro promissor  e serão elegantes e distintos.

Quando sucede o inverso, ou seja, quando os planetas que dão irmãos estão colocados em casas que não dão proeminência em termos mundanos, (como as do hemisfério inferior do mapa) os irmãos terão um destino que passa despercebido e serão pessoas de posição humilde.

Se os planetas maléficos forem mais fortes do que os planetas que dão irmãos, ou se se «levantarem» antes deles (por serem orientais àqueles)  então os irmãos terão longevidade curta.[2]

O género dos planetas indicadores dos irmãos, referidos atrás, ajuda a determinar o sexo dos irmãos: planetas masculinos indicam rapazes e planetas femininos indicam raparigas.

Dos planetas que indicam os irmãos, os que estão mais perto do Ascendente indicam os primeiros a nascer; os que estão mais perto do ocidente (7ª casa) indica os irmãos que serão os últimos  nascer.

Se os planetas que significam os irmãos estiverem em aspeto harmonioso com o planeta regente da casa que significa os irmãos, isso indica uma relação amigável com os irmãos e viverão juntos.

Se esses planetas tiverem uma relação harmoniosa com a parte da Fortuna mas estão em signos disjuntos[3] ou se estiverem em oposição, os irmãos serão cheios de «esquemas», briguentos e ciumentos.

Ptolomeu termina a secção  que ensina a analisar os irmãos  e irmãs no horóscopo afirmando que, quando se deseja saber mais acerca dos irmãos, e não apenas obter estas inferências genéricas sobre os irmãos, deve usar-se a casa onde está colocado  o planeta que significa os irmãos e usar essa casa como o Ascendente do horóscopo do irmão e analisar as restantes casas como  um novo horóscopo.

[1] Por favor tenha em conta que, na época em que Ptolomeu escreve- início do século 2 da nossa era, há dois mil anos, a longevidade era muito problemática, devido às condições de vida rodeadas de violência, guerras constantes, ausência de cuidados de saúde. Assim, deve ser vista com muita cautela toda a previsão de morte, de irmãos ou outros. O mundo em que vivemos hoje mudou extraordinariamente, ainda que a doença continue a dizimar muitos.

[2] Por favor leia a nota anterior.

[3] Signos disjuntos são aqueles que formam um quincôncio ou aspeto de 150º, estando separados por 5 signos.

Relacionados

Leave a Comment