Compatibilidade Casamento- Ashta Kootas 2

noivos a abandonar o local da cerimónia enquanto convidados deitam pétalas de flores sobre eles

Continuamos, neste artigo, a descrever os ashta Kutas para a análise de compatibilidade de casamento, seguindo os ensinamentos do Dr. B. V. Raman. Este método tem a vantagem de ser quantitativo.  

Deve ter presente o primeiro artigo publicado.

Ashta Kootas- 7 a 12[1]

7. Graha Maitram.

Segundo o Dr Raman, este é o kuta mais importante, pois refere-se à compatibilidade psicológica e mental  entre os potenciais noivos. A ideia é que as pessoas devem ter compatibilidade mental e partilhar a mesma visão do mundo, para haver harmonia no casamento.

Para este critério analisa-se a relação entre os regentes dos signos da Lua. Deve haver amizade planetária entre ambos.  Deve ser vista, segundo o Dr Raman, no contexto das relações naturais entre os planetas e não segundo as relações temporais entre os planetas.

A razão é que não se trata de analisar a totalidade da carta natal, mas apenas do Nakshatra da Lua de ambos.

Quando ambos têm relação de amizade, dá-se a totalidade da pontuação, 5 pontos.

Quando um é amigo e o outro é neutro, a situação é apenas razoável.  Quando são ambos neutros, é fraca. Se são ambos inimigos, não há compatibilidade neste fator. Mas há uma exceção, que é quando os regentes dos Navamsa de colocação da Lua de ambos são amigos.

Os pontos máximos a atribuir são 5.

8. Vasya Kuta.  

Refere-se ao potencial de afabilidade entre os parceiros. Se houver desequilíbrio, um dominará o outro e poderá exercer controlo sobre ele. Uns signos são mais equilibrados do que outros:

Signo Carneiro- os melhores são Leão e Escorpião.

Signo Touro- Caranguejo e Balança

Signo Gémeos- Virgem

Signo Caranguejo- Escorpião e Sagitário

Signo Leão- Balança

Signo virgem- Gémeos e Peixes.

Signo Balança- Virgem e Capricórnio

Signo Escorpião- Caranguejo

Signo Sagitário- Peixes

Signo Capricórnio- Carneiro e Aquário

Signo Aquário- Carneiro

Signo Peixes- Capricórnio

Quando há concordância, dá-se 2 pontos.

9. Rajju. Esta critério indica a duração do casamento e a força deste.

Os Nakshatras foram agrupados em 5 tipos de Rajju:

Padarajju. – Aswini, Aslesha, Magha, Jyeshta. Moola. Revati

Katirajju. – Bharani, Pushya, Poorvaphalguni, Anuradha, Poorvashadha, Uttarabhadrapada.

Nabhi ou Udararajju. – Krittika, Punarvasu, Uttaraphalguni, Visakha, Uttarashadha, Poorvabhadrapada.

Kantarajju. – Rohini, Ardra Hasta. Swati. Shravana, Satabhisha.

Sirorajju. – Dhanishta, Chitra , Mrigashira.

A regra é que os signos da Lua dos parceiros não devem cair no mesmo tipo de Rajju. Se calharem ambos em Sirorajju, a morte do marido é provável; se calharem ambos em Kantharajju, a morte da esposa é provável.

Se calharem ambos em Katirajju, a pobreza é provável; se calharem ambos em Padarajju, o casal pode andar sempre a vaguear (sem criar raízes em algum lugar).

10. Vedha. Vedha significa aflição. Alguns Nakshatras causam aflição a outros quando estão separados por um certo número uns dos outros. Cada Nakshatra afeta um outro determinado Nakshatra e não deve, segundo esta regra, haver casamento entre pessoas cujo signo da Lua forma um destes pares sob vedha a menos que haja algum fator de alívio:

Aswini e Jyeshta; Bharani e Anuradha; Krittika e Visakha; Rohini e Swati; Ardra e Shravana Punarvasu e Uttarashadha; Pushya e Poorvashadha; Aslesha e Moola; Magha e Revati; Poorvaphalguni e Uttarabhadrapada; Uttaraphalguni e Poorvabhadrapada; Hasta e Satabhisha, Mrigashira  e Dhanishta.

11. Varna. Este critério refere-se ao desenvolvimento pessoal interno e espiritual de cada um dos parceiros. Existem 4 divisões:

Brahmin- significa o mais elevado grau de desenvolvimento. Inclui os signos Peixes, Escorpião e Caranguejo.

Kshatriya- Significa o segundo mais elevado grau de desenvolvimento. Inclui os signos Leão, Sagitário, Balança.

Vaisya- significa o 3º grau de desenvolvimento. Inclui os signos Carneiro, Gémeos e Aquário.

Sudra- Representa o último grau de desenvolvimento. Inclui os signos Touro, Virgem e Capricórnio.

A regra a aplicar é sexista e completamente ultrapassada, pois considera que uma mulher de desenvolvimento superior não deve casar com um homem de desenvolvimento inferior, mas o contrário é permitido. (porque, supostamente, o homem deve ser superior à mulher).

A concordância deste critério tem 1 ponto.

12. Nadi Koota. Este critério está ligado aos fatores hereditários e fisiológicos, incluindo a força do sistema nervoso. Corresponde à teoria dos humores e temperamentos, desenvolvida na astrologia médica desde tempos muito antigos no ocidente, desde a astrologia helenística (sanguíneo, fleumático, colérico, melancólico).

Parece também ter na sua base a ideia de que os fatores genéticos de ambos os parceiros devem garantir a variabilidade e afastar-se das mesmas características e consanguinidade.

Assim, a regra é que os dois parceiros não devem ter o mesmo temperamento mas devem ter temperamentos diferentes.

Porém, ao contrário da astrologia ocidental, na astrologia Jyotish, os temperamentos são 3 e são referidos como tendo a regência dos Nakshatras. Esses 3 temperamentos são: Vatha (Ar); Pitha (bile) e sleshma (fleuma).

Nakshatras que regem Vatha: Ashwini, Ardra, Punarvasu, Uttaraphalguni, Hastha, Jyestha, Moola, Satabisha, Poorvabhadrapada.

Nakshatras que regem Pitha: Bharani, Mrigashira, Pushya, Poorvaphalguni, Chitra, Anuradha, Poorvashada, Danistha, Uttarabhadrapada.

Nakshatras que regem Sleshma: Krittika, Rohini, Aslesha, Magha, Swati, Visakha, UttaraAshada, Shravana, Revati.

Cada um destes Nakshatras forma também um trio, começando com o primeiro Nakshatra de cada tipo como Ashwini, Bharani e Krittika, depois os 3 seguintes, etc. a regra é que cada parceiro não deve casar com alguém que faz parte da mesma combinação de 3 Nakshatras.

Sob algumas circunstâncias, é possível que duas pessoas possam casar quando o seu Nakshatra é o primeiro de um trio e o do parceiro o último desse trio como por ex., Aswini e Krittika.

Dada a importância deste critério para as conceções aceites, obtém 8 pontos quando existe acordo.

Os critérios que não têm pontuação atribuída não fazem parte dos 8 Ashta Kootas tradicionais que testam a compatibilidade do casamento por este sistema de atribuição de pontos, mas são igualmente importantes para aferir essa compatibilidade, segundo os defensores deste método.

Sistema Ashta Koota Quantitativo

O total de pontos conferido pelos 8 Ashta Kuta é igual a 36 pontos.!8 pontos ou menos indicam incompatibilidade.

Os pontos distribuem-se do seguinte modo: Varna= 1 ponto; Vasya= 2 pontos; Tara= 3 pontos; Yoni= 4 pontos; Graha Maitri= 5 pontos; Gana= 6 pontios; bhakoot= 7 pontos; Nadi= 8 pontos.

Varna– 1 ponto é atribuído quando ambos têm o mesmo . apesar de poder fazer-se uma leitura deste critério como reportando-se ao antigo sistema de castas da índia, o Dr B. V. Raman afirma que é apenas relativo ao desenvolvimento interno indicado pelos signos (confira a explicação acima).

Vasya: 2 pontos quando ambos pertencem ao mesmo; 0 pontos quando pertencem a vasya inimigos; ½ ponto para as combinações Nara- Manav- Jalchar; 1 ponto para as restantes combinações.

Tara– é obtida contando-se o número de Nakshatras entre ambos os noivos, fazendo-se a contagem do nakshatra da lua do noivo para o da noiva e dividindo-se o resultado por 9. Faz-se o mesmo para a noiva contando-se do Nakshatra da noiva para o do noivo.

Se o resultado em ambos os casos for um número par, dá-se 3 pontos. Se ambos os número forrem ímpares, dá-se 0 pontos. Dá-se 1.5 pontos se um der resultado ímpar e outro par.

Yoni– quando pertencem ambos ao mesmo animal, dá-se 4 pontos; animais inimigos tem 0 pontos; animais amigos dá-se 3 pontos; animais neutros dá-se 2 pontos; animais não amigos dá-se 1 ponto.

Graha maitram– Quando ambos os regentes do signo da Lua são amigos, dá-se 5 pontos; se um é amigo e o outro é neutro, dá-se 4 pontos; se ambos são inimigos dá-se 0 pontos.

Gana– quando ambos têm o mesmo Gana, dá-se 6 pontos, ou quando o homem é Manushya e a mulher é Deva; quando a mulher é manushya e o homem é deva, dá-se 5 pontos. Dá-se 1 ponto quando um é Deva e o outro é Rakshasa e 0 pontos quando um é Rakshasa e o outro Manushya.

Bakhoot (ou Rashi)- Este critério tem a ver com a distância entre as Luas dos noivos. Se a distância entre a Lua do homem é de 3, 4, 5, 6 signos em relação á Lua da mulher, é mau;se é de 7 ou 12 casas é bom.

A Lua da mulher a uma distância de 12 casas da do homem é mau: Colocada a 2, 3, 4, 5, 6, ou 7 casas da do noivo é bom. Quando está numa distância favorável tem 7 pontos caso contrário tem 0 pontos.

Nadi- quando ambos os noivos têm o mesmo nadi dá-se 0. Quando são de Nadi diferentes dá-se 8.


[1] Na verdade, os Ashta Kootas são oito, segundo a tradição e os leitores podem reconhecê-los pelos pontos atribuídos.  Os que não têm classificação por pontos, são critérios extra, mas igualmente importantes segundo o Dr Raman.

Relacionados

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments